O Lavrador das Lavras Vazias

VitorCorleoneBH

Livro de poesias escrito em 2006 na cidade mineira de Lavras, retratando as dificuldades intrínsecas a uma nova realidade do serviço público na polícia. A solidão espiritual e a certeza de que muitas vezes na vida o ouro que se procura vem manchado de sangue e sofrimento. Às vezes uma oportunidade não é mais que uma desilusão.

Mudanças na paisagem

No início tudo era tão mágico

Parecia que eu estava sonhando

Abandonei minha vidinha de brincadeiras de queimada

Minha vida normal, real e feliz

Deixei de lado as conquistas na pelada de rua

Queria sucesso maior do que as bolinhas de gude despojadas

Na batalha

Queria aventura maior do que escalar árvores a procura de ameixas

Agora tudo está mudado

Esse bairro, essas ruas

As pessoas na rua não são as mesmas

Antes eu chegava na janela e o cortiço estava em festa

Agora só vejo detalhes arquitetônicos

Que bom! Um passarinho cantando no poste de luz

Faz tempo que eu não via um desses

Agora as horas voam e o tempo é curto

Antes uma hora dessas nós estaríamos sujos de lama brincando

Ou na feirinha comprando doces

Ou roubando mangas no quintal do vizinho

As horas voam e o tempo muda

A vida parou diante de mim em um breve instante

Mas não há mais tempo para isso

A magia é quanto eu poderei render

Para que as conquistas

E o sucesso

E a aventura

Possam continuar sendo produzidas

26/07/2006

29

More magazines by this user