Views
1 week ago

MATERIAL DIDÁTICO - OFICINA

EXPLORANDO O MUNDO ...

EXPLORANDO O MUNDO ... Professor, proponha a leitura do texto abaixo e promova um debate. Você deve pensar que nunca leu nenhum conto fantástico, tampouco sabe o que é e quais são as características dele. Contudo, já deve ter lido muitos, principalmente ao longo da sua infância. Afinal de contas, A B ela Adormecida, Os três porquinhos, Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve, dentre outros, são histórias tradicionais que se repetem entre as gerações desde que existem. http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/redacao/conto-fantastico.htm - acesso em maio de 2016 Professor, levar para a sala de aula livros e/ou ilustrações dos contos mencionados acima, como forma de ilustração e auxílio para debate em sala. Como proposta para esse debate, sugerem-se as seguintes perguntas (oralmente): 1) O que as histórias e as produções cinematográficas citadas têm em comum? 2) Qual o público a que se destina esse texto? 3) O que normalmente ocorre ou acontece no decorrer dessas histórias? 4) Leia o título do texto a seguir. Ele remete algum conhecimento prévio? Leia o texto 1: Professor, mobilize a turma! Escolha alunos para representar as personagens durante a leitura. JOÃO E MARIA Às margens de uma extensa mata existia, há muito tempo, uma cabana pobre, feita de troncos de árvore, na qual morava um lenhador com sua segunda esposa e seus dois filhinhos, nascidos do primeiro casamento. O garoto chamava-se João e a menina, Maria. A vida sempre fora difícil na casa do lenhador, mas naquela época as coisas haviam piorado ainda mais: não havia comida para todos. - Minha mulher, o que será de nós? Acabaremos todos por morrer de necessidade. E as crianças serão as primeiras. - Há uma solução… - disse a madrasta, que era muito malvada. Amanhã daremos a João e Maria um pedaço de pão, depois os levaremos à mata e lá os abandonaremos. O lenhador não queria nem ouvir falar de um plano tão cruel, mas a mulher, esperta e insistente, conseguiu convencê-lo. No aposento ao lado, as duas crianças tinham escutado tudo, e Maria desatou a chorar. - Não chore, tranquilizou-a o irmão. Tenho uma ideia. Esperou que os pais estivessem dormindo, saiu da cabana, catou um punhado de pedrinhas brancas que brilhavam ao clarão da lua e as escondeu no bolso. Depois voltou para a cama. No dia seguinte, ao amanhecer, a madrasta acordou as crianças. As crianças foram com o pai e a madrasta cortar lenha na floresta e lá foram abandonadas. 3

João havia marcado o caminho com as pedrinhas e, ao anoitecer, conseguiram voltar para casa. O pai ficou contente, mas a madrasta, não. Mandou-os dormir e trancou a porta do quarto. Como era malvada, ela planejou levá-los ainda mais longe no dia seguinte. João ouviu a madrasta novamente convencendo o pai a abandoná-los, mas desta vez não conseguiu sair do quarto para apanhar as pedrinhas, pois sua madrasta havia trancado a porta. Maria desesperada só chorava. João pediu-lhe para ficar calma e ter fé em Deus. Antes de saírem para o passeio, receberam para comer um pedaço de pão velho. João, em vez de comer o pão, guardou-o. Ao caminhar para a floresta, João jogava as migalhas de pão no chão, para marcar o caminho da volta. Chegando a uma clareira, a madrasta ordenou que esperassem até que ela colhesse algumas frutas, por ali. Mas eles esperaram em vão. Ela os tinha abandonado mesmo! - Não chore Maria, disse João. Agora, só temos é que seguir a trilha que eu fiz até aqui e ela está toda marcada com as migalhas do pão. Só que os passarinhos tinham comido todas as migalhas de pão deixadas no caminho. As crianças andaram muito até que chegaram a uma casinha toda feita com chocolate, biscoitos e doces. Famintos, correram e começaram a comer. De repente, apareceu uma velhinha, dizendo: - Entrem, entrem, entrem, que lá dentro tem muito mais para vocês. Mas a velhinha era uma bruxa que os deixou comer bastante até cair no sono em confortáveis caminhas. Quando as crianças acordaram, achavam que estavam no céu, parecia tudo perfeito. Porém a velhinha era uma bruxa malvada que e aprisionou João numa jaula para que ele engordasse. Ela queria devorá-lo bem gordo. E fez da pobre e indefesa Maria, sua escrava. Todos os dias João tinha que mostrar o dedo para que ela sentisse se ele estava engordando. 4

3011_Trapezio fixo- material didatico completo.pdf
Equipamentos e materiais didáticos - Portal do Professor - Ministério ...
Equipamentos e materiais didáticos - Rede e-Tec Brasil - Ministério ...
DESIGN DIDÁTICO NA WEB
Questões didático-pedagógicas no ambiente universitário
Oficina de Formação de Tutores Estaduais
Finder Didattico - Kits Didaticos para Automação PDF
Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e ... - CME Group
Ground Enhancement Material - Erico
Materiais Refratários - IFBA
8º ano do Ensino Fundamental - Colégio Oficina
Apoio didático – Lição 02 – Texto 1 - Editora Cultura Cristã
OS 50 ANOS - Sociedade Portuguesa de Materiais
Desafios na Seleção de Materiais na Indústria do Petróleo
Material do Aluno - Água no Rio de Janeiro
Material do Aluno em PDF - Gal Einai
oficina multidisciplinar impa/visgraf erick passos + nina paim com a ...