Views
10 months ago

Moda & Negócios_EDIÇÃO 20 PARA WEB

Karin Charro Conheça o

Karin Charro Conheça o seu tipo de pele O passo a passo para higienizar. Etapa 1: limpeza Faça uma limpeza facial sem agredir ou ressecar a pele. É preciso que o sabonete ou gel específico para limpeza tenha ativos para remover impurezas, como restos de maquiagem e poluição. Lave bem o rosto com água fria e seque. Etapa 2: tonificação A função do tônico é equilibrar o PH da pele. Ele também remove sujeiras que não foram totalmente retiradas na primeira etapa. Deve ser usado todos os dias de manhã e antes de dormir. Etapa 3: esfoliação Deve ser feita uma vez por semana. O objetivo é remover as células mortas e desobstruir os poros, além de amenizar os incômodos cravos. Etapa 4: hidratação É importante para devolver a umidade ao rosto. Evita o ressecamento causado por raios solares, vento e poluição. Dá proteção à pele e a deixar macia e saudável. Esta etapa precisa ser feita todos os dias após a esfoliação ou tonificação. Etapa 5: proteção solar Obrigatória todos os dias. Protege do sol e consequentemente do envelhecimento precoce. Também evita a flacidez e sinais de rugas. O fator de proteção deve ser acima de 15 e respeitar o seu tipo de pele Malude Maciel SEMPRE UMA NOVELA Que a Educação é a base de um país em ascensão, sério, livre e democrático todos nós já sabemos de cor e salteado; como também que o Brasil carece investir imensamente no setor educacional e aproveitar todos os meios para fomentar esse item nas novas gerações de fato. As Redes de televisão têm nas mãos o mais possante meio de comunicação em massa, atingindo os mais distantes rincões territoriais. Vemos a olho nu que a maioria da programação desse importante veículo não visa inserir temas educativos. Pelo contrário, há somente a preocupação com audiência, deixando uma lacuna que poderia ser preenchida em favor da população brasileira necessitada de subsídios de ensino e cidadania. 20

CONHEÇA O SEU TIPO DE PELE E SAIBA QUAL PRODUTO USAR. Pele oleosa Ela é brilhante, poros dilatados e visíveis. É possível perceber concentração de brilho na zona T (Testa, nariz e queixo) e em algumas pessoas nas bochechas. A pele oleosa possui em média 1.200 glândulas sebáceas por cm². Tendência a cravos e acnes.(use produtos oil-free, livre de óleo e gordura na composição, prefira produtos em gel e evite sabonetes hidratantes) Pele Oleosa-mista Sua aparência brilhante e oleosa não chega a cobrir todo o rosto, mas é bastante significativa na zona T (Testa, nariz e queixo). (Continua valendo os mesmos produtos para pele oleosa) Pele Mista Essa é a pele típica das brasileiras, oleosa na zona T (testa, nariz e queixo) e seca na área dos olhos e pescoço. Possui em média 800 glândulas sebáceas por cm². (o que vai na pele mista? Nem muito gel e nem muito cremoso, o meio termo são as formulações líquidas, sabonete líquido facial com hidratante é uma boa opção, use o tônico na zona T, e se quiser usar um hidratante, pode usar em todo o rosto). Pele Mista-seca Ela é boa em quase todo o rosto, mas é o contrário da mista-oleosa, a mistaseca, ela tende a desidratar na Zona T, onde você percebe que seu nariz, queixo e testa ficam despelando. (pode usar produtos com hidratantes, desde o sabonete facial até a base de maquiagem, não é aconselhável usar produtos adstringentes). Pele Seca Ela é fina, transparente, sem brilho e tende a descamar principalmente no inverno, costuma ter vasinhos rompidos no canto do nariz e os lábios ficam com rachaduras. (Use produtos hidratantes sem medo, principalmente no inverso, assim você estará mais protegido). Pele sensível ou alérgica Não existe uma pele constantemente sensível ou alérgica, o que ocorre são estados temporários: ora uma pele pode estar sensível por razões hormonais, ora alérgica em função de um determinado componente agressor, mas nunca de forma permanente. (Muita gente confunde quem está com uma alergia passageira com pessoas atópicas, isto é, que possuem doenças relacionadas à pele e ao aparelho respiratório, como alergias, rinites, bronquites que requerem cuidados especiais. Se você imagina ser Alérgico(a) ou se queixa de sensibilidade na pele, o seu endereço antes de comprar qualquer produto é o DERMATOLOGISTA. Karin Charro Maquiadora e instrutora de Automaquiagem e cosmetologia aplicada à maquiagem. É uma pena que grandes empresários do setor não procurem transmitir conhecimento aliado aos bons costumes, pois seria sem limites o bem espalhado às pessoas em formação. O carro chefe da TV é, sem dúvida, o cabedal novelístico em todos os horários nobres; ficando programas instrutivos, se houver, para segundo plano. Essa prática acelera um hábito de ver novela em grande escala. Termina uma e começa outra; e o povo se alienando sem perceber. Quando vemos uma novela de época, aquela que retrata fatos da História Nacional ou Geral, muito nos alegramos, achando que irão mostrar os reais acontecimentos, inclusive dando nomes aos bois. No entanto, não levam isso em consideração, o que seria tão importante, mas fantasiam a realidade ocorrida e ainda têm o prazer de iludir com casos extraconjugais que são um prato cheio para os incautos. Os atores e os noveleiros fazem um bom trabalho em si mesmo, (Janete Clair, Benedito Rui Barbosa, etc.), porém deveria ter um padrão elevado, e o direcionamento que fica muito a desejar. Da mesma forma como os telespectadores se apaixonam pelas tramas e são fiéis em acompanhar roteiros muitas vezes medíocres, irão gostar de ver fatos do passado das regiões brasileiras, dos casos históricos de grandes figuras e ao mesmo tempo estariam se familiarizando com coisas reais e importantes. Raramente temos a satisfação de ter algo nesse sentido na telinha, mas queremos e precisamos de muito mais dedicação dos roteiristas e autores esclarecidos sabendo que podem fazer a sua parte. Está passando um trabalho denominado: Novo Mundo, no qual salpicaram alguns dados e cenas da época em que viveu Dom Pedro I e sua corte no Rio de Janeiro. Mas, se tais escritores, com sua capacidade de atingir seu alvo, incentivassem o público a acompanhar diuturnamente o que se passou em sua pátria, que na verdade é obrigação de cada cidadão. A Literatura também pode ajudar na tarefa. Deixo um apelo aos que fazem as escalas de longas ou curtas mostras televisivas a fim de terem compromisso com esse assunto de divulgar algo real e acostumar nos seus fãs a preferência pelo que vale a pena e não apenas ser uma novela sempre, sem nenhum conteúdo. Malude Maciel Membro da ACACCIL 21