Views
2 months ago

GAZETA DIARIO 555

08 Cidade Foz do

08 Cidade Foz do Iguaçu, sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018 Fábio Campana Lava Jato: 4 anos, 14 partidos, 100 políticos Em quatro anos, a Operação Lava-Jato já investigou mais de cem políticos, entre eles o presidente da República, ex-presidentes, ministros de Estado e caciques de partidos. Políticos de 14 legendas diferentes, de todos os espectros ideológicos, do PT ao PSDB, foram investigados e denunciados neste período. Os que têm direito a foro privilegiado, no entanto, escapam de pedidos de prisão. As investigações também envolveram mais de 30 grandes empresários, entre eles donos das dez maiores empreiteiras do país; um expressivo número de lobistas, doleiros e operadores envolvidos na movimentação ilegal de dinheiro desviado da Petrobras e de outras áreas da administração pública. Até agora foram 123 condenados, 953 mandados de busca e apreensão, 227 conduções coercitivas e R$ 11 bilhões recuperados. Além de PT, PMDB e PSDB foram alvos da Lava-Jato políticos do PTC, PSB, SD, PR, PPS, PP, DEM, PC do B, PRB, PTB e PSD. Justiça barra Um dos pontos altos da reforma trabalhista foi a desobrigação do trabalhador de pagar a contribuição sindical. Pois, pois, desde então, os sindicatos têm tentado, via Judiciário, manter a obrigatoriedade do pagamento. Mas ministros do Tribunal Superior do Trabalho suspenderam três liminares que obrigavam o recolhimento. Os sindicatos argumentam que a reforma não poderia alterar a cobrança, os juízes julgam conforme a nova CLT, que determina cobrança facultativa. Nova secretária Tomou posse Lúcia Aparecida Cortez Martins, nova secretária de Educação. Cida Borghetti afirmou que a elevação dos índices de avaliação do ensino público estadual é um dos objetivos do governo do Paraná. Alvaro Dias e o general Ao lado de Alvaro Dias, o general Adriano Pereira Júnior, novo filiado do Podemos. Sua missão no partido será trabalhar para campanha de Alvaro com propostas para a segurança pública. Para evitar 'um Bolsonaro' O PT joga a carta Jair Bolsonaro para tirar Lula da cadeia. Luiz Marinho disse à rádio Eldorado que ele e Gilberto Carvalho foram conversar com Alexandre de Moraes com o propósito de evitar que "um Bolsonaro" assuma o comando do Brasil. E mais: "A pregação do ódio não ajuda. Estamos conversando com todos os ministros, independentemente de quem possa decidir ou não sobre prisão após julgamento em segunda instância. A situação está muito tensa e precisamos que todos saibam que, do lado do PT, queremos tranquilidade". Não é o Edmundo Renata Abreu, chefe do Podemos, num evento do partido: "Edmundo, tira uma foto comigo?". Resposta: "Eu não sou o Edmundo, sou Vanderlei Luxemburgo". Mesmo com o fora, todos sorriram para a câmera. Moraes recebe petistas Relator do HC impetrado a favor de Lula, o ministro do STF Alexandre Moraes recebeu terça-feira a visita de Gilberto Carvalho e Luiz Marinho, aliados do petista, em seu gabinete. A audiência consta da agenda pública do ministro no Supremo. Gilmar Mendes também já esteve com interlocutores do ex-presidente. Dos absurdos verde-amarelos Júnior Brunelli ficou famoso quando o delator da operação Caixa de Pandora, Durval Barbosa, gravou um vídeo em que o político recebia propina e em seguida fazia uma oração, que ficou conhecida como Oração da Propina. Para se livrar do processo de cassação, renunciou ao mandato de deputado distrital - era 2009. Em 2012 acabou indo preso por outro motivo: Operação Hofini, suspeito de ter desviado R$ 1,7 milhão em emendas parlamentares destinadas a idosos da Associação de Assistência Social Monte das Oliveiras. Foto: Enrique Alliana INVESTIGAÇÃO Polícia prende suspeito de duplo homicídio na Vila Portes Crime foi registrado em fevereiro deste ano e, segundo a polícia, teria sido motivado por vingança Luiz Benitez e Derly Pereira foram executados com tiros de 9mm em um quiosque na Vila Portes Da redação Reportagem A Delegacia de Homicídios de Foz do Iguaçu prendeu, na manhã de quinta-feira (12), o principal suspeito de assassinar Luiz Armando Caceres Benitez, de 20 anos, e Derly Batista Pereira, de 65. O crime ocorreu em fevereiro deste ano, em um quiosque próximo à Ponte Internacional da Amizade. Isaqueu Silva Souza, de 34 anos, estava foragido e foi localizado, após investigações, em uma residência na região da Vila Portes. Segundo a polícia, Souza nega o crime, mas há fortes indícios que apontam ser ele o autor dos disparos que alvejaram as vítimas. Imagens de câmeras de segurança ajudaram na identificação do rapaz — que, conforme as investigações, possuía desavenças com uma das vítimas. "Desde o início das investigações, a suspeita foi focada em cima dele. Além das imagens do local do crime, nós conseguimos alguns outros elementos e informações que fortaleceram esse indício. Uma das vítimas, antes de falecer no hospital, contou que reconheceu o atirador, e como todos os envolvidos trabalhavam na mesma região as investigações, desde o primeiro momento, foram voltadas para o Isaquel", contou o delegado Walcely de Almeida. Em princípio o duplo homicídio teria sido motivado por vingança, pois o suspeito seria filho de um comerciante assassinado no mesmo local, em novembro do ano passado. A DH não descarta a possibilidade de que os crimes estejam interligados, mas aguarda a conclusão das investigações sobre o primeiro caso para afirmar com precisão. "Ao que tudo indica, as famílias eram rivais ali na região da Vila Portes, e o crime teria sido cometido por conta de um outro homicídio no mesmo local, mas nós não estamos apurando isso neste momento porque o outro caso está sob investigação da 6ª Subdivisão Policial, e nós aguardamos a conclusão para chegarmos ao resultado", afirmou o delegado Walcely. Detalhes do crime Luiz Benitez e Derly Batista trabalhavam juntos em uma feira na Vila Portes. Na manhã do dia 25 de fevereiro, eles se preparavam para abrir o comércio quando foram surpreendidos por um homem armado com uma pistola de calibre 9mm, que efetuou mais de 20 disparos contra eles e fugiu em seguida em uma motocicleta. Militares do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), que estavam em serviço na Ponte da Amizade, ouviram os disparos e acionaram o SIATE após localizarem as vítimas. Benitez morreu antes da chegada do socorro. Conforme as investigações, o rapaz possuía um mandado de prisão em aberto no Paraguai. Seu corpo foi liberado no IML e transladado para a cidade de Hernandárias (PY). Batista foi encaminhado ao Hospital Municipal, mas entrou em óbito dois dias depois. Antes de morrer, ele contou à polícia quem seria o atirador. Morto a facadas O suspeito Isaqueu Souza, conforme informações, seria filho de Rubens de Souza, 77 anos, morto a facadas no ano passado. O comerciante trabalhava na mesma feira em que Luiz Armando e Derly possuíam um estabelecimento. No dia do crime, ele estava na companhia de um funcionário e havia acabado de abrir o quiosque, quando foi surpreendido na cozinha do local por um homem armado com uma faca. O idoso foi atingido por quatro golpes na região do tórax e morreu ao dar entrada no pronto-socorro do Hospital Municipal. No bolso da vítima foi encontrado um maço de dinheiro contendo mais de R$ 1 mil. A polícia investiga se Luiz Benitez teria sido o assassino de Rubens.

Foz do Iguaçu, sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018 MUDANÇA Marcos Stamm toma posse como diretor-geral brasileiro de Itaipu Ato interno foi protocolar; numa outra data, ainda sem definição, haverá cerimônia de transmissão de cargo entre o ex-diretor Luiz Fernando Leone Vianna e o atual mandatário da empresa DI Itaipu Reportagem Já empossado como novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, o advogado Marcos Vitório Stamm vai à Argentina na segunda-feira, 14, participar da 162ª Reunião Ordinária do Grupo de Trabalho Itaipu (GT) Saúde, em Posadas, no departamento (estado) de Missiones, a uns 300 quilômetros de Foz do Iguaçu, onde está instalada a usina de Itaipu. A ideia é apresentar e debater a experiência naquela região do trabalho do GT Saúde liderado pela Itaipu, entre outros temas. O encontro vai reunir várias autoridades de saúde. Nessa sexta-feira, 13, Stamm tomou posse como diretor-geral brasileiro numa solenidade protocolar interna de assinatura do livro de autoridades. Numa outra data, ainda sem definição, haverá cerimônia de transmissão de cargo entre o ex-diretor Luiz Fernando Leone Vianna e o atual mandatário. Bastante emocionado, Stamm agradeceu a confiança do presidente Michel Temer pela nomeação, publicada nessa sextafeira, 13, no Diário Oficial da União. Foto: Júlio Covello/Itaipu Binacional Marcos Vitório Stamm é o novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional "Falava com o Vianna que ele tinha uma grande responsabilidade de substituir o Samek, que por sua vez deixou um legado importante na Itaipu. Agora eu tenho uma dupla responsabilidade, a de substituir o Samek e o Vianna, que também deixou sua marca na empresa", afirmou o novo diretor. Nomeação Há pouco mais de um ano no cargo de diretor financeiro executivo de Itaipu, o advogado Marcos Vitório Stamm é o novo diretor-geral brasileiro da binacional. Ele assume no lugar do engenheiro eletricista Luiz Fernando Leone Vianna, exonerado a pedido, na última sexta-feira (6), para atuar na iniciativa privada. A nomeação do novo diretor-geral brasileiro foi feita pelo presidente Michel Temer e publicada nessa sexta-feira (13), no Diário Oficial da União (DOU). O decreto é assinado pelo presidente da República, Michel Temer, e pelo novo ministro de Minas e Energia (MME), Moreira Franco, nomeado na segundafeira (9). No mesmo decreto ele foi exonerado da função de diretor financeiro executivo. Estilo agregador Como diretor financeiro executivo, vários programas liderados por Stamm tiveram grandes avanços e foram ampliados para toda a Região Oeste do Paraná, especialmente nas áreas de saúde e de educação financeira. Política 09 Quem é Stamm Formado em Direito, Marcos Stamm também tem sido convidado para falar sobre a constituição de Itaipu, estabelecida a partir de um tratado celebrado entre dois países (Brasil e Paraguai), em 1973; sua natureza jurídica e de como a empresa se tornou não apenas recordista mundial de produção de energia limpa, mas também exemplo em ações de sustentabilidade. Nessas apresentações, o diretor também tem destacado o papel da Itaipu para impulsionar o desenvolvimento regional nos dois lados da fronteira. Desde 1985, quando começou a gerar energia, já foram repassados mais de US$ 10 bilhões em royalties ao Brasil e ao Paraguai. "Itaipu é um caso de referência de integração entre países com grandes diferenças culturais e assimetrias econômicas", afirmou o diretor-geral. Advogado público do Paraná, Stamm é londrinense, formado em Direito pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), em 1981, com pós-graduações em Direito Administrativo — Licitações e Contratos Administrativos e em Direito Administrativo — Controle da Administração Pública, ambas pela Faculdade de Direito de Curitiba. Foi diretor-geral da Secretaria de Estado do Emprego e Relações do Trabalho do Paraná, em 1999 (durante o período respondeu pelo cargo de secretário de estado da pasta); delegado regional do Trabalho substituto da Delegacia Regional do Trabalho do Estado do Paraná e chefe do Serviço de Relações do Trabalho, no período de 1996 a 1998; e diretor administrativo e financeiro da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), em 1990. Também foi assessor do governador do estado do Paraná, em 2010; chefe de gabinete do secretário da Assessoria Especial do Governo do Estado do Paraná, no período de 1987 a 1990; chefe de gabinete da Fundação da Assistência aos Municípios do Paraná (Famepar), no período de 1984 a 1987; assessor técnico do Senado Federal — gabinete do senador Sérgio Souza, no período de 2011 a 2014.