Views
2 months ago

dissertação parcial r1 11042018 formatacao igor rev02

TÍTULO DA HORA COM

TÍTULO DA HORA COM MUITAS LINHAS! questiona como alguém seria capaz de apreciar a demolição da própria moradia? (GARCIA, 2012) O que o cantor questiona diz respeito ao fato do ato de apreciar algo envolver admiração, e seria quase impossível admirar a demolição da própria casa! E nesse sentido, João Gilberto tenta demonstrar a complexidade da letra que muitas vezes é cantada sem reflexão, alertando para o fato de que é necessário questionar quais os sentimentos que envolveriam um processo de desocupação urbana, a ponto de fazer com que seus moradores, agora desabrigados, tivessem ainda condições de admirar o próprio processo de despejo. O conformismo torna-se a primeira impressão que se tem de certas canções quando se atenta para expressões como “Só se conformemo” (“Saudosa maloca”, 1951); “Paciência, Iracema/ Paciência” (“Iracema”, 1956); ou ainda em “[...] Não tem nada não, seu doutor/ Não tem nada não [...]” (“Despejo na favela”, 1969). Nesses trechos e tantos outros, há a ideia de que se conformar e se acostumar com a situação imposta é a melhor e única solução. Durante a elaboração do presente trabalho muitos questionamentos foram feitos quanto a posição que Adoniran Barbosa ocuparia frente ao desenvolvimento desigual da cidade. Há uma tendência a julgar a sua posição como conformada e resignada diante das massacrantes transformações, sempre deixando a entender, em primeira ◊ 142 ◊

Adoniran Barbosa e a lírica do “pogréssio” análise, que a fatalidade do progresso faz com que sofrer suas consequências seja inevitável. Uma visão alternativa pode ser observada a partir do trabalho de José Paulo Paes (1985), onde Adoniran Barbosa é apresentado como um cidadão que, de certa forma, segue as leis, e que por isso, a se ver diante das fatalidades, compreende que cumprir as leis talvez seja a melhor forma de continuar vivendo. A análise prossegue e mostra que o que há, na verdade, é o orgulho de seguir as leis e agir com dignidade dentro da máquina do progresso; onde a visão de construir a própria casa (“Abrigo de vagabundo”, 1958) seria motivo de orgulho, pois esta seria fruto do próprio trabalho. [...] Adoniran Barbosa conseguiu exprimir, com lapidar pertinência, em alguns dos seus melhores sambas, foi o anseio de dignidade humana que leva o trabalhador a orgulhar-se do seu trabalho, ainda que injustamente remunerado; a erguer com as próprias mãos uma casa pra si e para os seus, mesmo que ela não passe de uma maloca; a buscar nas instituições legais, por discriminatórias ou corrompidas que sejam, uma forma qualquer de segurança. (PAES, 1985. P. 263). Paes (1985) ainda traça um contraponto temporal entre as cidades de São Paulo e o Rio de Janeiro, onde na primeira sempre esteve vinculada a ideia de trabalho e de “locomotiva” do Brasil; já na segunda, sempre se trouxe a ideia de paraíso ◊ 143 ◊

Formatação: Guilherme Augusto Pinotti - COPEN
MSDesktopMC-1.3-M.1057.20.02-pt_BR-A-r1 - IFBa
Purificação parcial de anticorpos presentes em soro normal ... - Unesp
Dissertação Zimmermann, T.G. 2011 - UFSC
Fundamentos de Web Design e Formatação de Imagem
Dissertação - USP
6-RelatMensal-JUNH15-Implanta%C3%A7%C3%A3o%2BCiclovia%2BNiemeyer-REV02
Os Valores de Deus - Igor Oliveira Ferreira
Apresentação dissertação - Faculdade de Engenharia da ...
Manual Aquecedor Halógeno Mondial A-07 02-13 Rev02
parcialmente submersa na Baia - Marinha do Brasil
Manual Tostador Max Toast Premium T-04 11-12 Rev02 - Mondial