Views
3 months ago

revista Apólice #205

entrevista | Thomaz Menezes Crise traz desafios e oportunidades It’sSeg completa um ano e seu CEO, Thomaz Menezes, fala sobre os desafios de continuar crescendo; em 2015 a consultoria arrecadou mais de R$ 1 bilhão em prêmios diretos 8 Kelly Lubiato APÓLICE: Como foi a integração das empresas para a formação da It´sSeg? Thomaz Menezes: A integração dos três grupos complementares em uma operação, com muito cuidado desde a concepção do programa, há três anos, não foi difícil. Integramos as áreas de share services – financeira, administrativa, recursos humanos, marketing, tecnologia, gestão de projetos e estratégia e o time de vendas. Além destas áreas, temos também uma única equipe de relacionamento e de vendas. Em um ano fizemos bastante, com avanço do posicionamento da marca. APÓLICE: Quantas pessoas integram o quadro de colaboradores? Thomaz Menezes: São 320 pessoas e crescendo, com dois escritórios em São Paulo e um em Manaus. APÓLICE: Qual é o foco da companhia? Thomaz Menezes: Somos uma gestora de benefícios que busca a me-

lhor solução aos seus clientes. Temos uma forma de entregar e de gerir o produto diferenciado. Sabemos que o custo é importante, mas queremos mostrar valor nos produtos e serviços. Queremos a excelência, porque estamos em um mercado altamente burocrático, com demanda operacional grande. APÓLICE: Como é possível desenhar produtos novos em saúde? Thomaz Menezes: É possível adequar dentro da legislação atual o que melhor atende o seu cliente. É preciso ter a real consciência do custo do seu risco. Estratégias não muito acertadas, que antes era estimulada pelo grande número de operadores, já não são mais a solução. É preciso saber o valor certo do risco, baseado na população, na faixa etária, nos doentes crônicos, enfim, um bom diagnóstico do perfil de risco e de utilização da população. Com o custo correto é possível mapear na população os crônicos, os propensos a se tornarem crônicos, os saudáveis e montar um programa de gerenciamento e acompanhamento de uso de farmácia, saúde ocupacional, programa de qualidade de vida, gestão do dia-a-dia. Tem condição melhor de gerir o custo futuro. O ser humano quer viver mais, há novos procedimentos e acesso mais fácil a tratamentos. Isso tudo faz com que a pressão de custo suba mais ainda. Por isso, o programa integrado de gestão de saúde é necessário. APÓLICE: Um programa deste tipo pode ser aplicado a empresas de que porte: Thomaz Menezes: A partir de 500 vidas é possível traçar um diagnóstico. Mas atuarialmente falando, sabemos que 5% da população gasta mais do que todos, por conta dos crônicos. A estatística da carteira mostra isso e outros dados. APÓLICE: Este trabalho é realizado em parceria com os operadores? Thomaz Menezes: Este é um desafio complexo porque por ter vivido dos dois lados da mesa, sei que não é possível fazer isso sozinho. Se tiver a pretensão de fazer sem o cliente e a parceria da operadora, vai se cometer erros. Da mesma forma que algumas operadoras acham que conseguem fazer isso sozinhas. Se não unir a operadora, o cliente e a consultoria, tudo fica mais difícil, porque buscamos melhor serviço, melhor tratamento para clientes e colaboradores. “ Queremos que o beneficiário saiba exatamente os custos dos serviços utilizados por ele” APÓLICE: Em um período de crise econômica, a concorrência entre as consultorias de benefícios tende a aumentar? Continua o processo de consolidação? Thomaz Menezes: A consolidação do mercado é uma consequência natural. Todos os setores passaram por isso, porque tamanho é importante, assim como recursos, expertise, acesso a capital, capacidade de investimento, poder de atração e retenção de talentos. A indústria de corretagem de seguros já vem neste movimento. A concorrência é, ao mesmo tempo, um desafio e uma oportunidade, não só os clientes passam por redesenhos de planos e realinhamento de custos, mas também O elefante O logotipo da It’sSeg utiliza este grande animal para ilustrar a sua comunicação visual, com valores alinhados à sua filosofia: √ ele é bem rápido, podendo atingir até 40 km/h; √ sem predadores naturais; √ vive em manadas todos olham o que podem fazer melhor, diferente e com mais eficiência. APÓLICE: Como é o investimento em tecnologia? Thomaz Menezes: Nesta associação temos uma empresa que trouxe a tecnologia, com sistema proprietário para a gestão do seguro-saúde, que é complicada. Temos o sistema It´sSeg, que faz o mapeamento da carteira. Estamos desenvolvendo um aplicativo para o usuário ter acesso via smartphone aos custos do seu plano de saúde. Queremos que o beneficiário saiba exatamente os custos dos serviços utilizados por ele. APÓLICE: Uma inovação em saúde seria não deixar as pessoas adoecerem? Thomaz Menezes: Temos que cuidar dos propensos para que eles não se tornem crônicos. Quando se fala em programa de qualidade de vida é difícil mostrar o que de fato vai influenciar nos custos futuros da carteira. A visão é meio míope, de cuidar da sinistralidade apenas naquele momento. APÓLICE: Você acha que é possível criar ações efetivas para melhorar a saúde das pessoas? Thomaz Menezes: Acho que sim. Basta ver os jovens de hoje, a forma como eles se comportam, como se comunicam, o que esperam de empresas sustentáveis. As expectativas deles são diferentes das nossas. Ninguém mais quer uma carreira, entregue por uma empresa. As pessoas querem fazer aquilo que lhes faz bem. Nós temos aqui um projeto novo, com desafio e visão diferentes, com muita gente querendo se juntar a nós. 9