REVISTA PAUTA NOSSA Novembro/2017 Nº2

fabiolacangussu

Revista para divulgar o nosso entorno através da cultura

Novembro/2017 Nº 2

MONTES CLAROS

Safroa e Léo Ribeiro

A criatura e o criador

CAMPINAS

Os sem bienal

Humor para contornar obstáculos

enfrentados pelos autores nacionais

ITUMBIARA

THEO - Além da liberdade

Cinema feito no interior de Goiás


PROJETO COLETIVO

ESPAÇO PARA UNIR

E DIVULGAR REGIÕES

EDITORIAL

Revista Pauta Nossa é um projeto

Acoletivo. Estamos na Segunda edição,

reforçando que a PAUTA NOSSA

´não tem fins lucrativos e não possui organograma.

Cada participante é responsável pelo próprio espaço,

criando pauta e divulgando imagens.

A nossa principal regra é: Injuria, difamação

e propagação do ódio são expressamente proibidas.

Queremos espalhar coisas boas e esperamos ter

pautas que nos ajudem nesse caminhar.

Não abordaremos temas políticos e religiosos,

mas queremos muito conhecer projetos sociais que

geram frutos e sua cidade.

Quanto a espaço de apoio cultural. Sim, o

responsável pela página pode ceder espaço para

divulgação de marcas. Ele é o único responsável por

isso, inclusive se houver moeda envolvida. O valor

total é entregue diretamente ao encarregado pela

pagina, não havendo repasse para os organizadores

gerais da Paula Nossa.

O prazo de entrega de material para a edição

é o dia 8 do mês da publicação

Esperamos que você se junte a nós, mostrando

um pouco de sua cidade e de seu estado.

3

Abraços,

Revista Pauta Nossa


ÍNDICE

06

09

13

21

26

30

CAMPINAS

0S Sem Bienal

QUIXERAMOMBIM

Lançamento do livro

Miolo da Rapadura

CAPA

Safroa Riguilida

O alter egor do ator Léo Ribeiro

ITUMBIARA

THEO - Além da Liberdade

GIRO

Agenda cultural

PARACATU

De Codisburgo a Paracatu

EXPEDIENTE

CAPA – foto divulgação

Revista Pauta Nossa não possui

organograma.

* Angela Macário - Gota de

água

Queremos saber um

pouco de sua cidade e região.

Fale sobre pontos turísticos,

agenda cultural, curiosidades...

Envie sua página no e-

m a i l f a b i o l a c a n g u s-

su@yahoo.com.br

No assunto escreva

PAUTA NOSSA . Textos e

fotos devem ser encaminhadas

até o dia 8 de dezembro,

para ser incluída na

próxima edição.


CAMPINAS SEDIA

OS SEM BIENAL

CAMPINAS

No dia 12 de novembro

aconteceu a segunda

edição do evento OS SEM

B I E N A L , n a L i v r a r i a

Leitura, do Campinas

Shopping, em Campinas

/SP e contou com a presença

de 20 autores, que com

muito bom humor uniram

forças para divulgar a

literatura nacional, mesmo

não participando de eventos

tradicionais, como a

Bienal do Livro do Rio de

Janeiro.

As escritoras Nina

Reis, Pri Ferraz e Tuka

Vilhena foram as idealizadoras

das duas edições,

sendo que a primeira

aconteceu no dia 23 de

setembro em São Paulo. O

resultado estimulou a dar

sequencia aos encontros

dos sem bienal.


CAMPINAS

AUTORES PRESENTES

EM CAMPINAS

Ao todo foram vinte

autores presentes, entre

eles:

A g n a l d o A l v e s ,

A n a C o s t a , C a m i l a

Moreira, Daniel Henrique,

Elisete Duarte, Fabiane

Zambelli, Flávia Matos,

Giovana Soares, Kacau

T i a m o , K h a t e r i n e

Laccomt, Maitê Martins,

Nina Reis, Patrícia F.

G o m e z , P r i F e r r a z ,

R e b b e c a C r u z , S u e

Hecker, Tuka Vilhena,

Vi n a F e r r e i r a e Vi v i

Cordeiro.

E segundo os organizadores,

o resultado foi

comemorado por todos os

envolvidos, como autores,

leitores e a própria livraria

sede do evento e a tendência

é aumentar o número de

participantes nas próximas

edições.

7


CAMPINAS

CLICKS

OS SEM BIENAL

8


LANÇAMENTO DO "MIOLO DA RAPADURA"

NA CASA DE ANTÔNIO CONSELHEIRO.

QUIXERAMOMBIM

Na noite de 31 de

outubros, na Casa de

Antônio Conselheiro, em

Quixeramombim – CE,

aconteceu o lançamento do

livro Miolo da Rapadura do

poeta Klévisson Viana, um

dos maiores nomes da

literatura de cordel.

Muito embora tenha

nascido na zona rural do

m u n i c í p i o d e

Quixeramobim, esta foi a

primeira vez que o poeta e

cordelista foi convidado,

oficialmente, para um

evento em sua terra natal.

O escritor Bruno

Paulino, a arqueóloga e

escritora Marcélia Marques,

a historiadora Vládia Lima e

muitos outros amigos de

Klévisson estiveram presentes

ao lançamento do

Miolo da Rapadura.

. O escritor se diz

grato a todos os organizadores

do evento e agradece

também pela presença, na

plateia, o escritor Félix

Cordeiro de Almeida e o

excelente desenhista e ator,

Romero de Andrade Lima,

s o b r i n h o d e A r i a n o

Suassuna.

9


10

QUIXERAMOBIM


QUIXERAMOMBIM

NOVEMBRO/2017

ACADEMIA DE LETRA

LEVA LITERATURA PARA SALA DE AULA

No dia 14 de novembro,

no auditório da Escola

de Ensino Médio em Tempo

Integral Coronel Humberto

Bezerra aconteceu a entrega

da premiação do I

Concurso Literário promovid

o p e l a A c a d e m i a

Quixeramobinense de

Letras – AQUILETRAS,

juntamente com o Centro de

Atenção Psicossocial –

CAPS de Quixeramobim.

O concurso literário

com o tema: “Viver o que é?

Diga lá, meu irmão!” teve

como principal objetivo

incentivar os alunos e

professores com o uso da

linguagem estética aproximá-los

da experiência

singular que o olhar poético

pode proporcionar diante da

vida.

A REVISTA PAUTA NOSSA

TEM ORGULHO DE REPERCUTIR ESSE

EVENTO.

ESPERAMOS QUE ELE INSPIRE OUTRAS

CIDADES!

11


QUIXERAMOMBIM

LITERATURA EM

SALA DE AULA

12


SAFROA RIGUILIDA

O ALTER EGO DO ATOR LEO RIBEIRO

CAPA

*Fabíola Cangussu

Um mulherão sem tapa na língua,

com autoestima elevadíssima,

detentora do talento de falar sobre o

cotidiano e que não perde a oportunidade

de espalhar sorrisos por onde

passa. Essa é Safroa Riguilida, alter

egor do ator Leo Ribeiro.

13


O CRIADOR

DA TIMIDEZ AOS PALCOS

14

Leo Ribeiro, jovem

de sorriso aberto, confessa

ser uma pessoa tímida. E

por mais paradoxo que

possa parecer, isso o levou

ao mundo do teatro e,

consequentemente, criado

a personagem que conquistou

o Norte de Minas e

a internet, Safroa Riguilida.

— Aconteceu tudo

por acaso. A escola foi o

d e s p e r t a r a r t í s t i c o .

Precisávamos apresentar

um trabalho através do

teatro. Como sou muito

tímido pensei, vou escrever

o texto, assim faço minha

parte e fico livre de apresentar

— comentou o

jovem.

Mas às vezes, os

deuses da arte resolvem

CAPA

interferir e mudam o enredo.

Um dos garotos teve

problema e não pode ir à

apresentação da parte da

manhã, e os colegas

deixaram claro que o jovem

Leo é que tinha que o

substituir, por conhecer o

texto.

— Quando terminamos

a apresentação eu tive

certeza de ser isso que eu

queria fazer. Estar em cena

— Leo afirmou.

Sabendo do talento

do sobrinho, uma tia de Leo

Ribeiro, se propôs a pagar

um curso de teatro. Como o

melhor, existente da cidade

de Montes Claros, no Norte

de Minas, era caro para o

orçamento da família, ele

ingressou em um grupo

PROFISSIONAL DOS PALCOS

Hoje, Leo dedica

tempo integral a carreira de

ator. Além de participar das

peças de sua companhia,

Entre In Cena, ele também

integra elencos de outros

grupos.

— Vivo, ou melhor,

sobrevivo com minha arte.

Nunca é fácil. Estamos

sempre batalhando para

teatral da igreja, o qual é

grato pela experiência

adquirida e compartilhada

neste período.

realizar novos projetos. A

dificuldade começa do

básico, como o transporte.

S e i q u e a s p e s s o a s

abraçaram meu trabalho e

querem que estejamos

p r e s e n t e s e m s u a s

empresas e eventos, e que

a p l a u d e m a s n o s s a s

peças.Se dependesse de

mim, eu iria a todos os lo -


cais — explica Leo — Mas

temos custos e infelizmente,

nem sempre podemos

arcar.

O apoio cultural,

segundo o ator é de suma

importância para que a arte

e seus personagem sigam

conquistando pessoas,

provocando sorrisos e

reflexões.

EMPRESÁRIO

Uma das soluções

apresentadas pelo jovem

ator, para o seu desenvolvimento

profissional é a

presença de um empresário,

ajudando-o na administração

de sua carreira.

— No geral, nós

artistas temos problemas

em tratar questões relacionadas

a área de negócios.

Há tanta vontade de compartilharmos

nossa arte e

colocamos em segundo

plano questões práticas

como nossa sobrevivência

— o jovem comenta em tom

de brincadeira — O empresário

ou agente teria o papel

de organizar todo o negócio

do artista, o marketing,

relações públicas e contratos

e assim nos proporcionar

tempo para a criação.

S e g u n d o L e o

Ribeiro, no Norte de Minas

há profissionais atuando

nesse setor, contudo,

infelizmente, ainda não

perceberam a dimensão

alcançada por seus personagens,

principalmente

Safroa.

—Muitos desconhecem

a proporção que

Safroa Riguilida alcançou.

Ela ultrapassou fronteira e

hoje é nacional. Com um

bom profissional ajudando

na administração de nossa

carreira, continuaremos

levando Montes Claros a

outros cantos do país.

15


CRIATURA

NASCIMENTO DE SAFROA

A voz foi primeira a

nascer, algo parecido com

os consagrados personagens

de Chico Anysio,

surgidos no rádio e depois

conquistaram gerações em

programas de televisão.

Safroa Riguilida tem a voz e

o jeito de falar inspirados

em uma antiga vizinha de

Leo Ribeiro.

— O s a m i g o s e

família divertiam com a voz

de Dona Cota, primeiro

nome de Safroa, mas foi no

casamento de uma tia, que

ela tomou corpo. Lógico que

a noiva ficou com medo de

atrapalharmos o casamento,

assim, somente me

autorizou aparecer caracterizado

na festa —ele

conta rindo ao recordar a

reação dos convidados.

Safroa foi sucesso

total, disse o ator, que é só

elogio as pessoas que o

abraçaram e apoiaram em

sua primeira aparição.

—Isso, eu devo a tia

Terezinha, que sempre

incentivou o meu dom e foi

a responsável pelo visual e

concepção de Safroa,

inclusive o nome, que vem

do tempero açafrão, responsável

por dar sabor e

cor aos alimentos.

EVOLUÇÃO

16

O visual de Safroa

sofreu mudanças desde o

seu surgimento aos dias de

hoje. Alguns fãs dizem que

ela rejuvenesceu com o

tempo.

— Eu discordo dessa

ideia do rejuvenescimento.

N a m i n h a c o n c e p ç ã o ,

Safroa deixou de ser uma

caricatura e passou a ser

uma pessoa — Leo opinou e

aproveitou para explicar o

motivo da mudança— Um

amigo disse que o visual

antigo no primeiro momento,

poderia arrancar gargalhadas,

mas com o passar

do tempo tornaria cansativo.

Como estamos aqui para

aprender, seguimos o

conselho.


E o jovem leva a

sério a importância do

aperfeiçoamento. Para

manter o visual de uma

dona de casa poderosa,

que se gosta, o ator assistiu

vários vídeos de automaquiagem

e de maquiagem

artística.

— Safroa me fez

mergulhar no universo

feminino, e descobri o

quanto é difícil ser mulher.

Desde os cuidados com

nossa aparência, afinal, o

conceito de feminilidade

inclui, modificarmos nossa

aparecia, com depilação,

maquiagem, pintura de

cabelo e das unhas . Por

TRAJETÓRIA

isso digo a todos, olhem

suas namoradas, irmãs e

mãe com mais respeito.

Tratem as mulheres com

dignidade. Além de realizarem

todas as atividades que

nós homens fazemos, elas,

normalmente, executam

tarefas extras – aconselha o

jovem.

17

Dos palcos e eventos,

Safroa foi parar na TV,

em um canal a cabo, com

participação especial no

programa Jeito Mineiro.

Com o fechamento da

emissora, Leo optou por

mergulhar no universo do

Youtuber, criando seu

próprio Canal.

De boa com Safroa

chegou a internet e também

a um novo canal a cabo

consolidando o personagem

e também o ator.


ENTREVISTA

Não falta personalidade

nas entrevistas de

Safroa, como Wesley

Safadão, Gustavo Lima e

demais nomes da música

brasileira que visitam

Montes Claros.

17


19


LIVE NO FACE

Foi através das entradas

ao vivo, na rede social Facebook,

que Léo Ribeiro tomou conhecimento

do alcance de Safroa.

— Já sabia que ela era

compartilhada por pessoas além

das fronteiras norte mineira.

Porém, nas entradas ao vivo, isso

ficou evidente. Safroa conversa

com brasileiros de todos os

cantos do país e também com os

que estão no exterior. Há vários

apelos para que ela conheça

suas cidades. O que só fica viável

se tivermos algum contrato e

patrocínio – Leo explica porque

Safroa ainda não está rodando os

palcos do país.

NOVOS PROJETOS

N o i n í c i o d e s t e m ê s ,

através do grupo de teatro Entre In

Cena, Leo realizou uma seleção

de atores para reencenar a peça

“Sexo Farmacêutico”, visando dar

oportunidade a novos atores.

20

A revista Pauta Nossa aguarda a

estreia e deseja sucesso a Léo

Ribeiro, talento que vai além de

Safroa, a nossa musa.


THEO – ALÉM DA LIBERDADE:

o longa-metragem do interior goiano

ITUMBIARA

Viviane Silva

THEO – ALÉM DA LIBERDADE um longa-metragem rodado

e produzido pela garra e vontade de um publicitário que

“não sabia que era impossível, foi lá e fez”. O filme é

baseado em fatos reais, ambientado no ano de 1958.

Aquele período foi marcado por acontecimentos marcantes

como a construção de Brasília e vários outros

eventos que ajudaram a escrever a história do Brasil e

do mundo.

21


CONTEXTO

No interior do país as

pessoas ainda estavam

alheias ao que acontecia

nos grandes centros e até

pelo mundo a fora. Além do

rádio, a recém-nascida

televisão ainda era para

poucos e a informação do

que acontecia chegava

apenas a um pequeno

território deste pais continente.

Os interioranos

cultivavam hábitos simples

e de certa forma estranho

para a atualidade, mesmo

que ainda hoje encontramse

fatos muito próximos

como o que é contado no

filme. Um desses hábitos

era entregar filhos para

serem criados por famílias

mais abastadas, na expectativa

de garantir um futuro

melhor para essas crianças.

Em alguns casos o resultado

não era o que se esperava

e essas famílias acabavam

aproveitando das

crianças para fins de

trabalho, tratando-as como

serviçais. Neste período

onde os coronéis eram os

que ditavam as regras, por

causa do seu dinheiro, eles

agiam como donos sem

escrúpulos, que acreditavam

poder fazer tudo aquilo

q u e q u i s e s s e m , s e m

respeitar o direito das

outras pessoas e fazendo

ameaças a qualquer um

que ousasse afrontá-los.

SINOPSE

22

O filme tem roteiro

Neftaly Goulart e Julio

Quinan, que é também o

diretor. Primeiro longametragem

produzido no Sul

de Goiás, mais especificamente

nas cidades de

Morrinhos (onde as cenas,

na sua maioria, foram feitas)

e Itumbiara.

THEO - ALÉM DA

LIBERDADE discorre

sobre a história de vida da

jovem Theolina entregue

em adoção pelo pai para

uma rica e poderosa família

no interior do país. Alheio à

realidade que acontecia no

Josy Caribe

casarão da família Salgado,

ele acreditou ter feito o

certo, mas nem imaginava a

cruel realidade que teve

que ser enfrentada por sua

filha e pela jovem Maria que

junto com Theo enfrentou

abusos e violência nas

mãos da família Salgado.


As jovens seguiam

envolvidas em um mundo

de terror e inocência. A

comunidade da pequena e

pacata cidade fazia “vista

grossa” para o que acontecia

no porão da casa. As

duas meninas, juntas,

viviam um dia de cada vez

na luta pela liberdade.

A história foi baseada

em fatos reais e contada

com uma sensibilidade

tocante. É um filme forte

que desperta questionamentos

e nos leva a pensar

o que poderia ter sido

evitado, se as pessoas não

tivessem se omitido por

causa do medo de enfrentar

os “coronéis” na época.

IMPRESSÕES

Eu não sou crítica de

cinema, mas me atrevo a

dizer que o filme foi perfeito

com suas imperfeições, os

detalhes das cenas, a

tensão em cada tomada

traduzindo a cruel realidade

v i v i d a p e l a s j o v e n s .

Impressionante foi a palavra

que surgiu quando as

luzes do Teatro Maria Pires

Perillo, em Itumbiara,

acenderam. Foi a segunda

noite de exibição do filme,

após o pré-lançamento na

cidade de Morrinhos, no

Teatro Juquinha Diniz que

recebeu mais de 250

pessoas, entre elas, autoridades

como o prefeito

Rogério Troncoso e o

secretário de Cultura, José

Henrique Macedo.

Quem teve o prazer

de ver o filme se emocionou,

se indignou com a

conduta da família Salgado,

mas acima de tudo comem

o r o u , p o i s , J u l i o

Gonçalves Quinan e uma

trupe de profissionais e

estreantes competentes

f o r a m p r i m o r o s o s a o

produzir THEO e, temos a

certeza de que a obra será

muito bem vista nas exibições

programadas para

várias salas do Brasil a fora

e canais de filmes por

assinatura. Mas antes do

circuito nacional, Théo-

Além da Liberdade será

inscrito nos principais

festivais do país e do

exterior.

23


MANHÃ DE DOMINGO

OS BASTIDORES

Julio Gonçalves Quinan

24

A dedicação dos profissionais ao

trabalho de arte foi imprescindível, desde

a definição da paleta de cores da iluminação,

que é o uso de lentes para cada

temperatura luz na cena, até maquiagem

e o uso de figurinos de época para se

chegar àquela atmosfera perfeita de

reconstrução de um período pouco

explorado pelo cinema nacional atualmente.

Júlio Gonçalves Quinan ao contar

a história de sua mãe, propôs fazer um

resgate do passado vivido por muitas

“Theos”. Julio é publicitário, escritor e

“especialista” em produzir filmes com

baixo orçamento e se impôs o desafio de

produzir um longa de época fora do eixo

Rio-São Paulo. Como “missão dada é

missão cumprida” como dizem, ele concluiu

seu trabalho com eficiência a partir da

estreia de THEO, ALÉM DA LIBERDADE,

ele inicia um novo desafio, que é mostrar

sua arte para todo o país. O primeiro feito

está escrito na história do cinema em

Goiás. Alem de ser o primeira longa metragem

de Itumbiara, Julio deu inicio a um

possível núcleo de cinema fora das capitais

nessa nova era digital. Lança o tapete

vermelho para novos talentos e abre a

oportunidade para arte dos Cerrados se

engrandecer, mesmo diante de labirintos

burocráticos da leis de incentivos e patrocínios

que se tornam mais desafiadores do

que do jardim inglês Longleat.


O ELENCO

Elenco do filme antes da exibição do filme, em Itumbiara, no Teatro Maria Pires Perillo – Crédito: Viviane Alves

Quinam contou com

uma equipe jovem e talentosa,

além de brilhantes

atores, alguns iniciantes e

outros na estrada há muito.

Entre eles está Jackson

Antunes, já consagrado

como um dos grandes

nomes da dramaturgia

nacional e sua participação

no filme como “Seu Juca”

trouxe uma riqueza inigualável

para o projeto.

Conheça o nome dos

participantes do filme:

Jackson Antunes, Roberto

G a r c i a M á r q u e z ,

Alessandro Ramos, Elaine

Crisan, Isadora Caixeta,

Barbhara Borges, Fhelipe

C h r i s o s t o m o , D a v i

R o d r i g u e s , D é b o r a

Graciano, Alline Schineider,

José Ronaldo, Neftaly

Goulart, Fabiane Alves, Dori

Olizeti, Theolina Gonçalves

e Julio Quinan.

25


RIO DE JANEIRO

Jô Ramos lança, dia 24 de

novembro, à 17h, no Café & Pauta

Bistrô Livraria Ipanema, o seu

novo livro «Rio de Janeiro – Uma

Questão de Políticas Públicas – A

Urbanização de Pereiras Passos»

Local: . Rua Visconde de Pirajá

365B Lola12 Galeria Fiamma –

Ipanema -Rio de Janeiro

BELO HORIZONTE

GIRO

NITEROI

Em Os Negros, um

tribunal é instalado para que

uma corte composta por

brancos julgue os crimes

supostamente atribuídos a um

grupo de negros. Entre cômicos

depoimentos e estranhas

reconstituições, logo percebemos

que uma grande farsa fora

montada para chamar a

atenção para questões raciais.

Data: de 16.11.2017 até

10.12.2017

Local: Funarte - Fundação

Nacional das Artes -

Rua Januária, 68, Centro -

Belo Horizonte/MG

14Bis , juntamente com

Flávio Venturini, apresenta no

dia 19 de novembro, na Praia

de São Francisco, em Niteroi.

A ampla programação começa

a partir das 8h.


GIRO

ITUMBIARA

108 ANOS DO «CAMINHO DA CACHOEIRA

Oswaldo Montenegro

a p r e s e n t a n o d i a 1 6 d e

novembro, às 21h, no Teatro do

Bourbon Country, o show

“Nossas Histórias”.

Local : Avenida Túlio de Rose,

80 - Passo da Areia – Porto

Alegre/RS

PORTO ALEGRE

FORTALEZA

A A C E – A s s o c i a ç ã o

Cearense de Escritores lança no dia

25 de novembro, às 16h, na Casa

Juvenal Galeno, a sua 4ª Coletânea:

CARTOGRAFIA da Palavra Livre.

Local: Rua General Sampaio, 1128,

Fortaleza-CE

Fotos: Arquivo pessoal

SIQUEIRA CAMPOS

Letícia Godoy, juntam

e n t e c o m M a r i a L u i z a

Ghiraldeli, acaba de fechar

com a editora Constelação

para lançar em conjunto a obra

“Operação Shanghai”. Os fãs

das autoras aguardam ansiosos

a chegada de 2018, para

conferirem o lançamento da

obra!

Siqueira Campos/PR

Sucesso!

27


GIRO

FLORIANÓPOLES

Acontece nos dias

17, 18 e 19 de novembro a

3ª Mostra de Corais de

Florianópoles, no teatro

Pedro Ivo. Na ocasião será

oferecida uma oficina

prática com foco na corporalidade

do coralista. Serão

exercitados aspectos da

técnica vocal e corporal na

preparação de cantores no

ambiente do coro, assim

como trabalhadas algumas

possibilidades de movimentos

e jogos corporais

que trabalham elementos

como musicalidade, engajamento

e energia física,

senso de coletividade,

concentração e performance

diante do público e além

de outras atividades.

Local: Rodovia SC 401,

4600 - Saco Grande –

F l o r i a n ó p o l e s / S C

28


GIRO

DOURADOS

No dia 24 de novembro, J

Quest faz show Acústico em

Dourados/MS, a partir das 23h,

no Salão de Eventos Unigran.

Local: Rua Balbina de Matos,

2121 – Dourados/MS

MANAUS

Nos dia 17 a 19 de novembro

acontece o Festival NEMA (Nossa

Energia Move a Amazônia). Um super

evento que vai reunir no caldeirão da

Arena da Amazônia alguns dos principais

ingredientes que movem a região:

Gastronomia, Esporte, Música e

Negócios.

Local : Avenida Constantino Nery,

5001- Flores Manaus - Amazonas

*Ingressos na portaria

ERRATA

29

ADRIANA SOUZA

Na edição de outubro, publicamos

o nome da competente profissional da beleza,

errado. Atua em Montes Claros, realçando a beleza feminina

através da maquiagem


DE CORDISBURGO A PARACATU:

O sertão vivo nos 50 anos de morte de Guimarães Rosa

PARACATU

A obra de Guimarães Rosa e sua relação com o sertão

mineiro são temas do evento “De Cordisburgo a Paracatu: O

sertão vivo nos 50 anos de morte de Guimarães Rosa”, que

acontece de 18 a 25 de novembro na cidade de Paracatu.

Realizado pela Academia de Letras do Noroeste de Minas

(ALNM) e pelo Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em

Literatura e Afins – Nonada, da Universidade Estadual de

Montes Claros (Unimontes), a ação busca por meio de atividades

literárias, culturais e educacionais evidenciar o papel do

escritor na vanguarda da literatura brasileira por seu trabalho

de linguagem e sua prosa de ficção.


PARACATU

SEMANA DE ARTE

O evento, que é

gratuito e faz parte da

programação da Semana

d e A r t e e C u l t u r a d e

Paracatu, será realizado em

quatro espaços do municíp

i o : E s c o l a E s t a d u a l

Antônio Carlos; ALMN;

AMNOR; Casa Kinross. As

atividades incluem palestras,

oficinas, teatro, desfile

de moda, apresentação

musical e exibição de

filmes. As oficinas têm

vagas limitadas e as inscrições

devem ser realizadas

na Academia de Letras ou

pelo e-mail academialetran

o r o e s t e m i-

nas@yahoo.com.br. “Nosso

objetivo é difundir a

literatura de Guimarães

Rosa, apresentado um

pouco mais da genialidade

do escritor aos moradores

da cidade. Além disso,

queremos dar mais subsídios

a professores e alunos

p a r a d i s c u t i r a o b r a

Roseana”, pontua Helen

Pimentel, presidente da

ALMN e uma das organizadoras

do evento.

31


PARACATU

FEITO ROSA NO SERTÃO

Foto: Altemiro Olinto

Site - Vida de turista

32

Além das palestras e

oficinas ministradas por

p e s q u i s a d o r e s d a

Unimontes, o evento vai

contar com a participação

do ex-deputado Estadual

Almir Paraca, que vai

ministrar, no dia 18 de

novembro, às 20h30, na

Escola Estadual Antônio

Carlos, a palestra “Relato

de Experiência: Feito Rosa

no Sertão”. Almir é um

estudioso da obra de

Guimarães Rosa e seu

estudo aborda a intersecção

da literatura de Rosa

com o sertão mineiro.

O evento conta com o

a p o i o d a P r e f e i t u r a

Municipal, da Kinross, da

S u p e r i n t e n d ê n c i a

Regional de Ensino, do

SEBRAE, e tem patrocínio

de empresas e empresários

locais


33

More magazines by this user
Similar magazines