Views
7 months ago

428

para importar esses

para importar esses veículos. O Brasil ganha disparado no preço alto. Para se importar um carro elétrico que não é produzido em larga escala, são precisos US$ 2,250 por veículo, enquanto no Chile, nosso vizinho latinoamericano é de apenas US$ 500 por unidade. Apesar de o Brasil ter aumentado três vezes sua importação de elétricos em relação ao ano de 2016, esses veículos ainda representam uma pequena fração nas vendas totais – o equivalente a 0,15%. Já na China, no ano passado, 1,5% dos carros vendidos foram elétricos. APP Saiba Mais VW aos clientes. A partir de agora, as novidades da Volkswagen estarão acessíveis a todos os profissionais da Rede de Concessionárias da Marca, por meio do telefone celular ou tablet, na velocidade da era digital. Está no ar o aplicativo “Saiba Mais VW”, disponível para aparelhos com sistemas Android e iOS. Trata-se de uma ferramenta da Marca para ajudar o profissional da Rede Volkswagen a vender mais e oferecer uma nova experiência Pelo aplicativo, o time de vendas da Volkswagen terá uma série de facilidades na palma da mão, como por exemplo, informações sobre os produtos e argumentos para convencer o cliente a fechar o negócio. Entre as informações disponíveis, estão o diagrama de ofertas, destaques de tecnologia, acessórios, performance, segurança e design dos produtos, comparativos entre modelos Volkswagen e os concorrentes, notícias da imprensa, vídeos, compartilhamento de folders digitais etc., mas este é só o primeiro passo. Novas funcionalidades estão por vir. Crédito

Com base nos números de 2017, ano em que se iniciou a retomada econômica, a projeção da Anef – Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, acredita que em 2018 o segmento terá um crescimento de 15% do total de crédito destinado à compra de veículos, o equivalente a R$ 116,4 bilhões. No ano passado o volume total de crédito liberado para o financiamento de veículos atingiu os R$ 101,1 bilhões e pela primeira vez, desde 2014, superou a casa dos R$ 100 bi. O total ficou 22% acima do verificado em 2016. Também ajudaram a movimentação as taxas dos bancos, que foram de 18,85% ao ano e de 1,45% ao mês, as menores desde dezembro de 2014. As taxas cobradas pelos bancos comerciais e públicos também foram menores: 22,2% ao ano e de 1,68% ao mês, mais baixas do que as cobrados há três anos. O financiamento via CDC foi a modalidade preferida pelos consumidores: respondeu por 48% dos negócios fechados para a compra de automóveis e veículos leves, enquanto 45% pagaram à vista. Consórcios e leasing responderam por 5% e 2%. Inovação nos bancos Abrigar projetos baseados em tecnologia disruptivas como blockchain, big data e algoritmos, internet das coisas e inteligência artificial” é o objetivo do Habitat, espaço para geração de novos negócios, recém lançando pelo Bradesco no centro de São Paulo. À exemplo do Cubo, do Banco Itaú, o Habitat nasceu para receber e acelerar sartups. A iniciativa vai ao encontro da tendência de todos os grandes bancos em possuírem hubs próprios de inovação para, entre outras questões, enfrentar a concorrência das sartups financeiras, as fintechs.

clique aqui e - Sou Pequeno, Mas Sou Brasileiro
CLÁSSICOS BRASILEIROS BRAZILIAN CLASSICS - Imprensa Oficial
Programação - Ciab FEBRABAN
boletim a, intercom - Centro de Documentação e Pesquisa Vergueiro
Veja o Relatório Final do Evento clique aqui para ... - Network Eventos
No 15 - Edição de Fevereiro de 2008 (tamanho 1.35Mb) - Ciab
Jornal da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Portal do ...
Tecnologia Alemã para a Indústria Têxtil Brasileira ... - ABTT
Cooperativas brasileiras investem em tecnologia e em novos ...
Banco de Leite Humano - IBFAN Brasil
Jornal da ABI - Associação Brasileira de Imprensa
Bradesco: história contada pela tecnologia - Termo de Uso
ABC: um olhar sobre a nova sede - Academia Brasileira de Ciências
348 O Brasil na imprensa argentina – desatandO ... - Unesp
1910-2010 – OS 100 ANOS DA MULHER - Imprensa Oficial do ...
Informativo 21 - Ano 4
Brasil em alta - Gemalto
CRSFN - Banco Central do Brasil