Views
6 months ago

Revista Desporto&Sports ed 13 (versão gratuita)

28

28 •

Super Especial na sexta edição da Nossa Revista Um “Ladrão de ideias” chamado GUARDIOLA Os segredos do treino do tecnico nr.1 do Mundo “O mais maravilhoso do meu trabalho é imaginar o jogo que vai acontecer amanhã. Gosto de ficar sonhando com o futuro” “[Existem outras formas que podem ser bem sucedidas, mas] a minha forma de jogo é a minha forma de jogo.” Pep tem absoluta razão nas duas sentenças: primeiro, existem diversas formas táticas de se vencer um jogo; e segundo, nenhuma é tão reconhecível e espetacular como aquela que ele implementa nas suas equipas. Caça obsessiva pela bola; pressão constante sobre os adversários; centenas de passes na procura do espaço… a beleza do jogo das equipas de Guardiola é indiscutível. As ideias do técnico catalão são as mais atrativas da última década. No entanto, a sua força está na sua capacidade de comunicar; até porque, a melhor das ideias rapidamente se torna no maior dos desastres se não for facilmente entendida, principalmente no futebol moderno, onde os balneários são verdadeiras torres de babel, com múltiplas línguas. Mas, segundo Pep, comunicar é fácil quando as conversas são conduzidas com paixão; quando as palavras não são suficientes, Pep usa todo o corpo para dizer o que quer. Ele abraça os jogadores, beija-os, joga-os para a frente, empurra-os… eles? Eles respondem da mesma forma e com a mesma paixão. É só ver como Ribéry ou Boateng comemoraram os seus golos com Pep para entender que a boa comunicação precisa de uma boa dose de paixão. Quando, em março de 2014, o Bayern já era campeão alemão, Franck Ribéry foi até Guardiola na comemoração do campeonato e disse: “Eu amote! Você está no meu coração”. O mesmo se passou com Lahm, Robben e tantos outros. Quando o jogador Pierre-Emile Højbjerg lhe contou em particular que seu pai sofria de cancro, os dois choraram juntos. O treinador fez tudo o que pôde para apoiar o jovem jogador e seu pai, que morreu alguns meses depois. Højbjerg disse recentemente: “O Pep é como um segundo pai para mim”. A principal vantagem de Pep Guardiola conta a “concorrência” é a constante insatisfação e a necessidade de perguntar sem parar, e sem medo de questionar a toda a hora o caminho que definiu. E coragem para o alterar; muitas vezes fê-lo da noite para o dia. Os mais próximos, dizem que normalmente ele só se permite cinco minutos para comemorar uma vitória. Cinco minutos, não mais. Depois, começa a análise fria e racional do jogo com seus colaboradores mais próximos e também a preparação para a próxima partida e o estudo do próximo adversário. Ele adora vencer. Mas ele exige de si: a busca do jogo perfeito! Ele sabe que é uma quimera, mas não deixa de tentar. Para além disso, Guardiola lê tudo a quem tem acesso e possa de alguma maneira ajuda-lo a entender melhor todos os detalhes do que é treinar hoje uma equipa de futebol de topo, que em muitos aspetos é tão desafiante quanto gerir uma... • 29

Desporto&Esport - ed 11
Desporto&Esport - ed 11
Desporto&Esport - ed.7 versão plus
Desporto&Esport - ed. 5 - Plus
Desporto&Esport - ed 9
Desporto&Esport - ed. 4 Plus
Desporto&Esport - edição1 2014
Portugal FC vs Brampton Lions - Post Milenio
SUB-20 PORTUGAL, 2 CABO VERDE, 0. - Post Milenio
Revista LiteraLivre 4ª edição (versão 1)
Desporto&Esport ed. 2 plus
Desporto&Esport - ed 10
cláudia nandi formentin - Unisul
versão para imprimir (arquivo em pdf) - Revista Espaço Acadêmico