O Lavrador das Lavras Vazias

VitorCorleoneBH

Livro de poesias escrito em 2006 na cidade mineira de Lavras, retratando as dificuldades intrínsecas a uma nova realidade do serviço público na polícia. A solidão espiritual e a certeza de que muitas vezes na vida o ouro que se procura vem manchado de sangue e sofrimento. Às vezes uma oportunidade não é mais que uma desilusão.

As ondas da vida

A vida vem em ondas que nos arrastam

Como os barcos que o oceano leva

E não podemos fazer nada

Porque a vida vem e quebra os remos

A vida vem em forma de ventos

E confundem as nossas velas

Ficamos à mercê da vida

Não podemos controlar

E mesmo assim gostamos de vivê-la

A vida vem em ondas que nos afogam

Para que possamos aprender a nadar

A vida rouba nossos movimentos

Mas não nos deixa perecer

A vida vem em ondas que nos levam

Para uma ilha onde ficamos sozinhos

Uma ilha deserta e pequenina

Cercada de vida por todos os lados

A vida vem em ondas que evaporam

E cobrem o céu sobre nós

A vida cai do céu e nos banha

De vida

A vida vem em ondas que nos levam

De um lado a outro sem rumo

A vida cega nossos olhos

E nos deixa ver somente a vida

Tentamos voltar

Só que as ondas

Tornam-se correntezas

Então a vida acaba

Na queda de uma cachoeira

29/12/2002

23

More magazines by this user