Views
6 months ago

Revista Desporto&Sports ed 13 (versão gratuita)

48

48 •

Ricardo SERRADO Doutorando em história e teoria das ideias pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas e Director do Museu Sporting. Desenvolve estudos sobre a história do futebol, tendo já publicado 8 livros e inúmeros artigos sobre a tematica Como a fragilidade do corpo de Messi criou um génio? O corpo que mudou o futebol Mundial “MESSI não joga o que pensa nem o que sabe conscientemente mas joga sim o que o seu corpo é e lhe dita” J á tive oportunidade de referir noutros locais que me parece amplamente “invulgar” o rendimento futebolístico de Lionel Messi. Não me refiro apenas ao número extraordinário de golos que marca, mas a toda a qualidade que coloca no terreno de jogo, seja no passe curto, no passe longo, no drible, nas assistências para golo e na criação de lances de perigo, seja ainda na forma como gere os ritmos do jogo e define uma determinada ação. Em todos estes capítulos Messi é extraordinário. Se no número de golos marcados alguns futebolistas conseguem ombrear com o argentino, designadamente Cristiano Ronaldo - o seu maior concorrente nesse capítulo - ou outros que pontualmente surgem, como Harry Kane ou Edinson Cavani, no cômputo geral, isto é, no que concerne às outras dimensões do jogo, julgo muito difícil outro futebolista sequer se aproximar daquilo que o argentino oferece ao futebol. Mais estranho ainda, no meu entender extremamente invulgar, é a relação desse rendimento futebolístico, a meu ver ímpar no futebol mundial, com a constituição morfológica, aparentemente débil, do argentino. Se compararmos o corpo de Messi (169 cm.) com os de Ronaldo (184 cm.), Cavani (188 cm.) ou Kane (188 cm.), chegamos facilmente à conclusão que o argentino é, de todos, largamente o mais baixo, o mais franzino e, subsequentemente aquele que possuí menor capacidade de choque, passada menos larga e inferiores possibilidades de marcar pelo ar. No entanto, nunca na história do futebol mundial um jogador tão mais pequeno que os restantes companheiros fez tantos golos. Atualmente, numa época marcada claramente por um futebol extremamente rápido e fechado, com espaços curtos em que a decisão tem de ser tomada em milésimos de segundo, no qual todos os jogadores são autênticos atletas, pejados de força e detentores de velocidades vertiginosas, em que os avançados são, por regra, detentores de corpos musculados, altos e fortes, e os defesas autênticas “torres” de músculo, um dos melhores marcadores de golos do mundo tem 169 cm, sendo capaz de se bater, ao nível de golos, com atletas morfologicamente muito mais aptos. Como é que isto é possível? No meu entender, a resposta encontra-se no corpo de Messi. • 49

Desporto&Esport - ed 11
Desporto&Esport - ed 11
Desporto&Esport - ed 9
Desporto&Esport - ed. 4 Plus
Desporto&Esport - ed.7 versão plus
Desporto&Esport - ed. 5 - Plus
Desporto&Esport - edição1 2014
SUB-20 PORTUGAL, 2 CABO VERDE, 0. - Post Milenio
Portugal FC vs Brampton Lions - Post Milenio
Revista LiteraLivre 4ª edição (versão 1)
Desporto&Esport ed. 2 plus
Desporto&Esport - ed 10
versão para imprimir (arquivo em pdf) - Revista Espaço Acadêmico
cláudia nandi formentin - Unisul