Views
2 months ago

Revista Desporto&Sports ed 13 (versão gratuita)

20

20 •

#Liderança e Motivação José Mourinho Um CEO nos relvados do futebol José Mourinho é um CEO. Em tudo: como gere as equipas, como treina e nas metodologias. A sua filosofia é baseada na organização máxima, no detalhe a todo o pormenor, na visão a curto e médio prazo e a gestão dos recursos humanos é “executada” a top e de acordo com as mais recentes práticas empresariais, assente na motivação dos seus colaboradores. E tu isto só é possível, pela sua capacidade de liderança; sempre incontestável em todos os clubes que treinou. Às vezes ganhou-a; outras vezes conquistou-a à força. Os jogadores foram sempre conquistados com “inteligência emocional”; quem não se lembra das palavras de Zlatan Ibrahimovic, “por Mourinho seria capaz de matar” ou das lagrimas de Materazzi quando mourinho abandonou o Internacional de Milão. Isto é uma conquista de dia-a-dia: de dialogo, de readaptação de objetivos individuais e de atenção para as diferentes “sensibilidades e necessidades de cada atleta”. Sistematização do jogo José Mourinho é bem conhecido pela qualidade do processo defensivo das equipas que treina. As suas equipas sofrem poucos golos e os seus jogadores cometem poucos ou quase nenhuns erros – diga-se daqueles “erros não forçados”. Segundo a filosofia de mourinho, a organização defensiva centra-se na sistematização de padrões e na disposição da equipa por blocos. Mourinho aponta a simplicidade como a melhor forma de fazer chegar a informação aos jogadores - “curto e objetivo”, como gosta de dizer. Informação em demasiado é contraproducente e está em total desacordo com a “atenção disponibilizada” dos futebolistas nos parâmetros atuais do futebol espetáculo e nos seus atletas como “movie stars”. O técnico português opta por palestras com dois ou três pequenos vídeos e durante a semana dos jogos mais importantes, esses mesmos vídeos, estão em permanente “play” um pouco por todo o edifício do clube, desde aos balneários, à sala medica ou os refeitórios. Onde estiverem os jogadores, estão os vídeos. A avaliação da progressão de cada futebolista deve ser feita segundo três parâmetros... “Eu não tenho problemas em beijar, chorar, ou “bater” nos meus jogadores. Tudo pertence à família. Eu aprendi isso com minha esposa e minha própria família. Na minha família, estamos abertos a ser criticado pelos meus filhos e o mesmo se aplica aos meus jogadores." Deve-se estar aberto a compartilhar emoções e ideias.“ José Mourinho L iderança Transformacional. O nome é estranho, mas o conceito é simples. Mudar sistematicamente os objetivos de cada jogador de forma individualizada para que eles se aproximem da filosofia e necessidades do clube e da equipa. Este é talvez a tarefa mais dura dos treinadores modernos dos grandes clubes europeus. Hoje os futebolistas top são PMEs – pequenas e médias empresas, inseridos em inúmeros negócios e com dezenas de pessoas a seu cargo. Assim nem sempre as suas energias estão focadas no clube – não raras vezes interesses comerciais e financeiros metem-se no caminho. Ai entra a necessidade de controlar o grupo como um todo mas com um tratamento individualizado e instaurar no balneário uma filosofia comum com objetivos comuns, que na mente de cada jogador/homem passa a ser o seu objetivo principal. • 21

Desporto&Esport - edição1 2014
SUB-20 PORTUGAL, 2 CABO VERDE, 0. - Post Milenio
Portugal FC vs Brampton Lions - Post Milenio
Desporto&Esport - ed.7 versão plus
Desporto&Esport - ed 11
Desporto&Esport - ed 11
Desporto&Esport - ed. 5 - Plus
Desporto&Esport - ed 9
Desporto&Esport - ed. 4 Plus
Revista LiteraLivre 4ª edição (versão 1)
Desporto&Esport ed. 2 plus
Desporto&Esport - ed 10
versão para imprimir (arquivo em pdf) - Revista Espaço Acadêmico
cláudia nandi formentin - Unisul