Views
9 months ago

Revista Curinga Edição 20

Revista Laboratorial do Curso de Graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto.

Alternativa o numero

Alternativa o numero mistico Regido por vários mistérios, está presente nas religiões, no nosso dia a dia, em cultos e histórias. Suscita curiosidade nas pessoas. Conheça mais sobre esse fascínio. Texto: Fernando Cássio e Rodrigo Sena Arte: Pedro Guimarães A partir do livro Alex através do espelho, de 2015, o escritor britânico Alex Bellos, 48 anos, lançou uma pesquisa global pelas redes perguntando qual o número favorito das pessoas e o motivo para esta escolha. O sete apareceu em primeiro lugar, seguido pelo três e oito. As preferências pelo número variam entre: notas musicais, data de nascimento, forma agradável como o algarismo é escrito em linhas simples, quantidade de chakras do corpo humano, dentre outros. Para o autor de livros de matemática e pesquisador, “a explicação mais comumente aceita para a predominância do número sete em contextos religiosos é a de que os antigos observavam sete corpos celestes: o Sol, a Lua, Vênus, Mercúrio, Marte, Júpiter e Saturno”. O número sete quantifica os dias da semana, as antigas e novas maravilhas do mundo, os dons do Espírito Santo, os metais da alquimia. As quatro fases da Lua duram aproximadamente sete dias cada. O algarismo está presente nos desenhos e livros. Sete são as esferas do dragão, os anões da Branca de Neve e os livros da saga Harry Potter. No cinema, 007 e Seven: os sete crimes capitais.

No caso do arco-íris, a explicação é científica. Acontece quando um raio de Sol entra em contato com gotas da chuva, fazendo com que a luz branca se decomponha em sete cores de seu espectro. As notas musicais, por exemplo, têm origem na Idade Média, quando o monge Guido D’Arezzo retirou as notas de um hino em louvor a São João Batista, a partir das iniciais de cada verso da versão em latim. De acordo com o professor e especialista em etnomatemática (campo de estudo que relaciona a matemática com a cultura) Milton Rosa, da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), tantas menções ao número tem a ver com a cultura ocidental. Para o pesquisador, o número sete pode apresentar significados distintos em diferentes culturas, “ele (o numeral) apresenta variações e, na cultura ocidental, se mostra bem representativo, não havendo, contudo, uma explicação exata por tantas aparições no nosso cotidiano”. Enigmas Para os supersticiosos, o sete é um número de destaque, pois representa a quantidade de anos de azar que uma pessoa terá caso quebre um espelho. Já quando alguém se encontra diante de uma grande dificuldade, o problema é caracterizado como sendo “um bicho de sete cabeças”. Segundo algumas crenças, sete é o número de vidas que os gatos têm e, em uma família de seis irmãs, se o sétimo nascer homem, ele será um lobisomem. Mas todas essas crendices em relação ao número ainda fomentam questionamentos a respeito de sua origem. De acordo com a numeróloga Aparecida Liberato, 63, não é possível afirmar quando começou esse misticismo em relação ao numeral. “A própria Bíblia, escrita há muitos séculos, já se referia ao sete como um número místico e de poderes especiais”, afirma. Na numerologia, o sete é um algarismo sagrado, místico por excelência. Na umbanda, existem sete reinos, sendo cada um comandado por um exu-chefe. A Bíblia se remete aos sete pecados e às sete virtudes. Sete foram as palavras de Cristo na cruz. Sete são os sacramentos e a quantidade de petições no Pai Nosso. Na antiguidade, os sacerdotes utilizavam sete velas, sete altares, sete animais eram sacrificados. Segundo o Alcorão, Deus criou tudo o que existe na Terra e que, por cima de nós, foram criados sete céus. Entre superstições, expressões culturais, referências religiosas e matemáticas, o sete possui uma representatividade inegável. Sua múltipla presença no cotidiano das pessoas sugere algo especial, mas de difícil dimensão acerca de sua trivialidade. Desse modo, tamanha menção ao número acaba tornando-o místico, o que faz com que ele seja frequentemente referenciado. 7PECADOS maravilhasdias chakras cores ondascabeças chavesvidas mares palmos notas léguas sacramentos virturdes CURINGA | EDIÇÃO 20 21

Revista Curinga Edição 15
Revista Curinga Edição 18
Revista Curinga Edição 08
Revista Curinga Edição 21
Revista Curinga Edição 17
Revista Curinga Edição 23
Revista Curinga Edição 12
Revista Curinga Edição 05
Revista Curinga Edição 13
Revista Curinga Edição 11
Revista Curinga Edição 25
Revista Curinga Edição 19
Revista Curinga Edição 06
Revista Curinga Edição 16
Revista Curinga Edição 00
Revista Curinga Edição 07
Revista Curinga Edição 01
Revista Curinga Edição 24
Revista Em Diabetes Edição 10
Revista São Francisco - Edição 05
Revista Sotaque
Revista UnicaPhoto - Edição 06 - Maio/2016
REVISTA AUGE - EDIÇÃO 29
Índigo Fanzine #00 2017
Revista Curinga Edição 22
Revista Curinga Edição 14
Revista Curinga Edição 09
Revista Curinga Edição 10
Revista Curinga Edição 02
Revista Curinga Edição 04