Views
5 months ago

GAZETA DIARIO 551

02 Opinião Foz do

02 Opinião Foz do Iguaçu, terça-feira, 10 de abril de 2018 ÍNDICE Página 1 até 40 EDITORIAL E COLUNA 2 GERAL 3 POLÍTICA 4 CIDADE 5 BICO DO CORVO 6 POLÍTICA 7 CAMPANA/CIDADE 8 ESTADUAL 9 CIDADE 10 CIDADE 11 GERAL 12 ITAIPU 13 NACIONAL 14 NACIONAL 15 ESPÍRITA 16 COTIDIANO 17 A 24 IMOBILIÁRIO 25 A 33 CLASSIFICADOS 34 EDITAL 35 PANORAMA 36 POLÍCIA 37 ESPORTE 38 A 40 EDITORIAL Lembrando prazos importantes Já estão para abrir as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos — o Encceja 2018. As inscrições iniciam na segunda-feira, 16, e fecham na sexta-feira 27. O prazo é curto. Muito cuidado para não perder. O exame é voltado para pessoas que não conseguiram concluir seus estudos na idade correta e agora desejam obter certificação no Ensino Fundamental ou Ensino Médio. Confira o edital no Diário Oficial neste link: http://tinyurl.com/y788pt3j. Ainda falando sobre prazos, é bom não esquecer que na segunda-feira 30 de abril será o último dia para a entrega da declaração do Imposto de Renda. Quem recebeu rendimentos acima de R$ 40 mil deve declarar. Neste mundo de alta tecnologia, aplicativos e programas, é possível exercer autonomia na declaração. Porém caso haja qualquer dificuldade, podemos sempre correr ao escritório de nosso contador de confiança. Ainda está longe, mas com o tempo voando como está, o 9 de maio se aproxima com velocidade. Será a data limite para que o eleitor possa requerer sua inscrição eleitoral, alterar dados cadastrais ou transferir o domicílio eleitoral para poder votar nas eleições de outubro. Desde a terça-feira, dia 3 deste mês, os travestis e transexuais, cidadãos brasileiros com direito a voto como todos os outros, podem incluir o seu nome social no Título de Eleitor e no Caderno de Votação das eleições. O prazo vai até o dia 9 de maio. É um direito adquirido e uma vitória para os brasileiros e brasileiras que lutaram pelo reconhecimento. Por coincidência, a Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu voltará a discutir o projeto de lei que veta o ensino da chamada ideologia de gênero. E enquanto baixa a poeira dos atritos da polarização no seio da comunidade nacional, saudamos o anúncio do presidente norte-americano Donald Trump de que vai encontrar-se com o seu colega norte-coreano em maio ou junho. Se eles conseguem conversar, por que não podemos dialogar com nosso vizinho? Eu leio o Gazeta Diário A vendedora Elaine Quirino da Costa é leitora do Gazeta Diário extrapauta Prazo para tirar título de eleitor e transferir domicílio termina em 9 de maio O eleitor tem até o próximo dia 9 de maio para requerer a sua inscrição eleitoral, alterar dados cadastrais ou transferir o domicílio eleitoral para estar apto a votar nas eleições de outubro. A data também será o último dia para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicitar sua transferência para seção com acessibilidade. Ainda de acordo com o calendário eleitoral, 9 de maio será o prazo final para que os presos provisórios e os adolescentes internados que não tiverem inscrição eleitoral regular sejam alistados ou requeiram a regularização de sua situação para votar nas eleições de 2018. Os prazos constam da Resolução 23.555/2017 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A inclusão e a atualização da identidade de gênero no cadastro eleitoral também devem ser feitas até o dia 9 de maio para valer nas eleições de outubro. Travestis e transexuais podem incluir o nome social no título de eleitor e no caderno de votação das eleições desde o dia 3 de abril. Quem perder esse prazo só poderá fazer a alteração após as eleições, para os próximos pleitos. O nome social é aquele pelo qual o transexual ou travesti é reconhecido socialmente, diferente do nome civil, que consta na certidão de nascimento. Já a identidade de gênero estabelece com que gênero a pessoa se identifica, masculino ou feminino. Hoje (10), a 180 dias das eleições, é o último dia para o órgão de direção nacional do partido político publicar, no Diário Oficial da União, as normas para a escolha e substituição de candidatos e para a formação de coligações. Também amanhã é a data a partir da qual, até a posse dos eleitos, os servidores públicos não poderão receber reajuste salarial. (Ana Cristina Campos — repórter da Agência Brasil)

Foz do Iguaçu, terça-feira, 10 de abril de 2018 TRÁFICO Geral 03 Receita Federal e PRF apreendem quase duas toneladas de cocaína Droga estava escondida no fundo falso de um caminhão-tanque; apreensão é uma das maiores já registradas em todo o país Da redação Reportagem A Receita Federal realizou uma das maiores apreensões de cocaína do país na manhã dessa segunda-feira (9). A droga, que totalizou 1.800 quilos, estava escondida em um caminhão-tanque e foi descoberta com a ajuda de um aparelho de raio X. A ação contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O veículo foi parado em uma fiscalização de rotina em Cascavel. As equipes desconfiaram da carga ao verificar a nota fiscal apresentada pelo motorista, que indicava o carregamento de um óleo feito à base de vísceras de animais. Ao ser questionado sobre o produto, o condutor Cocaína estava escondida em um caminhão-tanque e foi descoberta com auxílio de um raio X Fotos: Receita Federal Droga foi retirada com auxílio do Corpo de Bombeiros e encaminhada à Polícia Federal do caminhão demonstrou nervosismo e acabou entrando em contradição. Diante da suspeita de que havia algo ilícito no interior do tanque, o caminhão foi conduzido ao Porto Seco de Foz do Iguaçu, onde foi submetido a um aparelho de escâner, que indicou a presença de um fundo falso com pacotes suspeitos. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para auxiliar na retirada da droga, que estava dividida em centenas de tabletes. Segundo a Receita, o motorista de 48 anos já possui passagem pelo meio policial pelo crime de contrabando. Ele permaneceu em silêncio durante o trabalho das equipes e não quis fornecer nenhuma informação de onde a droga teria sido carregada e quanto receberia pelo serviço. Ele foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia da Polícia Federal. Pelos documentos foi possível identificar que o veículo saiu de Minas Gerais e tinha como destino o estado de Santa Catarina. A polícia irá investigar a procedência da droga. Rio de Janeiro A segunda maior apreensão de cocaína deste ano foi realizada no mês passado no Rio de Janeiro, durante uma ação da Receita Federal. Ao todo foi retida 1,3 tonelada da droga, que estava escondida em contêineres no porto do Rio. O entorpecente estava distribuído em 48 malas e foi descoberto após passar por um aparelho de raio X. Os pacotes foram cuidadosamente embalados a vácuo. No meio do carregamento foi adicionado orégano, na tentativa de esconder o conteúdo dos cães farejadores. Segundo a polícia, o uso do porto seria uma maneira encontrada pelos traficantes para buscar novas rotas. A origem da droga não foi identificada. Apreensão desta segunda supera 2017 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 1.038 quilos de cocaína no Paraná em 2017. O número quase duplicou em relação a 2016, quando foram apreendidos 552 quilos. A apreensão desta segunda, em um único dia, supera todas as demais. Segundo um levantamento feito pela PRF, boa parte da cocaína que entra no país é enviada para grandes capitais como Rio de Janeiro e São Paulo. Em dez anos, as apreensões de drogas nessas rotas aumentaram mais de 800%.