Views
4 months ago

dissertação parcial r1 11042018 formatacao igor rev02

TÍTULO DA HORA COM

TÍTULO DA HORA COM MUITAS LINHAS! 1.1. A cidade de São Paulo como a locomotiva do Brasil O processo de modernização de uma cidade ou país envolve todos os setores da economia e da sociedade de modo geral. Ao se pensar a respeito de uma cidade moderna, muitas imagens podem surgir relacionadas a tal conceito. Na primeira metade do século XX, tudo que pudesse significar modernidade para uma cidade estava presente, ou sendo construído em São Paulo. O aumento e a modernização das indústrias, a construção de estradas e linhas férreas, aumento do território urbano, verticalização, além do incremento populacional, são apenas alguns dos fatores que deixavam claro que a cidade de São Paulo estava nos trilhos da modernização e do progresso. E se o Brasil era um trem em direção ao futuro e à modernidade a cidade de São Paulo era a locomotiva, aquela que, segundo os dizeres do próprio brasão de sua bandeira, “Non ducor, duco”, “Não sou conduzido, conduzo”. A cidade de São Paulo sofreu significativas modificações, sejam elas no seu território, na sua economia, na organização política, na sua cultura e sociedade desde o final do século XIX e ao longo da primeira metade do século XX. Pode-se destacar como fatores motivadores e estruturais, questões políticas de ordem nacional, como o fim da escravidão e a chegada dos ◊ 44 ◊

sinfonia paulistana: uma imagem do progresso imigrantes; ou questões que estavam mais diretamente ligadas à própria cidade, como o fato dela ter se tornado grande polo atrativo para as indústrias em formação. A geógrafa Maria Adélia Aparecida de Souza (SOUZA, 2004) realiza uma divisão cronológica da história da cidade de São Paulo em um período que vai de 1889 até 1954, e o presente trabalho toma por base a mesma periodização para fins metodológicos. Para a autora, um primeiro período seria de 1889 até 1916, onde são traçados os fundamentos da metrópole como tal e afirmada sua importância no cenário nacional, como importante centro financeiro ligado ao café. Um segundo momento seria de 1916 até 1945, onde estaria mais consolidada ainda a ideia de metrópole industrial a cosmopolita. E o terceiro momento tratado pela autora seria de 1945 a 1954, no qual seria possível observar diversas transformações internas e o ápice da verticalização na cidade. No primeiro período citado por Maria Adélia (SOUZA, 2004), inclui a vira do século XVII para o XX e é possível notar as grandes transformações na base econômica da cidade, que passa de um grande centro importante da economia cafeeira para uma cidade que começa a se industrializar e a se afirmar como metrópole. No final do século XIX o café era o grande responsável pela economia nacional e São Paulo era um grande estado ◊ 45 ◊

Formatação: Guilherme Augusto Pinotti - COPEN
MSDesktopMC-1.3-M.1057.20.02-pt_BR-A-r1 - IFBa
Fundamentos de Web Design e Formatação de Imagem
Purificação parcial de anticorpos presentes em soro normal ... - Unesp
Dissertação Zimmermann, T.G. 2011 - UFSC
Dissertação - USP
6-RelatMensal-JUNH15-Implanta%C3%A7%C3%A3o%2BCiclovia%2BNiemeyer-REV02
Apresentação dissertação - Faculdade de Engenharia da ...
Os Valores de Deus - Igor Oliveira Ferreira
Manual Aquecedor Halógeno Mondial A-07 02-13 Rev02
parcialmente submersa na Baia - Marinha do Brasil