Views
5 months ago

Alternativa Sports Março de 2018

Chegou a edição de número 2 da revista Alternativa Sports, a revista do esporte amazonense. Aqui você fica por dentro das atividades desenvolvidas dentro do estado do Amazonas.

FUTEBOL AMADOR 12 Ano 1

FUTEBOL AMADOR 12 Ano 1 - Edição 2 - Março de 2018 ALTERNATIVA SPORTS Gol de Placa, um projeto formador de cidadãos Gol de Placa na final do campeonanto do São Raimundo Sub-9 projeto surgiu em O2 0 1 3 , c o m o jovem desportista Josemar Machado no c o m a n d o , r e u n i n d o crianças do bairro da Glória primeiramente, depois ampliado para outros bairros, com as crianças que ouviram alguém falar sobre o projeto e resolveram participar também como atletas. O 'Gol de Placa' está sendo realizado na Escola E s t a d u a l A n t ô n i o Bittencourt, que conta com o total do apoio da gestora, a professora Aurivânia Alves, uma grande incentivadora do esporte e da cultura nos bairros da Glória, São R a i m u n d o e S a n t o Antônio. Sem contar com uma parceria efetiva, e ao mesmo tempo contando apenas com a presença e apoio de alguns pais das crianças que participam do p r o j e t o , o t r e i n a d o r Josemar corre em busca de seus objetivos, com as dificuldades em pagar as inscrições nos campeonatos que disputa, assim como bancar a passagem de ônibus dos seus atletas e contar com o mínimo necessário para atender os seus atletas, o treinador, dirigente e idealizador do projeto vai levando o seu objetivo à frente. “Comecei o projeto com a fé e a coragem, e assim vou levando e t e n t a n d o s u p e r a r a s dificuldades que são muitas. Agradeço aos pais pela confiança no projeto e no meu trabalho, afinal eles estão entregando a guarda dos seus filhos a mim, e isso é um sinal de respeito e confiança, no qual eu agradeço. Tem algumas crianças que estão vindo de outros bairros e a pé porque não tem o dinheiro da passagem. Mas eles querem participar e a gente acolhe porque é um objetivo que eles têm na vida, de mudar os seus caminhos através do esporte. Agradeço ao amigo Dálberson Guedes que me deu um grande apoio, doando o material de treino, como bolas, rede, bomba para calibrar as bolas e outros acessórios que vão ajudar os nossos atletas, além dos equipamentos que ficaram muito bacana de se ver. Os meninos estão empolgados”, destacou. Dálberson Guedes, o amigo da comunidade, através da reportagem do torneio início do sub-11 de futebol, no bairro Nova Floresta, viu as dificuldades dos atletas e do seu treinador. E de uma forma bem solidária, estendeu a mão ao projeto e fez a doação de bolas, redes, e q u i p a m e n t o s , e a t é mesmo tênis e outros acessórios que alguns atletas não tinham pela falta de condições financeiras. Além dos equipamentos, o empresário está c o l a b o r a n d o c o m a locomoção dos atletas aos locais de treinamentos e jogos, facilitando assim o trabalho do treinador Josemar e de alguns de seus familiares. “Sei que hoje o país atravessa um momento doloroso que é essa crise financeira que não está bom para ninguém, mas se cruzarmos os braços é pior

Ano 1 - Edição 2 - Março de 2018 ALTERNATIVA SPORTS 13 FUTEBOL AMADOR e vai ser ruim mesmo é ver a possiblidade de acabar com um projeto bom e solidário como é esse desenvolvido no projeto “Gol de Placa'. Vamos trabalhar e caminhar juntos, pois quando o projeto é sério e tem um propósito de melhorar a vida das pessoas, podem contar comigo”, falou o amigo da comunidade. A professora Aurivânia falou do trabalho do Josemar, disse que o projeto começou na quadra do bairro que fica em frente da Igreja católica, depois passou a ser realizado na quadra da escola. “O projeto começou aqui em 2014, já são mais de três anos aqui. Na quadra eles estavam propensos a pegar sol e chuva, pois ainda não era coberta, e aqui já teve uma Crianças recebendo material das mãos de Dalberson Guedes melhora para os meninos do projeto, que em sua maioria estuda aqui no Antônio Bittencourt, também do Nossa Senhora da Glória e de outras escolas próximas. É um projeto bom, pois tira as crianças da rua e é uma forma de manter os alunos em atividade na escola e no esporte. Quando eles estão nas ruas ficam expostos e aqui eles estão seguros e melhorando em vários aspectos, nos estudos, no comportamento e no convívio com os familiares, quando você pratica qualquer atividade esportiva você melhora em outros aspectos. Dou apoio tanto ao projeto do Josemar, da Capoeira, através do seu Niagui, que funciona na segunda, quarta e sexta, além das danças regionais que ensaiam na quadra da e s c o l a n o s fi n a i s d e semana. São projetos importantes e que a escola apoia totalmente”, finalizou. A gestora Aurivânia Alves incentiva oesporte e a cultura na comunidade