Views
2 months ago

Guia da 3a Idade #20

Mostrar os novos limites da Geração 50+ é propósito do Guia da 3ª Idade: informação é fundamental nesse processo transformador. A concepção de envelhecimento mudou: não é mais um olhar cansado sobre a vida, mas uma visão experiente que busca interesses abandonados pela necessidade de competir, conquistar e vencer. É o momento da reinvenção e isto nunca foi tão possível como agora. Viver traz consigo uma estranha liberdade. A 3ª Idade pode ser autora de seu tempo. As dificuldades inerentes existem, mas não há nada mais revigorante do que se reinventar a cada dia: o livro sobre Leonardo da Vinci que apresentamos nesta edição é inspirador. A sua participação é muito bem-vinda para construirmos um relacionamento relevante com os nossos Leitores. www.guiada3aidade.com.br

moradia ❘ O que

moradia ❘ O que acontece é que a família fica com o idoso até um certo momento... Infelizmente, ainda há muito poucos centrosdia em São Paulo”, conclui a pesquisadora, fazendo uma observação: “O que acontece é que a família fica com o idoso até um certo momento e quando não dá mais para cuidar dele, institucionaliza, isto é, leva-o para uma ILPI. Se houvesse um número maior de centros-dia, e um maior apoio à família que cuida de seu idoso dependente em casa, ele poderia ficar mais tempo com ela em seu lar.” Entre as mais de 300 instituições que o Centro de Pesquisas sobre Envelhecimento listou até agora (março de 2008, na cidade de São Paulo, há as filantrópicas, as mistas (há vagas pagas, gratuitas e as subsidiadas pelo poder público). 40 ❘ Gu i a d e Pr o d u t o s & Se r v i ç o s

moradia ❘ ...que não quer tirar o idoso de casa... “O Estado não mantém nenhuma diretamente, mas indiretamente. A instituição se registra e recebe uma quantia mensalmente para cada idoso assistido – um financiamento indireto. Se ele tem aposentadoria, pode reverter até 70% para a instituição”, diz Alice Derntl. Como opção para a família que não quer tirar o idoso de casa, mas não está dando conta do trabalho, há a possibilidade de se arranjar um cuidador. “Não é um enfermeiro, ele não vai dar medicação, não vai fazer curativo, mas ajudar nas atividades diárias: tomar banho, se vestir, ir ao banheiro, se alimentar, se movimentar”, explica Helena Watanabe, que informa haver cursos para cuidadores. “Hoje, ocupação de cuidador é reconhecida na NBO – Normas Brasileiras de Ocupação”. 41 ❘ Gu i a d e Pr o d u t o s & Se r v i ç o s

Guia da 3a Idade #17
Guia da 3a Idade n11
Guia da 3ª Idade #22
Guia da 3a Idade n7
Guia da 3ª Idade #19
Guia da 3a Idade n8
Guia da 3a Idade #21
Guia da 3a Idade n6
Guia da 3a Idade n10
Guia da 3a Idade # 13
Guia da 3a Idade #18
Guia da 3a Idade#16
Guia da 3a Idade #14
Guia da 3a Idade n9