Views
7 months ago

Almanaque2

Almanaque número 2, com o conteúdo completo das edições nº 7 a nº 12 da Revista Mensal Peripécias Contendo as Seções Destaques, Túnel do Tempo, Sociais, Turismo, Literatura, Sala de Leitura, Teatro, Arte, Personalidades, Poesias, Atualidades, do Fundo do Baú, Fotografia, Formaturas, Humor, Culinária, Esportes, Curiosidades, Aniversariantes, Classificados, Biblioteca, História de Família e Espaço do Leitor.

crioulinho pequenininho

crioulinho pequenininho atarracado e bom goleiro. Meu Pai ficou possesso com o erro do Moraes... RJ, Galícia-BA, Clube do Porto, de Portugal, e Desportivo Português, da Venezuela. Pelas suas defesas acrobáticas e seus saltos espetaculares foi apelidado de "Ponte Aérea". No América jogava com Caca, Lúcio, Jorge, Djalma Dais, Wilson Santos e Ivan; Amaro O técnico Alfinete tinha muita fé no goleiro e, muitas vezes, o levava para ver Barbosa e Castilho jogarem. O contrato com o Bonsucesso era de três mil cruzeiros. No ano seguinte foi para o América ganhando oito mil. No clube americano começou ganhando um torneio internacional no Peru. Foi vice-campeão em 1954. Campeão carioca em 1960 e campeão venezuelano pelo Desportivo Português. Jogou também no São Cristóvão- e João Carlos; Calazans, Antoninho, Quarentinha e Nilo, Osni e Canário, Leônidas (era Sargento no Colégio Militar), Paródi e Ferreira. Nessa época o Pompeia me levou para jogar no América, onde cheguei a jogar em 1958 e 1959 no juvenil do América, como amador. Todo jogo entre o Flamengo e América o Pompeia se vingava do Flamengo e nunca perdeu um jogo. Acabou no América Futebol Clube e não perdia para o Flamengo. Para desespero do meu pai e do Ney, flamenguistas doentes!

Quando terminavam os jogos o Pompéia, irmão-de-leite do Carlinhos, saía do Maracanã e ia visitar o meu pai lá em casa na Santa Luiza 167, sacaneando o Ney e o Pai... Saudades dessa época. Acabavam rindo muito com a gafe cometida pelo José Alves de Moraes. Assista ao Vídeo do Canal 100! O Pompéia ficou conhecido como o goleiro-voador. Diferente do restante do time, que usava a camisa vermelha e o calção branco, Pompéia se vestia de negro ou de cinza e trazia no peito o escudo do mequinha. O narrador esportivo Waldir Amaral a apelidá-lo de Constellation. Pompéia chegou a jogar na seleção Brasileira e faleceu no Rio de Janeiro, no dia 18 de maio de 1996.

Almanaque nº 1
Peripécias 12