Views
3 months ago

InvestNews_Talipô_-03-2018

Invest News - Talipô

composição

composição arquitetônica da fachada dos edifícios, e seja de cor branco cristal. Artigo 2 - Em caso de reforma será necessária expressa autorização do síndico, cumprindo determinação da NBR 16.280 Parágrafo Único – É expressamente proibido qualquer tipo de reforma que envolva intervenção em parte estrutural na unidade autônoma, observando o consignado no Manual do Proprietário. O não cumprimento expresso dos termos deste artigo poderá implicar em responsabilidade civil e criminal ao proprietário. Artigo 3 - A execução de obras, reparos, montagem, instalações, assim como o uso de furadeira, lixadeira, etc., realizadas por moradores/ proprietários e prestadores de serviços somente serão permitidas de segunda à sexta-feira, das 08h00min (oito horas) às 17h00min (dezessete horas) e aos sábados, das 09h00min (nove horas) às 12h00min (doze horas), sendo expressamente proibido aos domingos e feriados. Artigo 4 - O condômino em cuja unidade autônoma for realizadas obras, será responsável pela limpeza dos corredores e outros locais onde transitem materiais de construção ou entulhos, os quais não poderão ser depositados em qualquer espaço de uso comum, correndo por sua conta e risco, os ônus e prejuízos que resultarem nas partes comuns do Edifício, proibição esta que se estende a colocação dos mesmos no interior das unidades de modo que não seja visível do lado externo da unidade. O entulho proveniente de obras, reformas e reparos serão removidos por conta e expensas do Condômino da unidade, devidamente acondicionado em sacos e dentro do horário permitido para reforma conforme Art. 6. Parágrafo Primeiro: O entulho deixado em local inapropriado e/ou fora da unidade autônoma pelo Condômino poderá ser retirado pelo Condomínio. As despesas advindas deste ato serão cobradas do Condômino. A caçamba para descarte de entulho deverá ser contratada pelo condômino alocada na área externa do condomínio. 6

Artigo 5 - Fica terminantemente proibido fazer reparos ou instalações em sua unidade, suscetíveis de prejuízo ao condomínio e demais unidades, bem como da estrutura do edifício. Artigo 6 - Não será permitido fazer na unidade autônoma qualquer instalação que importe em sobrecarga de energia elétrica deste ou de áreas comuns. Artigo 7 - É dever de todo condômino permitir o ingresso em sua unidade autônoma, do Síndico, e demais pessoas por ele credenciadas, sempre que isso se torne indispensável à inspeção ou realização de trabalhos relativos à estrutura geral do Edifício, precavendo a sua segurança e solidez, bem como a realização de reparos em instalações das unidades vizinhas. O condomínio não conta com vagas internas de carga e descarga, sendo inclusive proibido o trânsito de veículos de carga nas vias internas por sua característica estrutural. Sendo assim toda carga e descarga de materiais, bem como de móveis será feita utilizando as vagas externas do condomínio, ao lado do acesso de veículos. 7

Cartilha-Plebiscito-Reforma-Política_lay-03-3-2
New-Cities-Foundation-E-Health-Full-Report-PORT
Diagnóstico (Agosto/2007) - Universidade Estadual de Londrina
Edição 50 - Instituto de Engenharia
cartilha-reforma-politica-democratica-e-eleicoes-limpas-texto-para-impressao-159650-1-1776907406
A História da Engenharia A Engenharia O Engenheiro
PAC da Copa – Arena e Mobilidade Urbana - Sebrae
Órgãos de Execução Intermediária - PUC Minas
Sistemas agroflorestais em assentamentos de reforma agrária
drenagem emanejo.indd - Funasa
Aspectos Tributários no Direito Autoral e na Cultura - Oab-RJ
Baixe o manual do empreendedor - Sabesp
Como projetar medidas de proteção coletivas nos ... - Trabalho e Vida
Conquistas de 2008 e desafios para 2009 - HOCHTIEF do Brasil
Tabela de Preços - Sistem Air
PDE Projeto_20-04-09.indd - EPE
otapume 71jnfv 06.indd - HOCHTIEF do Brasil
veja a apresentação detalhada aqui - Robson Leite