Revista Carta Premium - 5a Edicao

revistacartapremium

Quinta edição da revista Carta Premium traz reportagens exclusivas sobre gins premium nacionais, lista de espumantes premiados, mais de 100 opções de receitas de drinques e coquetéis com cachaça, lançamentos de destilados e de cervejas

Etiqueta

www.mixologynews.com.

br/07/2017/destaque/macunaima-

-drinque-classico-do-boca-ouro/. Mas

ainda vendemos muita caipirinha nos

bares brasileiros, o que não é ruim, ao

contrário, temos que investir no que

é nosso, estudar mais as 36 madeiras

certificadas para envelhecer cachaça,

as técnicas empregadas, a história da

cachaça, pensar no que é nosso com

carinho e acabar com o estigma que a

cachaça tem. Temos cachaças espetaculares

que deixa muito destilado importado

“no chinelo”.

Carta Premium: Poderia citar alguns

rótulos de cachaça que conheceu

nos últimos anos e que vem se

destacando?

Paulo Cesar Corghis: Gosto muito

do trabalho que a cachaça Princesa

Isabel tem feito. A Princesa

Isabel Sete cores (passada em

Jaqueira), a Corrupião (blend de

Bálsamo e Jaqueira) e a Princesa

Isabel Ouro (esta deu notas amadeiradas

muito boas ao Cachaça

Sour) são espetaculares. Gosto

muito da Século XVIII do Nando

Chaves e a acho espetacular.

Sobre cachaça branca... uma das

que chamou atenção foi a Serra

Limpa, que passa em madeira

Frejó e harmoniza muito bom na

versão do Dry Martini. Outra que

admiro muito é a Caraçuípe, uma

das preferidas da Isadora Fornari

em que fizemos um versão do

Moscow Mule, a mesma que chamamos

de Mula do Alagoas e finalizada

com a espuma de Jambu,

receita dada de presente pela minha

querida e extremamente pro-

fissional Adriana Pino. Recomendo

também a cachaça Caboclinha,

que tem notas de anis e deixa a

caipirinha espetacular. A cachaça

Wiba!, do Wilson Barros, também

é excelente. E destaque para a

cachaça Alpha de Amburana que

fica perfeita com a versão do Caju

Amigo. Vale citar também o trabalho

da Weber Haus: muito bosa as

cachaças como a de Amburana e

também para Severina do Popote,

armazenada em Bálsamo, com um

picância impar. Queria também

lembrar da excelente Yaguara orgânica

e a Porto do Viana recém-

-lançada pela Gouveia Brasil. E

não poderia esquecer da Leblon

que apesar de ter uma distribuição

em nível industrial ainda se mantém

como uma excelente cachaça

de alambique. No Rio de Janeiro,

no Bazzar Restaurante, tomei uma

versão de Manhattan com cachaça

Werneck Ouro e est espetacular.

E poderia ficar muito tempo falando

de outras excelentes cachaças

como a Sapucaia, Tiziu, vários estilos...

fiquei impressionado com a

qualidade que estamos atingindo

e isto ficou evidente na última Expocachaça

2017 em Belo Horizonte,

MG.

Carta Premium: Estamos às portas

do verão, época em que bares, restaurantes

e bistrôs renovam sua carta de

olho em conquistar novos clientes.

Que tipo de drinques não esquecer de

colocar no cardápio? Qual a sua dica

para harmonização?

Paulo Cesar Corghis: Recomendo

uma versão que fizemos do Moscow

Mule e usamos cachaça Caraçuípe

chamando-o de Mula de Alagoas. E

em homenagem ao Marcelo Serrano

que pôs pela primeira vez a espuma

no Moscow Mule colocamos uma espuma

de Jambu, cuja receita agora

é da barwoman Adriana. Recomendo

também um Silva Collins com cachaça

envelhecida em Amburana Fazenda

Quinta, limão e club soda feito

excepcionalmente pelo barman Rafael

Ferraz no Restaurante Bazzar em

Ipanema. Um belo Cachaça Sour feito

com cachaça com notas de carvalho

onde faço com Princesa Isabel Ouro,

limão tahiti, açúcar e clara de ovo cai

muito bem neste verão pela leveza e

notas cítricas e amadeiradas. A nossa

e sempre presente caipirinha com

limão galego de preferência e pouco

açúcar para que possamos sentir as

notas da cachaça. E também recomendo

a versão do Bombeirinho (minha

receita artesanal) que vendemos

no Sagarana onde faço um infusão de

ervas e especiarias na cachaça branca

com xarope de frutas vermelhas. A

versão Fizz deste Bombeirinho ficou

bem instigante.

Carta Premium: Poderia nos indicar

três drinques de sua autoria, de preferência

com cachaça?

Paulo Cesar Corghis:

Primeiro: Blackberry Cachaça Frozen.

Ingredientes:

- 1 parte de Cachaça Princesa Isabel

Ouro

- ½ parte de limão Siciliano

- ½ parte de Luxardo

- 2 bailarinas (1/5 parte) de geléia de

58

More magazines by this user
Similar magazines