Revista Carta Premium - Oitava Edição

revistacartapremium

Nesta edição: bebidas brasileiras premiadas no final de 2018, retrospectiva 2018, receitas de drinques de verão, entrevista especial com finalista do Bacardí Legacy e muito mais!

In Praesentia

mos, ela nasce, cresce e se reproduz às vezes exponencialmente,

e quem se antecipa fatura muito mais. E é melhor ser refência,

se atentar e aproveitar a oportunidade em alta, faturando muito

mais, do que se tornar lugar-comum.

“NÃO CONHEÇO

MUITAS MARCAS”

O mundo da gastronomia e da alimentação fora do lar é também um

mercado de grande concorrência. Quanto melhor o serviço na área,

quanto mais diferenciais, maiores as chances de fidelização de clientes.

Apostar no regionalismo, na culinária típica, nos produtos locais,

na sazonalidade, nos produtos exclusivos, tudo isso pode ajudar

a manter bons níveis de ocupação e faturamento. O mercado de

bebidas finas há um bom tempo já valoriza o conceito de Origem,

de Terroir, de Autóctones, isto porque o cliente, o consumidor quer

provar experiências e exclusividades.

Por isso, em todas edições da Carta Premium trazemos um sem-

-número de produtores, cada um com suas particularidades, diferenciais

e histórias. Sim, quem está no mercado de A&B oferece

muito além de um produto, oferece experiências, valor agregado

com histórias e tradições. Nosso intuito é ajudar o mercado de

excelência a se apresentar aos empreendimentos de excelência. E

vamos, claro, aos bons exemplos.

Famosa região vinícola do País, o Sul também agora tem se consagrado

por ter algumas das melhores cachaças brasileiras, muitas premiadas

internacionalmene e exportadas. Você, leitor, profissional de

bar e restaurante, conhece por exemplo a Cachaça do Conde?

Produzida em Orleans, SC, na localidade de Barracão, a Do Conde

já é conhecida em diversas regiões e faz sucesso em feiras e eventos.

Sua história remete aos bons exemplos dessa nova geração

de destilados brasileiros, que une à tradiçao às melhores e mais

modernas técnicas de produção e até estudos científicos.

“Foi em 2014 que se origem nosso um projeto empreendedor. Eu,

juntamente com meu sócio, Clodoaldo de Souza, resolvemos se

qualificar e investir no ramo da cachaça. Após um curso de especialização

realizado em Minas Gerais, voltei para a comunidade

de Barracão, onde resido e coloquei em prática os ensinamentos.

Com uma técnica diferenciada, a empresa que iniciou produzindo

15 mil litros da bebida por ano, atualmente produz cerca de 40 mil

litros e já é produto conhecido pelo Estado, pela sua qualidade e

sabor”, enfatiza o diretor Henrique Perin Orben.

RAIO X: CACHAÇA DO CONDE

Atualmente a empresa conta com 10 hectares de plantação de

cana. A intenção, no entanto, é logo aumentar para 12 e o objetivo

é chegar em 20 hectares. Para dar conta de todo os trabalhos, três

funcionários trabalham na roça no corte da cana e outros três são

responsáveis pelo carregamento, moagem e limpeza. Quem supervisiona

e destila a cachaça é Henrique, já que ele foi qualificado

para a função.

“É uma produção legitimamente artesanal. Nossa técnica é diferenciada

e faz com que o resultado seja mais satisfatório. A cada destilação

é separado a o que chamamos de ‘cabeça’ e ‘calda’, que são

os primeiros e últimos líquidos produzidos. O primeiro é um álcool

26

More magazines by this user
Similar magazines