Views
2 months ago

46753940-Nearco-Volume-VI

elato plutarquiano como

elato plutarquiano como fonte, de maneira romântica nas mentes ocidentais. Assim, para o biógrafo grego: Cleópatra, levando consigo apenas um amigo, Apolodoro de Sicília, subiu numa pequena barca e chegou ao palácio quando a noite caíra. Como não havia outra maneira de se esconder, ela entrou em um saco que servia para enrolar colchões e deitou-se ao comprido; Apolodoro fechou o saco com uma tira, cruzou a porta e levou-a até César. 33 Não existe nenhuma prova que este encontro histórico, entre Cleópatra e César, tenha acontecido dessa maneira, mas essa cena continua a excitar o imaginário popular. Antes de ser apropriado por inúmeros filmes no cinema, a pintura encontrou nessa cena uma fonte de inspiração. Uma das mais belas imagens é a do francês Jean-Leon Gérôme (1824-1904), de 1866, que criou sua obra para separar dois cômodos da mansão do Marquês de Paiva. 34 33 Plutarco, Vida de César, XLIX. 34 HUMBERT, Op. Cit., p. 574. 18

Ilustração 1: Cleópatra diante de César, Jean- Léon Gérôme, 1866.Óleo sobre Tela, Coleção privada. Cleópatra (Ilustração 1) emerge soberana de um suntuoso tapete persa, para encarar o conquistador romano que está sentado e estarrecido com a cena. Ao fundo, encontram-se funcionários romanos em igual sentimento de surpresa. É muito curioso que o cenário pintado por Jean Gérôme, do palácio dos Ptolomeu em Alexandria, é mais egípcio do que grego. É intrigante como os motivos egípcios tomam o lugar do que seria um palácio do Egito helenizado, o cenário é transformado em um templo egípcio com suas paredes pintadas e cenas esculpidas em relevo. No que concerne à rainha, Jean Gérôme distanciou sua imagem dos modelos da antiguidade, seu delicado nariz com formato de gancho e seu penteado claramente são baseados nas moedas do Egito Ptolomaico. Jean-Marcel Humbert refere-se que o formato do corselete, usado pela rainha, “é emprestado dos equipamentos encontrados nas 19

VI. As artes e as confluências interculturais ou, destarte, a diferença ...
Práticas Corporais - Volume 2 - Ministério do Esporte
artigo - CIAC . Centro de Investigação em Artes e Comunicação
Protestantismo em Revista, volume 09 (Ano 05, n.1) - Faculdades EST
DESIGN E INDUSTRIALIZAÇÃO - Oi Futuro
Arthur Danto: narratividade histórica "sub specie aeternitatis"
Pensando o ritual - Sexualidade, Morte, Mundo
zen e a arte da manutenção de motocicletas
Corpo, arte e comunicação - Logos - Uerj
revista VIS - Instituto de Artes - UnB
ESTÉTICA E MÉTODO - Departamento de Artes Plásticas - USP
Arte e tecnologia: intersecções - Departamento de Artes Plásticas
Fazer download PDF - Fundação Cultural do Estado da Bahia
ViVência cRítica paRticipante - Mercedes Viegas
o filósofo como andy warhol - Departamento de Artes Plásticas
O debate entre contrutivismo e produtivismo segundo Nikoay
Produção de Cultura no Brasil - O lado tropical das políticas digitais
ARTE E EDUCAÇÃO RESSONÂNCIAS E REPERCUSSÕES
Mas os discursos “literários” já não podem ser ... - dedos.info