RLB 58 - Fevereiro de 2018

rlbedicao

Revista mensal, com circulação nacional. Nessa edição tem reportagem sobre o Museu Chileno de Arte Pré-Colombino, FIT Cuba, o PJe, Games, Dicas de Viagem e muito mais

Ano IX - nº 58 - Fevereiro de 2018 - RS 6,50


| Outro Olhar |

A magia do impossível

Ft.: Edmar Gonçalves / QuartoEclipse


Índice

Destinos & Viagens 7

Um museu que vale uma viagem

Roteiro Testado 16

Arraial D’Ajuda, um santuário a ser visitado

Unepp 19

O desafio da profissionalização

Evento 26

FIT Cuba será em maio

Justiça & Cidadania 28

PJe conecta Justiça aos novos tempos

Música 31

Concurso Nacional de Piano

Programe-se 36

Catarinafest será em junho

Tempo e Memória 44

Fevereiro ao longo da história

Games 46

Monster Hunter World

Comer & Beber 50

Novas sobremesas do Farol Hotel

Revista Leitura de Bordo

Ano 9 - nº 58Fevereiro de 2018

Publicação da Wosseb C&M, tiragem

de 25 mil exemplares – circula nas Salas Vip

e Aeroportos, trade turístico, enviada para

prefeituras e gestores públicos e distribuição

institucional. Edição 58 - Fevereiro de 2018. A

Revista Leitura de Bordo não se responsabiliza

pelas opiniões, pontos de vista e argumentos

dos artigos assinados e veiculados na Revista.

Editora de conteúdo: Sandra Fernandes

Editor: Alfredo Bessow

Colaboradores: Carlos Vieira, Paulo Antenor,

Marcos Alexandre, Roberto Kundzendorff

Júnior, Roberto Carvalho, Tim Berghoff, Raimundo

Filho, Marina Vieira, José Pio Martins

Produtor: Pedro Ricardo Teichmann

Comercial: Wosseb C&M (+55 61 98150 0256)

Produção Gráfica: Bruno Henrique Teichmann

Capa: Baixo relevo Maia

Fotos: Wosseb C&M

E-mail: geral@leituradebordo.com.br

Site: www.leituradebordo.com.br

Redação: QE 28 - Conj. C - Casa 19

71060-032 - Guará II - Brasília (DF)

Impressão: Flex Gráfica +55 62 98141 9149

facebook.com/leituradebordo

instagram @leituradebordomagazine

A Revista Leitura de Bordo foi lançada em dezembro de 1998 e nesse ano estamos comemorando

os 20 anos da publicação. Nos seus primórdios, a Revista era distribuída nos ônibus

interestaduais que partiam da hoje desativada Rodoferroviária de Brasília. Agora, com a criação

de novos site e app iremos resgatar e disponibilizar todas as edições - em um trabalho que

envolve a digitalização de alguns exemplares, feitos ainda em Page Maker.

Sobre a edição que está em suas mãos, continuamos trabalhando com a proposta de tornar o

seu conteúdo cada vez mais amplo e diversificado, contemplando abordagens que sejam em

linha com as suas expectativas, estimado leitor. Desde a primeira edição assumimos o desafio

de priorizar a qualidade do conteúdo - e sei que estamos conseguindo.

Boa leitura!

Alfredo Bessow

Editor


| Refletir |

‘Prevenidos’

Diariamente acontecem incidentes,

acidentes e tragédias,

perto e longe da gente,

que sabidamente poderiam

ser evitadas com ações preventivas.

Recentemente caiu

um viaduto super movimentado

na região central de Brasília,

felizmente sem vítimas,

que já tinha sido avaliado

e condenado pelos orgãos

competentes.

Somos impacienctes e imprudentes

desde sempre e

só tendemos a nos cuidar

minimamente quando algo

acontece.

Colocamos proteção nas tomadas

apenas quando nossos

filhos tomam algum choque.

Redobramos a atenção com

os pertences apenas quando

somos alvos de algum ataque.

Levamos flores para as

nossas esposas apenas quando

percebemos que a relação

está esfriando. Diminuímos a

velocidade dos nossos carros

apenas quando levamos multas

de valor exorbitante. Fazemos

exercícios fisicos apenas

quando persebemos que o

corpo atingiu um peso jamais

imaginado. Vamos para

as baterias de exames apenas

quando o coração dá sinais

de que está nos limites.

Enfim, e quando por descuido

nosso alguém outro

sofreu, perdeu algo ou a própria

vida?

A história do mundo começa

com um erro grosseiro dos

dois primeiros habitantes da

terra, tendo sido amorosa e

cuidadosamente prevenidos

a respeito do castigo que eles,

e todos os que viriam depois

deles, sofreriam.

A partir dali as imprudências

só cresceram e hoje chegam

aos limites mais dramáticos e

traumáticos.

É o fulano que esquece o filho

dentro do carro por horas

a fio. O ciclano que esquece

de tomar o remédio controlado

e sai de carro colocando a

vida de todos em risco. O beltrano

que enche a cara de álcool

e drogas e acha que está

em condições de dirigir. E o

espertalhão que tem absoluta

certeza que é o único no

mundo que consegue dirigir

e digitar no celular ao mesmo

tempo.

Casualmente os exemplos

que citei envolvem carro e

trânsito, e a reflexão começou

com o exemplo da queda

do viaduto. Nada casual,

na verdade, porque as estatísticas

dizem que o trânsito é

o maior ladrão de vidas entre

todos os vilões.

Fato é que independente

do que aconteça, em qualquer

hora e lugar, os prevenidos

terão mais chance de

continuar neste que chamamos

de jogo da vida.

E a melhor prevenção de

todas vem daquele que advertiu

aqueles primeiros moradores

da Terra, e ainda hoje

sugere que ‘entreguemos a

vida pra Ele, confiemos nele,

e fiquemos na expectativa

de que Ele fará o melhor para

nós’. (Salmo 37.5). Esta prevenção

vale para os poucos dias

aqui e para os muitos dias

acolá.

E seguimos conversando...

Fraterno abraço.

Roberto Kunzendorff Júnior

formou-se pelo Seminário Concórdia

de São Paulo

Pastor da Congregação da Esperança

da Igreja Evangélica Luterana do

Brasil em Brasília

6 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Destinos & Viagens |

Um museu que vale uma viagem

Santiago, a charmosa capital do Chile, é uma

cidade de muitos atrativos históricos e culturais,

diversidade gastronômica, arquitetura

variada e um povo acolhedor. Espremida entre

a Cordilheira e o Pacífico, dos quais dista

60km e 100km respectivamente, foi fundada

em 1541 pelo conquistador espanhol Pedro

de Valdivia. Há, no entanto, um atrativo que

por si só vale uma viagem: o Museu Chileno

de Arte Pré-Colombiana. Visitá-lo é se deparar

com os feitos, dos avanços e das descobertas

dos povos que habitaram da Mesoamérica

(norte do México) para o sul dos Andes, além

da região amazônica.

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 7


| Destinos & Viagens |

Instalado em um prédio

em estilo neoclássico

construído em 1807,

projetado pelo arquiteto

italiano Joaquin Toesca,

o mesmo que projetou

o Palácio de La Moneda,

o Museu Chileno de

Arte Pré-Colombiana surpreende

pela riqueza do

acervo – que compreende

peças com até mais de

cinco mil anos. O museu

funciona no edifício que

abrigou oo Palacio de la

Real Aduana, no centro

histórico de Santiago.

de tudo, para todos

os tipos de curiosidades:

múmias chinchorros,

povo de pescadores que

viveu no norte do Chile

e Sul do Peru há mais de

sete mil anos; esculturas

maias; estátuas Mapuche,

povo que vive ainda hoje

na região Sul do Chile e

em parte da Argentina;

cerâmicas milenares de

vários povos e culturas;

obras de arte de prata e

cobre; peças dos povos

de diversas culturas indígenas

americanas antes

do século XVI.

Fundado em dezembro

de 1981, pelo arquiteto

chileno Sergio Larraín

García-Moreno, que entregou

sua coleção de

arte pré-colombiana de

toda a América à comunidade

para contribuir com

o conhecimento e apreciação

do legado dos antigos

povos americanos.

Durante a década de

1970, o arquiteto, consciente

da importância do

acervo que havia reunido,

buscou universidades, organismos

estatais e centros

de estudos como

forma de transferir o material

até encontrar guarida,

apoio e respaldo no

do prefeito de Santiago,

Patricio Mekis, que recebe

a idéia e começa a trabalhar

para encontrar uma

8 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


propriedade adequada e

que abrigue a instituição

a ser criada.

Viagem no tempo

Conhecer o acervo do

museu é fazer uma viagem

no tempo, com uma

visão ampla da cultura

das sociedades pré-históricas

da América Latina,

através de exemplares de

cerâmica antiga, artes têxteis,

lápides e prataria do

norte do México e sul dos

Andes. As peças, por sinal,

encontram-se dispostas

e apresentadas de acordo

com a localização dos

povos dentro do “mapa”

como entendemos hoje.

É didático e revelador.

A divisão do acervo

pode ser resumida em:

Mesoamericana (México,

Guatemala, Honduras, El

Salvador e parte da Nicarágua),

Intermédia (Equador

e Colômbia), Caribenha

(Caribe e Antilhas),

Amazonas, Andes Central

ACOMPANHAMENTO

ESCOLAR

O acompanhamento é uma

modalidade de ensino na qual

atendemos alunos dos ensinos

fundamentais I e II.

São pacotes de aulas mensais

nos quais disponibilizamos um

professor para acompanhar seu

filho/aluno durante o ano letivo,

auxiliando-o nas tarefas de

casa, nos trabalhos e nos estudos.

Valores promocionais para o

Acompanhamento Escolar!

Solicite sua aula avaliativa Grátis

Aulahomeclass@gmail.com

HOME_CLASS

HOMECLASSDF

61 9800-8140 | 61 98541-6620

WWW.HOMECLASSDF.COM

AULAS PARTICULARES


| Destinos & Viagens |

(Peru e Bolívia), Surandina

(Argentina) e Chile – onde

é notável o resgate do

“Chile antes de ser Chile”.

Múmias

A mumificação que os

chincorros faziam é conhecida

como a forma

mais antiga de preservação

de cadáveres humanos.

Após retirarem os

órgãos internos dos cadáveres,

enchiam-nos com

galhos, folhas e barro, e

em seguida juntavam as

partes dos corpos novamente

colocavam uma

máscara e pintavam tudo

com ocre vermelho. Ao

contrário dos egípcios,

os chinchorros mumificavam

crianças, homens e

mulheres, sem distinção

da classe social.

Área restrita

Um dos ambientes mais

reveladores do Museu Chileno

de Arte Pré-Colombiana

é reservado a arte

têxtil – com iluminação e

temperatura adequadas,

valendo-se de modernas

tecnologias de apresentação

e de preservação do

rico material elaborado pelos

povos da região. Há pedido

expresso de que nada

seja fotografado no local,

mas muitos não respeitam

essa recomendação.

10 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Destinos & Viagens |

Esculturas de madeira

A história do povo Mapuche

– que vive na região

centro-sul do Chile e sudoeste

da Argentina – remonta

a milhares de anos.

Chamados de Araucanos

pelos espanhóis e que os

descendentes consideram

pejorativo, estiveram

em combate e conflito

contra a colonização espanhola

por mais de 300

anos. No museu, há várias

estátuas de madeira em

formato gigante – como

se fossem totens. Conhecidos

como chemamüll

ou o chemamull (do mapudungun:

che, “pessoa”

e mamüll, “madeira”, isto é,

“madeira com aparência

de uma pessoa”) são estátuas

Mapuche de madeira.

Eles ainda são usados

em ritos funerários.

E o Brasil?

Entre mais de duas mil

peças, os únicos exemplares

vinculados à história

dos povos que habitavam

o Brasil antes de 1500 são

peças de cerâmica marajoara

– o que serve para

demonstrar que os índios

brasileiros estavam isolados

dos demais habitantes

do continente, tanto

nos aspectos culturais,

quanto do domínio dos

materiais e tecnologias.

Lembrando:

O museu fica no centro

histórico de Santiago, na

esquina da Bandera com

a Compañía, e está a uma

curta caminhada da Plaza

de Armas. Abre de terça a

domingo, das 10h às 18h.

Fecha em alguns feriados

nacionais chilenos.

www.precolombino.cl

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 11


| Destinos & Viagens |

12 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Tecnologia |

Internet dos Brinquedos:

novo perigo cibernético

para as famílias

Por Tim Berghoff (*)

Nos últimos anos, os fabricantes

de brinquedos

conectados com a Internet

tem sido manchetes na imprensa,

mas não de maneira

saudável. Privacidade e proteção

de dados claramente

não é a maior a prioridade

neste setor.

Na Alemanha, por exemplo,

a venda de alguns desses

brinquedos já foi banida

depois de serem classificados

como dispositivos de

vigilância oculta. Ainda assim,

os brinquedos inteligentes

estão de volta, desta

vez debaixo da árvore de

Natal.

A demanda por brinquedos

inteligentes e interativos

ainda está em crescimento

e os fabricantes

fazem todo o possível para

atender a este promissor

mercado. Para conseguir

isso, muitas vezes eles têm

a melhor das intenções ao

incluir recursos que são

realmente úteis, mas o resultado

pode ser também

questionável e de alto risco

para a segurança digital.

A antiga babá eletrônica

pode se transformar em um

ursinho de pelúcia conectado

para que os pais possam

se certificar de que a babá

humana esteja sempre perto

da criança. No entanto,

o que começa como uma

boa e nobre ideia, pode fazer

com que a privacidade

se torne em pesadelo. Em

muitos casos, conexões

Bluetooth ou em nuvem

não são seguras o suficiente

para impedir que o ursinho

de pelúcia se torne

um “espião inocente”. Além

disso, brinquedos conectados

também carregam

dados para uma plataforma

em nuvem oferecida pelo

fabricante do brinquedo, e

algumas dessas plataformas

se mostraram possuir uma

segurança catastrófica.

Muitos pais acreditam que

os brinquedos conectados

sejam suficientemente seguros.

No entanto, o histórico

com estes dispositivos

mostra exatamente o contrário

e, em muitos casos,

a “internet dos brinquedos”

acaba sendo muito mais

perigosa do que se possa

supor.

Alguns países já reagiram

em relação aos brinquedos

conectados e que podem

ser usados como dispositivos

de espionagem. Na

Alemanha, a agência federal

pela regulamentação

das redes de telecomunicações

classificou uma boneca

como um “dispositivo

de espionagem escondida”,

cuja venda e posse são

proibidas pela Lei de Telecomunicações.

Mais e mais

brinquedos e outros produtos

destinados às crianças

estão chegando ao mercado

e muitos deles com funcionalidades

que podem

trazer muita dor de cabeça

para as famílias.

O maior problema é que,

através desses brinquedos,

os jovens estão se acostumando

a estar sob vigilância

o tempo todo, seja através

do ursinho de pelúcia ou

um smart watch para crianças,

cuja venda também foi

banida na Alemanha. Há

um caso antigo relacionado

a isso, noticiado em 2006,

quando as autoridades investigaram

a venda do urso

Teddycam através de uma

rede de compras de TV.

Especialmente agora,

quando se debate a vigilância

do Estado e a proibi-

14 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Tecnologia |

ção efetiva do anonimato

na web em alguns países, a

compra de tais brinquedos

parece ser uma coisa muito

inoportuna. Algumas medidas

estão fora dos limites

no âmbito governamental,

por uma série de razões, e

os defensores da privacidade

estão constantemente

fazendo campanha para

chamar a atenção do público.

No entanto, ao mesmo

tempo, muitos parecem estar

perfeitamente bem com

a vigilância privada total. A

demanda por esses brinquedos

sugere que “tudo

é justo” quando se trata de

crianças. Certamente, isso é

um muito perigoso.

O que os pais devem observar

nos brinquedos inteligentes

As plataformas em nuvem

inadequadamente protegidas

são um dos maiores

problemas quando se trata

de brinquedos conectados.

Portanto, os pais devem

verificar e

garantir que um

brinquedo “inteligente”

atenda aos

seguintes critérios:

- Qualquer

informação

deve ser transferida

usando

um método de

criptografia suficientemente

seguro;

- Evite os portais, como o

de Spiral Toys e seus “Cloud

Pets”;

- Nunca use uma senha

que seja muito simples,

como, por exemplo,

“123456” ou “senha”, ou use

a senha pré-configurada

oferecida pelo provedor do

serviço;

- Avalie cuidadosamente

se é necessário e em que

medida se deseja armazenar

pessoais na plataforma

na nuvem.

Para cada brinquedo inteligente,

as mesmas regras

para os smartphones e tablets

se aplicam: o próprio

dispositivo ou a plataforma

da nuvem por trás do serviço

podem ser invadidos pelos

criminosos cibernéticos.

No pior dos

casos, os criminosos

podem saber onde

uma criança mora,

onde fica a sua escola

/ jardim de infância,

quais os nomes e

local de trabalho dos

pais etc. Estas informações

podem

ser usadas para realizar

um sequestro,

por

exemplo.

Contrariamente ao que

você pode fazer com seu

smartphone ou PC, geralmente

é difícil obter e instalar

atualizações de segurança

para um brinquedo. Se

você não tem outra escolha

além de ter aquele urso de

pelúcia inteligente, a boneca

conectada ou aquele

pássaro falando engraçado:

faça alguma pesquisa para

descobrir o histórico da fabricante

para proteção de

dados - mesmo que isso

nem sempre seja a tarefa

mais simples.

(*) Especialista em Segurança

Digital da G Data,

fornecedora de soluções

antivírus distribuídas no

Brasil pela FirstSecuriy

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 15


| Roteiro Testado |

Santuário

ecológico de

Arraial d’Ajuda

Por Marina Vieira

Especial para Revista Leitura de Bordo

Arraial d’Ajuda, vilarejo localizado

no litoral da Bahia, encanta

a todos que aí chegam.

O colorido das casas compõe

o cenário ideal para as lindas

praias de águas claras. O perfume

das plantas se espalha

com o vento, o sabor dos

alimentos nativos é realçado

pela forma lenta com que

são preparados e a música

cadenciada incentiva turistas

e moradores a participarem

da alegria.

A natureza se fez pródiga

nas maravilhas naturais e

seu povo caloroso sabe bem

receber aqueles que os visitam

e procuram locais para

o lazer. Algumas opções de

passeio são o Rio da Barra,

Trancoso, Praia do Espelho,

Caraíva, Corumbau, a reserva

indígena, o parque aquático

Eco Arraial d’Ajuda, Abrolhos

e o Parque Marinho de Recife

de Fora, considerado um dos

maiores centros de biodiversidade

marinha do Brasil. Um

dos destaques é a observação

de baleias, feita de barco,

quando os visitantes têm a

oportunidade de vê-las em

seu habitat natural.

Além disso, há trilhas para

bicicleta, tours de lancha,

mergulhos e ainda fazer

snorkeling nas águas mais

rasas. Durante os mergulhos

de garrafa, que se concentram

no lado sul onde existem

mais de 15 pontos para

explorar, é possível observar

tartarugas e espécies raras de

corais, peixes e moluscos.

Entre as praias, destaca-se a

do Mucugê, onde fica o Maitei

Hotel, que se coloca como

opção de hospedagem sofisticada

e com atendimento

personalizado.

Após um dia cheio de atividades,

os hóspedes podem

usufruir da infraestrutura

completa do Maitei, que

conta com SPA, duas salas de

estar, sala de ginástica, sauna

a vapor, duas piscinas, sendo

uma delas no belíssimo terraço

com vista para o mar, e

espreguiçadeiras. A gastronomia

também está garantida

no restaurante Maitei,

que se destaca por apresentar

um cardápio que explora

a culinária internacional, mas

preserva ingredientes da tradicional

culinária baiana.

Inf.: www.maitei.com.br

16 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


QUEM NÃO

CUMPRE A LEI?

1000 DIAS

DE CALOTE

NO AUXÍLIO-ALIMENTAÇÃO

LEI 840/2011


| Enogastronomia |

Em março, Porto

a Porto terá sede

em Brasília

Importadora abre

sede própria para

estreitar ainda

mais relação como

mercado do

Centro-Oeste do País.

A partir da 2ª quinzena

de março, a importadora

Porto a Porto terá sede

própria em Brasília para

ampliar sua presença em

um dos principais mercados

consumidores de vinhos

e produtos importados

do Brasil. Depois

de 18 anos de atuação no

mercado da capital federal

através de representação,

a empresa decidiu

replicar o modelo de outros

locais e inaugurar

esta estrutura

física. A proposta

é criar raízes na cidade

e melhorar o

atendimento aos clientes

da região Centro-Oeste

do Brasil.

Localizada numa região

que engloba Leroy Merlin,

Park Shopping, Extra

e Carrefour, a linha de

produtos contará com

vinhos, destilados, cervejas,

águas, alimentos

e produtos gourmet. “O

mercado de Brasília apresentou

um crescimento

expressivo nos últimos

anos e, como participamos

ativamente deste

movimento, decidimos

investir neste espaço

para otimizar a distribuição

nos Estados de Goiás

e Tocantins, além de

aumentar a nossa participação

on trade”, afirma

Mayra Santos, gerente da

Porto a Porto Brasília.

Público alvo

A Porto a Porto atende

supermercados, mercearias,

mercadinhos, bares,

restaurantes, bistrôs,

buffets e todo leque de

pessoas jurídicas. Exemplo

disso é o Espaço

Gourmet desta sede, que

tem como finalidade a

demonstração do portfólio

da importadora aos

clientes, porém não atende

o consumidor final.

A Porto a Porto é reconhecida

no cenário enogastronômico

brasileiro

e traz ao Brasil mais de

2.000 produtos, de 120

fornecedores de países

como França, Itália, Espanha,

Portugal, Alemanha,

Chile, Argentina, Austrália,

Nova Zelândia, entre

outros. Além dos vinhos,

bebidas como cervejas,

destilados, sucos e águas,

a importadora possui

produtos do segmento

alimentício como os da

marca italiana Paganini.

Porto a Porto no DF:

Edifício The Union - Salas

11 e 13, ao lado da Leroy

Merlin em Brasília.

18 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Unepp |

O desafio da

profissionalização

A crescente judicialização

da política está levando a

um fenômeno que deve

merecer atenção: as pessoas

não querem mais ser “políticos”,

por conta da efetiva

impossibilidade de terminar

um mandato sem alguns

processos – muitas vezes

por questões periféricas

que são transformadas em

verdadeiros cavalos de tróia.

Nós, da Unepp, não queremos

discutir quem está

errado ou quem está certo.

Nós julgamos que é hora de

“construir” uma nova geração

de políticos. E isso passa

pela qualificação dos gestores

e o investimento na

profissionalização dos servidores

– caminho seguro

para que possamos ajudar

o Brasil a reverter o quadro

atual de distanciamento das

ações dos administradores

dos anseios da sociedade.

É preciso entender que

estruturar políticas públicas

passa obrigatoriamente

pela compreensão de que

nem sempre o que o governo

central define como

“prioridade”, tem esse sentido

de urgência e de importância

no Brasil verdadeiro.

Fui prefeito e sei da dificuldade

de, muitas vezes, conseguir

convencer o funcionário

de um ministério, de

uma secretaria, de uma autarquia

ou de um banco público,

sobre aquilo que nos

angustia e causa apreensão

em nossas comunidades.

Temos um País com sua

heterogeneidade, com sua

diversidade e isso poucas

vezes é compreendido por

quem tem o poder de decidir

– em nível estadual ou

nacional. Mas não é culpa

apenas dos outros, uma vez

que muitas vezes desperdiçamos

tempo, perdemos

verbas e gastamos os já

poucos recursos públicos

por erros formais “nossos”

e por formalismo dos que

analisam projetos.

Este é um ponto muito

importante para nós da

Unepp: através de cursos,

de programas, de treinamentos,

já estamos oportunizando

cursos a distância

em áreas fundamentais para

o sucesso da administração

pública. Nós sabemos que a

profissionalização é o único

caminho para evitar a continuidade

da criminalização

da política.

Defender a política não é,

sob nenhuma ótica, ser conivente

com falcatruas. Defender

a política é o compromissos

de quem sabe

que existem alternativas,

que existem caminhos. Para

nós, o futuro dos gestores e

os gestores do futuro estarão

cada vez mais amparados

no binômio “profissionalização

e qualificação”.

Se você também pensa

assim, o seu lugar é conosco

– na Unepp.

Raimundo Filho

presidente da UNEPP - União

Nacional de Ex-Prefeitos e de

Prefeitos

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 19


| Trade |

Francesa B&B Hotels

aposta em retrofit para

sua 1ª unidade no Brasil

Projeto realizado pelo escritório UNI.H

para o B&B Hotel São José dos Campos

une fachada clássica a um interior extremamente

jovem e moderno

No mercado hoteleiro são comuns

os projetos de retrofit que

dão cara nova a empreendimentos

antigos e mudam a estrutura,

disposição e decoração dos

ambientes para atrair novos públicos

ou seguir um padrão de

determinada marca. Com o B&B

Hotel São José dos Campos não

foi diferente: o projeto de interiores

da primeira unidade da rede

francesa no Brasil foi completamente

transformador.

Especializada em soluções

completas para o desenvolvimento

de hotéis e resorts, partindo

da arquitetura, decoração,

implantação e assessoria hoteleira,

o escritório de arquitetura

UNI.H, comemora o resultado

do trabalho realizado para a B&B

Hotels. De acordo com Sheila

Schepselevitz e Debora Terranova,

arquitetas e sócias no UNI.H,

“foram diversas reuniões com a

equipe da B&B Hotels e consultores

internacionais para desenvolver

um trabalho único e exclusivo

para o primeiro hotel da rede no

País. O projeto de interiores foi totalmente

excluído e criamos um

novo ambiente, completamente

reformulado, aproveitando apenas

a estrutura e algumas instalações

que foram mantidas.”

Com investimento de R$ 3,3 milhões,

o B&B Hotel São José dos

Campos marca a entrada da rede

B&B Hotels, grupo hoteleiro francês

com mais de 400 hotéis na

Europa, no Brasil. A partir de um

projeto jovem, atual e que proporciona

integração com fácil conectividade,

o conceito adotado

no empreendimento foi idealizado

pensando no perfil do público

que a rede pretende alcançar na

região: um hóspede prático, que

busca por facilidades, características

também comuns ao conceito

da marca em todo o mundo.

Apesar de considerar a adaptação

de diversos detalhes que

respeitassem as particularidades

e o perfil do público local,

as arquitetas procuraram trazer

para a unidade brasileira muitas

tendências e atributos já adotados

nas outras unidades da B&B

Hotels. “Nós estudamos muito a

marca para realmente entendê-la

e conseguimos chegar em uma

proposta que uniu nossa cultura

ao clima dos hotéis da rede na

Europa. Manter a fachada, por

exemplo, foi uma forma simples

que encontramos de fazer com

que o empreendimento ficasse

bem parecido, em termos de estrutura

e arquitetura, dos empreendimentos

europeus da B&B”,

comentam Sheila e Débora.

O B&B Hotel São José dos Campos

está em operação desde novembro

de 2017.

Inf.: www.hotelbb.com.br.

20 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


EM DEFESA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL,

AUDIÊNCIA PÚBLICA REITERA

INCONSTITUCIONALIDADE DA

REFORMA DE TEMER

O

Sindicato dos Bancários de

Brasília participou de audiência

pública no dia 6, na

Câmara dos Deputados,

quando a reforma da Previdência,

prevista na PEC 287/2016, foi avaliada

como inconstitucional. A avaliação foi

feita durante debate da Comissão de

Direitos Humanos e Legislação Participativa

(CDH) sobre o relatório final

da Comissão Parlamentar de Inquérito

(CPI) da Previdência Social.

Este foi o primeiro evento de mobilização

da Frente Parlamentar Mista em

Defesa da Previdência Social em 2018

para combater a proposta de reforma

do governo ilegítimo. Sob a coordenação

do senador Paulo Paim (PT-RS) e

do deputado federal Arnaldo Faria de

Sá (PTB-SP), a Frente é composta atualmente

por 263 deputados federais, 23

senadores e por 97 entidades representativas

da sociedade civil, entre essas,

todas as centrais sindicais.

Entre abril e outubro de 2017, a CPI,

presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS),

ouviu 144 especialistas em previdência social.

Um resumo do resultado está publicado

na cartilha “CPI da Previdência: Ousadia

e Verdade”, lançada em janeiro.

O objetivo da discussão, segundo o

senador Paulo Paim, foi de deixar claro o

posicionamento contrário do colegiado

à proposta do governo, por meio do debate

dos resultados alcançados pela CPI.

“RESISTIR E DENUNCIAR”

“Essa reforma temerosa da Previdência

é um verdadeiro atentado à vida do

trabalhador, além de afetar diretamente

o sistema de saúde e de assistência social

do país. Temos que resistir e denunciar o

que realmente está por trás desse embuste”,

alerta Jefão Meira, funcionário do

BB e diretor do Sindicato.

O diretor da Federação dos Trabalhadores

em Empresas de Crédito do

Centro Norte (Fetec-CUT/CN) André

Nepomuceno considerou a audiência

“um grande reforço contra a reforma

de Temer e do presidente da Câmara,

Rodrigo Maia, que querem impor a PEC

287/2016 como primeira votação de

fevereiro”. E ressaltou: “é necessário aumentar

a pressão para barrar esse ataque

brutal ao direito à aposentadoria”.

Para a diretora do Sindicato,

Fabiana Uehara, “é preciso fortalecer a

mobilização e impedir que Temer retire

direitos do povo brasileiro. Vamos lutar

juntos para que esse absurdo, que mais

parece uma deforma da Previdência,

seja derrubado".


Casa estranhas,

mas que fascinam

Quem viaja, sempre se depara com o inusitado

– construções antigas, históricas e

principalmente “estranhas”. São espaços

criados para atender os desejos de proprietários

e noutros, uma opção para a criatividade

nem sempre entendida de arquitetos...

Na verdade, o que conecta essas casas é

o exotismo. E são tão estranhas, tão inusitadas

e tão diferentes em sua concepção,

em seus detalhes e em suas propostas

exóticas que valem a pena uma viagem.

Seja na Europa ou na Ásia, conheça algumas

das obras de arquitetura mais interessantes

do mundo.

| Especial |

Hang Nga Guesthouse: Conhecida como a casa

maluca, se encaixa perfeitamente no território que a

hospeda, em Dalat City, na província de Lam Dong no

Vietnã. Aberta aos turistas em 1990, a casa também é

um hotel onde os visitantes podem se hospedar e se

divertirem nos quartos temáticos, que parecem sair de

um mundo de fadas, mágico e um pouco louco. No

interior, você pode passear entre casas espirais e paredes

diferentes recordando árvores de pedra. A Sagrada

Família de Antoni Gaudí, é um exemplo arquitetônico

inspirado pelo designer da casa, a arquiteta Dang Viêt

Nga, filha do Secretário Geral do Partido Comunista do

Vietnã, Truong Chinh.

Le Palais Bulles: O complexo arquitetônico projetado

entre os anos 1975 e 1989 pelo arquiteto Antti Lovag,

e conhecido popularmente como o ‘’palácio das bolhas’’,

é surpreendente. Está localizado em Théoule-sur-

-Mer, na França. Até recentemente, era a casa de Pierre

Cardin e foi vendida por mais de € 350 milhões. A casa

é composta por piscinas, jardins, anfiteatro e 28 esferas

de terracota.

Tancící dum: Projetado em um estilo desconstrutivo

pelos arquitetos Frank Ghery e Vlado Milunic, em 1994,

a construção é conhecida como The Prague Dancing

ou Ginger e Fred. O edifício fica nas ruínas do palácio

Rasinovo Nábrezi, em Praga, destruído durante os bombardeios

de 1945, e é símbolo do novo rosto da capital

tcheca. Possui escritórios e restaurantes, e um café na

cobertura com uma visão da cidade.

22 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Especial |

KrzwyDomek: É uma casa que trouxe uma proposta

inovadora, localizada perto da cidade de

Gdansk, na Polônia. Concluída em 2004, foi projetada

pelo escritório de arquitetura Szotyscy &

Zaleski, se baseando no estilo Gaudí com linhas

curvas, sinuosas e torcidas. Ao entrar as pessoas

encontram escritórios, lojas, bares, restaurantes,

discotecas e uma estação de rádio.

Blaakse Bos: Complexo arquitetônico muito original

de Roterdã: composto por 22 prédios baixos e 45

inclinados, projetados pelo arquiteto Piet Blom, no

bairro de Blaak, na província da Holanda do Sul. As

casas localizadas no primeiro andar do complexo

são residências, no piso térreo, encontram-se lojas,

clubes e um museu em miniatura.

Casa do Penedo: Localizada a 800 metros acima

do nível do mar, situa-se entre Celorico de

Basto e Fafe, no norte de Portugal. Ela foi projetada

pelo arquiteto Vitor Rodrigues em 1974 e

dizem a arquitetura lembra a casa do desenho

Flintstones. Não há eletricidade no prédio, existe

apenas uma lareira, e uma escada.

Casa Battló: Obra modernista da casa Battló, de

Antoni Gaudí, é de 1943 e está localizada em Barcelona.

Foi declarada Patrimônio da Humanidade pela

Unesco. As varandas lembram morcegos e, na área

interna, o pátio é coberto com cêramica azul, e há

escadas em espiral.

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 23


| Especial |

Dom do góry nogami: Localizada na Polônia,

em Zakopane. É uma casa invertida muito original.

O edifício parece estar abandonado. Se

torna impossível não se surpreender com a

construção que parece desafiar a gravidade.

Casa NA: A casa transparente em Tóquio foi feita

especialmente para um jovem casal da cidade e

foi projetada pelo arquiteto Sou Fujimoto. Ele afirma

ter se inspirado no conceito de casa da árvore,

onde a luz domina tudo. É também a primeira

casa do mundo a ser construída sem paredes de

alvenaria. A casa possui 914 metros quadrados e

tem salas, escadas e corredores divididos em três

andares, sendo grande parte dominada pela luz.

Casa Caracol: Uma construção de luxo inspirada

na estrutura de um caracol, se localiza na

praia do Caribe de Isla Mujeres, no México. A

casa, pode ser alugada aos turistas durantes

os meses do ano. Octavio Ocampo projetou

o local no ano de 1994, sendo construída de

maneira surrealista e com cimento e muitas

conchas. A decoração interior fica por conta

de um tema típico de praia, o mar.

E então?

Qual delas é mais marcante? Impossível não reagir com espanto diante de tais soluções arquitetônicas.

O levantamento dessas casas foi realizado pela Ansa e certamente cada viajante já se

deparou com muitas casas igualmente inimagináveis.

24 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Evento |

Fit Cuba 2018

será em maio

Considerada a principal

feira de turismo do Caribe,

neste ano está em

sua 38ª edição

O trade turístico cubano

prepara-se para a FIT Cuba

2018, que será realizada

em Cayo Santamaría, entre

2 e 6 de maio, na província

de Villa Clara . A escolha

de Cayo Santamaría

tem o objetivo estratégico

de realçar o destino turístico

– capacitando toda

a região para transformar

Villa Clara em um novo

corredor turístico da Ilha.

Nos últimos meses foram

construídos novos hotéis

na região, além da recuperação

de prédios históricos,

convertendo-os em

locais para acomodação.

Cabe lembrar que a região

foi bastante afetada

pelo furacão Irma em

2017. A recuperação da

infraestrutura foi plena,

inclusive do aeroporto

internacional Abel Santamaría

em Santa Clara, ci-

dade que fica a cerca de

270km de Havana. Trata-

-se do terceiro terminal

cubano em número de

passageiros, depois dos

de Havana e Varadero.

Villa Clara possui um

conjunto de atrações que

o turismo de Cuba deseja

tornar conhecidas: belezas

naturais, uma cultura rica e

forte presença na história

da Ilha. Basta lembrar que,

em Santa Clara, capital

provincial, aconteceu, em

dezembro de 1958, a batalha

decisiva para a vitória

das tropas comandadas

por Fidel e Che – 12 horas

após a vitória decisiva com

a captura da cidade, as forças

de Batista fugiram de

Cuba e Fidel Castro declarou

vitória total. Santa Clara,

por sinal, é conhecida

como “a cidade do Che”.

Expectativa

Depois do sucesso da

Feira de 2017, realizada

em Holguin, o desafio é

mostrar que o turismo em

Cuba busca permanentemente

a sua profissionalização.

Em 2018, o país

homenageado será o Reino

Unido e são esperados

agentes, operadores turísticos

e mídia que superem

os números da edição anterior,

quando representantes

de mais de 30 países

estiveram presentes.

Interessados em participar

da Feira devem entrar

em contato com a Embaixada

de Cuba em Brasília

ou acessar o site do

26 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Evento |

AZEITE

OURO DE SANTANA

NOVELLO

FRESCO

NÃO FILTRADO

evento onde estão disponíveis

informações sobre

a participação, quer como

visitantes, expositores, etc:

www.fitcuba.com

Brasileiros em Cuba

A Ilha no Caribe recebeu

em 2017 mais de 4,7 milhões

de turistas, com um

incremento médio de 10%

ao ano. O Brasil não está

entre os principais emissores

de turistas para Cuba,

mas começou 2018 em

alta. Em janeiro deste ano,

houve um incremento de

234,4% em relação ao mesmo

período de 2016 – recebendo

4.468 brazucas.

Durante todo o ano

(2017), 35.637 brasileiros

estiveram em Cuba, aumento

de 155,88% em

relação a 2016. Na América

do Sul, o mercado que

mais enviou gente foi a Argentina

(99.590), seguido

do Chile (45.886).

Inf.: casadeviagens.com.br

BRASILIA-SUDOESTE

(061) 981113763


| Justiça & Cidadania |

Tecnologia conecta

a Justiça aos novos

tempos

A Justiça brasileira está deixando

para trás a era do papel

e entrando definitivamente no

mundo digital. Pastas de processos

acumuladas em varas e

arquivos a perder de vista estão

com os dias contados. O Processo

Judicial Eletrônico - PJe foi a

solução encontrada pelo Conselho

Nacional de Justiça para

trazer o Judiciário para o século

XXI. Lançado oficialmente em

2011, o PJe está sendo paulatinamente

implantado nos tribunais

de todo o Brasil. No Tribunal

de Justiça do Distrito Federal e

dos Territórios – TJDFT, o sistema

começou a ser implantado

em julho de 2014 e já está em

funcionamento em todas as varas

de natureza cível e em parte

da 2ª Instância. Até o final deste

ano de 2018, estará funcionando

em todas as serventias da

Casa. No último dia 2 de fevereiro,

o TJDFT chegou à soma de

500 mil processos distribuídos

eletronicamente.

Para o Presidente do TJDFT,

desembargador Mario Machado,

“o Processo Judicial Eletrônico

é o marco de uma nova

era - para melhor - na Justiça do

Distrito Federal. Profundas alterações

ocorrem à medida que

se intensifica a implantação do

PJe. Todos os profissionais que

nele atuam - servidores, advogados,

defensores, membros

do Ministério Público, magistrados

- têm suas funções facilitadas,

com ganho para as

partes, que obtêm mais ágil

prestação jurisdicional. Tudo

com sensível economia para os

cofres públicos”.

A economia proporcionada

pela substituição do suporte

papel pelo digital é de comemorar.

No TJDFT, por exemplo,

o PJe já evitou o uso de mais de

30 toneladas de papel, ou 330

árvores que deixaram de ser

cortadas. A redução de custos

com material de expediente

chegou a quase R$ 4 milhões

e gastos com malotes e armazenamento

de autos ainda podem

ser acrescidos aqui.

Para advogados e partes, a

evolução proporciona conforto

e mais celeridade. Para dar

entrada em um processo, o

advogado não precisa sair do

escritório e o horário do envio

de documentos é prolongado,

não se limitando ao encerramento

do expediente forense

propriamente dito. O antigo

procedimento de carga, em

que os autos iam para o escritório

ou para o Ministério Público,

por exemplo, deixaram de

existir. Agora, o processo está

sempre disponível para consulta

a qualquer hora do dia ou da

noite, em qualquer lugar, sem

o risco de extravio ou danos

aos documentos.

A novidade, como não poderia

deixar de ser, ainda está

sendo incorporada à rotina de

muitos advogados, acostumados

aos volumes de processos

levados e trazidos em carrinhos

abarrotados. Dúvidas ainda surgem

em relação ao sistema PJe.

Para resolver essas questões, o

TJDFT criou um chat online no

qual o usuário entra em contato

com servidores treinados

para esclarecer os impasses. O

serviço está disponível desde

outubro de 2016 e realiza uma

média de 120 atendimentos diários.

A implantação do PJe no

28 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Justiça & Cidadania |

TJDFT segue determinações de

comitê gestor presidido pelo

desembargador Flavio Rostirola

e composto por representantes

da OAB/DF, do Ministério

Público da União e da

Associação dos Magistrados do

Distrito Federal – AMAGIS/DF.

Participam, como convidados,

representantes da Defensoria

Pública do DF e da Procuradoria-Geral

do DF.

Para salvaguardar o direito,

o Conselho Nacional de Justiça

determinou, por meio

do artigo 11 da Resolução

185/2013 que, quando houver

indisponibilidade do sistema

por mais de 60 minutos,

ininterruptos ou não, os

prazos processuais que vencerem

naquele dia devem

ser prorrogados para o dia

útil seguinte, caso o PJe fique

indisponível entre 6h e 23h.

Para a advogada Talita Kelsey

Ferreira Gouveia, “o PJe

facilita bastante a vida dos

advogados, pois possibilita

que você protocole até

a meia noite, o que dá uma

liberdade maior com os prazos.

O processo eletrônico

diminui a necessidade de estagiários

para realizar tarefas

burocráticas, reduz os gastos

de forma geral no escritório e

poupa também muito tempo

para a gente”, comemora. “É

muito bom receber os e-mails

com as decisões, poder dar

ciência na hora e já trabalhar

nisso, sem necessidade de esperar

a publicação oficial. O

suporte técnico é muito bom,

eles atendem em forma de

bate-papo e sempre ajudam

bastante a resolver os problemas

técnicos, quando ocorrem.

No PJe, você ainda tem

como ver quem acessou o

processo, coisa que não tinha

no balcão da vara. Outra coisa

que eu valorizo muito é a certidão

que o sistema gera caso

fique fora o ar. Eu lido com PJe

de outros Estados, e a versão e

o suporte técnico

aqui do TJDFT são

os melhores, especialmente

quando

comparado com

outras esferas judiciárias”,

explica.

Processos em

papel serão, dentro

de algum tempo,

a nostálgica

imagem de uma

Justiça que não

mais existirá. Há

feitos arquivados,

no entanto, que

precisam permanecer

guardados por longos

períodos de tempo, alguns

até por cem anos. Caso seja

transformado em lei o Projeto

146/2007 do senador

Magno Malta, documentos

digitalizados e certificados

pela Infraestrutura de Chaves

Públicas Brasileira (ICP-Brasil)

terão o mesmo valor legal

dos documentos físicos que

lhes deram origem. A partir

daí, esses processos poderão

ser descartados após sua

digitalização, conforme a lei

determinar. Aí sim, os autos

em capinhas coloridas serão

realmente coisa do passado.

Desembargador Mario Machado,

presidente do TJDFT

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 29


| Ponto de vista |

O ônus da ignorância

Por José Pio Martins*

Uma tribo indígena, sem

contato com a civilização,

tem um padrão de consumo

– logo, de bem-estar – exatamente

igual ao padrão proporcionado

pela quantidade

de frutas, animais e peixes que

seus membros conseguem

coletar, caçar e pescar. Se essa

tribo tiver conhecimento de

agricultura, ela poderá obter

também milho e mandioca e

melhorar seu padrão de vida

conforme o produto de seu

próprio trabalho e de sua eficiência

produtiva.

O padrão de vida da tribo

será igual à produção feita por

metade de seus membros,

pois em geral nos agrupamentos

humanos – uma tribo,

uma comunidade, uma nação

–, metade dos membros não

são aptos a produzir, embora

sejam consumidores; são as

crianças, os doentes, os idosos,

os aposentados, etc. Com um

país não é diferente, ressalvadas

algumas complicações

decorrentes da complexidade

de sua economia em razão da

tecnologia e do imenso número

de itens de bens e serviços.

Como o país é mais complexo

que uma tribo, existem

as leis de convivência social, o

Estado e seu braço executivo,

o governo, as estruturas burocráticas,

os palácios, as mordomias,

as sinecuras e todo aparato

estatal dos três poderes.

Para sustentar tudo isso, o

governo é autorizado a “tomar”

uma parte do que é produzido

pelos habitantes e, no Brasil,

essa fatia já passa dos 35%, que

é carga tributária para pagar os

serviços coletivos (justiça, segurança,

saúde, educação, defesa

nacional etc.), os investimentos

públicos e distribuir um pouco

aos pobres em forma de programas

sociais. Mas os homens

da máquina governamental

são espertos e primeiro pagam

a si mesmos, geralmente com

salários, vantagens e aposentadorias

a valores médios maiores

do que os valores médios

da população.

Pelas razões acima, o Instituto

de Pesquisa Econômica

(Ipea), órgão do governo federal,

já publicou estudos mostrando

que o setor público

piora a distribuição de renda.

Outro ponto é o seguinte: imagine

que os membros da tribo

possam se aposentar com idade

de 53 anos e vivam 75 anos

na média; logo, recebendo durante

22 anos a mesma cota de

comida que tinham quando

trabalhavam. Se a produtividade

(produção por hora de trabalho)

for sempre a mesma, o

padrão de vida cairá. Assim é a

previdência social.

Essas lições simples de economia

– que, para conhecer, é

necessário estudar – estão na

base das políticas e ações para

superar a ineficiência produtiva,

consertar os dois sistemas

de previdência e vencer a pobreza.

Infelizmente, os membros

do parlamento, com as exceções

de praxe, não revelam

conhecimentos dessas questões,

e a maioria parece nem

se interessar muito em estudar,

pesquisar e aprender.

Certa vez disseram a Derek

Bok, professor de Harvard, que

a educação estava cara, ao que

ele respondeu: “Se você acha

que a educação é cara, experimente

a ignorância”. Pois o Brasil

vem fazendo isso há muito,

e o ônus da ignorância aí está.

Um país rico de recursos (naturais)

e pobre de riquezas (recursos

transformados em artigos

consumíveis).

*José Pio Martins é economista,

reitor da Universidade Positivo.

30 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


Concurso Nacional de Piano

| Música |

As inscrições vão até o dia 2 de abril e são abertas a alunos

de piano de todo o país com idade entre 13 e 18 anos

Estão abertas as inscrições

para o II Concurso Nacional

de Piano da Yamaha

Musical do Brasil. Em 2018,

a competição é aberta a

todos os estudantes de

piano do país, tanto de escolas

de música quanto de

professores particulares.

Os interessados podem se

inscrever pelo site www.

concursodepiano.yamaha.

com.br, até o dia 2 de abril

de 2018. Podem participar

pianistas brasileiros e estrangeiros

residentes no

Brasil, com idade entre 13

e 18 anos completos até

o dia 27 de julho de 2018,

inclusive.

O concurso será dividido

em duas etapas. A primeira

consiste na realização

da inscrição online, na

qual os candidatos deverão

inserir um vídeo de

suas apresentações a ser

avaliado por um comitê.

Na sequência, os pré-se-

lecionados serão convidados

à fase final, nos dias 28

(5 finalistas) e 29 de julho

(outros 5 finalistas), no Auditório

da Universidade

Paulista (UNIP), localizado

à Rua Doutor Bacelar, nº

1212 (Campus Bacelar),

Vila Clementino, São Paulo.

A ordem de apresentação

dos finalistas será

definida no auditório da

Universidade por sorteio.

O vencedor do concurso

ganhará um piano acústico

da Yamaha Musical. Os

segundos e terceiros colocados

ganharão pianos

digitais como prêmios.

A escola de música do

primeiro colocado será

premiada com o modelo

de piano CLP-635R. Além

disso, haverá um prêmio

incentivo apenas para alunos

de escolas filiadas ao

CAEM (Central de Apoio às

Escolas de Música): aquele

candidato que obtiver o

melhor desempenho ganhará

o piano da Yamaha

Musical P-45. Para mais informações

e regulamento

completo, consultar o portal

www.concursodepiano.yamaha.com.br.

Sobre a Yamaha

A Yamaha Musical surgiu

em 1887, após Torakusu

Yamaha criar o primeiro

órgão de bambu do Japão.

A empresa se firmou

como a maior fabricante

de instrumentos musicais

do mundo, somando 26

mil funcionários e 89 subsidiárias.

No Brasil, a Yamaha Musical

está presente desde

1973. A empresa atua no

país com diversos produtos

que variam de flautas

doces, baterias eletrônicas

e pianos acústicos, abrangendo

toda linha de instrumentos

musicais.

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 31


| Evento |

Congresso de Enoturismo será em Bento

Palestras com especialistas no tema, visitas técnicas e festival aberto

ao público ocorrem entre os dias 27 e 30 de junho

A Serra Gaúcha será sede

do 8º Congresso Latino-

-Americano de Enoturismo,

entre os dias 27 e 30 de junho.

Com o tema “Território,

vinho e turismo: harmonização

que dá certo”, são esperadas

mais de 250 pessoas

para participar das palestras

– que ocorrerão no Hotel e

Spa do Vinho, no Vale dos

Vinhedos, em Bento Gonçalves

–, das visitas técnicas

nos principais roteiros

enoturísticos da região e da

3ª edição do Wine Festival,

que marca o encerramento

oficial do Congresso, com

shows, venda de vinhos e

sucos em taça e garrafa. O

Wine Festival será aberto

ao público, na Rua Coberta,

próxima à Casa das Artes,

também na cidade de Bento

Gonçalves.

Está confirmada a apre-

sentação da norte-americana

Liz Thach, Master of Wine

e professora da Sonoma

State University, no Wine

Business Institute. Gabriel

Fidel, expert em enoturismo,

professor titular da Universidad

Nacional de Cuyo,

em Mendoza, na Argentina,

e presidente da ProMendoza,

e Wilson Torres, ex-presidente

e atual secretário

executivo da Associação de

Turismo Enológico do Uruguai

(Ateu), também estão

entre os palestrantes da 8ª

edição do Congresso.

A presidente da Associação

Internacional de Enoturismo

(Aenotur), Ivane Fávero,

acredita que a realização

do Congresso no Brasil será

uma ótima oportunidade

para aprimorar a oferta enoturística,

trocando ideias

com os congressistas vindos

de países tradicionais na

atividade, como Argentina,

Uruguai, Chile, Portugal, Estados

Unidos, entre outros.

“Vamos focar neste novo

momento que vivemos, em

que o mercado enoturístico

está cada vez mais formado

por pessoas que são conhecedoras

de vinhos, apreciadores

da bebida, mas que

também buscam experiências

únicas. Mais do que

comprar vinhos, estas pessoas

querem viver a cultura

do lugar onde é elaborada

a bebida, curtir a paisagem

dos territórios que produzem

uvas e vinhos”, diz. Ivane,

que representa o Instituto

Brasileiro do Vinho

(Ibravin) na presidência da

Aenotur, acrescenta que o

conhecimento do trabalho

realizado em outros países

vai qualificar e trazer mais

competitividade para o

enoturismo brasileiro.

A programação do congresso

ocorrerá no turno

da manhã, com exceção da

abertura oficial, que será à

noite, no dia 27 de junho

(quarta-feira). Para o período

da tarde, e durante o

sábado, estão programadas

as visitas técnico-turísticas

para destinos de enoturismo

já consolidados da Serra

Gaúcha.

As inscrições para o Congresso

e para as visitas técnicas

estarão disponíveis a

partir de março no site do

evento: www.congressoenoturismo.com.br

8º Congresso Latino-Americano

de Enoturismo

Data: 27 a 30 de junho de

2018

Local: Hotel e Spa do Vinho,

Bento Gonçalves – RS, Brasil

Tema: Território, vinho e turismo:

harmonização que

dá certo

32 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


Brasil tem baixo

domínio de inglês

Aprender uma nova língua é

sempre um desafio fascinante.

Por mais que as pessoas pensem,

pesquisas indicam que menos de

3% dos brasileiros falam inglês e

que o nosso nível de proficiência

é muito baixo. Em pesquisa que

envolveu quase 1 milhão de pessoas

de 72 países respondendo

testes pela internet, o resultado

do Brasil foi ruim pelo sexto ano

seguido. O Brasil ficou em quadragésimo

lugar no ranking, atrás

de China, Uruguai e Argentina.

Trocando em miúdos: o inglês

dos brasileiros não permite que

a pessoa entenda músicas, nem

programas em Inglês na TV, nem

consegue debater e fechar contratos

na língua estrangeira. Mas

melhorar o domínio do idioma

não passa apenas por frequentar

cursinhos. Os mais jovens fazem

isso em jogos online. Outra alternativa

é assistir a filmes.

A Verbling.com, plataforma de

aprendizagem de idiomas, realizou

uma pesquisa para descobrir

qual filme dos últimos 10 anos é

| Cultura |

o melhor para se treinar o inglês.

O resultado é surpreendente: de

acordo com 33% dos professores

de inglês entrevistados, o filme

vencedor do Oscar de 2010 de

Melhor Filme, O Discurso do Rei,

que trata justamente do processo

do treino da dicção do Rei

George VI pouco antes de ascender

ao trono, é o melhor para se

praticar o idioma. Ou seja, nada

melhor do que treinar inglês com

um filme que trata justamente de

truques de fala e pronúncia do

idioma.

Em segundo lugar, com uma

porcentagem muito próxima ao

Discurso do Rei, está La La Land.

Um dos sucessos em crítica no

ano de 2017, o longa foi indicado

ao Oscar de Melhor Filme do

mesmo ano. O que surpreende

é a pesquisa ter apontado dois

filmes de diferentes sotaques –

um britânico e outro americano

– como primeiro e segundo lugar

para se treinar o inglês.

Esta é a lista dos 9 mais indicados:

1º - O Discurso do Rei (33%)

2º - La La Land (30%)

3º - Três Anúncios para um Crime (10%)

4º - Moonlight (6%)

5º - The Post: A Guerra Secreta (6%)

6º - Dunkirk (3%)

7º - Lady Bird: A Hora de Voar (3%)

8º - Thor: Ragnarok (3%)

9º - Me Chame Pelo seu Nome (3%)

BSB POÉTICA

A poesia nas asas de Brasília.

Presidente Despirocado

Alô, Charles Preto, o que que há?!!

Esse ano tá difícil pra caraca

Esse golpista é muito chato

Perde o pinto mas não larga o mandato

Vou festejar, vou festejar

O golpista agora vai despirocar

Ô da panela, ô da panela,

Vai lá comprar um pinto novo pra marcela

Esse é o bloco do Pacotão

40 anos indo com a multidão

Ô, Charles Preto, tamo na pista

Na contramão pra derrubar esse golpista.

Sentidos

quando jovem vivia

embriagado

hoje?!!! Vive

en vi a gra do!!!

Mapa

diga-me onde está

o seu prazer

irei buscar pra você.

Maria Sabina, Sóter e Assis Aderaldo

(Marchinha oficial do Bloco Pacotão 2018)

Festa a Fantasia

ei, amigo. Não esquece

de pegar o ego

atrás da porta ao sair.

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 33

SÓTER

josesoter@gmail.com

www.soterpoesia.blogspot.com

Facebook: SÓTER


| Saúde |

DST’s são responsáveis

por 25% dos casos de

infertilidade

De acordo com os especialistas,

a prevenção vai

além do uso do preservativo

nas relações sexuais.

É preciso evitar comportamentos

de risco.

Adotar um comportamento

sexual responsável pode reduzir

signitivamente o risco de

infecção por Doenças Sexualmente

Transmissíveis. Grave

problema de saúde pública, as

DST’s estão entre as principais

causas da infertilidade, além de

desencadearem outras complicações

sérias como aborto,

doenças neonatais e até mesmo

o câncer do colo do útero

devido à infecção pelo HPV,

podendo levar à morte. Além

de prevenir várias doenças, o

sexo seguro evita a gravidez indesejada.

“Usar preservativo em todas

as relações sexuais ainda é a

principal forma de prevenção,

mas não é a única. É preciso

evitar contato sexual com pessoas

desconhecidas e

sob efeito de álcool e

drogas, evitar

ter vários

parceiros,

observar sinais

de DST’s

no parceiro

(lesões, verrugas,

secreções)

e não

ter relação

sexual caso,

qualquer dos

parceiros, esteja

com alguma infecção nos

órgãos genitais. Esses são cuidados

que minimizam o risco

de ser infectado por uma DST”,

adverte o ginecologista Vinicius

Medina Lopes, especialista

em Reprodução Humana

e diretor do Instituto Verhum.

“Antes de iniciar um relacionamento

é importante conversar

com o parceiro e tomar todos

os cuidados para uma relação

sexualmente segura. O casal

deve levar em conta o histórico

sexual e possíveis doenças

que cada um dos parceiros

possa ter”, acrescenta o médico

Jean Pierre Barguil Brasileiro,

especialista em Reprodução

Assistida e diretor do Instituto

Verhum. Os dois especialistas

compartilham da mesma opinião:

“As pessoas voltaram a se

descuidar nos últimos anos, a

população precisa ser conscientizada

e as campanhas

educativas devem acontecer

o ano inteiro e não apenas no

verão”.

A transmissão das DST’s

pode acontecer pelo contato

sexual oral, vaginal ou anal

e o contágio pode ocorrer

mesmo que o ato sexual não

seja consumado. Transmitidas,

principalmente, por contato

sexual sem proteção com

uma pessoa que esteja infectada,

as DST’s são causadas

por vários agentes etiológicos

(infecciosos) como vírus, fungos,

protozoários e bactérias.

A transmissão também pode

acontecer de mãe para o bebê

durante a gravidez ou o parto,

através do compartilhamento

de agulhas e seringas e nas

transfusões de sangue. A gonorreia,

a clamídia, o HPV, a

tricomoníase, a sífilis, cancro

mole, herpes genital, hepatite

B e a Aids são as DST’s mais

conhecidas. O Papilomavírus

Humano (HPV) é considerado

uma das doenças sexualmente

transmissíveis de maior incidência

no mundo. O câncer

do colo do útero, conhecido

como cervical, é causado pela

infecção persistente de alguns

tipos de HPV.

Pelo menos 25% dos casos

de infertilidade são atribuídos

às Doenças Sexualmente

Transmissíveis. “A fertilidade

de ambos os sexos pode ser

comprometida por essas

doenças. Essas infecções,

quando

não são tratadas

logo e adequadamente,

podem

causar danos irreversíveis

ao aparelho

reprodutor”,

afirma o médico

Jean Pierre

Barguil Brasileiro.

34 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Saúde |

Nas mulheres, doenças

como a gonorreia e a clamídia,

por exemplo, causam inflamação

das trompas, provocam

a obstrução das mesmas,

impedindo a gravidez pelo

processo natural ou causando

a gestação ectópica. Nos

homens, essas patologias

obstruem os condutos deferentes,

os canais por onde

passam os espermatozoides.

Segundo os especialistas, evitar

infecções é fundamental

para preservar a fertilidade. .

Feridas (úlceras) dolorosas

ou não, verrugas e bolhas nos

órgãos genitais, corrimento,

mau cheiro, dor pélvica, ardência

ou coceira, sentidas

principalmente no ato de

urinar ou durante as relações

sexuais podem ser sinais de

DST. “Ao perceber qualquer

um desses sintomas, é importante

procurar imediatamente

o médico e fazer com que

o parceiro faça o mesmo. Se

diagnosticada alguma doença

sexual, o tratamento deve

ser feito pelo casal. Se só um

dos parceiros tratar, o problema

persistirá e poderá evoluir

causando complicações

graves,” esclarece o médico

Vinicius Medina Lopes. Os

exames preventivos anuais

também são indispensáveis,

uma vez que essas doenças

podem evoluir de forma assintomática.

Sobre o Instituto Verhum

Referência nacional na

área de Reprodução Assistida,

o Instituto é dirigido

pelos médicos Jean Pierre

Barguil Brasileiro e Vinicius

Medina Lopes. Para garantir

atendimento integral aos casais

inférteis, o serviço conta

com uma equipe médica

altamente qualificada nas

especialidades de reprodução

assistida, andrologia,

ginecologia geral e obstetrícia,

genética, ginecologia

oncológica, psicologia, ultrassonografia

e endoscopia

ginecológica. Desde sua fundação,

há 11 anos, o Instituto

já tem registrado centenas

de bebês nascidos através

de procedimentos de reprodução

assistida, como a

inseminação e a fertilização

in vitro.

Com sede localizada

no Lago Sul, em Brasília,

o Instituto Verhum tem

unidades de atendimento

também na Asa Norte

e Asa Sul e aposta no

atendimento humanizado

através de um ambiente

acolhedor e uma equipe

multidisciplinar atenta a

todos os detalhes, para

transmitir confiança, segurança

e discrição. O

serviço investe no que

existe de mais atual e seguro

nos tratamentos de

reprodução humana, com

equipamentos de última

geração, aliando os conceitos

de modernidade e

inovação.

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 35


| Programe-se |

Catarinafest 2018

será em junho

A proposta da festa é trazer Santa

Catarina para o Centro Oeste,

com atrações culturais identificadas

com o estado, produtos

regionais e muita alegria

Está confirmada para acontecer

de 8 a 14 de junho, no

Pavilhão do Parque da Cidade,

a Catarinafest 2018 – inclusive

com a presença do Balé Bolshoi

de Joinville - fundado em

2000, é a única extensão estrangeira

do Teatro Bolshoi de

Moscou. E a festa tem muitos

diferenciais em relação a outras

festas que se apresentam

“regionais” e não passam de

saco de gatos, cobras, sapos e

espertalhões.

Em 2017, por exemplo, havia

um estande com muitas

figuras usando as máscaras do

Carnaval de Veneza – grupos

culturais da cidade de Nova

Veneza, no sul do estado, e

que possuem autorização

inclusive para reproduzir as

máscaras do famoso carnaval

veneziano.

O desafio dos promotores

será fazer a festa ficar mais conhecida

do público do Centro

Oeste, uma vez que a edição

de 2017, a despeito da qualidade

e da diversidade de atrações,

passou praticamente

despercebida.

Uma das ideias é antecipar

a divulgação do evento, mostrando

os seus diferenciais e

sua proposta de ser também

um encontro cultural, turístico,

gastronômico e não apenas

comercial.

E Santa Catarina tem muito

para divulgar...

36 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Mundo Pet |

Dicas para cuidar

do seu pet no verão

Durante a estação mais quente

do ano muitos pets se sentem

incomodados pelas altas temperaturas.

Devemos estar atentos

e tomar alguns cuidados especiais.

Por isso, médica veterinária

Cibele Erreiras Ruiz preparou dicas

simples que irão garantir o bem

estar do seu pet nesse verão

Hidratação é essencial – por

mais que pareça óbvio, sempre

vale a pena lembrar. Nessa

estação é comum os animais,

principalmente os mais

peludos, ficarem bem desidratados.

Para garantir que

isso não aconteça, uma ideia

interessante é facilitar esse

contato espalhando várias

vasilhas de água pela casa,

assim ele poderá se hidratar

sem fazer muito esforço. O

ideal é manter a água sempre

fresca e limpa, mas se você

ficar fora por muito tempo

faça a troca ao menos duas

vezes por dia e mantenha

os potes na sombra. Se você

ainda quiser dar um mimo ao

seu animal, pode variar com

uma água de coco bem geladinha!

Para os tutores ansiosos

por agradar recomendo

um Snack liquido - A Dog

Beer é uma cerveja canina

inspirada na bebida humana.

Porém, sem álcool e gás

carbônico, ingredientes prejudiciais

à saúde dos cães. Ela

é feita à base de malte e está

disponível nos sabores carne

e frango, em garrafas de

355ml. Outro Snack liquido

é o Dog’sWine, também inspirado

no vinho humano é o

primeiro vinho de fabricação

nacional produzido especialmente

para os cães. Sua

formula não contém álcool,

gás carbônico e nem uva,

ingredientes que podem trazer

riscos à saúde dos pets. A

fórmula do Dog’sWine conta

somente com ingredientes

naturais, como suco de carne

e corante natural de beterraba.

Ambas as bebidas são excelentes

formas de hidratar e

repor vitaminas para o pet e

ainda agradar. Outra opção

bem interessante é congelar

as bebidas em forminhas de

gelo, frutinhas ou ração úmida

em forma de sorvete, e colocar

gelo na água também.

Evite passeios nos horários

mais quentes – outro cuidado

importante é evitar passear

com seu animal entre

10h e 17h. Mesmo fora desse

período, dê preferência aos

locais com árvores, sombra,

piso frio ou grama. Se não

38 Leitura de Bordo | | fevereiro 2018 | | www.leituradebordo.com.br


| Mundo Pet |

for possível, verifique se a

temperatura do asfalto está

suportável. Para saber, faça

o teste colocando sua mão

no chão por 20 segundos. As

patas dos pets são muito sensíveis

e poderão esquentar

rapidamente caso a superfície

esteja quente e, em casos

mais graves, esse contato

pode gerar queimaduras.

Lembre-se também de levar

uma garrafinha com água

fresca e verificar se o animal

está salivando muito, se isso

acontecer procure resfria-lo

com água nas patinhas e na

boca. Faça o mesmo se ele se

deitar no chão e não quiser

prosseguir com a caminhada,

também é recomendado

aguardar pelo menos quinze

minutos para retornar o passeio

para casa.

Use filtro solar – assim

como nós, os animais também

precisam se proteger

contra o câncer de pele, por

isso devem usar filtro solar.

Existem diversas marcas específicas

para uso animal no

mercado ou você pode mandar

manipular a fórmula. A

recomendação é aplicar nas

partes menos cobertas por

pelos, como pontas da orelha,

barriga e nariz, principalmente

em animais de pelo

curto, pelagem branca ou de

mucosas claras. Também vale

lembrar que, em hipótese

nenhuma, você deve-se usar

o filtro solar destinado a humanos,

pois este pode causar

intoxicações se for lambido

pelo pet.

Se ele comer menos, não

se desespere – durante o

verão é normal os animais

diminuírem seu ritmo de alimentação.

Não se preocupe

com isso, o máximo que você

pode fazer é oferecer várias

porções ao dia do alimento

para ver se ele se anima um

pouco mais em comer. Uma

opção é oferecer frutas frescas,

como melão e melância,

que contêm alto teor de

água.

Banho e tosa pra ontem –

assim como ninguém gosta

de vestir casaco no verão,

para os bichinhos também

é um sofrimento passar pela

estação coberto de pelos.

Então, providencie uma tosa,

ao menos a higiênica, para

seu pet agora mesmo. Além

de contribuir para a higiene,

o hábito irá refrescar os animais.

Banhos também são indicados

uma vez por semana.

A recomendação é lavá-los

com água em temperatura

ambiente e xampu especial

para pets, neutro e hipoalergênico.

Fique atento aos sinais de

doenças – micoses, piolhos,

sarnas e parasitas de pele são

mais comuns no verão. Para

evitar que o animal contraia

alguma dessas enfermidades,

recomenda-se evitar levar o

cão ou o gato a locais muito

frequentados por outros

animais e aplicar remédios

antipulgas e anticarrapatos a

cada 30 dias.

Enfim, todas essas dicas são

bem simples de seguir e irão

proporcionar um grande alívio

ao seu animal. Então, não

perca mais tempo, comece a

colocá-las em prática agora

mesmo!

Cibele Erreiras Ruiz é médica

veterinária, clínica geral e nefrologista/urologista

na clínica

Bele Bichos e consultora

do Grupo Ipet

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 39


| Shopping |

Notebook Vaio 15S tem duas

novas cores

Inf.: www.br.vaio.com

Cadeiras da Tramontina na cor

tendência de 2018: Ultra Violet!

Inf.: www.tramontina.com.br

Panerai apresentou relógios

inovadores durante o Salão

Internacional de Alta Relojoaria

de Genebra

Home Up apresenta robô para limpeza

de piscina

Inf.: www.lojahomeup.com.br

Inf.: www.panerai.com

Acqua di Parma: o Verão refrescante

de Blu Mediterraneo La Collezione

Inf.: www.acquadiparma.com

Spire 3 da 361° é o vencedor da categoria

de Tênis de Corrida em prêmio internacional

Inf.: www.361sport.com.br

Saucony lança edição limitada, Shadow

5000 EVR - “Pink Devil”, no Brasil

Inf.: www.sauconybrasil.com.br

38 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


Clarinetes

e acessórios

das melhores

marcas

LOJA VIRTUAL: www.armazemdosopro.com.br

LOJA FÍSICA: Rua Oscar Freire 2590, São Paulo

(11) 3088-0851 | (11)3064-4924


| Esporte |

O conservadorismo

é necessário?

Esporte mais praticado

no mundo, o futebol movimenta

bilhões de euros

e apaixona milhões

de pessoas. Mas continua

avesso a mudanças, dando

a clara impressão de

que é mantido assim para

facilitar a manipulação de

resultados e, deste modo,

alimentar teorias conspiratórias

que fascinam alguns

e faz com que muitos deixem

de acompanhar os

jogos – exatamente pelas

suspeitas de manipulação.

Recente pesquisa para

saber para quem o brasileiro

torcia, veio a surpresa:

o preferido de todos é “Nenhum

time” e tenho para

mim que isso passa pelo

papel perverso da TV que

obriga assistir determinados

times, à cobertura dos

demais meios de comunicação

e portais. Mas é apenas

uma opinião pessoal.

Vejo pessoas em êxtase

diante de mais uma Copa

do Mundo!

Eu, de minha parte, não

me sinto animado a torcer

por um time patrocinado

pela Nike e dirigido por

gângsters que transformaram

a entidade que controla

e comanda o futebol

brasileiro em uma sucursal

mafiosa da máfia que comanda

o futebol mundial.

A última seleção brasileira

pela qual torci foi a

de 1974 – mas só os dois

primeiros jogos, porque

depois muita coisa ficou

clara: a troca de favores

e o jogo de interesses. O

adeus definitivo aconteceu

em 1978, quando

Cláudio Coutinho não

convocou Falcão – então

melhor jogador em atividade

no futebol brasileiro,

para contemplar atletas do

eixo. Nem mesmo em 82

fiquei triste com a derrota

para a Itália, pelo contrário.

A derrota para a Itália foi

um prêmio para a teimosia

do Tele – ao não convocar

Leão e insistir com Dirceuzinho,

depois de ter feito

todos os amistosos com

Paulo Isidoro.

Claro que olho os jogos,

acompanho as partidas ao

lado dos filhos e confesso

que me diverti bastante

com o 7 a 1 da Alemanha

e depois a derrota para a

Holanda.

E chegamos a um novo

mundial e o futebol continua

engessado.

Qual foi a última grande

“inovação” tática do futebol

nos últimos 40 anos?

O carrossel holandês? Depois,

só chorumelas e blábláblá.

Em 2017 entrou na pauta

o uso de algumas expressões:

marcação alta, compactação

e o campeão foi

o Corinthians com o “salve-se

quem puder”.

Torço para o Grêmio, mas

costumo dizer que gosto

mais de futebol do que do

Grêmio.

E por gostar de futebol,

fico sem entender o apego

ao conservadorismo e

a rejeição pela tecnologia

e por processos que dinamizassem

o jogo.

42 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Esporte |

Pudesse eu sugerir alterações,

apontaria algumas

opções que ajudariam a

tornar o jogo mais dinâmico.

1. Colocaria a linha de

impedimento na risca da

grande área.

2. Todo time deveria deixar

ao menos um jogador

no campo do ataque –

entre a linha do meio de

campo e a linha da grande

área. Só este fato terminaria

com o caos de ver momentos

do jogo nos quais

até 22 atletas estão dentro

da área.

3. Os laterais seriam cobrados

com os pés.

3.1 Um dos inúteis auxiliares

marcaria com o corpo

onde a bola deveria ser

colocada.

4. A substituição seria

agilizada com a obrigatoriedade

de que o atleta a

“sair” de campo o faça pela

linha lateral ou de fundo a

qual estiver mais próximo.

4.1 Na eminência de

substituição, o atleta que

cair no chão para ganhar

tempo, será retirado de

maca e seu time só pode

efetivar a substituição 5

minutos depois.

4.2 Jogador substituído

pode voltar a campo em

lugar de alguém do mesmo

setor, não obrigatoriamente

do mesmo que

substituiu.

5. O controle de entrada

dos atletas para o campo

de jogo é de responsabilidade

do 4º árbitro – sem

interrupção do jogo.

6. Serão autorizadas seis

alterações (e a volta de um

jogador que saiu por cansaço,

contará como uma

alteração) – mais o goleiro

6. Dois árbitros, cada qual

tomando conta de um

“lado” do campo durante

os 90 minutos.

7. Escanteios passam a

ser tiros livres direto, em

lugar definido na meia lua

da grande área, com formação

de barreira.

7.1 Da forma como é hoje

em dia, o escanteio é a jogada

mais inútil do futebol

e o lance no qual mais

infrações são cometidas

– sem que a arbitragem

mundial tenha um critério

para punir o puxa-puxa e o

empurra-empurra.

8. Implantação da linha

de gol eletrônica em todos

os jogos das primeiras

divisões mundiais.

9. A prerrogativa do árbitro

dedeo contempla

o direito dos times que se

julgam prejudicados – cabendo

um desafio a cada

time por tempo.

Não sei se vai ser a salvação,

mas creio que fará o

futebol ficar bem mais divertido,

bem mais dinâmico

e sem o embotamento

estrutural e a negação à

tecnologia que hoje são

suas marcas registradas.

Alfredo Bessow

Jornalista

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 43


| Tempo & Memória |

Túnel do Tempo

Há 100 anos – 1918

Há 100 anos, a Rússia vivia

dias conturbados de

remodelação do país após

a Revolução Russa. Em 10

de Fevereiro, Trotsky declarou

oficialmente que a Rússia

abandonaria a Grande

Guerra. A Primeira Guerra

Mundial chegava perto de

seus meses finais, mas diversos

conflitos armados ainda

ceifavam milhares de vidas.

A Guerra Civil Finlandesa

marcava o embate entre os

lealistas e a os vermelhos –

estes se saíram melhor no

mês de fevereiro, mas em

abril aqueles venceriam a

guerra. Fevereiro de 2018

também foi o mês em que o

voto feminino foi aprovado

no Reino Unido. No Brasil, as

atenções estavam divididas

entre a guerra e a eleição

presidencial – que seria vencida

por Rodrigues Alves,

com mais de 99% dos votos.

Há 50 anos – 1968

Fevereiro de 1968 foi um

mês quente. A Guerra do

Vietnã já estava em seu décimo

segundo ano, e foi há

cinquenta anos que uma

das cenas mais chocantes

foi registrada: um prisioneiro

vietcong sendo executado

pelo chefe de polícia de

Saigon. A batalha por Hué

seguiria por dias. As manchetes

não poupavam palavras,

e diziam: “EUA avançam:

vietcongs esperam a

morte em Hué”. Mais de 12

mil pessoas morreram nesses

dias de batalha, sendo

quase metade destes civis.

No Brasil, o noticiário tinha

olhos atentos ao distante

Vietnã, mas também viva

anos de endurecimento do

regime militar. O governo

não queria autorizar eleições

para prefeito em cidades

consideradas de segurança

nacional. A polêmica

não chegou a crescer porque

logo o carnaval pousou

nas páginas do jornais.

Há 10 anos – 2008

Dez anos atrás, o noticiário

internacional teve certo movimento.

Os conflitos com o

grupo terrorista PKK estavam

intensos, mas os acontecimentos

mais importantes

de fevereiro de 2008 foram

dois. O primeiro desses foi

que o Kosovo decretou sua

independência da Sérvia. O

segundo foi que Fidel Castro

renunciou à presidência de

Cuba, deixando o governo

a cargo de Raúl Castro – que

ainda hoje ocupa o cargo.

Em fevereiro, já no segundo

ano do segundo mandato

do presidente Lula, ele contava

com 68,7% de taxa de

aprovação e sustentava que

o Brasil passava ileso pela

poderosa crise econômica

internacional.

Há 1 ano – 2017

Em fevereiro do ano passado,

faleceu em virtude de

um Acidente Vascular Cerebral

a ex-primeira-dama do

Brasil, Marisa Letícia Lula da

Silva. O funeral foi marcado

por comoção do ex-presidente,

mas também por

discursos políticos assertivos

e por ataques à condução

da Operação Lava-

-Jato. E por falar no poder

judiciário, um ano atrás era

anunciado quem ocuparia

a vaga de Teori Zavascki no

STF: seria Alexandre de Moraes,

então Ministro da Justiça.

Enquanto isso, o Espírito

Santo passava por grave

crise de segurança pública,

considerada a maior da

história do estado. Internacionalmente,

o presidente

americano Donald Trump

estava em suas primeiras

semanas de governo, e a

Coreia do Norte contrariou

resoluções internacionais

quando realizou um teste

de míssil balístico por cima

do Mar do Japão

44 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Games |

Dia 26 de janeiro de 2018 foi

marcado pelo lançamento de

Monster Hunter World, a mais

nova entrada na franquia. O

jogo foi o primeiro a ser lançado

para os consoles fixos

como PS 4 e XOne, trazendo

novos níveis de avanços tecnológicos

nunca vistos antes

na série.

O jogo se passa no Novo

Mundo, onde o jogador faz

parte da Quinta Frota enviada

para descobrir a razão da migração

dos dragões anciões,

que acontece a cada cerca de

10 anos. Para que possa ser

feita essa pesquisa, o jogador

deve desbravar os mapas do

mundo e caçar monstros novos

e monstros recorrentes favoritos

dos fãs.

O jogo possui uma pegada

diferente de um RPG normal,

trazendo desenvolvimento

mais nos equipamentos do

jogador do que nos seus atributos.

Por exemplo, um jogador

que acabou de começar

o jogo possui, teoricamente,

o mesmo poder do que um

jogador veterano, porém, o

veterano já usufruiu de vários

sistemas de criação do jogo e

agora possui equipamentos

com mais potencial de combate,

além de possuir melhor

conhecimento do desenvolvimento

do enredo e das situações

a serem enfrentadas.

O jogo se baseia, em sua

maioria, com um grupo de até

quatro jogadores enfrentando

um monstro específico. As

lutas são como chefões, cada

monstro possui mecânicas diferentes,

visuais diferentes e

o sistema de combate é bem

dinâmico e abrange bem essas

diferenças. Exemplificando:

para um jogador que usa o

arco, a luta com monstros que

voam é mais fácil do que para

jogadores que usam espadas

de duas mãos.

46 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


| Games |

Armas variadas

Existem 14 tipos de armas,

cada uma com sua árvore de

melhorias que pode aumentar

seu dano e até mesmo imbuí-

-la com poderes elementais.

Todos os melhoramentos do

jogo são feitos através de partes

de monstros, desde a garra

até os pelos e a casca. Para

facilitar a ação do gamer e dar

uma dinâmica de caça, o jogo

possui um sistema de esfolar

monstros derrotados para ganhar

esse recursos adicionais.

Para terminar a campanha

principal é necessário dispor

entre 40 e 50 horas mas o jogo

oferece várias missões secundárias,

eventos e a promessa

da empresa de lançar conteúdo

adicional que poderá ser

baixado gratuitamente ao longo

do ano. É uma estratégia

interessante, na medida em

que essa perspectiva de melhorias

acaba aumentando a

expectativa de vida do jogo.

O jogo é um dos melhores

RPG’s lançados recentemente

e definitivamente relembrou

as outras empresas do nível

de qualidade que o mercado

requer de cada lançamento

ou atualização, todos os mapas

e combates são feitos sob

medida para serem desafiadores

porém justos em suas

possibilidades de êxito e de

recompensa. Por mais que o

jogo possa lembrar os RPGs

normais ele tem vários aspectos

únicos que raramente aparecem

em outros games. Para

ilustrar, pode-se dizer que os

monstros não possuem barra

de vida - por conta disso, o

jogador deve se guiar através

das posturas de movimento.

Assim, um monstro que está

próximo a ser derrotado, pode

se valer de golpes mais fortes,

e, quando esse monstro estiver

próximo de ser derrotado,

ele começa a fugir do jogador

mancando.


| Games |

“No Heroes Here” é

um jogo indie feito por

brasileiros e possui o

tema de um jogo de Tower

Defense, onde um

grupo de até quatro jogadores

deve defender

um castelo por determinada

quantidade de

tempo para progredir na

história, que acaba em

segundo plano, sendo

ofuscada pela incrível

jogabilidade, que acaba

as vezes virando um

jogo frenético enquanto

os até quatro jogadores

tentam conseguir a

maior sincronia e cooperação.

A experiência de jogo

é melhorada a partir da

presença de amigos na

sessão, mas também é

possível se juntar a jogadores

desconhecidos

para aventurar no mundo

desde que eles estejam

jogando também.

O grande holofote para

o jogo é, naturalmente,

a jogabilidade, com momentos

que lembram jogos

como Overcooked,

em que os jogadores

precisam trabalhar juntos

para aumentar a eficiência.

O jogo possui controles

bem apurados e

satisfatórios de uso, principalmente

com controles

como o do PS4 e do

XOne.

A novidade mais recente

é o modo Pesadelo,

que coloca os jogadores

contra hordas ainda mais

numerosas e de difícil

combate, aumentando

bastante o nível de desafio

nas partidas, oferecendo

experiência de jogo

mesmo para os jogadores

que já completaram a

história principal e procuram

conteúdo a mais para

aproveitar o universo do

jogo.

48 Leitura de Bordo | fevereiro 2018 | www.leituradebordo.com.br


Olhos de quem anda por aí

| Olhos de quem anda por aí|

Célia Rabelo - uma das melhores

vozes de Brasília - e o violão

pra lá de mágico de Félix Júnior:

garantia de boa música.

Empresário Lamarck Rollim e o cantor

e compositor Beto Dourah em conversa

animada durante churrasco e cerveja

no calor de Brasília

Lá da fronteira de Uruguaiana, Douglas Hübner

Bessow e Márcia da Silveira dos Santos,

com o fiho Bernardo dos Santos Bessow, na

praia de Bombinhas, no litortal de SC.

O goiano Israel Ferreira Junior viajou mais

de 5.700 km - só de ida! - até chegar em

Ushuaia, Argentina, conhecida como a

terra do fim do mundo.

O zoo de Brasília é um dos melhores passeios na

Capital Federal. E foi lá que a família da Wandeleia

Trajano resolveu curtir um fim de semana. Na

foto, ela está acompanhada do marido Adilson

Barros e do filho Kauã Henrique.

www.leituradebordo.com.br | fevereiro 2018 | Leitura de Bordo 49


| Comer & Beber |

Combo no aeroporto

O clima em aeroportos é sempre de idas e vindas e, em alguns

momentos, de correria. Ao mesmo tempo, inspira pequenas paradas,

no caso da espera para o embarque. No aeroporto de Brasília

o Vila Cinco acaba de lançar os combos de café da manhã - são

cinco opções, servidas diariamente, das 8h às 11h. O Vila Cinco

funciona na Praça de Alimentação do 2º pavimento. A casa tem

uma loja também no Brasília Shopping, mas o combo é exclusividade

da unidade do Aeroporto.

Novo visual das lojas

Após um curto período fechadas para reforma, mais três lojas da Kopenhagen

em Curitiba (PR), recebem o novo layout padrão 4, o mesmo

empregado pela marca em suas lojas-conceito, localizadas na rua Oscar

Freire, em São Paulo, e no Shopping VillageMall, no Rio de Janeiro.

O novo visual das lojas conta com prateleiras de vidro em substituição

as de madeira e nova iluminação que deixaram o ambiente mais claro.

Todas as lojas permanecem com o balcão de produtos da categoria Mil

Delícias, lançada pela marca em 2015 e que se tornou um sucesso de

vendas. São bombons, trufas e sticks comercializados por quilo.

Inf.: www.kopenhagen.com.br

Novas sobremesas do Farol Hotel

Reconhecido por seus serviços de excelência, que primam

pela exclusividade e conforto dos hóspedes, o Farol Hotel, localizado

em Cascais, conta agora com a expertise do chef confeiteiro

Michael Rocha, responsável pelas novas sobremesas servidas

no empreendimento. Com passagem pelos hotéis Miragem

e Intercontinental Lisboa, Rocha criou uma série de delícias inspiradas

nas tradições culinárias portuguesas.

Inf.: http://farol.com.pt/

Geleia orgânica

A Homemade, marca sinônimo de qualidade em geleias,

está lançando a sua linha orgânica. A novidade é a

geleia de açaí e banana, de uma deliciosa e perfeita combinação

de sabores brasileiros, que promete agradar principalmente

os consumidores jovens, apreciadores de açaí.

A primeira geleia orgânica da Homemade tem os nutrientes

do açaí.

Inf.: www.homemade.com.br

50 Leitura de Bordo | fevereiro de 2018 | www.leituradebordo.com.br


LATIN AMERICA

São Paulo, 3–5 April 2018

Descubra

o mundo

600 expositores de 50 países em 2017

10.000 participantes

Mais de 35 palestras e debates sobre o setor

Inscreva-se em: latinamerica.wtm.com

Parceiro

O logo da World Travel Market, WTM, RELX Group e o símbolo RE são marcas registradas da RELX Intellectual Properties SA e são usadas sob licença.


hiv.aids.ms

/minsaude

/MinSaudeBR

/minsaude

PREVENIR É VIVER O CARNAVAL

USE SEMPRE

CAMISINHA,

FAÇA O TESTE

DE HIV E CONHEÇA

TODAS AS FORMAS

DE PREVENÇÃO.

No Brasil, 830 mil

pessoas vivem com HIV.

Desse total, 548 mil pessoas

estão em tratamento.

Saiba mais em

saude.gov.br/vamoscombinar

More magazines by this user
Similar magazines