Views
5 months ago

Revista Apólice #208

painel seguradora

painel seguradora Corretores para produtos alternativos A seguradora Suhai pretende incrementar a cobertura de roubo e furto de veículos de baixo valor, normalmente rejeitados pelo mercado, para dar continuidade ao seu crescimento, que foi de 100% em 2015, atingindo a marca de 40 mil itens no período. Ela deve acrescentar os itens de perda total por colisão e o seguro para terceiros – apontados em pesquisa feita pela empresa, com clientes e não clientes, como itens que também atraem quem não tem nenhum tipo de proteção. As coberturas devem ser inseridas no portfólio da empresa ainda no primeiro semestre. As assessorias e os corretores de seguros serão a base para a seguradora expandir seus negócios. “As grandes companhias de seguros focam em um mercado com menos sinistralidade e, às vezes, até com menos problemas, o que é correto dentro da estratégia. Por outro lado, isso gera oportunidade e uma grande falta para quem não possui seguro”, explicou Marco Suhai, presidente do Conselho de Administração do Grupo Suhai, deixando claro que a empresa não pretende concorrer com as companhias tradicionais. “Os produtos são alternativos e também foram feitos para acrescentar à carteira dos corretores”. A seguradora participou de eventos promovidos por duas entidades: a Aconseg - Associação das Consultorias de Seguros - e o Clube dos Corretores dos Corretores de Seguros de São Paulo. diretoria Detecção de problemas financeiros O superintendente da Susep, Roberto Westenberger, anunciou em evento da CNseg, no Rio de Janeiro, que trabalha para criar a Diretoria de Conduta de Mercado, cujo objetivo será detectar sinais de problemas em relação à saúde financeira das seguradoras. “Quando os problemas chegam aos números, nem sempre há tempo para se agir com eficiência”, disse Westenberger. O superintendente afirmou que “é na conduta desviante que é possível perceber os primeiros sinais da saúde financeira de uma seguradora”. Temos que usar um conceito de supervisão prudencial, a ‘Smart Regulation’, com uso intensivo de tecnologia da informação. Em dezembro, a saúde suplementar registrou perda de 766 mil beneficiários ^ Espaço no mercado de seguros para frotas A exemplo do que vem acontecendo com as soluções tecnológicas para o ramo de vida, a GTI Solution vem conquistando espaço no mercado de seguros para frotas. A empresa iniciou a implantação da solução em mais um novo cliente, a seguradora Mitsui Sumitomo. Para Giuliano Borro, diretor de tecnologia, operações e sinistros da Mitsui Sumitomo, o objetivo da companhia é aumentar o nível de automação da operação, para que a equipe técnica fique cada vez mais focada nos casos em que a avaliação do risco é mais complexa e precisa de um olhar mais apurado na cotação. “Fomos ao mercado e, depois de avaliar as ofertas, vimos que a solução da GTI apresentava a melhor relação de custo-benefício”. Segundo Marina Handa Machado, diretora de Operações da GTI Solution, as possibilidades de customização do sistema são um diferencial. “A ferramenta recebe os dados do corretor, que, muitas vezes, chegam de maneira desestruturada, processa e entrega uma cotação. A partir daí é possível realizar alterações, de valor de franquia, por exemplo, e o sistema recalcula o prêmio automaticamente em segundos. Fica a cargo do cliente escolher se a ferramenta será acessada somente pela equipe interna ou se será também uma interface de trabalho para o corretor, que poderá fazer a cotação e enviar a proposta para o segurado sem a necessidade de interação direta com a companhia, o que torna o processo mais ágil e seguro. Giuliano Borro, diretor de tecnologia, operações e sinistros da Mitsui Sumitomo 14

operadora Gestão Profissional inicia 6º ano de atuação O projeto Gestão Profissional Ameplan é baseado nos conceitos elencados pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) de transparência, equidade, responsabilidade corporativa e “working together”, criando valor na qualidade da gestão, na longevidade da organização e no posicionamento efetivo da marca da empresa. Desde sua implantação, e durante os cinco anos da Gestão Profissional Ameplan, foram realizadas diversas ações de reestruturação interna em recursos humanos e no aprimoramento do modelo de negócio, produtos e rede de atendimento, além de investimentos diversos, que influenciaram no crescimento da operadora, com consequente reposicionamento da marca no mercado e aumento da carteira de beneficiários. José Silva dos Santos, diretor Administrativo Financeiro da Ameplan e responsável pela implantação do projeto Gestão Profissional na empresa, informou que um dos fatores fundamentais do sucesso deste programa foi a valorização dos profissionais da casa, onde foram delegadas autonomias e responsabilidades, além de treinamentos e profissionalização de todas as áreas, criando um conjunto eficiente de mecanismos culturais, incentivos, especializações e monitoramento, para que o foco da equipe estivesse sempre alinhado com o objetivo principal da empresa, de ser reconhecida no mercado pela ética, profissionalismo e excelência no atendimento. “Como exemplo”, comenta Silva, “podemos citar projetos de reformulação total em Tecnologia da Informação, revisão e melhoria de contratos com prestadores, reestruturação de setores internos e, principalmente, a adoção do conceito “working together”, com comprometimento de todos e visão geral do todo como um elemento único de gestão. Neste 6º ano de atuação, a equipe se prepara para mais ações estratégicas, consolidando a evolução nos setores de atendimento, que são um dos principais pilares da operadora, alinhado às melhores práticas de mercado, sustentabilidade e responsabilidade social.