Views
8 months ago

Revista MB Rural Ed 34

Leonora Duarte Gerente

Leonora Duarte Gerente de Processos da empresa IDEAGRI leonora.duarte@ideagri.com.br ECONOMIA E FINANÇAS Gestão Econômica versus Gestão Financeira Visões diferentes do seu negócio ‘Economia’ e ‘Finanças’ são palavras com certa similaridade no significado e, em várias situações da linguagem comum, podem ser usadas como sinônimos. Todavia, quando relacionadas à gestão empresarial, elas denominam situações bastante diferentes. No agronegócio, assim como em qualquer área de atuação, o conhecimento sobre a diferença na terminologia e no uso de ‘econômico’ e ‘financeiro’ é fundamental para o gestor no sentido de viabilizar análises sobre a saúde do empreendimento. Regime de Competência X Regime de Caixa ‘Regime’ é outra palavra que, no ambiente da gestão empresarial, não corresponde à sua usual definição. ‘Regime de Competência’ e ‘Regime de Caixa’ são fundamentais no gerenciamento econômico- -financeiro do negócio. Quando nos referimos à competência, estamos falando de controles contábeis que registram as transações no momento em que elas acontecem. Já no regime de caixa, as operações são computadas quando o dinheiro for movimentado. No tocante à gestão, para chegarmos ao resultado financeiro, utilizamos o regime de caixa, registrando as movimentações na Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC). O resultado econômico é obtido por meio do regime de competência, registrado na Demonstração de Resultado de Exercício (DRE). É fundamental destacar que um regime não é “melhor” do que o outro. São perspectivas diferentes. Formas distintas de compreensão do desempenho do negócio. Então, o que é a situação econômica do empreendimento? É, portanto, a situação contábil, isto é, o lucro ou o prejuízo apurado dentro de um regime de competência. Uma organização com ótima situação econômica possui grande quantidade de bens e direitos, que constituem seu patrimônio. O gestor precisa avaliar periodicamente os resultados contábeis da empresa para entender se o negócio está dando lucro ou prejuízo e avaliar a dimensão efetiva do patrimônio, do ativo e do passivo. E a situação financeira? Está relacionada ao caixa da empresa. Diz respeito aos rendimentos e às despesas que a organização apresenta ao longo de um determinado período, isto é, seu orçamento, que pode ser positivo ou negativo. Se a empresa tem recursos 40 EDIÇÃO 34 | ANO 07 | NOV/DEZ 2017

disponíveis para cobrir suas obrigações mais urgentes e as contas a pagar do período, a saúde financeira está boa. Contudo, se a empresa não conta com recursos suficientes ou acessíveis para honrar seus compromissos naquele momento, a saúde financeira não vai bem. Por que a análise de ambas as situações é importante para a gestão do negócio? Porque o negócio pode apresentar uma ótima situação econômica, sem ter uma situação financeira positiva. Como? Contando como certo, por exemplo, o recurso de muitas vendas realizadas, mas negociadas para recebimento parcelado. Nesse cenário, se os clientes ficarem inadimplentes (não havendo entrada de recursos) e, para piorar, havendo muitas despesas a serem honradas no momento, a saúde financeira será bem ruim. Em resumo, a empresa pode ter direitos a receber que não se concretizem como planejado e ter muitas obrigações sem ter dinheiro suficiente para saldá-las. • No exemplo acima, várias ações gerenciais podem ser realizadas no sentido de mitigar tais riscos, tais como: medidas contra a inadimplência, como um acompanhamento próximo e ações de incentivo à quitação de dívidas por parte dos clientes (como programas de fidelidade, descontos ou novos parcelamentos); planejamento das aquisições por meio do corte de custos; revisão da prioridade das aquisições; e negociação da forma de pagamento e dos prazos junto a fornecedores. De outro modo, pode-se encontrar uma empresa com situação financeira positiva e situação econômica ruim, quando, por exemplo, há dinheiro para pagar as obrigações do período, mas o ativo da entidade está em baixa ou existem muitas dívidas de empréstimos a serem quitadas no curto ou médio prazos. A empresa pode ter também um estoque enorme (ou seja, excesso de capital imobilizado), contudo ter um baixo volume de vendas. Ainda nesse cenário, o negócio pode estar com um bom fluxo de dinheiro (pagando e recebendo todas as contas em dia), mas observando uma rápida depreciação dos seus ativos e percebendo uma situação insustentável a médio prazo. Ou seja, saúde financeira boa, mas econômica ruim. • Melhorar as decisões de financiamento, controlar os ativos em estoque de forma eficiente ou criar oportunidades de vendas (ações de marketing, campanhas, acionamento de redes de contatos, etc.) são algumas das opções para que o gestor atue nas circunstâncias acima exemplificadas. Qualquer que seja a situação, planejamento e gestão qualificada são essenciais. Para manter as esferas financeira e econômica da organização equilibradas, é necessário contar com processos gerenciais adequados, seja no que tange às informações contábeis e no que se refere ao fluxo monetário. Que tal visualizar a questão em um exemplo prático? A análise das entradas e saídas de dinheiro é de uso comum no rotina dos gestores. Isto é, o fluxo de caixa é uma ferramenta amplamente aplicada no gerenciamento. Mas e a parte econômica? Devemos deixá-la exclusivamente para a análise após a contabilização dos documentos (procedimento normalmente realizado por um contador)? Ou podemos gerenciar as informações atuais de forma efetiva e alimentando ainda o planejamento das ações futuras? Organização no registro dos dados Um ponto fundamental para que os resultados sejam confiáveis é a organização dos dados na “alimentação” das planilhas ou sistema informatizado. Quando registramos, por exemplo, uma nota fiscal de compra, é importante atentar para aspectos básicos: EDIÇÃO 34 | ANO 07 | NOV/DEZ 2017 41

MB Rural Ed. 30
Mb Rural Ed. 19
Revista MB Ed. 31 2017
PASTOREIO RACIONAL VOISIN - CPRA
O produtor pergunta, a Embrapa responde. - Infoteca-e - Embrapa
Pastoreio Racional VOISIN.p65 - CPRA
Revista Visão nº 9
Revista Visão nº 4
Manejo da Pastagem - Universidade Federal de Pelotas
Estudo de Caso - Condomínio Irmãos Pizzolatto - Iapar
13-04-2013_16-51Vet 1423_2932 LD.pdf - Revista Pesquisa ...
Arborização de Pastagens - Embrapa Florestas
Revista Brasileira de Zootecnia Do bocado ao pastoreio ... - SciELO
Caracterização da Pecuária Leiteira em Cinco Comunidades do ...
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - Tcc.cca.ufsc.br ...
Produção de Ovinos e Caprinos de Corte em - Capritec
Download - Núcleo de Ensino e Estudos em Forragicultura
Melhorar a produtividade agrícola é um passo importante para a mitigação climática
Dinâmica e evolução de sistemas familiares de ... - Ainfo - Embrapa