Views
4 months ago

Peripécias 12

Versão multimídia da Revista Eletrônica Peripécias nº 12 de maio de 2018! Esta é uma Edição Especial, completando um ano da nossa Revista e o conteúdo está muito bacana, destacando-se homenagens ao Marco Antônio (Aniversariante do Mês) e ao Ney Francisco (Personalidades), os dois fariam aniversário em Maio. Nesta edição também o segundo artigo sobre a Rua Santa Luiza - “Os Moradores” - e muito mais!

O Ney foi à Brasília

O Ney foi à Brasília algumas vezes. A primeira, ainda solteiro, depois foi com a Dionéia para se casar lá e algumas outras vezes já com o filho Neyzinho, que nasceu em 1964. Depois de casado o Ney foi morar na rua Filgueiras Lima 29, no Riachuelo, uma vez que tinha conseguido negociar para o meu pai, com a ajuda do tio Manduca, a casa da rua Santa Luiza em troca de uns apartamentos que seriam construídos ali. Ficamos distantes por uns anos, exceto pelas ocasiões em que eu vinha para o Rio e ficava na casa dele ou quando ele ia de férias para Brasília. Quando eu vinha para o Rio era comum ele me dar umas promissórias para receber e me autorizava a ficar com o dinheiro e ir ao cinema ou gastar como quisesse. O valor era pequeno, estas promissórias eram resultado de vendas à prestação que meu pai tinha feito de algumas casas da vila na rua Santa Luiza, 179 e que não tinham correção monetária. Ele juntava recibos de vários meses da duas ou três casas porque o custo da passagem de ônibus para ir receber as promissórias não compensaria.

O Ney também sempre foi muito controlado e organizado com as finanças. Me lembro das vezes que ficava na casa dele que ele tinha envelopes dentro do guarda-roupa cada um destinado a pagar uma conta (aluguel, luz, gáz, etc.). Na foto abaixo o Ney com minha mãe, a avó Pequetita e o Neyzinho. A FNM logo depois foi comprada pela FIAT que depois transferiu a unidade industrial para Betim. Na foto abaixo com o Neyzinho em Brasília na SQS 107. Voltamos a ter contato mais próximo quando voltamos a morar no Rio, na ocasião ele tinha se mudado para um dos apartamentos que meu pai recebeu na rua Santa Luiza e já não trabalhava mais na FNM. O ex-chefe dele na FNM, Coronel Aury, o tinha convidado para trabalhar na Carvalho Hosken S/A. Eu fiquei morando com meus pais em Niterói, na rua Coronel Moreira César, 341 e na ocasião namorava minha atual esposa Mara Liângela. Preocupado porque eu não estava trabalhando o Ney me levou para São Paulo para trabalhar também na Carvalho Hosken, onde fiquei quase dois anos.

Almanaque nº 1
Almanaque2
24.Março 2016
Edição Maio de 2012 - Versão em PDF - Revista Anônimos
12 de maio de 2013 (Ascenção do Senhor) - Arquidiocese de Goiânia
Revista Vitrine do Varejo - Edição Maio -2010 - O Vendedor Pit Bull
Edição n. 112 - 12 de Maio de 2.012 - Prefeitura Municipal de Caieiras
programa da 142ª corrida em 02 de maio de 2010 - domingo
Edição nro. 50 - maio 2003 - União Nacional dos Analistas ...
Revista Super Moderna - Maio/Junho 2017