Views
1 month ago

GAZETA DIARIO 555

06 Opinião Foz do

06 Opinião Foz do Iguaçu, sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018 Habemos DGB Dr. Marcos Stamm foi promovido na binacional: passou de diretor financeiro a diretor-geral; quer dizer, vai continuar assinando os cheques do mesmo jeito. Dizem que ele é um boa-praça, acessível e muito organizado. Trabalhou na Cohapar, na Delegacia Regional do Trabalho, na Assessoria Especial do Governo do Estado, enfim, é um homem público. Temer preferiu uma solução caseira — e, ao que consta, ela foi muito bem recebida lá pelas bandas do Centro Executivo. Tércio Albuquerque, pelo menos, está que é só sorrisos. Transparência Órgãos públicos sem os portais de transparência acabam no mesmo destino da Câmara, ou seja, na mira do Ministério Público. E promotor não quer saber se há dificuldades ou não na implantação dos portais; quer apenas que funcionem. Toda a estrutura pública deveria possuir os mecanismos bem acessíveis. No dia em que isso acontecer, a quantidade de processos contra as administrações públicas vai cair uma barbaridade. Sim, porque os gestores irão cuidar-se mais e, com isso, errarão menos. Cartas para o Corvo O Corvo aproveitou que é sábado para publicar uma porção de cartas e avisos que estavam acumulando-se. Como o espaço está um tanto racionado, as cartas vão ficando na gaveta. Utilidade pública Na última quarta-feira, dia 11, por volta das 22h30, alguém roubou os documentos que estavam no interior de um veículo modelo Strada vermelho. A dona do carro e dos documentos se viu em estado de aflição e pediu ao Corvo que desse uma força. Ela paga uma recompensa de R$ 500 para quem conseguir a sua habilitação e cédula de identidade paraguaia. Os documentos estão em nome Cristina de Souza Marques, e o telefone para contato são (45) 99931-3193 e 3025-3914. Algazarra Esses punguistas, cheiradores de cola e crack, causam grandes prejuízos às pessoas quando arrebentam os vidros dos automóveis para roubar o que foi deixado em cima dos bancos. E afanam tudo, desde computadores, celulares e até mesmo as cadeirinhas de levar as crianças. É que os receptadores aceitam tudo. Há verdadeiros armazéns de coisas roubadas por aí. O Corvo já foi vítima e sabe bem como é difícil superar o trauma de ver os pertences virarem fumaça de droga. Aviãozinho Corvo, a grande notícia nas redes sociais é o jatinho negro do filho do Lula que custou 50 milhões de dólares! Puxa vida, onde um limpador de estrume de elefante foi levantar tanto dinheiro? Ele foi visitar o pai, e Curitiba parou por causa disso. Valdemar Naves O Corvo responde: prezado, como ninguém quer limpar bosta de elefante, porque cheira mal e dá muito trabalho, pagam uma enormidade de salário. Vai ver é com esse dinheiro que ele comprou o jato. Em caso de notas assim, não acredite no Corvo! Sério, ao viajar com esse jatinho, em meio a tantas confusões e acusações, os filhotes estão é prejudicando mais ainda o papito. Ouro da casa Nosso camarada Kiko Sierich estava dando umas bandas por São Paulo e eis que, numa grande rede de livrarias, a Saraiva, ele avista exemplares do El Gran Capy, da nossa querida Patrícia Iunovich. Até aí tudo normal, mas ao prestar um pouco mais a atenção, viu que os livros estavam na estante dos grandes autores. Que orgulho, hein? O Corvo diz isso pela Paty e pelo que faz valer a preciosa memória do Capy. Desburocratização Corvo, li no seu jornal que o projeto para desburocratizar a prefeitura está pronto e deve ser votado. Pior que a burocracia de lá é esse negócio de a gente ficar passarinhando de um lado ao outro quando precisa ir às secretarias. Quando vão resolver isso, hein? Marli Soares O Corvo responde: o prefeito Chico sabe que uma sede própria e moderna economizaria dinheiro e facilitaria a vida do cidadão. Mas e dinheiro para construir a sede? Tá difícil. Poderia-se aproveitar a grana extra dos royalties. Bom aplicativo Pois então, Corvo, vocês avançaram alguns quilômetros com a instalação do aplicativo pra gente saber as notícias do Gazeta Diário. Na madrugada de sexta, vocês já mandaram ver. As notícias estavam quentinhas lá quando eu acessei a página do jornal. Estou muito satisfeito com o aplicativo. É funcional. Marcello Gomes Amilcar O Corvo responde: ainda faltam muitos ajustes, mas se não expandirmos, morreremos, como aconteceu com muitos jornais impressos. O aplicativo é ágil e prestativo, com conteúdo diversificado. Obrigado pela sincera opinião. Vamos melhorar ainda, e muito mais. Pichação Corvo, acho graça quando alguém diz que é difícil descobrir quem lambuzou a cidade por causa do Lula, uma luta ideológica questionável, afinal ele não está preso por um regime autoritário, e sim por decisões de um Judiciário republicano. As pessoas que fizeram o serviço sujo são facilmente identificáveis, basta olhar as fotos nas redes sociais. Uma moça e uns rapazes fizeram o serviço e ainda tiveram o disparate de se exibir no Facebook. Se a polícia quiser pegar, tá fácil. ANV (A leitora pediu para não publicarmos seu nome.) O Corvo responde: prezada leitora, até o Corvo, que não é muito chegado no produto das redes sociais, já viu essas imagens, só que não deu bola, afinal de contas existe a "voz que manda", ou seja, alguém que disse que faria isso. É lamentável, mesmo assim tudo faz parte da democracia. Salário mínimo Pois então, que coisa maravilhosa, Corvo, o salário mínimo aumentar esse monte de dinheiro. Vamos finalmente receber acima da cifra dos R$ 1 mil. Na verdade, o valor é R$ 1.002. E com esses R$ 2 não dá nem para pagar um pingado na padaria. Corvo, francamente, você conhece alguém que consegue viver com menos de R$ 1 mil por mês? Paulo Roberto Llammas E agora? Então, Corvo, o Dr. Marcos Stamm assumiu a Itaipu no lugar do Luiz Fernando Vianna. E os projetos alavancados serão cumpridos ou haverá desvio na rota? Veja aí, Corvo, pois sabemos que você é um jornalista bem antenado. Murilo da Silva O Corvo responde: prezado, nada vai mudar e é bem possível que muitas coisas até melhorem. Dr. Marcos já possui muito conhecimento das atribuições da binacional e não terá a mínima dificuldade de tocar o barco. Tudo o que foi anunciado será concluído, garante quem conhece o novo DGB. O Corvo responde: prezado professor Paulo, infelizmente este Corvo conhece várias pessoas que estão abaixo da linha da pobreza e que "sobrevivem" com bem menos. São excluídas, como boa parte dos brasileiros. R$ 1 mil não sustentam uma família nem se for pequena, por isso as pessoas trabalham, pais e mães, e ainda não encontram creches e acesso à saúde. É uma tristeza. Um senador ou deputado deveria receber um salário assim, aí criaria vergonha.

Foz do Iguaçu, sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018 Geral 07 FRONTEIRA Cartes inaugura obras milionárias em Ciudad del Este e Hernandárias Superavenida agilizará o tráfego entre Ciudad del Este e Hernandárias; há duas pontes sobre o Rio Acaray Adelino de Souza Freelancer O presidente do Paraguai, Horácio Cartes, esteve no departamento de Alto Paraná, nessa sextafeira (14), e inaugurou diversas obras de infraestrutura para melhorar o tráfego de veículos e motos. O presidente chegou cedo acompanhado de ministros, do governador de Alto Paraná, Fernando Shuster, e da prefeita de Ciudad del Este, Sandra Zacarías. Manifestantes contrários ao governo iniciaram um protesto, mas foram rechaçados por seguranças e policiais. A principal obra inaugurada foi a ampliação e modernização da Avenida Peru, que liga a Rota 7 à chamada Supercarretera de Hernandárias. São sete quilômetros de rodovia duplicada, tendo ao centro uma pista exclusiva para motocicletas. É a primeira motosenda do país e irá reduzir o número de acidentes. Essa rodovia facilitará o trânsito em Ciudad del Este, tanto para os que chegam do Norte e vice-versa. Também irá descongestionar o trânsito de veículos e agilizar o ingresso de carros em Hernandárias. O ministro de Obras Públicas explicou que esta avenida está dividida em Durante a inauguração da Avenida Peru, o ministro de Obras Públicas, Ramón Jimenez Gaona, disse que o governo de Horácio Cartes investiu, nos últimos quatro anos, US$ 600 milhões no departamento de Alto Paraná. "É o maior investimento do governo nesse departamento, desde a construção da hidrelétrica de Itaipú", afirmou Gaona. "Hoje, com o acesso ao corredor de exportação en- Para construir a magnífica obra foi necessário edificar duas pontes setor urbano e rural. A primeira parte possui uma extensão de 4.500 metros, e a segunda, de dois mil metros. É uma superpista que possui retornos a cada 400 metros, além da via para motos, com seis metros de largura. Para que as obras fossem executadas foi necessário a construção de duas pontes de concreto de 125 metros cada uma, sobre o Rio Acaray e a intersecção com a Supercarretera, com um desnível de 35 metros. "Toda essa obra foi executada de forma magistral, construída por um consórcio de empresas paraguaias, obedecendo os prazos. É um orgulho para os paraguaios inaugurar essa obras, reivindicada há mais de 20 anos pelos moradores dessa região", disse o ministro de Obras Públicas, Ramón Jimenez Gaona. Promoção do trabalho O presidente Cartes Ministro disse que governo investiu US$ 600 milhões em Alto Paraná inaugurou também o edifício e instalações do Serviço Nacional de Promoção Profissional com o objetivo de capacitar mão de obra especializada aos moradores do bairro Remancito. Ali serão ministrados Ministro Gaona falou durante a inauguração da Avenida Peru cursos de informática, técnicos de manutenção e reparação de ar-condicionado, eletricidade, confeitaria, além de cursos na área têxtil para pessoas que desejam trabalhar nas "maquilas". tre Nalio e Cedrales, onde as máquinas já estão na pista e com a duplicação da Rota 7, que está sendo realizada, teremos 113 quilômetros de rodovias duplicadas. São obras de qualidade que avançam rapidamente, e deveremos concluir até outubro", acrescentou. O ministro informou ainda que o governo trabalha na elaboração de um plano de transporte, logística e infraestrutura envolvendo Ciudad del Este, Hernandárias, Presidente Franco e Minga Guazú. Segunda ponte Ao final de seu discurso durante a inauguração da Avenida Peru, o ministro Jimenez Gaona afirmou que o presidente Horácio Cartes autorizou a construção da segunda ponte entre Presidente Franco e Foz do Iguaçu. Ele acrescentou que o financiamento e o projeto estariam a cargo da Itaipu Binacional. O ministro lembrou que atualmente existe apenas uma ponte — a da Amizade — unindo Brasil e Paraguai. A construção de outra ponte já foi autorizada pelo Congresso, unindo Porto Murtinho (MT) a Carmelo Peralta. "Desde o ano passado, estamos trabalhando com a Chancelaria Nacional e com o Ministério dos Transportes do Brasil de forma a possibilitar a concretização dessa obra unindo Presidente Franco a Foz do Iguaçu. As negociações prosseguem, e creio que chegaremos a um bom acordo", disse Gaona.