13.11.2018 Views

L+D 71

Edição: novembro| dezembro de 2018

Edição: novembro| dezembro de 2018

SHOW MORE
SHOW LESS

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

Na sala da presidência, a rosácea de estuque foi iluminada de baixo para cima, criando no teto um dramático efeito de luz e<br />

sombra por luminária pendente circular – para iluminação indireta (17,5 W/m, 3.000 K – e para iluminação direta (3,8 W, 45°,<br />

3.000 K). Nichos selecionados da estante foram iluminados com perfis lineares de LED com difusor (9,6 W/m, 3.000 K).<br />

Vista da fachada principal do Palacete em estilo art<br />

noveau. Abaixo, detalhes da composição luminosa<br />

dos elementos decorativos e arquitetônicos.<br />

FACHADAS<br />

Com a mudança de conceito e a abertura para maiores<br />

intervenções, incluindo a possibilidade de criar novos pontos<br />

de alimentação elétrica, descortinou-se uma nova linguagem<br />

para valorização e ênfase dos elementos ornamentais.<br />

Na fachada principal, voltada para a rua Dona Mariana, o<br />

corpo principal do edifício recebeu maior destaque em relação<br />

ao volume recuado, à direita, que foi iluminado uniformemente<br />

com luminárias de facho aberto e assimétrico, fixadas no piso.<br />

Ao nível do térreo, luminárias de facho médio concentrado<br />

foram embutidas no piso, próximo à edificação. Assim, as<br />

texturas foram realçadas, definindo-se claramente o elemento<br />

horizontal em relevo que coroa o térreo. A profundidade e<br />

a volumetria foram reforçadas pela iluminação direta das<br />

esculturas localizadas em nichos, pela iluminação difusa do<br />

pendente do pórtico de entrada e pela iluminação interna do<br />

edifício que vaza através das portas e das janelas.<br />

No pavimento superior, luminárias fixadas no piso dos<br />

terraços também iluminam as paredes de forma rasante,<br />

enfatizando os frontões e os ornamentos que encimam os vãos<br />

das portas e das janelas. Tais luminárias estão sobrepostas ao<br />

piso – a troca do revestimento permitiu a criação dos pontos<br />

de alimentação elétrica, mas não havia altura suficiente para<br />

embutir as luminárias. Essa solução junto à fachada libera o<br />

uso dos terraços. As esculturas localizadas em nichos têm uma<br />

luminária difusa que simulam tochas.<br />

No coroamento, as cimalhas foram iluminadas homogeneamente,<br />

com perfis lineares de LED. Projetores destacam<br />

as mansardas, e os telhados de ardósia foram iluminados em<br />

pontos estratégicos, de maneira que sua volumetria seja realçada.<br />

CONCLUSÃO<br />

O projeto de iluminação apresenta claramente propostas<br />

que se alinham com o estilo art nouveau do edifício, valorizando<br />

e destacando elementos ornamentais da fachada e das<br />

áreas internas. A decisão corajosa de introduzir sistemas<br />

contemporâneos de iluminação – claramente destacados na<br />

arquitetura – está de acordo com o programa da Casa Firjan,<br />

que propõe discussões e reflexões sobre o momento atual<br />

do mercado de trabalho. Assim, o equilíbrio entre passado e<br />

presente, história e futuro também se apresenta na arquitetura<br />

e no lighting design, respeitoso e ousado, que não passa<br />

despercebido e se impõe em harmonia com a expressiva<br />

arquitetura do início do século XX.<br />

CASA FIRJAN<br />

Rio de Janeiro, Brasil<br />

Projeto de iluminação:<br />

Studio iluz<br />

Ines Benevolo (arquiteta titular)<br />

Rebeca Albuquerque (arquiteta colaboradora)<br />

Projeto de arquitetura e interiores:<br />

Atelier 77<br />

Projeto de restauro:<br />

Velatura<br />

Projeto de paisagismo:<br />

Daniela Infante<br />

Fornecedores:<br />

Flos, Illuminare, Iluminar, Jader Almeida,<br />

Lightsource e Luxion<br />

60 61

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!