Revista Carta Premium - 5a Edicao

revistacartapremium

Quinta edição da revista Carta Premium traz reportagens exclusivas sobre gins premium nacionais, lista de espumantes premiados, mais de 100 opções de receitas de drinques e coquetéis com cachaça, lançamentos de destilados e de cervejas

In Praesentia

nessa área: Tupiniquim, Bodebrown,

Bierbaum, Dogma, todas são cervejarias

que viraram objeto de desejo”,

acrescenta or porta-voz da Bräu Akademie.

Já Guilherme dá quatro opções nacionais

e 1 importada:

• da Bodebrown: a Hair of the Bode

• da Way Beer: Sou Feia Mas To Na

Moda

• Cervejaria Blumenau: uma Catharina

Sour

• da Dogma: a Rizoma

• da norte-americana Brooklyn: The

Discreet Charm of the Framboise

“Também posso mencionar a Way

Beer, que já começou trabalho de

exportação de rótulos para os EUA.

Outra pioneira e sempre inovadora, é

a Bodebrown, que vem ditando moda

entre os apreciadores e possui rótulos

de qualidade com muitos prêmios

nacionais e internacionais. Fora de

Curitiba temos muitas outras, a Tupiniquim,

Seasons e Perro Libre, do

Rio Grande do Sul estão ganhando

grande destaque nacional, a Júpiter,

a Dogma, a Colorado, Wals em Minas

Gerais e muitas outras”, lista o porta-

-voz do Centro Europeu.

Sobre os cursos

Tanto o Centro Europeu quanto a

Bräu Akademie já estão com cursos

programados para o início de 2018.

Na Bräu Akademie, o destaque do

curso fica por conta da ênfase prática

no Curso de Sommelier. “Muito se

fala do curso da Doemens, por isso

vamos fazer um comparativo. Um dos

principais diferencias da Bräu Akademie,

em relação a Doemens, é tratar

bastante das escolas cervejeiras.

Acreditamos que é fundamental para

os alunos esse conhecimento para

que possam melhor compreender os

estilos. Outro diferencial do nosso

curso são os dois dias voltados exclusivamente

às harmonizações, isto

porque o curso da Doemens também

trata superficialmente. No Brasil, as

pessoas que procuram o curso estão

buscando entender um pouco sobre

tudo. Por isso, também falamos de

serviço, de mercado, onde o futuro

profissional vai atuar, seja em um

bar ou em uma cervejaria; falamos de

serviço de como servir uma mesa, armazenar

adequadamente chope, etc.

temperatura de serviço, copo, e temos

muito práticas. São cerca de 100 cervejas

degustadas, focamos mesmo na

prática. Além disso, nossos professores

estão entre os melhores profissionais

do segmento. Na avaliação que

passamos sempre ao final de cada

turma, os alunos avaliaram o corpo

de docentes com nota 9,5 em média.

Focamos muito assim na qualidade

de ensino, nos professores, na teoria

também mas bastante na prática” finaliza.

A Brau AKademie também presta

consultoria para bares e restaurante,

mas principalmente para cervejarias,

na escolha de equipamentos.

Informações completas sobre os cursos

e consultoria estão disponíveis

pelo email atendimento@brauakademie.com.br

e no site http://www.

brauakademie.com.br .

No Centro Europeu, a harmonização

também tem destaque especial. “Na

área de gastronomia, sou formado

pelo curso de Chef de Cuisine e Restaurateur

do Centro Europeu, me formei

pelo ICIF na Itália em 2012 no

curso de Master de Culinária Italiana,

estagiei em 2 restaurantes italianos

por 4 meses, ambos com uma estrela

Michelin. Já na area cervejeira,

além de ler muito sobre o assunto,

fiz o curso de cervejeiro de panela

na Bodebrown em 2013 como hobby,

me interessei pelo assunto e

fui atrás de mais informação. Em

2015, me formei no curso de Beer

Sommelier da UP com Daniel Wolf

e fiz um curso de Master de Estilos

e Avaliação de Cervejas pelo

Siebel Institute em Chicago, nos

EUA, antes de começar o projeto

do curso do Centro Europeu. Nosso

principal diferencial é foco na

harmonização e receitas com cervejas.

Abordamos todos os pilares

que um bom sommelier precisa ter

para entrar no mercado de trabalho:

ingredientes, escolas cervejeiras,

estilos e análise sensorial.

Mas como minha principal formação

é com base na cozinha e o

Centro Europeu tem um curso de

chef muito forte no mercado, esse

foco é essencial. Com a quantidade

de cursos que vem aparecendo,

muitos profissionais esquecem

que a harmonização não é tão fácil

assim, pois existem muitas variáveis

além de dizer o que combina

com o que, e tendo uma boa formação

em ambas áreas consigo

trabalhar bem e ajudar os alunos

a ter um horizonte mais claro

quando trabalhamos com harmonização

de cervejas e comida,

sejam queijos, doces, embutidos

ou pratos mais elaborados. Com

isso, conseguimos juntar a teoria

com o que acontece na prática da

harmonização nos restaurantes e

assim transformar a experiência

mais real e fácil de ser absorvida”,

conclui o docente.

Mais informações sobre os cursos

do Centro Europeu, datas e novas

turmas no site http://centroeuropeu.com.br

.

144

More magazines by this user
Similar magazines