Views
7 months ago

GAZETA DIARIO 505

08 Cidade Foz do

08 Cidade Foz do Iguaçu, quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018 Fábio Campana Presunção de inocência Ricardo Lewandowski, professor titular da USP e ministro do STF, em artigo defendeu a presunção de inocência. Indispensável leitura. É o que segue: "A presunção de inocência integra representa, talvez, a mais importante das salvaguardas do cidadão, considerado o congestionadíssimo e disfuncional sistema judiciário brasileiro, no bojo do qual tramitam atualmente cerca de 100 milhões de processos a cargo de pouco mais de 16 mil juízes, obrigados a cumprir metas de produtividade pelo Conselho Nacional de Justiça. Salta aos olhos que em tal sistema o qual, de resto, convive com a intolerável existência de aproximadamente 700 mil presos, encarcerados em condições sub-humanas, dos quais 40% são provisórios multiplica-se exponencialmente a possibilidade do cometimento de erros judiciais por magistrados de primeira e segunda instâncias. Daí a relevância da presunção de inocência, concebida pelos constituintes originários no art. 5º, LVII, da Constituição em vigor, com a seguinte dicção: ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença criminal condenatória, o que subentende decisão final dos tribunais superiores". Maluf desocupa imóvel Do país da piada pronta: Paulo Maluf vai desocupar o imóvel funcional em Brasília e devolve-lo à Câmara de Deputados para que outro coleguinha possa ocupa-lo. Maluf está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, desde o dia 20 de dezembro. Como se não fosse E veja só, a Câmara noticia como se o fato não tivesse que estar na normalidade do caso: cortou o salário (R$ 33.763,00), a verba de gabinete (R$ 101.971,94), a infraestrutura de servidores, os recursos oferecidos aos parlamentares que estão exercício do mandato e a cota para viagens de Paulo Maluf. Oh! que admirável! Em liberdade O Tribunal de Justiça do Paraná concedeu ontem liberdade provisória ao ex-prefeito de Piên, Gilberto Dranka (PSD), eleito em 2008 e 2012. Preso desde 31 de janeiro de 2017, ele é acusado de encomendar o assassinato do prefeito eleito de Piên, Loir Drevek (PMDB), em dezembro de 2016. Dranka fará uso de tornozeleira eletrônica para responder ao processo em liberdade. Quando foi preso, Dranka estava escondido no sótão de sua casa. O vídeo foi divulgado pela polícia. O que diz a lei A Lei da Ficha Limpa define que serão considerados inelegíveis políticos com decisão de órgão judicial colegiado por crimes contra a administração pública e de lavagem de dinheiro ou ocultação de bens, por exemplo. No caso de Lula, é preciso que ele consiga uma liminar (que pode ser do TRF4, que o condenou; do STJ ou do STF) que suspenda sua inelegibilidade. Se Lula conseguir o documento em alguma dessas cortes o Tribunal Superior Eleitoral tem que aceitar sua candidatura. Irmão de Zé Dirceu preso "Autorizo desde logo a transferência para o sistema prisional em Curitiba, Complexo Médico Penal, ala reservada aos presos da Operação Lava Jato", determinou Sérgio Moro a respeito de Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão de José Dirceu. Pasadena "O PT comprou uma usina velha e enferrujada a peso de ouro para embolsar dinheiro às custas da Petrobras. Agora, quando Pasadena irá à venda, saberemos o tamanho da falcatrua. Dinheiro que o PT deveria ressarcir ao povo brasileiro", Antonio Imbassahy, ex-ministro e deputado federal, um dos primeiros a denunciar o escândalo da compra da refinaria. FESTA DE ESTILOS Carnafalls 2018 teve folia nos bairros, bandas de rock e desfile de blocos Concurso Meninas Veneno agitou o primeiro dia do evento no CTG Charrua; diversidade cultural marcou os quatro dias de festa Da redação com AMN Reportagem O tempo nublado e chuvoso não espantou a animação dos moradores e turistas de Foz, durante os quatro dias do Carnafalls 2018. Neste ano, o evento foi realizado no Parque de Eventos CTG Charrua, com entrada gratuita, e contou até com uma praça de alimentação com diversas opções de comida e bebida que garantiram a energia dos foliões durante a festa. A programação teve início no sábado (10), com o concurso Meninas Veneno, que escolheu a "musa" e as "princesas" 2018 (veja mais na página 10). Logo em seguida, foi a vez do primeiro dia do Espetáculo Carnavalesco com desfile dos blocos Maracatu Alvorada Nova, Samba e Afoxé Ogum Funmilayó. Ainda no sábado teve festa durante a tarde na Associação KLP, ao som da Banda Ultravioleta e a primeira edição do Carnarock, que aconteceu no Teatro Barracão. A iniciativa de diversificar os ritmos durante os dias de carnaval foi a ideia encontrada pela Fundação Cultural para levar diversão Foto: Marcos Labanca Baile carnavalesco e desfile de blocos agitaram o público no CTG Charrua a todos os gostos e públicos de Foz. Quem curte um acorde mais pesado aproveitou a noite ao som das bandas Warani, Reação Química, Experience, Light Holder, Tétano Febroso, Tributo a Nirvana e Canalhas S.A. Outra novidade deste ano foi o carnaval nos bairros. Três grandes regiões da cidade foram escolhidas para inaugurar o projeto. No domingo (11), a festa aconteceu no Cidade Nova com a presença da Banda Sabanna, e na Vila C com a Banda Fockus. Na terça-feira (13) foi a vez do grande Morumbi, que foi agitado pela Banda Ultravioleta. As matinês aconteceram nas principais praças de cada bairro, todas com entrada gratuita. Os vovôs e vovós não ficaram fora da agitação. Na segunda-feira (12), a Banda Sabanna comandou o baile da terceira idade no Centro de Convivência do Idoso. À noite, a festa seguiu novamente para o CTG Charrua com o baile carnavalesco. Encerrando a folia teve concurso de blocos e foliões na noite de ontem (13) e desfile com apresentações que marcam a cultura e a integração entre os países vizinhos. Entre os blocos destacaram-se os blocos Onças do Bem, Comparsa Império Ciudad del Este, La Comparsa Selva, Noche Luna, de Puerto Iguazú, além do espetáculo da Associação das Escolas de Samba de Foz do Iguaçu. Segurança Para garantir a segurança dos foliões durante o Carnafalls, a Guarda Municipal e as polícias Civil, Militar, Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros reforçaram os patrulhamentos tanto no parque de eventos como nos bairros e outros locais onde as festas foram programadas. Câmeras de videomonitoramento foram instaladas para auxiliar as forças policiais. A tecnologia permitiu que tudo fosse acompanhado de dentro do ônibus de vigilância em tempo real. Ambulâncias, equipes de saúde e linhas extras do transporte coletivo também foram incluídas na programação.

Foz do Iguaçu, quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018 SOLIDARIEDADE Cidade 09 Foto: Roger Meireles Canja do Galo Inácio mantém a tradição e encerra o carnaval Expectativa era vender mais de 5 mil canjas, dobrando os números do ano passado Jackson Lima Reportagem O Sol ainda brilhava forte na esquina das ruas Marechal Deodoro e Quintino Bocaiuva quando a equipe do Rotary Grande Lago começou a servir a tradicional Canja do Galo Inácio no espaço onde era realizado o Carnaval da Saudade. Desde a última quarta-feira, 7, pelo menos 40 pessoas trabalharam para preparar a canja servida ontem à tarde. Segundo a presidente do Rotary Grande Lago, Marinês Brandt, foi um trabalho de parceria e voluntariado para preparar a carne de frango, as verduras e outros insumos que foram utilizados no alimento. "Só de frango foi uma tonelada", disse Marinês lembrando que no total mais de duas toneladas de alimentos foram preparados Carlos Eduardo da Fonseca acertando o tempero da canja Foto: Roger Meireles Equipe da sopa liderada pelo Rotary Grande Lago para serem servidos ontem ao som de marchas de carnaval. Um dos "maestros" da cozinha, Carlos Eduardo da Fonseca, estava animado. "No ano passado, vendemos 2.800 canjas. Este ano a expectativa é bater o ano passado e chegar às cinco mil canjas vendidas", revelou. A renda é destinada a entidades que possuem relevantes trabalhos sociais. Neste ano, a ONG Aldeias Infantis será beneficiada pelo esforço solidário da comunidade. O gestor da ONG, Alex Thomazi, disse à reportagem do Gazeta Diário que esta é segunda vez que a entidade é beneficiada pela canja solidária, idealizada pelo jornalista Rogério Bonato. "Temos a honra de mais uma vez sermos contemplados com o resultado da comercialização da famosa Canja do Galo Inácio. Isso é uma honra muito grande, e nos sentimos muito felizes por fazermos parte deste projeto tão querido pelos foliões iguaçuenses", compartilhou. Depois de tanto esforço, o público correspondeu. Uma das primeiras pessoas que saíram do Largo Raúl Quadros com a iguaria foi a turista Janaína Soares, de Goiânia. "Estou hospedada no hotel aqui ao lado, e os amigos de Foz me disseram que a canja é muito boa, um dos atrativos de Foz no carnaval", contou Janaína. Rogério Bonato lembra que o Largo Raúl Quadros é o nome dado à quadra da Marechal Deodoro entre a Quintino Bocaiuva e a Edmundo de Barros em época de carnaval. Parcerias Além do público que participava da festa de carnaval, a canja atraiu também uma grande quantidade de parceiros que vieram viabilizar o Carnaval da Saudade. Entre outros estavam equipes da 9ª Regional da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde com uma estrutura e funcionários para realizar testes rápidos de doenças sexualmente transmissíveis como HIV. hepatite B e C e sífilis. Membros da Rede Proteger, com apoio da Itaipu Binacional e Fundação Cultural, levaram dezenas de colaboradores para a rua do carnaval e distribuíram materiais da campanha sobre exploração sexual, trabalho e violência infantil, divulgando o canal de denúncia, o Disque 100. O material incluía leques e cata-ventos de papel. "Todo esse pessoal está esperando para repor a energia", disse um dos responsáveis pelos trabalhadores as área da saúde. Os projetos da ONG Aldeias Infantis a serem beneficiados pelo repasse do dinheiro arrecadado com a canja são Escola de Pais, tem por objetivo fortalecer os vínculos familiares, e o Tecendo Futuro, dirigido à geração de renda por meio da oferta de cursos profissionalizantes. Entre as atividades constam aulas de crochê, bordado e pedraria para mulheres.