Views
1 week ago

Campo Elétrico - 1

a) 2 10 5 N/C b) 3 10

a) 2 10 5 N/C b) 3 10 5 N/C c) 4 10 5 N/C d) 5 10 5 N/C e) 6 10 5 N/C 22) (Mack-2005) Em cada um dos pontos de coordenadas (d, 0) e (0, d) do plano cartesiano, coloca-se uma carga elétrica puntiforme Q, e em cada um dos pontos de coordenadas (-d, 0) e (0, -d) coloca-se uma carga puntiforme -Q. Estando essas cargas no vácuo (constante dielétrica = k0), a intensidade do vetor campo elétrico na origem do sistema cartesiano será igual a k Q a) 2 2 0 2 d k 2 b)(2 + 2 ) d k Q 0 Q 2 c) (2 - 2 ) d k 0 Q d) 2 d k 0 Q e) 5 d 0 23) (Mack-2008) Nos vértices de um triângulo eqüilátero de altura 45cm, estão fixas as cargas puntiformes Q A , Q B e Q C , conforme a ilustração abaixo. a) Q A = + 3,0µC b) Q A = –3,0µC c) Q A = + 1,0µC d) Q A = + 5,0µC e) Q A = –5,0µC 24) (Mack-2008) Na determinação do valor de uma carga elétrica puntiforme, observamos que, em um determinado ponto do campo elétrico por ela gerado, o potencial elétrico é de 18kV e a intensidade do vetor campo elétrico é de 9,0kN/C. Se o meio é o vácuo (k 0 = 9 ⋅ 10 9 N ⋅ m 2 /C 2 ), o valor dessa carga é a) 4,0µC b) 3,0µC c) 2,0µC d) 1,0µC e) 0,5µC 25) (PUC - RJ-2007) Três cargas elétricas idênticas (Q = 1,0 x 10 -9 C) se encontram sobre os vértices de um triângulo 1 eqüilátero de lado L = 1,0 m. Considere k = 2 Nm 2 C 4 = 9,0x10 9 a) Calcule o campo elétrico e o potencial no baricentro (centro) do triângulo. b) Suponha que a carga de dois dos vértices é dobrada (2Q) e a carga sobre o terceiro vértice permanece constante igual a Q. Faça um desenho do campo elétrico no baricentro do triângulo e calcule seu módulo. 26) (PUC - RJ-2007) Duas cargas pontuais idênticas de carga q = 1 x 10 -9 C são colocadas a uma distância de 0,1 m. Determine o potencial eletrostático e o campo elétrico, a meia distância, entre as cargas. Considere 1 2 Nm 4 2 k = 0 =9,0x10 9 C a) 100,0 N m/C e 2,0 N/C b) 120,0 N m/C e 0,0 N/C c) 140,0 N m/C e 1,0 N/C d) 160,0 N m/C e 2,0 N/C e) 360,0 N m/C e 0,0 N/C As cargas QB e QC são idênticas e valem –2,0µC cada uma. Em um dado instante, foi abandonada do repouso, no baricentro desse triângulo, uma partícula de massa 1,0g, eletrizada com a Q = + 1,0 µC e, nesse instante, a mesma sofreu uma aceleração de módulo 5,0 ⋅ 10 2 m/s 2 , segundo a direção da altura h1, no sentido de A para M. Neste caso, a carga fixada no vértice A é DADO: k 0 = 9 ⋅ 10 9 N ⋅ m 2 /C 2 27) (PUC - RJ-2007) Duas esferas metálicas contendo as cargas Q e 2Q estão separadas pela distância de 1,0 m. Podemos dizer que, a meia distância entre as esferas, o campo elétrico gerado por: a) ambas as esferas é igual. b) uma esfera é 2 1 do campo gerado pela outra esfera. c) uma esfera é 3 1 do campo gerado pela outra esfera. 6 | Projeto Medicina – www.projetomedicina.com.br

d) uma esfera é 4 1 do campo gerado pela outra esfera. e) ambas as esferas é igual a zero. 28) (PUC - RJ-2008) Duas partículas de cargas q 1 = 4 • 10 −5 C e q 2 = 1 • 10 −5 C estão alinhadas no eixo x sendo a separação entre elas de 6 m. Sabendo que q 1 encontra-se na origem do sistema de coordenadas e considerando k = 9 • 10 9 Nm 2 /C 2 , determine: a) a posição x, entre as cargas, onde o campo elétrico é nulo; b) o potencial eletrostático no ponto x = 3 m; c) o módulo, a direção e o sentido da aceleração, no caso de ser colocada uma partícula de carga q 3 = -1 • 10 −5 C e massa m 3 = 1,0 kg, no ponto do meio da distância entre q 1 e q 2 29) (PUC - SP-2005) Seis cargas elétricas puntiformes se encontram no vácuo fixas nos vértices de um hexágono regular de lado L. As cargas têm mesmo módulo, |Q|, e seus sinais estão indicados na figura. Dados: constante eletrostática do vácuo = k 0 = 9,0 10 9 Nm 2 /C 2 L = 3,0 10 1 cm; |Q| = 5,0 10 -5 C No centro do hexágono, o módulo e o sentido do vetor campo elétrico resultante são, respectivamente, a) 5,0 . 10 6 N/C; de E para B. b) 5,0 . 10 6 N/C; de B para E. c) 5,0 . 10 6 N/C; de A para D. d) 1,0 . 10 7 N/C; de B para E. e) 1,0 . 10 7 N/C; de E para B. 31) (PUC - SP-2005) Duas cargas pontuais Q 1 e Q 2 , respectivamente iguais a +2,0 C e 4,0 :C, estão fixas na reta representada na figura, separadas por uma distância d. Dados: Constante eletrostática do vácuo = k 0 = 9,0 ·10 9 N ·m 2 /C 2 L = 3,0 ·10 1 cm; |Q| = 5,0 ·10 -5 C No centro do hexágono, o módulo e o sentido do vetor campo elétrico resultante são, respectivamente, a) 5,0 ·10 6 N/C; de E para B. b) 5,0 ·10 6 N/C; de B para E. c) 5,0 ·10 6 N/C; de A para D. d) 1,0 ·10 7 N/C; de B para E. e) 1,0 ·10 7 N/C; de E para B. 30) (PUC - SP-2005) Seis cargas elétricas puntiformes se encontram no vácuo fixas nos vértices de um hexágono regular de lado l. As cargas têm mesmo módulo, |Q|, e seus sinais estão indicados na figura. Qual é o módulo de uma terceira carga pontual Q 3 , a ser fixada no ponto P de modo que o campo elétrico resultante da interação das 3 cargas no ponto M seja nulo? a) 2C b) 3C 7 c) 9 C 7 d) 4 C 14 e) 7 C 32) (PUC - SP-2005) Duas cargas pontuais Q 1 e Q 2 , respectivamente iguais a +2,0 C e 4,0 :C, estão fixas na reta representada na figura, separadas por uma distância d. 7 | Projeto Medicina – www.projetomedicina.com.br

1. Interacção da meteorologia local com o campo eléctrico ...
CAMPO GEOMAGNÉTICO - IAG
Questões de Física
campo elétrico - Tolstenko
Eletricidade - Lógico Cursos Aliados
CARGA ELÉTRICA
Page 1 Page 2 Page 3 Page 4 A YEÀRBOOK CAMP SAMOSET ...
Tomo 7C – Anexos - Agência Portuguesa do Ambiente
Catalogo - Marcello Campos 2017
Metodos construtivos 1.pdf - LEM
Campos Brancos 20 ANOS - 1 - Projeto Campos Brancos-Ministério ...
MATEMÁTICA - Colégio Visão
Revista - Câmara Municipal de Vila Franca do Campo
Campos Magnéticos - UFSM
Ondas sonoras 1.pdf
EPIDEMIOLOGIA DE CAMPO PROGRAMA DE TREINAMENTO
Material: Derivadas Parciais - Sec 1 - Página
1 - Acervo Digital da Unesp
Inversão do Campo Magnético Terrestre ertserreT ociténgaM ...
O Habitat Humano. Vol.1 - Heber Carlos de Campos
O Habitat Humano. Vol.1 - Heber Carlos de Campos
As Maravilhas da Matemática – Malba Tahan
Produtos Agropecuários - Clube Amigos do Campo Gerdau
Desenho de um cluster cultural emergente na Baixa ... - Campo Aberto
Viabilidade, o ponto de vista obstétrico - Diogo Ayres de Campos
1-110 - Universidade de Coimbra
1-96 - Universidade de Coimbra
Matemática