ETAPAS DA IMPORTAÇÃO

m4fagundes

Etapas da Importação

ETAPAS DA

IMPORTAÇÃO

01


Desenvolvimento de

fornecedores e

produtos no exterior

• Desenvolver um fornecedor não é

somente procurar no Google, Alibaba

ou outras ferramentas na internet, é

necessário visita e captação deste

possível fornecedor, pode ser

diretamente ou através de parcerias.

• Manter o controle da produção e

qualidade até o embarque final pode

determinar o sucesso final do seu

projeto, pois como estratégia de

mercado, esse poderá ser seu principal

fornecedor.

02


PLANILHA

ESTIMATIVA

DE CUSTOS

03

Muitas vezes ouvimos falar:

“ Coloque 60% , 70%, em cima do valor de

compra que você vai saber quanto fica o total

final da sua importação, ou então faz vezes 2.”

Cuidado, isso é uma grande mentira !!!

Existe variantes que precisam ser conhecidas

para se gerar o valor estimado total para sua

importação.

Saber quais impostos aplicar e seus %, se

existe ou não barreira tarifária ou não tarifária,

se existe ou não benefícios fiscais, se o frete é

melhor marítimo ou aéreo, quais custos

aduaneiros, se é melhor comprar FOB, CIF,

etc..., pode determinar a viabilidade, ou não, de

sua importação, por isso, faça sempre uma

planilha estimativa.


QUERO IMPORTAR!

Mas... Por onde começar?

O que devo fazer para isso acontecer?

HABILITAÇÃO

DO RADAR

Primeiramente, precisa-se entender qual valor e periodicidade que deseja

importar para que se determine qual melhor modalidade de RADAR a ser

utilizada.

A empresa e o responsável por ela, podem ser habilitados no RADAR da RFB ?,

isso vai depender da analise de toda a documentação necessária.

Não é aconselhável fechar qualquer negócio com o exterior antes de se concluir o

RADAR, pois corre-se o risco de perder o dinheiro já investido. 04


INCOTERM

International Commercial Terms / Termos Internacionais de Comércio

Você tem certeza que está negociando o Incoterm certo para a sua

importação?.

Dependendo do Incoterm escolhido, a responsabilidade por custos

e despesas poderá ser sua ou de seu fornecedor, determinando

assim o valor final de compra de seu produto.

Cuidado!

Sua empresa pode estar perdendo tempo e dinheiro diante de uma

negociação errada de INCOTERM!

05


06

SEGURO

A contratação do seguro de

transporte dos bens não é um

procedimento obrigatório para os

negociantes em comércio exterior,

porém é de extrema seriedade, pois

se um embarque não segurado sofrer

um sinistro, o negociador

responsável pela mercadoria

(exportador ou importador, conforme

a condição de compra estipulada,

isto é, o INCOTERM definido), terá

que arcar com os custos envolvidos

e o prejuízo, e dependendo da

intensidade, pode significar uma

ameaça para sua sobrevivência.


07

NOMENCLATURA COMUM DO MERCOSUL (NCM)


As classificações fiscais dos seus produtos estão sendo feitas de

maneira correta ? Ou seja, os NCMs utilizados estão corretos?

É importante você saber que, fazer classificação fiscal de

uma mercadoria, é um trabalho muito minucioso por parte do

profissional que o está executando e que requer bastante

conhecimento e dedicação, pois é o NCM classificado que

determinará quais impostos e seu percentual a ser aplicado, se

existe ou não barreiras, anuências de órgãos, etc....

Fazer uma classificação fiscal de um determinado produto

de forma errada em uma importação, pode gerar diversos

problemas para sua empresa, tais como:

• Retificação da Documentação (retrabalho)

• Fiscalização por parte da Receita Federal;

• Cobrança de Multas;

08


CONFERÊNCIA

DOCUMENTAL

Você tem noção da

importância do correto

preenchimento dos

documentos pertinentes a

uma importação ?

Existem normas da Receita Federal Brasileira relacionadas ao comércio exterior, de quais

documentos são necessários e quais as informações são obrigatórias conter nesses documentos.

Diante de canal de parametrização amarelo ou vermelho, caso os documentos não estejam

conforme o que é exigido, sua empresa poderá ter problemas, atrasos na liberação da carga e até

mesmo multas, ocasionando custos na importação.

09

Além de ser passível que a empresa seja fiscalizada nas importações dos últimos 5 anos.

Tenha muito cuidado!


IMPORTAÇÃO

CONTATO COM

EXPORTADOR/

FORNECEDOR:

- ELABORAÇÃO DOS

DOCS

DE IMPORTAÇÃO;

- PROGRAMAÇÃO DO

EMBARQUE.

CONTRATAÇÃO DE FRETE INTERNACIONAL:

- ESCOLHA DO MELHOR MODAL DE TRANSPORTE.

- FRETE CONTRATADO COM MELHORES VALORES E

TRANSIT-TIMES;

- SEGURO DA CARGA.

CHEGADA DA CARGA NO PORTO /

AEROPORTO:

- REDESTINAÇÃO DO CONTAINER

PARA MELHORES CUSTOS (POUCO

ANTES DA CHEGADA);

- VERIFICAÇÃO DE AVARIAS JUNTO

A SEGURADORA;

- PAGAMENTO DAS TAXAS PARA

LIBERAÇÃO DOS DOCS E

DESEMBARAÇO DA CARGA.

SUA EMPRESA !

- ENTREGA DA MERCADORIA

NA PORTA DE SUA EMPRESA!

10

FRETE NACIONAL:

- CONTRATAÇÃO DE FRETE RODOVIÁRIO,

COM MELHORES CUSTOS/BENEFÍCIOS E

AGILIDADE, PARA ENTREGA DA

MERCADORIA.

DESEMBARAÇO

ADUANEIRO:

- REGISTRO DA DI;

- RECOLHIMENTO DE

IMPOSTOS;

- AGUARDAR CANAL DE

PARAMETRIZAÇÃO,

JUNTO AO SISCOMEX;

- LIBERAÇÃO DA CARGA

PARA COLETA NO

ARMAZÉM.


comercial1@yarnex.com.br

(19) 97423-1205 (WhatsApp)

Marcos Fagundes

Edifício Veccon Prime Center – Sumaré S.P.

14° andar

11

More magazines by this user
Similar magazines