Views
9 months ago

Edição 881

Jornal Folha do Norte Paranaense

LEIS E EDITAIS

LEIS E EDITAIS BANDEIRANTES, SÁBADO, 03 DE MARÇO DE 2018 - Edição 881 30 Mais de 93% dos dados do Censo Agropecuário já foram coletados Instituto Brasileiro O de Geografia e Estatística (IBGE) já completou 93,6% da coleta de dados do 11º Censo Agropecuário Brasileiro. Já foram colhidas informações de 4,9 milhões de estabelecimentos, dos 5,2 milhões estimados inicialmente pelo IBGE. Segundo o presidente do instituto, Roberto Olinto, com esse nível de coleta de dados a meta da pesquisa já foi atingida. Portanto, a divulgação dos dados do censo está mantido para o mês de julho deste ano. De acordo com Olinto, a coleta ainda permanece em algumas regiões de difícil acesso e naquelas onde as chuvas prejudicaram a tarefa dos recenseadores. Apesar disso, os técnicos já estão trabalhando sobre os dados coletados. Caso se verifique inconsistência nas informações, alguns locais poderão ser revisitados. Os primeiros resultados do Censo Agropecuário vão mostrar o perfil do produtor rural por sexo, idade, cor ou raça, alfabetização e escolaridade, utilização das terras, efetivos da pecuária, produção animal e vegetal, a forma de obtenção das terras, as práticas agrícolas utilizadas no estabelecimento, entre outros. O último censo foi realizado em 2006.

LEIS E EDITAIS BANDEIRANTES, SÁBADO, 03 DE MARÇO DE 2018 - Edição 881 31 Professores disponibilizam Guia sobre ‘Prática de Lembrar’ a educadores Amplamente estudado por pesquisadores dos Estados Unidos, a ‘Prática de Lembrar’ busca aumentar o desempenho de estudantes Mu i t o s professores já devem ter se perguntado como melhorar o aprendizado de seus alunos ou pesquisado como tornar suas aulas mais eficientes. Aumentar as “Práticas de Lembrar” (Retrieval Practice, em inglês) pode ser um caminho a se percorrer em busca do sucesso no ensino e na aprendizagem, apontam estudos de pesquisadores dos Estados Unidos. A “Prática de Lembrar” consiste em aumentar o desempenho de estudantes em todos os níveis do saber por parte de esforços em extrair informações da mente, ou seja, o ato de lembrar. Todos os professores estimulam isso até certo ponto, dando exercícios e provas, acentua a publicação. Pedagógico, o “Guia Prática de Lembrar” exemplifica como e por que fazê-lo melhora a memória, além de dar muitas dicas sobre como implementar essa atividade em sala de aula. Desenvolvido por professores de universidades dos Estados Unidos, o Guia está disponível gratuitamente para download por meio do endereço eletrônico https:// www.retrievalpractice.org/ baixe-o-guia a todos os interessados. Este Guia teve tradução e adaptação para o português feita por especialistas em cognição, as professoras Roberta Ekuni, da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), e Sabine Pompeia, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Entender como a “Prática de Lembrar” funciona é fruto de profundas pesquisas interdisciplinares, diz a professora Roberta Ekuni. Esta prática tem a finalidade de melhorar a aprendizagem dos estudantes fazendo com que tentem lembrar informações às quais já tiveram acesso antes, e não do ato de se “colocar” informações na mente dos alunos, como só dando matéria em aulas expositivas, por exemplo, registra o Guia. “Quando você deliberadamente recorda uma informação, ela é forçada a sair. Assim, examinamos o que sabemos - quando tentamos recordar uma informação, exercitamos ou fortalecemos nossa memória, e também conseguimos identificar lacunas no nosso conhecimento”, diz o Guia. A professora Roberta Ekuni acentua que muitas vezes os alunos não sabem estudar e costumam logo esquecer o conteúdo. “Pesquisas da área da Psicologia Cognitiva mostram que é possível usar estratégias para promover um aprendizado duradouro com uma medida simples, que não envolve mais tempo em sala de aula, tampouco recursos financeiros adicionais”, disse. Para a professora, que é doutora em Psicobiologia pela Unifesp, o grande diferencial é usar a “Prática de Lembrar” como uma estratégia de aprendizado, e não apenas como um método de avaliação, como é o caso de só fazer os alunos praticarem lembrar durante provas. Estimular a “Prática de Lembrar” constantemente em aulas melhora o entendimento dos materiais didáticos e das discussões empreendidas em sala de aula, além de aumentar o rendimento em provas. “Tanto os alunos como os professores já utilizam isso, mas não optam por estudar via ‘Prática de Lembrar’. O grande avanço se dá quando o aluno, ao invés de reler repetidamente o conteúdo, tentando colocar a informação ‘para dentro da cabeça’, tenta tirar a informação ‘para fora’ da cabeça, que é o mesmo processo que lhe é cobrado nas provas”, finaliza Roberta. (Da assessoria)

Edição 892
Edição 893
Edição 898
Edição 904
Edição 897
Edição 891
Edição 890
Edição 902
Edição 894
Edição 344
Folha de Confresa XXX
Jornal Ecoss Edição Nº 41 - Ogawa Butoh Center
Jornal do Rebouças - Edição 46 - Novembro/2018
Jornal Ecoss Edição Nº 73 - Ogawa Butoh Center
Jornal Acontece - Outubro - Site.cdr - Linhares
Chuvas x Trânsito em Fernandópolis: Goleada ... - Jornal Semanário
Escola Técnica de Paulínia fica em 1º lugar - Prefeitura Municipal de ...
BOLSA EDUCAÇÃO 2010 - Prefeitura Municipal de Paulínia
Projeto - Prefeitura Municipal de Itapetininga - Governo do Estado ...
cidade educadora - Prefeitura Municipal de Itapetininga
INFORMATIVO AO MUNÍCIPE - Prefeitura Municipal de Itápolis
Programa de Recapeamento Asfáltico continua no município
políticas sociais - Ipea n° 05 - Empreende.org.br
Edição 902 clique e faça o download - Folha de Niterói
Edição 336
Jornal-Agora-Edicao - Agora Jornais Associados