Views
5 months ago

Revista Apólice #212

painel • nassistência

painel • nassistência Novo site e loja virtual A Fácil Assist apresenta ao mercado seu novo site institucional: www.facilassist.com.br. Totalmente reformulada, a homepage conta agora com novo visual e layout mais moderno e atrativo, para facilitar a navegação dos usuários. Outra novidade é a nova Loja Virtual - um novo serviço criado pela empresa para oferecer ao consumidor uma série de produtos e serviços de assistência personalizados, que podem ser adquiridos sob demanda. • nvida Envelhecimento da população • naeronáutico Companhia ingressa em novo segmento A AXA oferecerá aos seus clientes um novo produto. Trata-se do seguro Aeronáutico, com apólices que garantem, além da cobertura básica para casco, Responsabilidade Civil Facultativa – LUC e Responsabilidade do Explorador e Transportador Aéreo (RETA), Responsabilidade Civil de Hangares, incluindo qualquer operação relacionada à atividade aeroportuária e desenvolvida dentro das áreas restritas dos aeroportos. Segundo Mary Helen de Conti, ge- rente de subscrição aeronáutica da companhia, o diferencial da empresa será o atendimento. “Atuaremos, como sempre, estimulando as nossas parcerias com os corretores, criando nichos específicos, o que fortalecerá a nossa operação. Além disso, daremos foco especial no retorno rápido e ágil aos nossos clientes, uma demanda recorrente no setor”, explica Mary. “Nesse primeiro momento, a expectativa da AXA é emitir até o final do ano cerca de R$ 8 milhões. Entendemos que o setor aeronáutico brasileiro, o segundo maior mercado do mundo depois dos Estados Unidos, na frente inclusive do mexicano, apresenta um enorme potencial. A nossa expertise em outras regiões do mundo sem dúvida é um diferencial importante“, finaliza Jean-Marc Radureau, Vice Presidente Técnico de Grandes Riscos da AXA. Com o aumento da expectativa de vida, os brasileiros buscam formas para garantir o bem-estar na maturidade. Um dos caminhos é optar por seguro de vida e pela previdência complementar. Foi o que apontou recente pesquisa da MetLife, que mostra que 40% dos funcionários de grandes empresas no Brasil possuem esses produtos. No entanto, boa parte dessa parcela mantém o benefício por meio da empresa em que trabalha e não por iniciativa pessoal. Nesse caso, é importante que o segurado pense sobre o padrão de vida que gostaria de manter quando precisar do benefício. Será que o valor da apólice atual é suficiente para que o beneficiário e sua família não reduzam despesas ou interrompam atividades que fazem parte de sua rotina? “É importante que as pessoas invistam cada vez mais no planejamento financeiro pessoal. O orçamento familiar, muitas vezes, depende de apenas uma fonte de renda, por isso é fundamental que a família tenha uma reserva ou um seguro para se financiar em casos emergenciais”, afirma Eduardo Deperon, diretor comercial da MetLife. O seguro de vida oferece benefícios complementares por meio de vários tipos de assistências. Para quem é esportista, gosta de viajar, precisa de um chaveiro ou até mesmo de cuidados com animal de estimação, as assistências são um caminho para agilizar a vida do consumidor. 6

• nbalanço Prêmios de seguros crescem no mundo Os prêmios de seguro globais aumentaram 3,8% em termos reais em 2015, em meio a variações nas taxas de crescimento regional, de acordo com o relatório sigma mais recente da Swiss Re. O desempenho geral foi estável após um ganho de 3,5% nos prêmios de seguros diretos subscritos em 2014, e vindo em um ambiente de moderado crescimento econômico global (2,5%), este último um motor essencial da demanda de seguro. Houve uma ligeira desaceleração no setor de vida em 2015, com o crescimento dos prêmios globais caindo para 4,0% (de 4,3%) devido ao fraco desempenho nos mercados avançados. Quanto ao não-vida, o forte crescimento nos mercados avançados da Ásia e a melhoria na América do Norte e Europa Ocidental contribuíram para um aumento de 3,6% nos prêmios de seguros globais, acima do aumento de 2,4% em 2014. A previsão é de um ligeiro aumento no crescimento dos prêmios de vida nos países avançados em 2016, porém lento nos mercados emergentes. A pequena melhoria nos mercados avançados virá de uma recuperação esperada na Oceania e da melhoria modesta na Europa Ocidental. Nos mercados emergentes, o ritmo de crescimento reflete o forte desempenho sustentado nos países emergentes da Ásia. Apesar de estar apresentando uma desaceleração, o crescimento dos prêmios na China deverá manter-se forte. Espera-se que o crescimento do segmento não-vida global se enfraqueça devido à atividade econômica moderada e aos preços reduzidos, principalmente nos mercados avançados. A perspectiva para os mercados emergentes é variada. O crescimento do segmento não-vida tende a ser forte nos países emergentes da Ásia, sustentado principalmente pela China. Em algumas outras regiões, no entanto, a previsão é de enfraquecimento ou mesmo redução do crescimento.