Views
11 months ago

A necessidade da apropriação

Roupas brancas, para que

Roupas brancas, para que te vistas e não apareça a vergonha da tua nudez: Claramente falando sobre aceita-lo, porque ninguém mais pode salvar a não ser Jesus. Tenho uma passagem linda para compartilhar com vocês... Zacarias 3:1-4 1 E ele mostrou-me o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do anjo do SENHOR, e Satanás estava à sua mão direita, para se lhe opor. 2 Mas o Senhor disse a Satanás: O Senhor te repreenda, ó Satanás, sim, o Senhor, que escolheu Jerusalém, te repreenda; não é este um tição tirado do fogo? 3 Josué, vestido de vestes sujas, estava diante do anjo. 4 Então respondeu, aos que estavam diante dele, dizendo: Tirai-lhe estas vestes sujas. E a Josué disse: Eis que tenho feito com que passe de ti a tua iniqüidade, e te vestirei de vestes finas. Nesta passagem de Josué, diante de Deus lhe é trocado as vestes, uma nova etapa começava ali para Josué, tirando dele a iniquidade, aquilo que o separava de Deus, que impedia, o desqualificava. Assim hoje, se aceitarmos a Jesus verdadeiramente, tudo o que nos impede, desqualifica será tirado de nossas vidas, e nossas vestes trocadas para depois serem limpas... Com isso não escondendo, mas realmente cobrindo nossa nudez. Deus ou Jesus não quer que nossos pecados “nudez” sejam escondidos, mas sim cobertos... E você pode me perguntar qual a diferença entre esconder e cobrir? É simples, esconder só serve para um tempo, pois logo tudo se tornará revelado à Ele, e além do mais, escondido alguém pode achar... Agora coberto significa absorvido, perdoado, porque verdadeiramente Ele levou sobre sí lembram? Isso nada mais é do que coberto pela Graça!!! Ora para aqueles que aceitaram a Jesus, a nudez é motivo de vergonha. Quantas vezes pecamos e nem sequer levamos em conta? Se nossos pecados não são motivo de vergonha, quão longe estamos de ter vestes novas? Hoje até parece que pecar é motivacional, é tão comum que chega a ser uma exigência para muitos pseudo-crentes. Meus motivos nunca poderão sequer se comparar a razão de Cristo em mim. Porque nada que eu ou você façamos pode anular, ab-rogar, ou completar o que Jesus já fez por nós. 8

e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Como podemos verdadeiramente ver o que não queremos? O que tanto já aceitamos como normal e tempestivo, para Deus ainda continua sendo errado. Quantas vezes tentamos transformar nossos erros em tentativas de acertos? Queremos tanto justificar o que fazemos com tanta veemência que nos esquecemos de olhar com olhos críticos, olhos de cristão e começamos a enxergar como o mundo enxerga. Se não somos mais o sal da terra nem a luz do mundo, qual a razão de nossa existência ou permanência neste mundo? Para que? O único colírio que pode nos fazer voltar a ver é o Espirito Santo do Senhor. Porque só Ele convence o homem do pecado. João 16:7-11 7 - Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. 8 - E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. 9 - Do pecado, porque não crêem em mim; 10 - Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; 11 - E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado. O que muitos querem hoje é dizer que são cheios do Espirito Santo, mas suas ações não demonstram tal coisa. Ser cheio é enxergar a si mesmo com outros olhos. Valorizar o santo e afastar-se do profano, trazer para dentro de si tudo aquilo que pode alimentar e fazer crescer a Graça de Deus em nós. Muitas vezes queremos mostrar para o mundo que somos de Deus, que estamos cheios de Deus e de seu Espírito Santo com manifestações e ações coletivas, mas esquecemos que nos bastidores, nos lugares secretos e onde ninguém mais está vendo, só Ele, ali verdadeiramente temos a rica e ímpar oportunidade de nos revelar. Como poderemos enxergar se nossa visão fica cada dia mais turva? Como posso utilizar este colírio? Isso é gradativo, dia-a-dia, não quer dizer que vamos de uma vez, mas é necessária uma vida com Deus, e não uma hora, um culto ou uma pregação. 9

A Necessidade do Novo Nascimento - Projeto Spurgeon
Atos Hoje Edição 50 - Lagoinha.com
Diante da Porta Estreita - A espera