Views
1 month ago

Guia da 3ª Idade #19

Iniciamos 2018 Nesta época do ano é comum tentar - finalmente - por em prática algumas resoluções, buscar caminhos, viver melhor. Cuidar da saúde, também. Uma boa notícia para a nossa saúde é que o nosso organismo procura responder positivamente a todo esforço em direção a uma vida saudável. É um bom início. E para mostrar os novos parâmetros que estão moldando o planejamento de um mundo idoso, trazemos uma significativa pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geriatria e Gerontologia – São Paulo, em parceria com a Bayer, que revela como os idosos do Brasil encaram o avanço da idade, o que aflige essa geração que está mudando o perfil da população brasileira. Mostrar soluções que se apresentam para os desafios a serem enfrentados é a nossa missão, que esperamos continuar cumprindo neste ano. Com a colaboração dos nossos leitores.

oa forma ❘ pilates

oa forma ❘ pilates Pilates na 8 Escoliose Os desvios posturais são muito comuns durante a infância (entre 10 e 12 anos), em especial a escoliose e a hipercifose, que é uma alteração do alinhamento da coluna. A escoliose caracteriza-se por uma torção da coluna vertebral, sendo assim, é um desvio tridimensional. Porém, antes de nos atermos à escoliose, faz-se necessário diferenciar a escoliose propriamente dita da chamada atitude escoliótica. A atitude escoliótica é resultante de um desvio apenas no plano frontal e é totalmente redutível. Além disso, não apresenta nenhuma deformação estrutural, não é permanente deposiphotos.com/Sean Prior 34 ❘ Gu i a d a 3 a Id a d e

oa forma ❘ pilates e não evolui. Ela é considerada como uma atitude de compensação por perturbações que não estão diretamente ligadas à coluna vertebral, como, por exemplo, a diferença de comprimento dos membros inferiores, o desequilíbrio na pelve, fraqueza dos músculos do tronco, posturas antálgicas (postura compensatória por dor), vícios de mau posicionamento, entre outros. O Pilates tem o objetivo reorganizar o eixo da coluna vertebral, tratando o desequilíbrio muscular, a alteração da imagem postural, a fraqueza e o encurtamento muscular, por meio da flexibilização e fortalecimento dos músculos superficiais e profundos dos músculos do tronco. O método trabalha de forma dinâmica, com o repertório original dos exercícios no solo e nos equipamentos, como o objetivo de promover reorganização vertebral e reequilíbrio muscular, tratando não só a alteração postural mas, estimulando o cuidando com a postura corporal, através do equilíbrio entre, força e flexibilidade dos músculos que sustentam a coluna vertebral. 35 ❘ Gu i a d a 3 a Id a d e

Guia da 3a Idade n8
Guia da 3a Idade n10
Guia da 3a Idade #17
Guia da 3a Idade n11
Guia da 3a Idade # 13
Guia da 3a Idade #18
Guia da 3a Idade #14
Guia da 3a Idade#16
Guia da 3a Idade n9