Views
8 months ago

Novos Olhares abril 2018

BIBLIOTECANDO Nesta

BIBLIOTECANDO Nesta grande aventura que é crescer e aprender, a biblioteca continua a desenvolver atividades que ajudem os alunos a ter vontade de a- prender e de descobrir as suas potencialidades. Sendo um espaço de aprendizagem por excelência, é também um espaço de partilha de saberes e de construção do conhecimento na interação com o outro. Manhãs na BE – A biblioteca voltou a ser “invadida” pelos pequenos leitores das escolas do 1º ciclo do Agrupamento. Já tivemos a visita de todas as turmas das escolas da Marteleira e da Cabeça-Gorda que vieram descobrir que a biblioteca é um lugar onde sabe bem estar e que ler pode ser uma grande aventura. Baile na Biblioteca – As personagens fugiram dos livros e juntaram-se na nossa biblioteca para o grande Baile da Biblioteca. Foi grande a animação e a emoção de ver a dançar em conjunto bruxas e Trimestral | Ano 1 (17/18) | Número 02 | Direção: Gabinete de Imagem e Comunicação piratas, super-heróis e guerreiros gauleses, detetives e bandidos, até uma rena por lá andava. Personagens todas elas com muito mais idade do que qualquer dos nossos alunos, para provar que a literatura tem também este poder de ligar gerações por intermédio das personagens que se tornam companheiros de vida. Intercâmbio com o Centro de dia – No primeiro período, algumas turmas fizeram uma visita ao Centro de Dia de Miragaia para uma tarde de convívio com os seus utentes. Apresentaram-se teatros, poesias e cancões e, sobretudo, a alegria do encontro. Os utentes quiseram retribuir a visita e presentearam- -nos em fevereiro com a partilha de alguns textos recordados da sua infância. Esta troca de saberes entre a experiência e a inocência (mesmo que às vezes pareçam trocados) tornamnos mais ricos e felizes. Literacia 3Di – A Porto Editora desafiou e os nossos alunos responderam ao desafio do conhecimento. O Tiago, o Tomás, o Leandro e o Afonso venceram as provas ao nível da escola e três de- les foram depois a Lisboa para participar na fase distrital deste concurso. Será bom se algum for apurado para a final, mas, mesmo que isso não aconteça, já foram vencedores por se terem empenhado e mostrado que o conhecimento é um dos maiores valores que podemos possuir. Conversas à volta de um tablet – Na era digital, o conhecimento chega-nos a- través dos mais variados meios e é um desafio para os professores a descoberta das inúmeras ferramentas com potencial para tornar o ensino mais eficaz. Conscientes da necessidade de pôr a uso instrumentos de aprendizagem mais próximos dos alunos, algumas professoras, orientadas pela Colega Ana Ferreira, exploraram as aplicações disponíveis nos tablets da escola. O AEL e o projeto solidário “Histórias da Ajudaris” – Realizou-se, no passado dia 21 de fevereiro de 2018, pelas 18 horas, no Auditório da Escola Secundária Dr. João Manuel da Costa Delgado, a Festa de Apresentação do livro solidário Histórias da Ajudaris (volume III), subordinado ao tema “Família”, evento que contou com a presença da Diretora da Associação Ajudaris, Dra. Rosa Vilas Boas. Partindo da apresentação das “histórias de encantar”; por alguns dos alunos participantes no projeto, assistiu-se não só a um excelente momento de partilha e de promoção da leitura, da escrita, da arte e da solidariedade, mas também ao alargamento de uma rede de afetos que “cria sorrisos solidários”! Para além da apresentação do livro em que podem ser lidos três dos quatro textos enviados (volume III, pp.144- 148), houve uma sessão de autógrafos pelos pequenos grandes autores enquanto era servido o coffee break (com a colaboração dos alunos do CP de Técnico de Restauração) e entregues, aos presentes, os Certificados de Colaboração Ainda neste âmbito, a escola sede do Agrupamento recebeu, entre 5 e 28 de fevereiro, a Exposição Itinerante de Ilustrações relativa a este projeto, que é um dos mais inovadores e emblemáticos da Associação Ajudaris (IPSS de âmbito nacional e sem fins lucrativos). Uma experiência que marcou, certamente, todos os envolvidos! www.aelourinha.pt | 261416950 | gabinetedirector@aelourinha.pt | https://pt-pt.facebook.com/aelourinha/ 3

Trimestral | Ano 1 (17/18) | Número 02 | Direção: Gabinete de Imagem e Comunicação BIBLIOTECANDO Comemorações do Dia Internacional da Língua Materna no AEL (21 de fevereiro) No âmbito das Comemorações do Dia Internacional da Língua Materna, no dia 21 de fevereiro, e com o intuito de promover a partilha de experiências em torno das questões da Língua Materna, reconhecer e valorizar a herança do nosso passado literário e desenvolver o gosto pela leitura promovendo a identidade portuguesa, o Departamento de Português e as Bibliotecas do Agrupamento organizaram várias iniciativas que decorreram na Escola Básica Dr. Afonso Rodrigues Pereira, e na Escola Secundária Dr. Manuel da Costa Delgado. Na Escola Básica Dr. Afonso Rodrigues Pereira, esteve patente a Exposição de Trabalhos “Uma Palavra, Várias Línguas” e “A Origem das Palavras”, nos cacifos dos alunos (do 5.º ao 9.º anos) e à entrada da sala da Unidade de Multideficiência (Língua Gestual Portuguesa e SPC - Símbolos Pictográficos para a Comunicação -). Os alunos da turma de Português Língua Não Materna e outros alunos das turmas regulares, que nasceram ou têm parentes diretos em países como Marrocos, França, Ucrânia, Brasil e Rússia, realizaram apresentações orais em sala de aula sobre os seus países de origem e/ou com ligações familiares. Na Escola Secundária Dr. Manuel da Costa Delgado teve lugar, no dia 22 de fevereiro, pelas 10:30h, a apresentação do livro autobiográfico Coração em África, da autoria de José António Padrão, um ex-aluno do A- grupamento, resultante da sua experiência de voluntariado em vários países. A atividade, a que assistiram cerca de 140 elementos da comunidade educativa, despoletou bastante interesse e curiosidade junto dos alunos que endereçaram ao autor variadíssimas questões pertinentes, não só relativamente ao trabalho de voluntariado, mas também sobre a sua atividade profissional na área da Medicina. Seguiu-se a sessão de autógrafos e um pequeno coffee break preparado pelos alunos do Curso Profissional de Técnico de Restauração (12.º F) e destinado a todos os participantes. As expectativas foram largamente superadas e os alunos criaram, desde o primeiro momento, uma grande empatia com o autor, valorizando a mensagem por ele veiculada, interiorizando-a. O tempo voou e muito mais haveria a partilhar… Nota: De acordo com a informação veiculada no portal do Instituto Português do Oriente, o Dia Internacional da Língua Materna foi decretado pela UNESCO a 17 de novembro de 1999 e é comemorado anualmente desde o ano 2000, como forma de promoção do multilinguismo, da sensibilização para a proteção de quase seis mil línguas 5G and Smart Cities - No passado dia 1 de fevereiro, a Escola Secundária teve a oportunidade de receber a Professora Auxiliar do Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra, Marília Curado, para uma palestra dirigida a cinco turmas. Marília Curado formou-se em 1997 e obteve um doutorado em Engenharia Informática na disciplina de Roteamento de Qualidade de Serviço, em 2005. Tem como interesses de pesquisa a Qualidade de Serviço, a Qualidade de Experiência, a Eficiência Energética, a Internet das Coisas, a Mobilidade, os Sistemas de Nuvem (Cloud) e as Redes Definidas de Software. É Coordenadora do Laboratório de Comunicações e Telemática do Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra. Participou ainda em vários projetos nacionais e inter- existentes no mundo e para a necessidade de preservação da diversidade linguística como expressão de identidades e de culturas. A data evoca os acontecimentos ocorridos em 1952 no Bangladesh onde um grupo de jovens se manifestou a favor da língua “bangla” ou ”bemgali”. nacionais tais como: IST FP6 Integrated Projects, GIN- SENG, COCKPIT e H2020 ATENA, entre muitos outros. É coordenadora da equipa que, atualmente, trabalha no projeto que tem como objetivo desenvolver a rede 5G e as Cidades Inteligentes. A palestra abordou as tecnologias e serviços da Internet de próxima geração, no contexto do ecossistema 5G. Foram versados temas relacionados com o desempenho das aplicações e serviços em cenários de cidades inteligentes, tendo em consideração aspetos como a robustez, tempo de resposta e eficiência energética. Também assuntos como a Internet das Pessoas, a Internet das Coisas e a Internet de Tudo foram referidos no que toca às Cidades Inteligentes, um conjunto de serviços que, de uma forma geral, servem para melhorar www.aelourinha.pt | 261416950 | gabinetedirector@aelourinha.pt | https://pt-pt.facebook.com/aelourinha/ 4

Patrimônios, expressões e produções - Faber-Castell
Um olhar para as altas habilidades
Um olhar para as altas habilidades: construindo caminhos - CAPE
Universidade e os múltiplos olhares de si mesma - Sistema de ...
números - Colégio Salesianos Porto
Ver/Abrir - Biblioteca Digital do IPG - Instituto Politécnico da Guarda
“OS NOVOS PÚBLICOS DO ENSINO SECUNDÁRIO PRÁTICAS DE ...
Semana daS LinguagenS - Escola Alemã Corcovado
REVISTA DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL - Prefeitura de Contagem
Post Scriptum - Fevereiro 2009 - Escola Secundária com 3.º Ciclo D ...
Plano anual de atividades 2012/2013 - Agrupamento de Escolas do ...
ENSINO DE QUÍMICA: METODOLOGIAS ALTERNATIVAS
InfoEAC Nr. 01/2012 (.pdf) - Escola Alemã Corcovado
Edição 26 - Escola Portuguesa de Macau
fuga_16 - FUGA D'INFORMAÇÃO
(Re)Começar - Agrupamento de Escolas de Ribeirão
O olhar que descobre Linha da vida - Instituto Arte na Escola
HALLOWEEN - Agrupamento Vertical Almancil
Consulte-a... - Escola Secundária de VILELA
Ver/Abrir - Biblioteca Digital do IPG - Instituto Politécnico da Guarda