Views
6 months ago

Revista +Saúde - 10ª Edição

34,

Sabia que nem toda afecção dermatológica é realmente a causa principal? Problemas endócrinos podem resultar em dermatopatias secundárias. Pouco diagnosticada na rotina, mas de extrema importância, temos o Hipotireoidismo. Essa patologia que acomete cães (4 a 10 anos) e gatos (2 a 3 anos), independente de ser macho ou fêmea, apresenta maior incidência em animais castrados, deixa seu animal apático, com sobrepeso (sem aumento de apetite), intolerante ao frio e ao exercício, podendo também atingir o sistema cardiovascular e reprodutivo, causando aborto nas fêmeas, cio prolongado, filhotes diminuídos e fracos, baixando a libido dos machos, deixando com baixa fertilidade e com hipoplasia testicular, podendo causar anormalidades oftálmicas, como: úlcera e ceratoconjuntivite seca, além de grandes afecções dermatológicas, sendo essa a principal queixa do proprietário quando chega a clínica. Os donos relatam: "Meu pet esta com o pêlo falhado"; "Meu pet esta com a pelagem arrepiada". Otite? Despigmentação do pelo? Lesões cutâneas? Pelo quebradiço? Tudo se encaixa no histórico como sinais clínicos observados pelo proprietário. Observam-se lesões principalmente na lateral do tronco, ventral do tórax, e cauda. HIPOTIREOIDISMO EM CÃES E GATOS É necessário que seja investigado, através de exames específicos (dosagem de hormônios da tireóide), para que haja diagnóstico e tratamento precisos, desfazendo as chances de tratar somente um ”problema de pele”, quando na verdade é uma endocrinopatia que merece toda atenção. O animal em tratamento terá que ser monitorado, repetindo os testes de hormônios a cada 2 meses no primeiro ano, e após, 2 vezes no ano. Na primeira semana de tratamento o animal fica mais ativo e normaliza as taxas de colesterol e hematócritos e a partir do terceiro mês começa a apresentar resposta positiva das lesões de pele. Um diagnóstico baseado em exames faz toda diferença em um tratamento, não deixando que sejam administrados medicamentos “incorretos”, que irão tratar uma afecção, e mascarar a outra. Então se atente quando notar que seu animal só busca lugares quentes na casa, que ele esta meio “tristinho”, ganhando peso sem comer nada a mais que o normal, ou com lesões cutâneas, oftálmicas, ou uma simples falha no pelo. A Faro Animal Pet Center tem uma equipe capacitada para atender cães e gatos com rapidez e segurança. Agende já um horário para seu pet! HIPOTIREOIDISMO EM CÃES E GATOS 64 3404-1586 Plantão: 64 99290-4500 / 64 98148-7015 Av. Brasília, 85 Centro - Itumbiara-GO Dr Celso Borges de Almeida Junior Graduação em Medicina Veterinária em 2010 pela UNIP/GO; Pós Graduando em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais; Especialização em Dermatologia de Cães e Gatos; Especialização em Clínica Médica e Cirúrgica de Felinos ( Cursando ); Membro da Anclivepa Goiás (Associação de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais). ,35

Revista +Saúde - 2ª Edição
Revista 015 - 10ª Edição
REVISTA AUGE - EDIÇÃO 27 - SAÚDE E BEM ESTAR
Revista Em Diabetes - Edição 4
Revista EmDiabetes Edição 16
REVISTA AUGE - EDIÇÃO 29
Revista da Desenvolve SP 6ª Edição
saude mental 2012 FINAL 5.indd - BVS Ministério da Saúde
Revista Em Diabetes edicao 12
manual de condutas - Portal Saude Brasil . com
Revista literalivre - 7ª edição
edicao-86-revista-entre-lagos
Revista Debates em - Associação Brasileira de Psiquiatria
Revista Em Diabetes Edição 10