Views
1 week ago

Método Tronco Comum - Book - V2.5

OBJETIVO O objetivo do

OBJETIVO O objetivo do mapeamento dos processos é conhecer o fluxo de trabalho e atividades executadas. É uma ferramenta básica para o profissional que atua com processos, mas pode ser desafiadora para pessoas que atuam em outras temáticas. DIFICULDADE: 124 QUANDO PODE SER UTILIZADO? O fluxograma pode ser utilizado na etapa de “Imersão” no processo, construindo o fluxo AS IS. Pode também ser utilizado na etapa “Solução”, por meio do fluxo TO BE. Os tipos de fluxo que podem ser construídos são dois: • FLUXO FORMAL: Construído em um software de mapeamento, o Bizagi, é uma modelagem mais robusta, com um maior nível de detalhamento e padronização. Utiliza a notação BPM, apresentada no anexo deste documento. • FLUXO LÚDICO: Construído por meio de desenhos, post its ou Powerpoint, tem o objetivo de ser mais didático, apresentando menos formalização e detalhes COMO UTILIZAR A TÉCNICA? 1. REÚNA INFORMAÇÕES: Conduza entrevistas com os executores do processo, a fim de descrever o processo em etapas claras e bem definidas, inclusive levantando quais atores realizam tais etapas. 2. COMECE DO BÁSICO: Desenhe o fluxo lúdico antes de formalizar no Bizagi. Esse desenho inicial não demanda muito esforço e auxiliará a amadurecermos a modelagem Com o fluxo lúdico, traduza para o software de mapeamento, caso necessário. 3. VALIDE O FLUXO: Apresente o fluxo aos executores do processo e atores chave. CONCEITOS IMPORTANTES AS IS: Fluxo que reflete a situação atual do processo, representando a realidade de como é executado. Pode (e deve) ser utilizado para analisar os pontos problemáticos dos processos. TO BE: Fluxo que reflete a situação desejada do processo. Deve refletir as melhorias propostas na fase de solução. Tem o objetivo de fornecer uma referência para como o processo deve ser executado.

FLUXO FORMAL FLUXO LÚDICO Processo: REALIZAR atendimento e acolhimento do paciente no ambulatório PACIENTE SOLICITAR ENCAMINHAMENT O NA SECRETARIA DE SAÚDE AGENDAR CONSULTA DO PACIENTE ACOLHER PACIENTE CADASTRAR PACIENTE E CRIAR PRONTUÁRIO UNIDADE AMBULATORIAL 125

Gestão por Processos - Centro de Computação - Unicamp
Monitoramento e avaliação de projetos - Ministério do Meio Ambiente
Avaliação dos Indicadores [Modo de Compatibilidade] - GesANTT
planejamento do programa segundo tempo - Ministério do Esporte
Revista - Sefa - Governo do Estado do Pará
SEBRAE - Ciclos de Melhoria e Inovação dos Processos ... - BPM LAB
Case Prático da Empresa VISATE - Fernando Osório Ribeiro
guia pais - phe - SESC Tocantins
Oclusão do Tronco Comum numa Doente com Angor Estável [48]
1º Semestre 2011/2012 - HORÁRIOS DO TRONCO COMUM - ESMAE
Horário Tronco Comum - ano letivo 2011/2012 - ESMAE
Um método para a melhoria da qualidade de fornecimentos ... - PCS
Regulamento - Centro de Serviços Comuns da UC - Universidade ...
Método de diagnóstico e identificação de oportunidades de ... - Ufrgs
Organização & Métodos I - UFF
GUIA PRÁTICO
TERCEIRA TELECONFERÊNCIA DO CURSO DE ... - SEaD da UFSC
Edital - Universidade Federal do Pará
Aplicação da padronização do método de trabalho segundo uma ...
uma análise crítica do método kumon à luz da perspectiva
Instrutivo de orientações para projetos - Portaria 139/2009
Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da ...