Views
8 months ago

GAZETA DIARIO 488

04 Cidade Foz do

04 Cidade Foz do Iguaçu, terça-feira, 23 de janeiro de 2018 Chico de Alencar chicoalencarfoz@hotmail.com Futuro de Lula: urna ou algema? Faltam apenas algumas horas para o julgamento do ex-presidente Lula, e o título desta notinha foi a manchete da edição desta semana do IMPACTO. Se ele for absolvido, será candidato à presidência pelo seu PT, com chances de se eleger; se for condenado, mesmo que tenha ainda alguns recursos judiciais, estará sepultado politicamente, mas irá apoiar o Bolsonaro, com quem é muito parecido social e politicamente, e daí nosso povão estará "fodigo e mal pado". Eleições 2018 Já disse e repito: meu candidato à presidência neste ano será Álvaro Dias, isto se ele mostrar-se bem nas pesquisas, senão votarei no Alckmin. No Paraná serei Osmar Dias para governador e Vermelho para deputado federal. Para senador, ainda não sei. Drama iguaçuense Quando a duplicação da Beira-Rio, ou Beira-Foz, será concluída e a favela ao seu lado será erradicada, recuperando-se uma das áreas mais nobres da nossa cidade, hein? Do Chico Brasileiro acho que não podemos esperar nada a respeito, porque o tema não está em suas falas ou promessas... Perguntas que não calam Paulo Mac Donald Ghisi terá seus direitos políticos recuperados? Reni será condenado em instância final? Mais perguntas Quando terão início as obras de duplicação e revitalização da Rodovia das Cataratas e o viaduto na entrada da nossa cidade? Paranaense de Futebol Para nós atleticanos a abertura do campeonato estadual deste ano começou bem: dos três favoritos para o título, o Trétis venceu o Maringá e o Coxa e Prudentópolis empataram. O nosso Foz empatou também com o Londrina. Foz na Espanha O secretário de Turismo Gilmar Piolla participa do lançamento da Termatalia em seminário de turismo na Espanha. É o nosso turismo voando cada vez mais alto. O bicho pegando OAB, ACIFI e Observatório Social protocolam mais um pedido de cassação do mandato do vereador Dr. Brito na campanha Basta de Vergonha. DOAÇÃO Hospital Municipal de Foz do Iguaçu realiza a segunda captação de órgãos em 2018 A primeira doação de órgãos aconteceu na última quarta-feira Da redação com assessoria Reportagem A segunda captação de órgãos de 2018 do Hospital Municipal Padre Germano Lauck (HMPGL) foi realizada na madrugada de sábado (20), após a autorização da família de um paciente, de 55 anos, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico, que teve a morte encefálica confirmada por meio de exames realizados seguindo rigorosamente todos os itens descritos no protocolo específico. O procedimento foi coordenado pela Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) da unidade em parceria com a equipe do Hospital do Câncer de Cascavel (Uopeccan). Foram captados fígado e rins. Já a equipe de EVENTO BENEFICENTE A Associação Cristã de Deficientes Físicos de Foz do Iguaçu (ACDD) promoverá, na próxima segunda-feira (29), o segundo bazar beneficente com mercadorias apreendidas pela Receita Federal. O evento acontece das 10h às 16h na sede da instituição, localizada na Rua Mandaguari, 18, Jardim Santa Rosa. O objetivo do bazar é arrecadar fundos para a manutenção da entidade beneficente que atende mais de cem alunos com deficiência física/neuromotora associada a múltiplas complexidades. Na oportunidade, haverá perfumes e cosméticos, meias, calças, jaquetas, Equipes do HM de Foz e do Hospital do Câncer de Cascavel (Uopeccan) foram responsáveis pelo procedimento enfermagem do HMPGL, responsável pela enucleação de córneas, coordenou a captação do globo ocular, que foi encaminhado ao Banco de Olhos de Cascavel. Segundo a equipe da CIHDOTT, uma das dificuldades encontradas pela comissão se dá ao explicar para os familiares sobre a morte encefálica. A equipe multidisciplinar explica que a morte encefálica se constitui na interrupção completa e irreversível das atividades do cérebro. O diretor-presidente da instituição, Sérgio Fabriz, enaltece o gesto de generosidade da família em relação à doação de órgãos. "Trata-se de um gesto nobre e digno e uma decisão difícil em favor da vida." Ele segue parabenizando a equipe responsável e todos os profissionais que direta e indiretamente contribuíram para mais uma captação que tem beneficiado pessoas que estão à espera de um transplante. Seja um doador O passo principal é conversar com a família e deixar bem claro o desejo de ser doador. Não é necessário deixar nada por escrito. A doação de órgãos pode ocorrer a partir do momento da constatação da morte encefálica. Em alguns casos, a doação em vida também pode ser realizada, em caso de parentesco até quarto grau ou com autorização judicial (em não parentes). ACDD promove 2º bazar com mercadorias destinadas pela Receita Federal Limite de compras por pessoa é de R$ 700; não há garantia nem opção de troca agasalhos esportivos, brinquedos, bichinhos de pelúcia, artigos de pesca, equipamentos eletrônicos, adesivos e artigos para a casa. As mercadorias só poderão ser adquiridas por pessoas físicas mediante a apresentação de RG e CPF. Tudo será vendido abaixo do valor de mercado, por conta disso os produtos não possuem garantia nem opção de troca. Tudo deverá ser conferido no local, com limite de compra de R$ 700. A ACDD adianta que não aceitará proposta do tipo "porteira fechada". Em caso de valor de mercadoria que ultrapasse o valor da cota, como um aparelho que custe R$ 1.000, por exemplo, não será possível levar outras mercadorias. É vedada a compra para revenda. Mais informações no local ou pelo telefone (45) 3524-1388. (Da redação)

Foz do Iguaçu, terça-feira, 23 de janeiro de 2018 OPERAÇÃO PECÚLIO Política 05 Inês Weizemann é intimada pela PF para explicar "estreitos vínculos" com Dr. Brito Secretária municipal de Saúde terá de prestar esclarecimentos sobre suposta participação na nova organização criminosa alvo da Justiça Federal Bruno Soares Reportagem "Durante as investigações apurou-se que Inês Weizemann, Secretária Municipal de Saúde, mantém estreitos vínculos com a organização criminosa, especialmente com o seu líder Luiz José de Brito, vulgo Dr. Brito." A afirmação contundente — que coloca no centro do último escândalo de corrupção da cidade a pessoa nomeada pelo prefeito Chico Brasileiro (PSD) para comandar a pasta com o maior orçamento da administração pública de Foz do Iguaçu — é sustentada pelo Ministério Público Federal (MPF). As consequências após nove meses de investigações culminaram, na última terçafeira (16), com a oitava fase da Operação Pecúlio. "Conforme já relatado, Inês Weizemann nomeou E. R. T. R. ao cargo de Gerente de Técnicas Radiológicas, a Secretária municipal de Saúde define ligação dela com vereador Dr. Brito como uma "viagem" da PF e do MPF pedido de Dr. Brito, em prol da organização criminosa", destaca o MPF em sua petição encaminhada à Justiça Federal no dia 16 de novembro de 2017. No mesmo documento, além de pedir o cumprimento de medidas cautelares contra os investigados que terminaram presos na última semana, o órgão requereu ainda que fosse cumprido mandado de condução coercitiva contra Inês Weizemann. Entretanto, por decisão do juiz responsável pela 3ª Vara Federal de Foz do Iguaçu, o pedido terminou por ser indeferido, com a ressalva de que a secretária de Saúde do município fosse ouvida pelas autoridades para prestar mais esclarecimentos sobre seu suposto envolvimento no esquema. A oitiva de Inês para agentes da PF e membros do MPF está confirmada para ocorrer no dia 1º de fevereiro. Após ter acesso, na manhã de ontem (22), à petição do MPF que relaciona Inês ao grupo Investigações indicam que Dr. Brito teria influência sobre ações na Secretaria de Saúde liderado pelo vereador Dr. Brito, a reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura para entrevistar a secretária de Saúde de Foz do Iguaçu sobre seu nome figurar como parte de um esquema de corrupção montado para desviar dinheiro público da Saúde da cidade. Solicitada às 11h20, a entrevista foi confirmada para as 13h, na sede da secretaria. Ao chegar ao local combinado, Inês Weizemann recebeu a reportagem acompanhada por três assessores, visivelmente nervosos, sendo um de comunicação e dois jurídicos. Para a surpresa da reportagem, a entrevista terminou por ser prejudicada por conta de discussões internas entre Inês e seus assessores, que questionavam a autonomia da assessoria de comunicação da prefeitura para confirmar agenda com a secretária de Saúde sem informá-la. O clima de tensão predominava no ambiente. Destempero A reportagem pediu então para que a entrevista fosse iniciada. Novamente, em um claro sinal de destempero, um dos assessores jurídicos de Inês afirmou que a reportagem não deveria estar ali. Mais uma vez a equipe chamou atenção para que a entrevista fosse concedida e as perguntas endereçadas à secretária de Saúde fossem por ela respondidas. Ao se posicionar sobre a acusação do MPF de que teria "estreitas ligações com Dr. Brito" e de que inclusive indicaria pessoas de acordo com os interesses do parlamentar, Inês definiu sua resposta em duas palavras: "loucura" e "viagem". "Meu Deus do céu, que loucura. Quem que viaja dessa forma? É uma viagem isso aí. Se tivesse alguma coisa, eu já teria sido conduzida. Se o juiz negou, é porque não tem nada. Sou bem sincera com você, eu não tenho nada a ver com isso", finalizou a secretária de Saúde de Foz do Iguaçu, Inês Weizemann.

GAZETA DIARIO 494
GAZETA DIARIO 447
GAZETA DIARIO 440
GAZETA DIARIO 449
GAZETA DIARIO 479
GAZETA DIARIO 418
GAZETA DIARIO 485
GAZETA DIARIO 386
GAZETA DIARIO 541
GAZETA DIARIO 461
GAZETA DIARIO 510
GAZETA DIARIO 441
GAZETA DIARIO 515
GAZETA DIARIO 405
GAZETA DIARIO 519
GAZETA DIARIO 539
GAZETA DIARIO 547
GAZETA DIARIO 528
GAZETA DIARIO 530
GAZETA DIARIO 388
GAZETA DIARIO 468
GAZETA DIARIO 423
GAZETA DIARIO 417
GAZETA DIARIO 337
GAZETA DIARIO 384
GAZETA DIARIO 261
GAZETA DIARIO 292
GAZETA DIARIO 316
GAZETA DIARIO 292
GAZETA DIARIO 472