Guia da 3ª Idade #n28

A satisfação com o atendimento em um serviço público ( Poupatempo, por exemplo) pode nos levar a elogiar o governo por cumprir sua missão de bem servir à população. Nessa circunstância costumamos esquecer o trabalho dos funcionários envolvidos. Outras vezes, culpamos o profissional pela frustração por um atendimento insatisfatório (na Saúde, por exemplo) que pode ser devido muito mais às deficiências e descaso das autoridades responsáveis: o funcionário é tão vítima quanto o cidadão mal atendido. Exercer o direito e os deveres de cidadão é obrigação de todos nós. E isso inclui a posse do conceito de cidadania, garantida pela Constituição, e que costuma andar longe do nosso entendimento. Todo cidadão tem condições de ser um agente na participação cultural, econômica e social . Há dezenas de situações ao nosso redor aguardando uma ação. Participando das iniciativas já existentes ou criando outra – por menor que seja – uma gratificante e surpreendente existência nos aguarda. As habilidades e as experiências adquiridas pela 3ª Idade em décadas de trabalho devem ser compartilhados. É o caminho para um novo Brasil.

Guia da 3ª Idade #22
Guia da 3a Idade #27
Guia da 3ª Idade #25