Views
3 months ago

Avião R2

fazer. A razão que se

fazer. A razão que se dava era que, colocado ele atrás, seria preciso forçar para baixo a popa do aparelho, a fim de que ele pudesse subir; não deixava de haver alguma verdade nisso, mas as dificuldades de direção foram tão grandes que tivemos de abandonar essa disposição do leme. Era o mesmo que tentar arremessar uma flecha com a cauda para a frente.” Depois do acidente com o 14 Bis Santos Dumont surgiu com uma nova aeronave, a n° 15, já com uma configuração adequada onde as asas apareciam à frente do profundor, que assumia também a função de estabilizador. Nos testes, realizados em 21/03/1907, ele não decolou e Santos Dumont desistiu do projeto.

Santos Dumont havia percebido os problemas do 14 Bis e fez as correções devidas no n° 15, mas não percebeu que este não conseguia decolar porque o ângulo de ataque da asa, no solo, era muito raso. O trem de pouso, com uma roda só e um arranjo inadequado, era outro problema que impedia o sucesso da aeronave. Com o fracasso do n° 15 parece que nosso inventor ficou meio perdido e deu um passo atrás. O n° 16 era um modelo híbrido que combinava um balão de hidrogênio com uma estrutura contendo asas, profundor e motor, mas não era um Dirigível; a aeronave era mais pesada que o ar. O balão tinha a finalidade de facilitar-lhe a decolagem, assim como a catapulta utilizada pelos irmãos Wright. Apesar de Santos Dumont ter conseguido decolar com o 14 Bis, ele sabia que o problema ainda não

O mais-pesado-que-o-ar - Decea
Qantas detecta falhas em 3 motores dos aviões A38008 de ... - Anei
Bell X1 – O Primeiro Avião a Ultrapassar a Barreira do Som
Novo motor de avião nasce em Portugal - inegi
Capa - Tarifas de Navegação Aérea - DECEA
Planejamento do transporte aéreo brasileiro para a ... - CCE PUC-Rio
O inventor e a aeronave - PUC Minas
O Impacto da Expanso do Aeroporto Santos Dumont na ... - Rede PGV
RELATÓRIO DE ANÁLISE DOS COMENTÁRIOS RECEBIDOS - Anac
Ministério dos Transportes - Saflii
Ministério dos Transportes - saflii
Manutenção de Aeronaves - Faccamp
Modelagem e simulaç˜ao f´ısica de uma aeronave - GCG - UFJF
VIII Competição SAE BRASIL AeroDesign - UFSC Aerodesign
INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR - IS - Anac