Views
5 months ago

Revista Curinga Edição 19

Revista Laboratorial do Curso de Graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto.

cando ruim, querendo

cando ruim, querendo voltar pro Bento. Falei com ele pra tirar isso da cabeça, que pra Bento Rodrigues igual era antes, a gente não volta nunca. Eu também tenho vontade, mas falei pra ele firmar o taco que a gente vai pro novo Bento”, conta José. “A saudade de Bento Rodrigues matou o Henrique e vai matar mais gente”, sentencia. Andreia Sales, sobrinha de Henrique, se lembra que o tio até então nunca havia adoecido ao ponto de precisar ser internado. Dessa vez, relutava em se medicar e chegava ao ponto de fingir ter tomado os remédios, quando na realidade, os jogava fora. “Minha prima chegou para visitar e ele estava há dias sentado, sem comer e sem tomar banho. Só falava no Bento, que queria voltar, fazer uma casa de quatro cômodos e cercar sua horta. Ele se entregou a tristeza.” Andreia viveu no subdistrito até os 24 anos, quando decidiu estudar na capital mineira em 1999. “Minha família ficou, eu voltava sempre que podia. Nunca perdi o laço. Saí porque lá não tinha oportunidade e sonhava em fazer gastronomia”, lembra. Naquela época, o local não provia de oportunidades de emprego e a escola só oferecia turmas até a quarta série, diferente da estrutura que o subdistrito foi adquirindo ao longo dos tempos. As lembranças são de uma infância simples colhendo jambo, pescando, nadando e fazendo piquenique à beira do rio. As brincadeiras na rua quando ainda não havia luz elétrica, corridas na praça para pegar bandeirinha. O sabor do canudinho de doce de leite que a Maria da Fazenda vendia com a filha. O coral ensaiado pela Dona Lalá. Dona Dercília e Dona Raimunda que cuidavam da coroação e, ao final, davam doces para as crianças na saída da igreja. A vida em Bento, da forma que existiu, preenche dos poros às memórias de quem se viu sem sua maior ou única referência de lar. Restou um vazio. Após o rompimento, Andreia voltou à casa da família para resgatar alguns pertences. Seu pai, inconsolável, repetia a tristeza de ter perdido o relógio que ganhou da empresa que trabalhava quando completou 25 anos de serviços prestados. José das Dores Sales, aposentado por invalidez após ser atingido por um raio, encontrou o relógio, já sem funcionar, mas com a dedicatória intacta. Sua esposa, Jandira Sales, lamentava ter perdido fotos e registros de toda uma vida. “A gente tá passando por isso e sei que vamos sair mais forte, mas é muito sofrimento”, crava Andreia, que sonha em voltar para a comunidade reconstruída e trabalhar com sua paixão: a gastronomia. A saudade de uma Paracatu que não existe mais como antes também preenche os dias de Roberto Carlos de Paula, o “sr Neném”. Lembra-se de ter sido tirado da região em que viveu pela Polícia Civil, apenas com os documentos no bolso. Após três anos “amigado”, tinha acabado de construir a casa que iria morar com a esposa. Começaram a levar algumas coisas, mas a mudança efetiva seria no sábado. A barragem rompeu quinta. A realidade em Mariana em nada se assemelha. “Paracatu tinha muita festa, a gente é muito devoto, muito religioso. Eu era caseiro, massagista e meia auxiliar do time de futebol que tinha. Em Mariana fizeram um time, mas eu não gostei não. Perdemos muita amizade, porque é difícil encontrar as pessoas agora, tá cada um para um lado”, lamenta Em meio a tantas histórias, eles resistem. Resistem pelo amor um com o outro, pela fé em um lugar melhor que um dia virá. Resistem para que sejam lembrados, para que o que passaram não seja esquecido. Sonhando com o futuro, buscam a coragem necessária no passado. É através dessas memórias que encontram a força propulsora que os levará em frente. A igreja de Nossa Senhora da Aparecida, em Ponte do Gama Bar do Barbosa: a pintura foi o que restou Andreia revive as memórias da infância em Bento Rodrigues

Identidade Texto: Hariane Alves Fotos: Agliene Melquiades Arte: Débora Mendes A falta que faz CURINGA | EDIÇÃO 19 15

Revista Curinga Edição 16
Revista Curinga Edição 17
Revista Curinga Edição 05
Revista Curinga Edição 11
Revista Curinga Edição 25
Revista Curinga Edição 12
Revista Curinga Edição 15
Revista Curinga Edição 24
Revista Curinga Edição 21
Revista Curinga Edição 08
Revista Curinga Edição 23
Revista Curinga Edição 13
Revista Curinga Edição 18
Revista Curinga Edição 00
Revista Curinga Edição 20
Revista Curinga Edição 01
Revista Curinga Edição 07
Revista Curinga Edição 06
Revista Curinga Edição 14
Revista Curinga Edição 22
Revista Curinga Edição 10
Revista Curinga Edição 09
Revista Curinga Edição 02
Revista Curinga Edição 04
Revista Curinga Edição 03