Views
1 week ago

dissertação parcial r1 11042018 formatacao igor rev02

TÍTULO DA HORA COM

TÍTULO DA HORA COM MUITAS LINHAS! forte industrialização. Para a autora, a verticalização no período estava em seu ápice e fortemente atrelada ao processo modernizador, racional e industrial da cidade. Tal verticalização estaria relacionada, ainda, ao intenso adensamento populacional que o território da cidade permitia. É importante destacar que nesse período a Cidade terá basicamente três centros: o antigo, tradicional, aquele circunscrito pelo Triângulo; o novo, da praça Ramos de Azevedo à Praça da República, que se funda em torno do Viaduto do Chá e da construção do Theatro Municipal; e o novíssimo centro, que se organiza na avenida Paulista, em torno das mansões dos cafeicultores e comerciantes abastados, que, posteriormente, será refuncionalizado e receberá os grandes bancos nacionais e internacionais. (SOUZA, 2004. P. 550) São Paulo teve sua importância aumentada dentro do cenário nacional, quando na década de 1950 o município abrigava o maior número de estabelecimentos fabris do Estado (QUEIROZ, 2004. P. 50). Para a população, também havia um sentimento de entusiasmo e apostas em um futuro melhor, em que o país poderia se afirmar no cenário internacional, pois de maneira geral, a cidade crescia e se desenvolvia. Porém as grandes mudanças na cidade, que tinham cunho progressista, também possuíam caráter arrasador, no sentido de desmanchar marcos e elementos significativos urbanos, dando lugar a enormes edifícios ecléticos, à abertura de ruas, túneis e ◊ 62 ◊

sinfonia paulistana: uma imagem do progresso avenidas, que de certo modo influenciaram a mente do paulistano, tornando-o em sua maioria, apoiadora de todas essas transformações, e dessa maneira, “[...] a São Paulo do presente consome a do passado [...]” (QUEIROZ, 2004. P. 51). A industrialização em São Paulo foi estuda pelo geógrafo Dirceu Lino de Mattos (MATTOS, 1958) e ele constata que tal processo esteve em constante ascensão, variando entre números e o que era produzido, mas de modo geral ele cita: Se levarmos nossas comparações ao conjunto do país, havemos de constatar que o Estado de São Paulo possuía, em 1950, 27,5% dos estabelecimentos fabris localizados no território brasileiro [...]. (MATTOS, 1958. P. 37) As transformações no setor industrial durante a primeira metade do século foram quantitativas, ou seja, com grande acréscimo do número de indústrias, mas também tiveram caráter destacável qualitativamente, tendo sido incrementadas com a mudança de indústrias leves no setor têxtil e alimentício, por exemplo, para fábricas com maior foco na produção de maquinários pesados, além da instalação de indústrias automobilísticas. É de se destacar que grande parte dessas transformações durante os anos de 1950 e posteriormente se deve às políticas implantadas nacionalmente pelo então presidente eleito em 1956, Juscelino Kubitscheck, que propagava um desenvolvimento pautado na industrialização. ◊ 63 ◊

Manual Aquecedor Halógeno Mondial A-07 02-13 Rev02
parcialmente submersa na Baia - Marinha do Brasil
Manual Tostador Max Toast Premium T-04 11-12 Rev02 - Mondial
Relatório de Autoavaliação Parcial - Universidade Católica de Brasília
DISSERTAÇAO 07.05 - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães ...
Acessar Dissertação - Programa de Pós-Graduação em Ciências ...
Dissertação Carlos Lucena de Aguiar - Centro de Pesquisas Aggeu ...
Ver/Abrir - Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFMG
Os Valores de Deus - Igor Oliveira Ferreira
Revisão e formatação: Lancelot – Papiros_Virtuais ... - CloudMe
normas para formatação de trabalhos acadêmicos - Universidade ...
Formatação: Guilherme Augusto Pinotti - COPEN
MSDesktopMC-1.3-M.1057.20.02-pt_BR-A-r1 - IFBa