Relatório 2018 C.Vale

blzinfo

Relatório 2018 C.Vale

Acreditamos que é possível transformar o mundo em um lugar mais

justo, feliz, equilibrado e com melhores oportunidades para todos.

O movimento SomosCoop quer mostrar isso para todo mundo

e promover engajamento à causa cooperativista. Nosso principal

objetivo é conectar pessoas em torno de um único propósito, tornar

o cooperativismo conhecido e reconhecido na sociedade. A gente já

descobriu no cooperativismo um jeito diferente de fazer mais por nós

mesmos e por todo mundo. Afinal, juntos, podemos ir mais longe.

somos.coop.br


C.VALE

03

PALAVRA DO

PRESIDENTE

ALFREDO LANG

Diretor-presidente

RETOMADA DO

CRESCIMENTO

O agronegócio voltou a mostrar sua força em 2018. Com produtividades variando de razoáveis a boas e

preços bem mais atrativos pelos grãos que no ano anterior devido ao dólar e à guerra comercial entre China

e Estados Unidos, as vendas de soja e milho impulsionaram o faturamento do setor. A C.Vale conseguiu um

expressivo aumento de 23,14% em suas receitas, totalizando R$ 8,5 bilhões, graças, principalmente, ao

recebimento de 62,37 milhões de sacas de soja e milho.

A carne de frango, no entanto, teve seu desempenho bastante prejudicado pelas limitações impostas

pela Europa e China às exportações brasileiras. A greve dos caminhoneiros e o baixo nível de consumo do

mercado interno também atrapalharam na medida em que afetaram a rentabilidade do setor. No segmento

peixes, conseguimos ampliar o abate de 28 mil para 77 mil tilápias/dia em 2018, conquistando espaços

importantes no mercado nacional.

O desempenho da C.Vale teria sido ainda melhor se a rentabilidade dos negócios não tivesse sido afetada

pela tabela de fretes e pela crise da economia nacional que levou as empresas a reduzir margens de lucro

para conseguir vender seus produtos. Além do crescimento expressivo, em 2018 comemoramos os 55 anos

da cooperativa. Lançamos a segunda versão de nosso Plano de Modernização em que pretendemos avançar

ainda mais com nossa estratégia de investir na agroindustrialização. Nosso foco principal é gerar renda aos

associados, abrir novas oportunidades de trabalho e melhorar a rentabilidade da cooperativa.

Em 2019, queremos retomar investimentos, começando pela ampliação do abate de frangos e de peixes.

Também pretendemos melhorar nossa estrutura de recebimento de grãos. Para isso, será fundamental que

o novo governo ofereça linhas de crédito com juros que viabilizem os investimentos, afinal o Brasil precisa

encerrar o ciclo de dificuldades e começar uma nova era de prosperidade.


04

MATRIZEIRO

Relatório Anual 2018

A produção de ovos cresceu 6,74% em 2018, somando 91.028.935 unidades.

O volume recorde foi motivado pelo projeto de adensamento dos galpões de

recria e produção, melhoria na produtividade dos lotes e parceria com a Gralha

Azul, de Francisco Beltrão, no Paraná. Na última década, a produção ultrapassou

585 milhões de ovos férteis.

OVOS PRODUZIDOS

em unidades

41.545.401

46.888.522

43.755.299

45.447.979

44.258.574

46.261.121

61.992.604

78.936.297

85.280.948

91.028.935

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


C.VALE 05

INCUBATÓRIO

Os integrados receberam da C.Vale 118.024.030 pintinhos em 2018, o que

representa um recuo de 1,44% em comparação ao ano anterior. A redução está

associada a vários fatores, entre eles, o aumento do vazio sanitário para controle

de salmonela e à greve dos caminhoneiros. Em 10 anos, os avicultores da

cooperativa receberam mais de um bilhão de aves para alojamento.

PINTINHOS ENTREGUES

em número de aves

77.940.751

83.868.769

85.692.134

86.172.767

102.245.802

105.333.857

111.428.060

114.291.208

119.746.000

118.024.030

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


06

FOMENTO AVÍCOLA

Relatório Anual 2018

Os associados da C.Vale produziram 5.045 lotes de frango, totalizando

130.468.039 aves. O sistema de integração C.Vale é formado por 911 aviários,

sendo que 33 foram construídos ao longo de 2018.

AVIÁRIOS

número de unidades

609

627

656

706

760

810

829

853

878

911

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


C.VALE 07

FÁBRICAS DE RAÇÕES

Em 2018, a C.Vale produziu 698.195.584 quilos de rações para aves e peixes. O

volume recorde é 4,74% maior que o do ano anterior. Essa quantidade equivale

a 11,6 milhões de sacas de 60 quilos de milho e soja, principais matérias-primas

para a produção de rações.

PRODUÇÃO DE RAÇÕES PARA AVES E PEIXES

em quilos

363.665.696

398.637.809

417.792.626

420.419.031

483.090.710

500.959.284

559.205.431

588.932.864

666.616.023

698.195.584

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


08

ABATEDOURO DE AVES

Relatório Anual 2018

Os integrados da C.Vale produziram, em 2018, um total de 130.468.039

frangos. Essas aves geraram 322.863.474 quilos de carne no período, volume

5,62% superior ao registrado no ano anterior. Do total comercializado, 60,40%

destinaram-se ao mercado externo. O recorde de abate foi registrado no dia 21

de dezembro, quando foram processadas 540.759 aves.

CARNE DE FRANGO COMERCIALIZADA

em quilos

156.794.547

172.899.258

174.009.625

183.721.998

187.088.901

217.419.039

238.616.024

253.833.251

305.694.911

322.863.474

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


C.VALE 09

TERMOPROCESSADOS

A produção de cortes cozidos, fritos e assados alcançou um novo recorde em

2018. Foram processados 34.046.617 quilos, um incremento de 14,28% em

relação ao ano anterior. Do total produzido, 62% destinaram-se a países como

Reino Unido, Alemanha, Finlândia, Holanda, Uruguai e Chile.

CARNE INDUSTRIALIZADA

em quilos

13.277.044

13.124.347

16.052.008

16.613.494

17.633.993

21.522.907

25.364.177

27.425.320

29.792.914

34.046.617

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


10

ABATEDOURO DE PEIXESRelatório

Anual 2018

O abatedouro de peixes foi inaugurado no dia 20 de outubro de 2017. A indústria já processou

3.505.298 quilos de filé de tilápia. O recorde de abate foi registrado no dia 1º de novembro

de 2018, quando foram processados 77.632 peixes. Em média, a tilápia está pesando 874

gramas. A indústria, que tem 10 mil m² de área construída e capacidade de abate de 150 mil

peixes/dia, está recebendo produção de 11 municípios da região oeste do Paraná.

PEIXES ABATIDOS

em quilos

2018

11.129.844


C.VALE 11

AMIDONARIAS

Em 2018, a produção de raiz de mandioca foi ampliada em 86,73%. As indústrias

de beneficiamento de Terra Roxa e Assis Chateaubriand, no Paraná, e Itaquiraí,

em Mato Grosso do Sul, processaram 121.226 mil toneladas de raiz. O amido

produzido é utilizado pelas indústrias papeleira e alimentícia.

RECEBIMENTO DE MANDIOCA

em toneladas

90.051*

83.965*

109.604

133.066

104.642*

131.793

143.951

118.953*

64.920*

121.226

*Redução do plantio devido aos baixos preços da raiz no mercado.

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


12

PRODUÇÃO DE LEITE

Relatório Anual 2018

Os associados do sistema de integração C.Vale e Frimesa entregaram 13.663.398

litros de leite durante 2018. A redução de 24,66% em comparação ao ano anterior

se deve a variações de preços praticados no mercado e à saída da atividade no

centro-oeste do Paraná. A produtividade média ficou em 18 litros/vaca/dia.

VOLUME PRODUZIDO

em litros

20.992.273

17.071.263

16.538.196

16.025.062

18.648.342

18.823.713

20.087.292

18.113.575

18.135.343

13.663.398

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


C.VALE 13

PRODUÇÃO DE SUÍNOS

Os associados da C.Vale ampliaram em 5,58% a produção de suínos ao entregar

393.627 animais à Frimesa. O volume de carne industrializada chegou ao

recorde de 48.745.510 quilos em 2018. O crescimento se deve à entrada em

operação de seis novas unidades de terminação, totalizando 124 granjas.

SUÍNOS PRODUZIDOS

em quilos/vivos

12.721.027

17.017.206

19.169.544

24.535.796

27.549.512

32.434.763

35.239.639

39.292.657

46.168.877

48.745.510

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


14

PRODUÇÃO DE SOJA

Relatório Anual 2018

Em 2018, os associados da C.Vale entregaram à cooperativa a maior safra de

soja de sua história. A produção alcançou 43.002.323 sacas de soja de 60

quilos, volume 7,77% maior que o do ano anterior. O volume equivale a 2,16%

da produção nacional.

RECEBIMENTO DE SOJA

em toneladas

827.180*

1.421.082

1.406.815

1.070.017*

1.556.529

1.633.244

1.644.083

2.148.850

2.394.192

2.580.139

*Estiagem

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


C.VALE 15

PRODUÇÃO DE MILHO

Os associados entregaram à C.Vale 19.370.391 sacas de milho de 60 quilos

em 2018. O volume equivale a 1,44% da produção nacional na safra 2017/18.

A redução do recebimento na comparação com 2017 se deve a estiagens no

Paraná e Mato Grosso do Sul.

RECEBIMENTO DE MILHO

em toneladas

667.271*

1.058.895

940.250*

1.379.204

1.478.108

1.328.365

1.571.767

1.127.783*

1.551.252

1.162.223*

*Problemas climáticos

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


16

PRODUÇÃO TOTAL

Relatório Anual 2018

A C.Vale recebeu 3.994.858 toneladas de produtos em 2018. Do total, foram

2.580.139 toneladas de soja, 1.162.223 toneladas de milho, 131.270 toneladas

de trigo e 121.226 toneladas de mandioca. Esse volume seria suficiente para

encher 147.957 carretas com capacidade para 27 mil quilos cada.

PRODUÇÃO AGRÍCOLA RECEBIDA

em toneladas

1.667.871*

2.667.296

2.530.593*

2.630.826

3.181.649

3.198.009

3.491.545

3.572.916

4.106.796

3.994.858*

*Problemas climáticos

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


C.VALE 17

ARMAZENAMENTO

A capacidade de armazenagem da C.Vale em 2018 foi de 2.375.477 toneladas

de produtos. Em uma década, a cooperativa aumentou sua capacidade de

armazenagem em 79,15%.

CAPACIDADE ESTÁTICA DE ARMAZENAGEM

em toneladas

1.325.967

1.484.405

1.631.884

1.690.734

1.717.984

1.797.284

2.239.725

2.244.338

2.300.627

2.375.477

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


18

FUNCIONÁRIOS

Relatório Anual 2018

Em 2018, a C.Vale criou 338 novos postos de trabalho, fechando o ano com

9.468 funcionários. Desse total, 5.784 atuam no complexo agroindustrial e

3.684 pessoas trabalham nas demais atividades da cooperativa no Paraná, Santa

Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e no Paraguai.

EVOLUÇÃO DO QUADRO DE FUNCIONÁRIOS

5.504

5.317

5.631

5.644

6.038

6.404

7.471

7.840

9.130

9.468

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


C.VALE 19

ASSOCIADOS

O quadro de associados da C.Vale teve um incremento de 1.097 produtores em

2018, sendo 493 só no Rio Grande do Sul. Desde que a cooperativa foi fundada,

há 55 anos, o quadro social cresceu 870 vezes, chegando a 20.892 cooperados.

EVOLUÇÃO DO QUADRO DE ASSOCIADOS

10.174

11.778

12.858

13.793

14.614

15.562

17.191

18.795

19.795

20.892

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


20

ASSOCIADOS

Relatório Anual 2018

MOVIMENTAÇÃO DO QUADRO SOCIAL

Situação/Ano 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

Admitidos

2.109

1.750

1.237

1.054

995

1.103

1.820

1.832

1.219

1.353

Demitidos

72

86

71

65

75

71

107

105

96

155

Excluídos

53

43

77

53

86

79

78

100

107

97

Eliminados

02

17

09

01

13

05

06

23

16

04

QUADRO DE ASSOCIADOS POR ESTADO

Estado/Ano 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

Paraná

7.384

8.857

9.743

10.423

11.022

11.692

12.314

12.703

13.059

13.409

Mato Grosso

1.035

1.070

1.137

1.221

1.290

1.378

1.484

1.563

1.604

1.653

Mato G. do Sul

1.157

1.241

1.332

1.475

1.585

1.743

1.907

2.006

2.139

2.330

Santa Catarina

598

610

646

674

717

749

771

784

799

813

Rio G. do Sul

-

-

-

-

-

-

715

1.739

2.194

2.687

Total

10.174

11.778

12.858

13.793

14.614

15.562

17.191

18.795

19.795

20.892

IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES GERADOS

em reais

86.840.853

127.781.828

137.451.939

156.811.883

174.477.183

165.162.929

217.002.919

238.964.746

237.169.399

291.183.685

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


C.VALE 21

FATURAMENTO

FATURAMENTO INDUSTRIAL

em reais

602.086.420

652.302.405

720.796.104

775.736.954*

980.589.854*

2009 2010 2011 2012 2013

FATURAMENTO TOTAL REALIZADO

em reais

2.062.442.041

2.403.458.846

2.786.407.500

3.225.898.886*

4.179.136.807*

1.113.829.069*

2014

4.647.280.924*

1.409.832.650*

2015

5.500.321.865*

1.516.024.881*

2016

6.823.363.323*

1.743.877.401*

2017

6.906.306.278*

2.125.878.043*

2018

8.504.648.285*

*Faturamento bruto deduzidas as devoluções de vendas. *Faturamento bruto deduzidas as devoluções de vendas.

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018


22

Relatório Anual 2018

RESPONSABILIDADE

SOCIAL

EVENTOS PROMOVIDOS EM 2018

Área

Nº de eventos

Participações

Recursos Humanos

Organização Feminina

Qualificação técnica

Formação pessoal e cooperativista

Total

4.692

81

182

273

5.228

69.993

9.318

9.574

11.978

100.863

RESPONSABILIDADE

SOCIOAMBIENTAL

Combinar competitividade com sustentabilidade

é um dos maiores desafios da C.Vale. Para isso,

a cooperativa oferece as melhores tecnologias

de produção, qualifica funcionários, associados e

familiares, estimula o uso racional dos recursos

naturais, desenvolve programas para estimular o

cooperativismo entre as novas gerações e apoia

entidades assistenciais. A cooperativa entende que é

preciso conciliar a competitividade de seus negócios

com ações para melhorar os padrões socioambientais

das comunidades onde está inserida.


C.VALE

23

INVESTIMENTOS 2018

MELHORIAS EM

UNIDADES DE GRÃOS,

CONTEMPLANDO:

Início da construção de nova

unidade de negócios em Alto

Piquiri, no Paraná.

Adequação do sistema de

prevenção e combate a

incêndios nas unidades do RS,

MT, MS, SC e PR, no valor de

R$ 12.585.824,62.

Melhorias no sistema de

despoeiramento e controle

de resíduos na unidade de

recebimento de cereais e

armazenamento em Palotina,

no Paraná, no valor de

R$ 1.761.983,00.


24 Relatório Anual 2018

INVESTIMENTOS 2018

Instalação de tombador para

90 toneladas, máquinas de

limpeza para 270 toneladas/

hora, transportadores para

300 toneladas/hora, sistema

de captação de partículas,

termometria, aeração,

automatização da balança

de expedição, construção de

moega para 3.000 sacas de 60

quilos, sanitários, vestiários e

refeitórios em Júlio de Castilhos,

no Rio Grande do Sul.

Construção de casa de

máquinas e estrutura de 500

metros quadrados, instalação

de máquina de limpeza e

transportadores de sementes

para 60 toneladas/hora e

instalação de 16 secadores

estáticos em Tapera, no Rio

Grande do Sul.

Melhoria da logística da retirada

de resíduos em Maripá (foto),

Encantado do Oeste, São Camilo,

Vila Nice e Pérola Independente,

no Paraná.


C.VALE

25

Construção de silo para 4.200

toneladas de grãos em Terra

Nova (foto) e de dois silos com

capacidade de armazenagem

de duas mil toneladas cada na

unidade de Floresta, no Paraná.

Instalação de secador com

capacidade para 150 toneladas/

hora, máquinas de limpeza e

fornalha para 240 toneladas/

hora e adequação do pátio de

caminhões em Dom Pedrito, no

Rio Grande do Sul.

Adequação e reforma do

depósito de insumos em Faxinal

dos Guedes, em Santa Catarina

(foto) e ampliação de armazém

de insumos em Selbach, no Rio

Grande do Sul.


26 Relatório Anual 2018

INVESTIMENTOS 2018

MELHORIA NO

ABATEDOURO DE AVES,

CONTEMPLANDO:

Aquisição de três esteiras

para transporte de produtos

destinados a paletização

(foto). Também foram

instaladas esteiras para

agilizar o fluxo de carcaças

e aumentar a velocidade de

expedição de produtos.

Revitalização do

refeitório central.

Ampliação e melhorias no

prédio de espera de caminhões.


C.VALE

27

Instalação de 11 novas bombas

para transporte de produtos

a vácuo (foto), transporte de

peles e transporte pneumático

de miúdos.

Instalação de tanques e bombas

e construção de prédio para

depósito de produtos químicos.

Terraplanagem no

estacionamento de caminhões

e da área de ampliação da

Indústria de Termoprocessados.


28 Relatório Anual 2018

INVESTIMENTOS 2018

MELHORIAS NA INDÚSTRIA

DE TERMOPROCESSADOS,

CONTEMPLANDO:

Aquisição de calha vibratória

para abastecimento de linha

de produção.

Compra de duas

empanadeiras com

capacidade de processamento

de 4 toneladas/hora cada.

Aquisição de achatadora de carne.


C.VALE

29

Instalação de equipamento para

aplicação de condimento líquido.

Instalação de rolos para formatar

produtos.

Instalação de esteiras de

entrada e saída de produtos

ligando o abatedouro à indústria

de termoprocessados.


30 Relatório Anual 2018

C.VALE

55 ANOS

C.VALE COMEMORA 55 ANOS COM SHOW DO

CANTOR DANIEL E APRESENTAÇÃO DO PLANO DE

INVESTIMENTOS PARA OS PRÓXIMOS 30 ANOS


C.VALE

31


32 Relatório Anual 2018

PROJEÇÃO DO COMPLEXO

AGROINDUSTRIAL C.VALE

PARA OS PRÓXIMOS 30 ANOS


C.VALE

33

Parque industrial passará de 74 mil para 321 mil

metros quadrados de área construída e empregará

23 mil pessoas. Processamento de milho e soja será

ampliado de 13 para 45 milhões de sacas/ano. Em

três décadas, abatedouros de frangos e peixes irão

processar 1,6 milhão de cabeças/dia cada.


34 Relatório Anual 2018

PREMIAÇÕES 2018

GLOBO RURAL

O anuário do Agronegócio 2018,

publicado pela Revista Globo

Rural, apontou a C.Vale, pelo

terceiro ano consecutivo, como

a melhor empresa do setor de

atacado e varejo do Brasil. No

levantamento, a cooperativa

aparece também como 5ª maior

empresa do Sul do Brasil, em

receita líquida.

QUEM É QUEM

A C.Vale venceu cinco das dez

categorias do prêmio Quem é

Quem, da Gessulli Agribusiness.

A cooperativa ficou em primeiro

lugar nas categorias Social,

Ambiental, Sustentabilidade,

Gestor Operacional (Reni Girardi),

e Mulher Cooperada (Ladi Araldi).

ESTADÃO MAIS

A C.Vale foi eleita a melhor

empresa de agricultura e

pecuária do Brasil do “Estadão

Mais”, uma premiação do

jornal Estado de São Paulo às

empresas que apresentaram os

melhores resultados e tiveram

maior impacto em 23 setores da

economia nacional.


C.VALE

35

A GRANJA

Pela 28ª vez consecutiva, a

C.Vale recebeu o prêmio da

revista A Granja, de Porto Alegre

(RS), como destaque nacional na

produção de trigo.

VALOR 1000

Levantamento do Valor 1000 mostrou a C.Vale

como a segunda maior empresa agropecuária do

Brasil em receita líquida.

REVISTA EXAME

A edição “Melhores e Maiores de 2018” da

revista Exame apontou a C.Vale como a 23ª maior

empresa do comércio brasileiro e a 81ª maior

empresa do Brasil, em receita líquida.


36

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

BALANÇO PATRIMONIAL

Levantado em 31/12/2018 e 31/12/2017

(valores em R$ 1,00).

Nota 2018

2017

ATIVO

5.762.888.242,08

5.362.659.702,50

ATIVO CIRCULANTE

4.164.661.328,80

3.739.211.576,86

CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA

ATIVOS FINANCEIROS

CRÉDITOS

4

5

23.313.938,66

676.003.050,72

2.058.074.653,86

5.484.047,57

561.206.390,06

1.787.732.263,78

Contas a Receber Associados

Contas a Receber Terceiros

Tributos a Recuperar

Créditos a Receber Funcionários

Ativo não Circ. Mantido p/ Venda

Outros Recebíveis

ESTOQUES

ATIVO BIOLÓGICO

DISPÊNDIOS/DESPESAS EXER. SEGUINTE

6

6

7

6

10

6

8

9

12

763.047.071,52

738.793.172,71

504.844.832,57

2.552.918,48

26.613.490,12

22.223.168,46

1.266.672.791,63

124.705.782,18

15.891.111,75

655.276.356,99

665.033.736,19

420.461.634,21

2.165.471,94

20.345.845,56

24.449.218,89

1.276.178.869,97

95.776.818,45

12.833.187,03

ATIVO NÃO CIRCULANTE

1.598.226.913,28

1.623.448.125,64

REALIZÁVEL A LONGO PRAZO

183.097.245,15

196.360.805,73

Ativo Financeiro

Contas a Receber de Associados

Contas a Receber de Terceiros

Tributos a Recuperar

Dep.Judiciais/Valores Vinculados

Ativo Biológico

Dispêndios/Despesas do Exercício Seguinte

INVESTIMENTOS

IMOBILIZADO

INTANGÍVEL

5

6

6

7

11

9

12

13

14

15

8.381.298,95

20.096.511,61

117.523.684,83

9.103.960,44

23.075.522,68

4.916.266,64

-

144.436.800,44

1.259.640.590,91

11.052.276,78

8.381.298,95

22.331.736,15

146.762.840,76

10.065.566,68

4.388.096,33

4.081.266,86

350.000,00

132.011.149,69

1.275.188.313,94

19.887.856,28

As notas explicativas são parte integrante das Demonstrações Contábeis.

Alfredo Lang

198.835.280-00

Diretor Presidente

Walter Andrei Dal’Boit

930.332.909-06

Diretor Secretário

Adolfo Carvilhe Vilalba

040.003.938-98

Controller

Nelson Beltrame

718.192.319-68

Contador CRC/PR 37.823/O-7


C.VALE

37

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

BALANÇO PATRIMONIAL

Levantado em 31/12/2018 e 31/12/2017

(valores em R$ 1,00).

Nota 2018

2017

PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO

5.762.888.242,08

5.362.659.702,50

PASSIVO CIRCULANTE

3.084.603.532,15

2.824.942.949,49

Emprestimos e financiamentos

Obrigações com associados

Obrigações com terceiros

Obrigações trabalhistas e previdenciárias

Obrigações tributárias

16

17

17

18

18

1.781.444.709,05

784.327.970,55

427.377.714,35

69.701.157,23

21.751.980,97

1.443.159.067,31

1.010.538.931,30

299.034.990,65

66.517.300,33

5.692.659,90

PASSIVO NÃO CIRCULANTE

939.529.584,86

986.947.535,51

Emprestimos e financiamentos

Obrigações com associados

Obrigações com terceiros

Obrigações trabalhistas e previdenciárias

Obrigações tributárias

Provisões e passivos contingentes

16

17

17

18

18

19

899.664.723,78

1.124.418,27

15.885.946,67

-

-

22.854.496,14

940.171.946,56

1.052.388,27

13.383.055,52

-

8.529.483,30

23.810.661,86

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

1.738.755.125,07

1.550.769.217,50

Capital social

Reservas e fundos

Sobras a disposição da A.G.O

20

21

214.600.479,19

1.496.423.504,53

27.731.141,35

181.158.045,63

1.349.376.717,68

20.234.454,19

As notas explicativas são parte integrante das Demonstrações Contábeis.

Alfredo Lang

198.835.280-00

Diretor Presidente

Walter Andrei Dal’Boit

930.332.909-06

Diretor Secretário

Adolfo Carvilhe Vilalba

040.003.938-98

Controller

Nelson Beltrame

718.192.319-68

Contador CRC/PR 37.823/O-7


38

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

DEMONSTRAÇÃO DE

SOBRAS OU PERDAS

(valores em R$ 1,00).

2018 2017

INGRESSO/RECEITA OPERACIONAL BRUTA

Ingressos/Vendas de Produtos

Ingressos/Vendas de Mercadorias

Ingressos/Vendas Produtos Industrializados

Ingressos/Vendas de Serviços

(-)DEDUÇÕES INGRESSOS/RECEITA BRUTA

(-)Ingressos/Devoluções de Vendas

(-)ICMS/ISS s/Ingressos e Vendas

(-)COFINS s/Ingressos e Vendas

(-)PIS s/Ingressos e Vendas

(-)INSS Receita Bruta Incentivada

INGRESSO/RECEITA LÍQUIDA DE VENDAS

(-)DISPÊNDIOS/CUSTOS DAS VENDAS

(-)Dispêndio/Custo Produtos Vendidos

(-)Dispêndio/Custo Mercadorias Vendidas

(-)Dispêndio/Custo Prod. Industrializados

(-)Dispêndio/Custo Serviços Vendidos

SOBRA/RESULTADO BRUTO

(-)DISPÊNDIOS/DESPESAS OPERACIONAIS

(-)Dispêndios/Despesas com Pessoal

(-)Dispêndios/Despesas Administrativas

Ingressos/Receitas Técnicas

(-)Dispêndios/Despesas Comerciais

(-)Dispêndios/Despesas Tributárias

(-)Dispêndios/Desp.c/Assist.Tec.Educ.Social

(-)Particip. Empregados no Resultado

OUTROS INGRESSOS E RECEITAS

Ganhos de Capital

Ganhos Participações Societárias

(-)OUTROS DISPÊNDIOS E DESPESAS

(-)Perdas de Capital

(-)Perdas Participações Societárias

RESULTADO ANTES DO FINANCEIRO

(-)RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO

Ingressos/Receitas Financeiras

(-)Dispêndios/Despesas Financeiras

SOBRA/RESULTADO ANTES DA CSLL/IRPJ

(-)PROVISÕES P/CSLL E IRPJ

(-)Provisão p/Contribuição Social

(-)Provisão p/ IRPJ

SOBRA/RESULTADO APÓS CSLL E IRPJ

(-)AJUSTES LEGAIS

(-)Transf.p/Reserva de Subv.p/ Investimentos

SOBRA/RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

(-)DESTINAÇÕES ESTATUTÁRIAS

(-)RATES/FATES com não associados

(-)RATES/FATES

(-)Reserva Legal

(-)Reserva de Desenvolvimento

SOBRAS A DISPOSIÇÃO DA AGO

8.663.544.154,44

3.952.479.503,42

2.497.403.118,74

2.197.725.029,58

15.936.502,70

239.310.843,01

158.895.869,83

52.826.339,20

16.538.730,67

3.461.370,24

7.588.533,07

8.424.233.311,43

7.019.206.840,09

3.493.999.433,51

1.850.782.978,81

1.671.943.334,81

2.481.092,96

1.405.026.471,34

1.127.995.256,57

263.543.549,02

260.951.626,71

25.993.974,87

567.023.319,13

50.060.014,22

9.335.949,52

3.074.772,84

20.588.895,21

4.999.717,17

15.589.178,05

9.358.773,62

6.513.676,99

2.845.096,63

288.261.336,36

124.856.733,64

428.091.504,14

552.948.237,78

163.404.602,72

20.027.944,08

5.307.867,55

14.720.076,53

143.376.658,64

43.105.493,34

43.105.493,34

100.271.165,30

72.540.023,95

7.834.027,44

9.243.713,79

27.731.141,36

27.731.141,36

27.731.141,35

7.024.554.461,06

3.127.517.508,49

2.105.218.679,07

1.777.865.069,28

13.953.204,22

195.157.627,59

118.248.183,07

52.132.552,69

15.210.230,76

2.559.998,14

7.006.662,93

6.829.396.833,47

5.574.160.769,98

2.793.027.311,12

1.510.903.896,06

1.268.029.963,51

2.199.599,29

1.255.236.063,49

1.023.737.145,09

261.053.773,32

282.038.774,23

19.626.096,87

464.933.253,03

23.679.237,62

9.050.445,48

2.607.758,28

14.071.691,31

1.168.615,07

12.903.076,24

150.853,03

150.791,03

62,00

245.419.756,68

125.731.999,61

228.137.025,06

353.869.024,67

119.687.757,07

10.255.597,55

2.721.069,93

7.534.527,62

109.432.159,52

34.308.794,35

34.308.794,35

75.123.365,17

54.888.910,98

7.675.184,56

6.744.818,06

20.234.454,18

20.234.454,18

20.234.454,19

Palotina, 31 de Dezembro de 2018.

Alfredo Lang

198.835.280-00

Diretor Presidente

Walter Andrei Dal’Boit

930.332.909-06

Diretor Secretário

Adolfo Carvilhe Vilalba

040.003.938-98

Controller

Nelson Beltrame

718.192.319-68

Contador CRC/PR 37.823/O-7


C.VALE

39

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

DEMONSTRAÇÃO DE

SOBRA OU PERDAS

ATO COOPERATIVO E NÃO COOPERATIVO (valores em R$ 1,00).

2018

ATO NÃO

COOPERATIVO

2017

ATO

COOPERATIVO

TOTAL

TOTAL

INGRESSO/RECEITA BRUTA DE VENDAS

Ingressos/Vendas de Produtos

Ingressos/Vendas de Mercadorias

Ingressos/Vendas Produtos Industrializados

Ingressos/Vendas de Serviços

(-)DEDUÇÕES/INGRESSOS/RECEITA BRUTA VENDAS

(-)Ingressos/Devoluções de Vendas

(-)ICMS/ISS s/Ingressos e Vendas

(-)COFINS s/Ingressos e Vendas

(-)PIS s/Ingressos e Vendas

(-)INSS Receita Bruta Incentivada

INGRESSO/RECEITA LÍQUIDA DE VENDAS

(-)DISPÊNDIOS/CUSTOS DAS VENDAS

(-)Dispêndio/Custo Produtos Vendidos

(-)Dispêndio/Custo Mercadorias Vendidas

(-)Dispêndio/Custo Prod. Industrializados

(-)Dispêndio/Custo Serviços Vendidos

SOBRA/RESULTADO BRUTO

(-)DISPÊNDIOS/DESPESAS OPERACIONAIS

(-)Dispêndios/Despesas com Pessoal

(-)Dispêndios/Despesas Administrativas

Ingressos/Receitas Técnicas

(-)Dispêndios/Despesas Comerciais

(-)Dispêndios/Despesas Tributárias

(-)Dispêndios/Desp.c/Assist.Tec.Educ.Social

(-)Particip. Empregados no Resultado

OUTROS INGRESSOS E RECEITAS

Ganhos de Capital

Ganhos Participações Societárias

(-)OUTROS DISPÊNDIOS E DESPESAS

(-)Perdas de Capital

(-)Perdas Participações Societárias

RESULTADO ANTES DO FINANCEIRO

(-)RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO

Ingressos/Receitas Financeiras

(-)Dispêndios/Despesas Financeiras

SOBRA/RESULTADO ANTES DA CSLL/IRPJ

(-)PROVISÕES P/CSLL E IRPJ

(-)Provisão p/Contribuição Social

(-)Provisão p/ IRPJ

SOBRA/RESULTADO APÓS CSLL E IRPJ

(-)AJUSTES LEGAIS

(-)Transf.p/Reserva de Subv.p/ Investimentos

SOBRA/RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

(-)DESTINAÇÕES ESTATUTÁRIAS

(-)RATES/FATES com não associados

(-)RATES/FATES

(-)Reserva Legal

(-)Reserva de Desenvolvimento

SOBRAS A DISPOSIÇÃO DA AGO

7.275.351.259,77

3.379.467.500,82

2.127.170.264,68

1.763.296.837,57

5.416.656,70

181.436.253,36

136.966.960,92

30.835.096,97

6.160.754,12

1.221.173,07

6.252.268,28

7.093.915.006,41

5.912.080.858,62

2.988.786.783,31

1.577.989.498,18

1.342.825.669,08

2.478.908,05

1.181.834.147,79

950.214.923,92

221.749.202,32

219.551.128,13

22.293.909,96

477.166.502,73

42.119.029,56

9.335.949,52

2.587.021,62

15.642.685,18

2.526.418,45

13.116.266,73

7.874.191,36

5.480.412,41

2.393.778,95

239.387.717,69

103.845.086,49

338.412.987,69

442.258.074,18

135.542.631,20

-

-

-

135.542.631,20

43.105.493,34

43.105.493,34

92.437.137,86

64.705.996,51

-

9.243.713,79

27.731.141,36

27.731.141,36

27.731.141,35

1.388.192.894,67

573.012.002,60

370.232.854,06

434.428.192,01

10.519.846,00

57.874.589,65

21.928.908,91

21.991.242,23

10.377.976,55

2.240.197,17

1.336.264,79

1.330.318.305,02

1.107.125.981,47

505.212.650,20

272.793.480,63

329.117.665,73

2.184,91

223.192.323,55

177.780.332,65

41.794.346,70

41.400.498,58

3.700.064,91

89.856.816,40

7.940.984,66

-

487.751,22

4.946.210,03

2.473.298,71

2.472.911,32

1.484.582,26

1.033.264,58

451.317,68

48.873.618,67

21.011.647,15

89.678.516,45

110.690.163,60

27.861.971,52

20.027.944,08

5.307.867,55

14.720.076,53

7.834.027,44

-

-

7.834.027,44

7.834.027,44

7.834.027,44

-

-

-

-

8.663.544.154,44

3.952.479.503,42

2.497.403.118,74

2.197.725.029,58

15.936.502,70

239.310.843,01

158.895.869,83

52.826.339,20

16.538.730,67

3.461.370,24

7.588.533,07

8.424.233.311,43

7.019.206.840,09

3.493.999.433,51

1.850.782.978,81

1.671.943.334,81

2.481.092,96

1.405.026.471,34

1.127.995.256,57

263.543.549,02

260.951.626,71

25.993.974,87

567.023.319,13

50.060.014,22

9.335.949,52

3.074.772,84

20.588.895,21

4.999.717,16

15.589.178,05

9.358.773,62

6.513.676,99

2.845.096,63

288.261.336,36

124.856.733,64

428.091.504,14

552.948.237,78

163.404.602,72

20.027.944,08

5.307.867,55

14.720.076,53

143.376.658,64

43.105.493,34

43.105.493,34

100.271.165,30

72.540.023,95

7.834.027,44

9.243.713,79

27.731.141,36

27.731.141,36

27.731.141,35

7.024.554.461,06

3.127.517.508,49

2.105.218.679,07

1.777.865.069,28

13.953.204,22

195.157.627,59

118.248.183,07

52.132.552,69

15.210.230,76

2.559.998,14

7.006.662,93

6.829.396.833,47

5.574.160.769,98

2.793.027.311,12

1.510.903.896,06

1.268.029.963,51

2.199.599,29

1.255.236.063,49

1.023.737.145,09

261.053.773,32

282.038.774,23

19.626.096,87

464.933.253,03

23.679.237,62

9.050.445,48

2.607.758,28

14.071.691,31

1.168.615,07

12.903.076,24

150.853,03

150.791,03

62,00

245.419.756,68

125.731.999,61

228.137.025,06

353.869.024,67

119.687.757,07

10.255.597,55

2.721.069,93

7.534.527,62

109.432.159,52

34.308.794,35

34.308.794,35

75.123.365,17

54.888.910,98

7.675.184,56

6.744.818,06

20.234.454,18

20.234.454,18

20.234.454,19

Alfredo Lang

198.835.280-00

Diretor Presidente

Walter Andrei Dal’Boit

930.332.909-06

Diretor Secretário

Adolfo Carvilhe Vilalba

040.003.938-98

Controller

Nelson Beltrame

718.192.319-68

Contador CRC/PR 37.823/O-7


40

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

DEMONSTRAÇÃO DOS

FLUXOS DE CAIXA

Método Indireto (valores em R$ 1,00).

2018 2017

Atividades Operacionais

Sobra Líquida do Exercício

Mais:

Depreciação/Amortização/Exaustão

Juros Transcorridos e Resultado Cambial Não Pagos

Equivalência Patrimonial

Outros Ajustes

Menos:

Equivalência Patrimonial

Lucro Ajustado

Aumento Obrigações com Associados

Redução Obrigações com Associados

Aumento em Fornecedores

Redução em Fornecedor

Aumento em Contas a Pagar

Aumento em Contas a Receber

Redução Estoques

Aumento em Ativo Não Circulante Mantido para Venda

Redução em Ativo Não Circulante Mantido para Venda

Aumento em Ativo Biológico

Caixa Líquido Consumido/Gerado nas Atividades Operacionais

Atividades de Investimento

Aquisição de Imobilizado

Aquisição de Investimentos

Aquisição de Intangível

Alienação de Imobilizado

Alienação de Investimentos

Caixa Líquido Consumido nas Atividades de Investimento

Atividades de Financiamento

Integralização de Capital

Pagamentos de Capital Social

Pagamento de Sobras

Empréstimos Tomados

Pagamentos de Empréstimos

Aumento de Reservas

Caixa Líquido Gerado nas Atividades de Financiamento

Aumento Líquido nas Disponibilidades

Saldo de Caixa + Equivalentes de Caixa no Início do Exercício

Saldo de Caixa + Equivalentes de Caixa ao Final do Exercício

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

Imposto de Renda e Contribuição Social Pagos

27.731.141,35

124.025.932,01

89.807.639,36

2.845.096,63

6.792.384,02

6.152.821,19

245.049.372,18

-

-225.872.297,69

33.040.424,16

73.153.789,90

-162.564.984,09

9.506.078,34

-6.267.644,56

-

-52.291.320,02

-86.246.581,78

-82.337.386,75

-9.117.986,19

-41.017,83

5.263.131,61

60,00

-86.233.199,16

38.767.645,23

-5.325.211,67

-20.234.454,19

1.972.502.882,05

-1.827.651.315,58

147.046.786,85

305.106.332,69

132.626.551,75

566.690.437,63

699.316.989,38

10.092.835,35

20.234.454,19

120.829.203,38

113.450.253,08

-

6.131.145,02

6.888.202,55

253.756.853,12

245.799.503,85

-

-

-86.297.262,07

66.448.591,01

-315.957.305,19

62.346.067,35

-

426.433,45

-15.299.859,21

211.223.022,31

-137.106.034,83

-2.099.899,91

-7.448.790,20

944.022,31

60,00

-145.710.642,63

28.633.260,16

-5.052.600,67

-22.043.221,49

1.693.440.843,07

-1.849.244.651,48

105.039.412,94

-49.226.957,47

16.285.422,21

550.405.015,42

566.690.437,63

14.865.073,23

Alfredo Lang

198.835.280-00

Diretor Presidente

Walter Andrei Dal’Boit

930.332.909-06

Diretor Secretário

Adolfo Carvilhe Vilalba

040.003.938-98

Controller

Nelson Beltrame

718.192.319-68

Contador CRC/PR 37.823/O-7


C.VALE

41

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES

DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

(valores em R$ 1,00).

COMPONENTES

CAPITAL SOCIAL

RESERVAS

SOBRAS A

DISP. DA AGO

TOTAL

Saldo em 31 de dezembro de 2016

157.577.386,14

1.244.337.304,74

22.043.221,49

1.423.957.912,37

DELIBERAÇÕES DA AGO

Sobras Distribuídas

EVENTOS NO EXERCÍCIO

Baixas do Capital Social

Baixas do Capital Social - Sócios Jubilados

Integralizações de Capital - Retenção s/ Fixação

Integralizações de Capital - Sobras não Retiradas

Integralizações de Capital - Juros s/ Capital

Rates/Fates - Distribuição Centrais

Reserva Legal - Créditos não retirados

Auxilio e Doações Recebidas

Doações/Subvenções p/Investimentos

Reserva para Contingências

SOBRAS/RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

DESTINAÇÕES ESTATUTÁRIAS

Rates/Fates - Lucro com não Associados

Rates/Fates - 10% Associados

Reserva Legal - 30% Associados

Reserva de Desenvolvimentos - 30% Associados

-

-

23.580.659,49

-2.241.070,59

-2.811.530,08

25.101.846,73

2.219.906,28

1.311.507,15

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

50.150.501,96

-

-

-

-

-

1.366.847,75

178.183,78

8.260.657,41

34.308.794,35

6.036.018,67

-

54.888.910,98

7.675.184,56

6.744.818,06

20.234.454,18

20.234.454,18

-22.043.221,49

-22.043.221,49

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

75.123.365,17

-54.888.910,98

-7.675.184,56

-6.744.818,06

-20.234.454,18

-20.234.454,18

-22.043.221,49

-22.043.221,49

73.731.161,45

-2.241.070,59

-2.811.530,08

25.101.846,73

2.219.906,28

1.311.507,15

1.366.847,75

178.183,78

8.260.657,41

34.308.794,35

6.036.018,67

75.123.365,17

-

-

-

-

-

Saldo em 31 de dezembro de 2017

181.158.045,63

1.349.376.717,68

20.234.454,19

1.550.769.217,50

DELIBERAÇÕES DA AGO

Sobras Distribuídas

EVENTOS NO EXERCÍCIO

Baixas do Capital Social

Baixas do Capital Social - Sócios Jubilados

Integralizações de Capital - Retenção s/ Fixação

Integralizações de Capital - Sobras não Retiradas

Integralizações de Capital - Juros s/ Capital

Rates/Fates - Distribuição Centrais

Reserva Legal - Créditos não retirados

Auxilio e Doações Recebidas

Doações/Subvenções p/ Investimentos

Reserva para Contingências

SOBRAS/RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

DESTINAÇÕES ESTATUTÁRIAS

Rates/Fates - Lucro com não Associados

Rates/Fates - 10% Associados

Reserva Legal - 30% Associados

Reserva de Desenvolvimentos - 30% Associados

-

-

33.442.433,56

-2.752.989,89

-2.572.221,78

35.023.735,79

2.760.597,76

983.311,68

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

74.506.762,90

-

-

-

-

-

7.593.826,40

28.599,98

5.619.620,07

43.105.493,34

18.159.223,11

-

72.540.023,95

7.834.027,44

9.243.713,79

27.731.141,36

27.731.141,36

-20.234.454,19

-20.234.454,19

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

100.271.165,30

-72.540.023,95

-7.834.027,44

-9.243.713,79

-27.731.141,36

-27.731.141,36

-20.234.454,19

-20.234.454,19

107.949.196,46

-2.752.989,89

-2.572.221,78

35.023.735,79

2.760.597,76

983.311,68

7.593.826,40

28.599,98

5.619.620,07

43.105.493,34

18.159.223,11

100.271.165,30

-

-

-

-

-

Saldo em 31 de dezembro de 2018

214.600.479,19

1.496.423.504,53

27.731.141,35

1.738.755.125,07

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE

Componentes

SOBRAS/RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

OUTROS RESULTADOS ABRANGENTES

Reserva para Contingências

Doações/Subvenções p/ Investimentos

Auxilio e Doações Recebidas

Rates/Fates - Distribuição Centrais

Reserva Legal - Créditos não retirados

RESULTADO ABRANGENTE TOTAL DO EXERCÍCIO

2018

100.271.165,30

74.506.762,90

18.159.223,11

43.105.493,34

5.619.620,07

7.593.826,40

28.599,98

174.777.928,20

2017

75.123.365,17

50.150.501,96

6.036.018,67

34.308.794,35

8.260.657,41

1.366.847,75

178.183,78

125.273.867,13

Alfredo Lang

198.835.280-00

Diretor Presidente

Walter Andrei Dal’Boit

930.332.909-06

Diretor Secretário

Adolfo Carvilhe Vilalba

040.003.938-98

Controller

Nelson Beltrame

718.192.319-68

Contador CRC/PR 37.823/O-7


42

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

1 Contexto Operacional

A C.Vale - Cooperativa Agroindustrial é uma sociedade de pessoas, de natureza civil, sediada na cidade de Palotina,

no Estado do Paraná, Brasil. A entidade é regida pela Lei nº 5.764, de 16 de dezembro de 1971, que regulamenta

o sistema cooperativista do País.

A C.Vale é uma cooperativa de produção agropecuária com atuação nos Estados do Paraná, Santa Catarina,

Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul. As atividades da cooperativa concentram-se no segmento

agroindustrial, destacando-se na produção de soja, milho, trigo, mandioca, leite, suínos, frangos e peixes, além

de atuar na prestação de serviços, com profissionais que garantem assistência agronômica e veterinária aos

associados. Para manter os cooperados e técnicos atualizados tecnologicamente, a C.Vale desenvolve cursos,

palestras, treinamentos, dias de campo e visitas técnicas.

A C.Vale fomenta a produção, disponibilizando crédito aos associados, especialmente os pequenos produtores.

A empresa também comercializa insumos, peças, acessórios e revende máquinas agrícolas, assegurando preços

mais competitivos aos associados. Produz sementes que são comercializadas no Brasil e no exterior. Além disso,

a cooperativa mantém uma rede de supermercados e hipermercado, localizadas nos Estados do Paraná, Mato

Grosso e Mato Grosso do Sul.

No segmento industrial, a C.Vale produz amido modificado de mandioca e rações. Neste mesmo segmento, a

C.Vale mantém um complexo avícola de abate de frangos, sendo que os produtos são comercializados no mercado

interno e externo. Foi o primeiro sistema de integração avícola brasileiro, em escala comercial, a utilizar processos

automatizados para o controle de ambiente.

A cooperativa também implantou um sistema de integração para produção e industrialização de peixes. A C.Vale

fornece os alevinos, a ração e a assistência técnica aos associados e industrializa tilápias no maior abatedouro do Brasil.

A capacidade inicial de abate é de 150 mil peixes/dia. A cooperativa pretende, em breve, implementar um sistema

inédito de produção superintensiva de tilápias, capaz de alojar doze vezes mais peixes que o sistema convencional.

2 Apresentação das Demonstrações Contábeis e Principais Práticas Contábeis

2.1 Apresentação das Demonstrações Contábeis

As presentes demonstrações contábeis foram aprovadas pela Diretoria e pelo Conselho de Administração da

C.Vale em 10 de janeiro de 2019.

As demonstrações contábeis da C.Vale levantadas em 31 de dezembro de 2018 comparativas com 2017 estão

em conformidade com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais compreendem a ITG/CFC nº 2004, as

incluídas na legislação societária brasileira e as interpretações técnicas emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos

Contábeis – CPC, aprovadas pelo Conselho Federal de Contabilidade.

A preparação das Demonstrações Contábeis de acordo com o BR GAAP requer o uso de certas estimativas

contábeis por parte da Administração da C.Vale. As áreas que envolvem julgamento ou o uso de estimativas,

relevantes para as Demonstrações Contábeis, estão demonstradas na nota 3. As Demonstrações Contábeis

foram preparadas utilizando-se o custo histórico como base de valor, exceto pela valorização de certos ativos

não-circulantes e instrumentos financeiros.

a) Balanço Patrimonial

Apresentado e elaborado de acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade aplicáveis às Sociedades

Cooperativas em decorrência da obrigatoriedade da convergência às Normas Internacionais de Contabilidade,

instituída pela Lei n.º 11.638/07 e alterada pela Lei n.º 11.941/09. Os Ativos e Passivos vencíveis até 31/12/2019

foram classificados como Circulante enquanto os vencíveis após essa data como Não Circulante;

b) Demonstração de Sobras ou Perdas

Estruturada em conformidade com as disposições contidas na Lei n.º 5.764/71 e Normas Brasileiras de Contabilidade

aplicáveis às Sociedades Cooperativas. O resultado do ato cooperativo (operações com associados) denomina-se sobras

ou perdas, já o resultado do ato não cooperativo (operações com não associados), denominam-se lucros ou prejuízos.

c) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração dos Fluxos de Caixa e Demonstração do

Resultado Abrangente

Estruturadas em conformidade com as Normas Brasileiras de Contabilidade aplicáveis às Sociedades Cooperativas

em decorrência da obrigatoriedade da convergência às Normas Internacionais de Contabilidade, instituída pela

Lei n.º 11.638/07 e alterada pela Lei n.º 11.941/09. A evidenciação do Resultado Abrangente foi apresentada

dentro da Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido.


C.VALE

43

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

2.2 Regime de Escrituração

Foi adotado o regime de competência para o registro das mutações patrimoniais. A aplicação desse regime implica

no reconhecimento das receitas, custos e despesas quando ganhas ou incorridas, independentemente de seu

efetivo recebimento ou pagamento.

As sobras ou perdas do ato cooperativo, bem como os lucros ou prejuízos do ato não cooperativo, foram apuradas de acordo

com as operações, sendo que para bens de produção a proporcionalidade foi apurada com base na produção entregue e

comercializada; para bens de fornecimento e serviços a proporcionalidade foi apurada com base no fornecimento.

2.3 Conversão em Moeda Estrangeira

A moeda funcional da Cooperativa é o Real. De acordo com a norma do CPC 02 – Efeitos nas Mudanças nas

Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis, todas as operações de exportações, importações e

empréstimos/financiamentos realizadas na moeda estrangeira, são convertidos na moeda funcional mediante a

utilização da taxa de câmbio oficial divulgada pelo BACEN – Banco Central do Brasil, nas datas de cada transação

e liquidadas a valores de mercado no fechamento das divisas.

Os ganhos e perdas com variação cambial na aplicação das taxas de câmbios sobre os ativos e passivos são

reconhecidos como receitas e despesas financeiras.

2.4 Ativos Financeiros

a) Caixa e Equivalentes de Caixa

Caixa e equivalentes de caixa incluem dinheiro em caixa, depósitos bancários, investimentos de curto prazo de

alta liquidez e que estão sujeitos a um insignificante risco de mudança de valor.

b) Aplicações Financeiras

A C.Vale classifica seus ativos financeiros conforme a finalidade para a qual os mesmos foram adquiridos. A

administração determina a classificação de seus ativos financeiros no reconhecimento inicial.

As aplicações financeiras para negociação são mensuradas pelo seu valor justo. Os juros, correção monetária

e variação cambial, quando aplicável, assim como as variações decorrentes da avaliação ao valor justo, são

reconhecidos no resultado quando incorridos.

c) Contas a Receber de Associados e Terceiros

Os valores a receber de cooperados e não cooperados são registrados pelo valor das notas fiscais de vendas, sendo os

mesmos ajustados a valor presente quando indexados em índices ou em equivalência de produtos agrícolas. A provisão

para devedores duvidosos foi constituída em montante considerado suficiente pela administração para fazer frente às

eventuais perdas na realização dos créditos, especificamente, para os créditos aplicados na atividade agrícola, levouse

em consideração os riscos por fatores climáticos a que a atividade está sujeita. As variações monetárias de valores

a receber foram reconhecidas tendo como contrapartida conta de resultados. Os adiantamentos a fornecedores que

tem por finalidade a origem de mercadorias para revenda e/ou consumo estão classificados como estoques.

d) Avaliação da Recuperabilidade de Ativos Financeiros

Ativos financeiros são avaliados a cada data de balanço para identificação da recuperabilidade de ativos

(impairment). Estes ativos financeiros são considerados ativos não recuperáveis quando existem evidências

de que um ou mais eventos tenham ocorrido após o reconhecimento inicial do ativo financeiro e que tenham

impactado negativamente o fluxo estimado de caixa futuro do investimento.

2.5 Estoques

Os estoques foram avaliados a valor justo da seguinte maneira:

a) Estoques de produtos agrícolas e produtos pecuários: avaliados pelo valor de compra praticado pela cooperativa

em 31 de dezembro, ajustados ao valor de realização base comercialização, quando aplicável;

b) Estoques de bens de fornecimento, insumos, matéria-prima para industrialização, materiais secundários e

almoxarifados: avaliados pelo custo médio de aquisição, ajustados ao valor de realização base comercialização,

quando aplicável;

c) Estoques de produtos industrializados: avaliados pelo custo médio de produção, ajustados ao valor de realização

base comercialização, quando aplicável.

2.6 Ativos Biológicos

Abrange o tratamento contábil das atividades que envolvem ativos biológicos tais como as matrizes (suínos e

aves), produtos agrícolas (ovos, pintainhos, alevinos, suínos em formação para abate, aves em formação para

abate e peixes em formação para abate) e reflorestamentos. Os ativos biológicos devem ser reconhecidos ao

valor justo. A C.Vale considerou como valor justo o seguinte:


44

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

a) Ovos, pintainhos, alevinos, suínos em formação para abate, aves em formação para abate, peixes em formação

para abate e reflorestamentos, foram avaliados ao custo dos insumos aplicados.

b) Plantéis (animais reprodutores): durante o período de formação são alocados os custos com mão-de-obra,

ração, medicamentos e outros. Após o período de formação, os plantéis passam a ser depreciados durante o seu

ciclo produtivo, com base no número estimado de ovos para aves e número estimado de partos para suínos, de

aproximadamente quinze meses para as aves e de trinta e seis meses para os suínos. Portanto, o valor justo para

avaliação foi calculado com base nos custos alocados líquidos da depreciação aplicada.

2.7 Despesas / Dispêndios Antecipados

As despesas e dispêndios antecipados estão registrados no ativo circulante e não circulante, sendo apropriados

mensalmente ao resultado, pelo regime de competência e em conformidade com as cláusulas dos contratos de

seguros, serviços, entre outros.

2.8 Investimentos

A cooperativa possui investimentos em sociedades não cooperativas, sendo avaliados pelo método de equivalência

patrimonial. Os demais investimentos que possui em outras sociedades foram avaliados pelo custo de aquisição,

não efetuada provisão para perdas por não existirem evidências para isso.

Os investimentos em sociedades cooperativas, mesmo que relevantes, estão também avaliados ao custo de

aquisição, em função de que o montante a ser recebido em caso de realização do investimento é limitado ao

capital social aplicado.

Os investimentos estão detalhados na nota nº 13.

2.9 Imobilizado

Os grupos de: terrenos, edificações e dependências, são demonstrados pelo custo de aquisição acrescido da mais

valia resultado do custo atribuído (deemed cost), em conformidade com o Pronunciamento Técnico 37 - Adoção Inicial

das Normas Internacionais de Contabilidade, ICPC 10 – Interpretação sobre a Aplicação Inicial ao Ativo Imobilizado

emitidos pelo CPC, com base em avaliações efetuadas por avaliadores independentes, deduzida a subseqüente

depreciação, exceto para terrenos. Demais itens do imobilizado estão demonstrados pelo custo de aquisição

ou construção, corrigido monetariamente até 31 de dezembro de 1995, menos a correspondente depreciação

acumulada. Os encargos de depreciação, amortização e exaustão foram calculados pelo método linear, mediante a

aplicação de taxas que levam em conta o tempo de vida útil econômica dos bens. Ganhos e perdas em alienações

são determinados pela comparação dos valores de alienação com o valor contábil e são incluídos no resultado.

Os encargos sobre empréstimos tomados para financiar a construção do imobilizado foram capitalizados durante

o período necessário para executar e preparar o ativo para o uso pretendido e incorporado ao valor do ativo

imobilizado até a conclusão da construção.

Reparos e manutenção são apropriados ao resultado durante o período em que são incorridos. O custo das

principais renovações é incluído no valor contábil do ativo no momento em que for provável que os benefícios

econômicos futuros que ultrapassarem o padrão de desempenho inicialmente avaliado para o ativo existente

fluirão para a C.Vale. As principais renovações são depreciadas ao longo da vida útil restante do ativo relacionado.

2.10 Intangível

Os ativos intangíveis são bens incorpóreos, separáveis ou resultantes de direitos contratuais ou de outros

direitos legais. A cooperativa possui registrado os direitos de uso de software, gastos de desenvolvimento e

implementação de software e marcas de sua propriedade ao custo de aquisição deduzido dos valores amortizáveis,

calculados pelo método linear ao longo de suas vidas úteis.

2.11 Arrendamento Mercantil

Os arrendamentos mercantis de imobilizado, nos quais a C.Vale fica substancialmente com todos os riscos e

benefícios de propriedade, são classificados como arrendamento financeiro. Os arrendamentos financeiros são

registrados como se fosse uma compra financiada, reconhecendo, no seu início, um ativo imobilizado e um passivo

de financiamento (arrendamento). A C.Vale possui somente arrendamento operacional.

2.12 Valor Recuperável de Ativos Não Financeiros

O imobilizado e outros ativos não circulantes, inclusive os ativos intangíveis, são revistos para se identificar perdas

não recuperáveis sempre que eventos ou alterações nas circunstâncias indicarem que o valor contábil pode não ser

recuperável. Quando aplicável, a perda é reconhecida pelo montante em que o valor contábil do ativo ultrapassa seu

valor recuperável, que é o maior entre o preço líquido de venda e o valor em uso de um ativo. Para fins de avaliação,

os ativos são agrupados no nível mais baixo para o qual existem fluxos de caixa identificáveis separadamente.


C.VALE

45

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

2.13 Produtos Agrícolas a Fixar e a Adquirir

Os produtos agrícolas a fixar e a adquirir foram contabilizados nos estoques e nas obrigações com associados, ambos

avaliados pelo valor de compra praticado pela cooperativa em 31 de dezembro, que reflete o valor justo ajustado ao resultado.

Os produtos agrícolas a fixar representam o montante depositado na cooperativa a fixar e que encontra-se fisicamente

depositado nos armazéns, já os produtos agrícolas a adquirir representam o montante depositado na cooperativa a

fixar, porém fisicamente foram remetidos a clientes tradicionais na modalidade de vendas à fixar, ou foram consumidos

no processo de industrialização. Estão avaliados pelo valor de compra praticado pela cooperativa em 31 de dezembro

e/ou ajustado ao valor de realização futuro quando aplicável e as variações são ajustadas ao resultado.

2.14 Passivos Financeiros

a) Obrigações com Associados

As obrigações com associados são obrigações a pagar por bens ou serviços que foram adquiridos de associados no

curso normal dos negócios, sendo classificadas como passivos circulantes se o pagamento for devido no período

de até um ano (ou ciclo operacional normal dos negócios, ainda que mais longo). Caso contrário, as contas a pagar

são apresentadas como passivo não circulante.

Elas são, inicialmente, reconhecidas pelo valor justo e, subseqüentemente, mensuradas pelo custo amortizado

com o uso do método de taxa de juros efetiva. Na prática, são reconhecidas ao valor da fatura correspondente.

b) Obrigações com Terceiros

As obrigações com terceiros são obrigações a pagar por bens ou serviços que foram adquiridos de terceiros no

curso normal dos negócios, sendo classificadas como passivos circulantes se o pagamento for devido no período

de até um ano (ou ciclo operacional normal dos negócios, ainda que mais longo). Caso contrário, as contas a pagar

são apresentadas como passivo não circulante.

Elas são, inicialmente, reconhecidas pelo valor justo e, subseqüentemente, mensuradas pelo custo amortizado

com o uso do método de taxa de juros efetiva. Na prática, são reconhecidas ao valor da fatura correspondente.

c) Empréstimos e Financiamentos

Os empréstimos e financiamentos tomados são reconhecidos, inicialmente, quando do recebimento dos recursos.

Em seguida, os empréstimos e financiamentos tomados são apresentados pelo custo amortizado, isto é, acrescidos

de encargos e juros proporcionais ao período incorrido (“pro rata temporis”).

2.15 Provisões e Passivos Contingentes

As provisões são reconhecidas quando a C.Vale tem uma obrigação presente, legal ou não formalizada, como

resultado de eventos passados sendo provável que uma saída de recursos seja necessária para liquidar a

obrigação e uma estimativa confiável do valor possa ser feita.

2.16 Outros Ativos e Passivos Circulantes e Não-Circulantes

São demonstrados pelos valores de realização liquido de provisões de perdas com base em estimativas (ativos) e

pelos valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações

monetárias incorridas (passivos).

2.17 Transações com Partes Relacionadas

As transações de compras e vendas de insumos e produtos são efetuadas em condições e prazos pactuados

entre as partes.

2.18 Reconhecimento de Receita

A receita compreende o valor faturado pela venda de mercadorias e serviços sendo reconhecidas em conformidade

com os pronunciamentos contábeis. A receita pela venda de mercadorias é reconhecida quando os riscos

significativos e os benefícios de propriedade das mercadorias são transferidos para o comprador. A C.Vale adota

como política de reconhecimento de receita, portanto, a data em que o produto é entregue ao comprador.

A receita pela prestação de serviços é reconhecida tendo-se como base a etapa de execução dos serviços

realizados até a data-base do balanço, na medida em que todos os custos relacionados aos serviços possam ser

mensurados confiavelmente.

2.19 Reservas e Fundos

O Fundo de Reserva Legal, o Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social, o Fundo de Desenvolvimento e as

Reservas de Capital foram constituídos em conformidade com o Estatuto Social da Cooperativa, Normas Brasileiras

de Contabilidade, Pronunciamentos Contábeis e a legislação aplicável. A cooperativa possui subvenções e incentivos

fiscais para investimentos concedidos pelos governos. Essas subvenções e incentivos fiscais estão diretamente ligados

às atividades das unidades produtivas, sendo levada a conta de reservas em conformidade com legislação aplicável.


46

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

2.20 Impostos e Contribuições Sobre o Lucro

No Brasil, “Impostos e Contribuições sobre o Lucro”, compreende o imposto de renda (“IRPJ”) e a contribuição social

sobre o lucro (“CSLL”), calculados mensalmente com base no lucro tributável, aplicando-se a alíquota de 15%

acrescida do adicional de 10% para o IRPJ e 9% para a CSLL, considerando-se a compensação de prejuízos fiscais

e base negativa de contribuição social, limitada a 30% do lucro real. As declarações de impostos no Brasil estão

sujeitas à revisão pelas autoridades fiscais por um período de cinco anos da data da declaração. A cooperativa

pode estar sujeita à cobrança adicional de tributos, multas e juros em decorrência dessas revisões.

3 Estimativas e Julgamentos Contábeis

3.1 Uso de Estimativas

As estimativas contábeis foram baseadas em fatores objetivos e subjetivos, de acordo com o julgamento da

Administração para determinação do valor adequado a ser registrado nas Demonstrações Contábeis. Itens

significativos sujeitos a essas estimativas e premissas incluem a vida útil do ativo imobilizado e intangível,

provisão para crédito de liquidação duvidosa, provisão para realização dos estoques, provisão para realização

de créditos tributários, estimativa do valor de recuperação de ativos de vida longa, provisões necessárias para

passivos tributários, cíveis e trabalhistas, determinação do valor justo de instrumentos financeiros (ativos e

passivos) e determinação do valor justo dos ativos biológicos e outras similares. A liquidação das transações

envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores divergentes devido a imprecisões inerentes ao

processo de sua determinação. A C.Vale revisa as estimativas e premissas, no mínimo, anualmente.

3.2 Aplicação de Julgamentos e Práticas Contábeis Críticas na Elaboração das Demonstrações Contábeis

Práticas contábeis críticas são aquelas que são tanto: a) importantes para demonstrar a condição financeira e

os resultados; b) requerem os julgamentos mais difíceis, subjetivos ou complexos por parte da Administração,

freqüentemente como resultado da necessidade de fazer estimativas que têm impacto sobre questões que são

inerentemente incertas. À medida que aumenta o número de variáveis e premissas que afetam a possível solução futura

dessas incertezas, esses julgamentos se tornam ainda mais subjetivos e complexos. Na preparação das demonstrações

contábeis, a C.Vale adotou variáveis e premissas derivadas de experiência histórica e vários outros fatores que entende

como razoáveis e relevantes. Ainda que estas estimativas e premissas sejam revistas pela C.Vale no curso ordinário dos

negócios, a demonstração da sua condição financeira e dos resultados das operações freqüentemente requer o uso de

julgamentos quanto aos efeitos de questões inerentemente incertas sobre o valor contábil dos seus ativos e passivos.

Os resultados reais podem ser distintos dos estimados sob variáveis, premissas ou condições diferentes. De modo a

proporcionar um entendimento de como a C.Vale forma seus julgamentos sobre eventos futuros, inclusive as variáveis e

premissas utilizadas nas estimativas, incluímos comentários referentes a cada prática contábil crítica, descrita a seguir:

a) Recuperabilidade (Impairment) Estimada de Ativos de Vida Longa

Existem regras específicas para avaliar a recuperabilidade dos ativos de vida longa, especialmente imobilizado e

outros ativos intangíveis. Na data de cada demonstração financeira, a C.Vale realiza uma análise para determinar se

existe evidência de que o montante dos ativos de vida longa não será recuperável. Se tal evidência é identificada,

o montante recuperável dos ativos é estimado pela C.Vale.

O montante recuperável de um ativo é determinado pelo maior entre: a) seu valor justo menos custos estimados

de venda; b) seu valor em uso. O valor em uso é mensurado com base nos fluxos de caixa descontados (antes dos

impostos) derivados pelo contínuo uso de um ativo até o fim de sua vida útil. Quando o valor residual de um ativo

exceder seu montante recuperável, a C.Vale reconhece uma redução no saldo destes ativos.

Para os ativos registrados ao custo, a redução no montante recuperável pode ser registrada no resultado do ano.

Se o montante recuperável do ativo não puder ser determinado individualmente, o montante recuperável dos

segmentos de negócio para o qual o ativo pertence é analisado.

Uma reversão de perda por recuperabilidade de ativos é permitida. A reversão, nestas circunstâncias, é limitada

ao montante do saldo depreciado do ativo, determinado ao se considerar que a perda por recuperabilidade não

tivesse sido registrada.

A C.Vale avalia a recuperabilidade do ágio de um investimento anualmente, usando práticas aceitáveis de mercado,

incluindo fluxos de caixa descontados para unidades com ágio alocado e comparando o valor contábil com o valor

recuperável dos ativos.

O processo de revisão da recuperabilidade é subjetivo e requer julgamentos significativos através da realização

de análises.


C.VALE

47

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

b) Vida Útil de Ativos de Longa Duração

A C.Vale reconhece a depreciação de seus ativos de longa duração com base em vida útil estimada, que é

baseada nas práticas da indústria e experiências prévias, refletindo a vida econômica de ativos de longa duração.

Entretanto, as vidas úteis reais podem variar com base na atualização tecnológica de cada unidade. As vidas

úteis de ativos de longa duração também afetam os testes de recuperação do custo dos ativos de longa duração,

quando necessário.

A C.Vale não acredita que existam indicativos de uma alteração material nas estimativas e premissas usadas no

cálculo de perdas por recuperabilidade de ativos de vida longa. Entretanto, se os atuais resultados não forem

consistentes com as estimativas e premissas usadas nos fluxos de caixa futuros estimados e valor justo dos

ativos, a C.Vale pode estar exposta a perdas que podem ser materiais.

c) Valor Justo de Derivativos e Outros Instrumentos Financeiros

O valor justo de instrumentos financeiros que não são negociados em mercados ativos (por exemplo, derivativos

de mercado de balcão) é determinado mediante o uso de técnicas de avaliação. A C.Vale usa seu julgamento

para escolher diversos métodos e definir premissas que se baseiam, principalmente, nas condições de mercado

existentes na data do balanço. A C.Vale utilizou a análise do fluxo de caixa descontado para cálculo de valor justo

de diversos ativos financeiros disponíveis para venda, ativos estes não negociados em mercados ativos.

4 Caixa e Equivalente de Caixa

Caixa

Bancos

Moeda Estrangeira

Total

5 Ativos Financeiros

Circulante

Aplicações financeiras

Moeda Estrangeira a Converter

Hedge/Variação Cambial

Total Circulante

2018

2.266.526,82

20.917.812,41

129.599,43

23.313.938,66

2018

467.074.890,58

193.166.987,30

15.761.172,84

676.003.050,72

2017

2.271.998,37

3.171.726,64

40.322,56

5.484.047,57

2017

468.580.952,26

79.308.568,49

13.316.869,31

561.206.390,06

Não Circulante

Aplicações financeiras/Investimentos

Total Não Circulante

8.381.298,95

8.381.298,95

8.381.298,95

8.381.298,95

Total Geral

684.384.349,67

569.587.689,01

As aplicações financeiras referem-se a certificados de depósitos bancários, mensurados ao valor justo através

do resultado.

Os investimentos temporários referem-se à títulos de capitalização, mensurados ao valor justo através do resultado.

Moedas estrangeiras a converter referem-se a valores recebidos em função de venda no mercado externo e não

convertida para Reais, atualizada à taxa de câmbio vigente na data do balanço.

Os derivativos para negociação são classificados como ativo ou passivo circulante. Os contratos de Termo de

Moedas relacionados com moeda estrangeira são contratados com o objetivo principal de proteger a flutuação

das moedas relacionadas às compras futuras de matérias-primas e insumos, bem como nas vendas futuras da

C.Vale, que não são utilizados para fins especulativos.


48

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

6 Contas a Receber de Associados e Terceiros, Créditos a Receber de Funcionários e Outros Recebíveis.

Contas a Receber de Associados

Circulante

Títulos a Receber

Empréstimos a Associados

Adiantamentos

Total Circulante

2018

759.950.464,53

1.135.391,34

1.961.215,65

763.047.071,52

2017

651.344.229,59

2.105.601,73

1.826.525,67

655.276.356,99

Não Circulante

Títulos a Receber

Funrural - Parcelamento Dívida

Empréstimos a Associados

Adiantamentos

Total Não Circulante

6.554.611,34

9.534.991,49

4.006.908,78

-

20.096.511,61

8.806.375,59

9.534.991,49

3.990.369,07

-

22.331.736,15

Total Geral

783.143.583,13

677.608.093,14

Contas a Receber de Terceiros

Circulante

Títulos a Receber

Empréstimos a Terceiros

Adiantamentos

Total Circulante

575.197.701,16

3.386.831,90

160.208.639,65

738.793.172,71

517.462.579,83

349.473,47

147.221.682,89

665.033.736,19

Não Circulante

Títulos a Receber

Empréstimos a Terceiros

Adiantamentos

Mutuo Financeiro

Créditos em Liquidação

(-) Prov. Perdas Créditos Liquidação

Total Não Circulante

4.560.308,85

235.641,96

1.513,38

1.750.000,00

163.710.537,01

52.734.316,37

117.523.684,83

6.985.393,47

3.160.118,75

504,46

-

193.001.156,71

56.384.332,63

146.762.840,76

Total Geral

856.316.857,54

811.796.576,95

Outros Recebíveis e Créditos de Funcionários

Circulante

Créditos de Funcionários

Cheques a Receber

Transf. Crédito ICMS a Terceiros

Adiantamentos

Outros Valores a Receber

Total Circulante

Total Geral

2.552.918,48

6.279.246,05

3.270.351,00

10.793.899,48

1.879.671,93

24.776.086,94

24.776.086,94

2.165.471,94

3.179.240,80

5.381.115,62

12.467.898,43

3.420.964,04

26.614.690,83

26.614.690,83

Total Geral Circulante

Total Geral Não Circulante

1.526.616.331,17

137.620.196,44

1.346.924.784,01

169.094.576,91

Total Geral

1.664.236.527,61

1.516.019.360,92


C.VALE

49

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

A exposição máxima ao risco de crédito da C.Vale é o valor das contas a receber mencionadas acima. O valor do risco

efetivo de eventuais perdas encontra-se apresentado como provisão para risco de crédito.

O risco de crédito das contas a receber advém da possibilidade de a C.Vale não receber valores decorrentes de

operações de vendas. Para atenuar esse risco, a C.Vale adota como prática a análise detalhada da situação patrimonial

e financeira de seus clientes, estabelecendo um limite de crédito e acompanhando permanentemente o seu saldo

devedor. A provisão para riscos de crédito foi calculada com base na análise de riscos dos créditos, que contempla o

histórico de perdas, a situação individual dos clientes, a situação do grupo econômico ao qual pertencem, as garantias

reais para os débitos e a avaliação dos consultores jurídicos, sendo considerada suficiente para cobrir eventuais

perdas sobre os valores a receber.

7 Tributos a Recuperar

Circulante

Contribuição Social

ICMS

IPI

Imposto de Renda

PIS/COFINS

Total Circulante

2018

2.432.453,33

320.482.947,84

1.307.802,20

20.323.258,84

160.298.370,36

504.844.832,57

2017

2.761.307,27

273.594.156,99

1.246.139,29

20.987.301,18

121.872.729,48

420.461.634,21

Não Circulante

ICMS, PIS e COFINS

Total Não Circulante

9.103.960,44

9.103.960,44

10.065.566,68

10.065.566,68

Total Geral

513.948.793,01

430.527.200,89

Os créditos relativos a imposto de renda são oriundos de valores retidos na fonte sobre aplicações financeiras e estão atualizados

até a data do balanço com base na variação da taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia – SELIC.

O saldo credor de ICMS origina-se, principalmente, das aquisições de matéria-prima e mercadorias, em relação às saídas

beneficiadas com incentivo de ICMS, com tributação inferior às entradas. O saldo do ICMS foi apresentado pelo valor

original do crédito líquido da provisão para perdas, com base na estimativa da administração, considerando-se a dificuldade

de realização destes créditos.

Os créditos oriundos de Pis/Cofins referem-se à parcela ressarcível de saldo credor de Pis/Cofins, vinculado, principalmente,

às operações de exportação, que serão realizados com as compensações de tributos de outras espécies vincendos, ou

solicitado o ressarcimento em espécie. O saldo do Pis/Cofins foi apresentado pelo valor original do crédito líquido da provisão

para perdas, com base na estimativa da administração, considerando-se a dificuldade de realização destes créditos.

Os demais créditos estão apresentados pelo valor do crédito original.

Os créditos tributários do não circulante são decorrentes da aquisição de bens para o Imobilizado foi apresentado pelo valor

original do crédito líquido da provisão para perdas, com base na estimativa da administração, considerando-se a dificuldade

de realização destes créditos.

8 Estoques

Milho Comercial

Soja Comercial

Trigo Comercial

Suínos

Semente a Class. - Trigo

Semente a Class. - Soja

Semente a Class. - Aveia

Total Produtos Agrícolas e Pecuários

2018

193.291.185,79

122.006.715,68

41.261.454,48

3.088.834,05

2.290.979,51

13.765,33

-

361.952.934,84

2017

236.252.749,12

152.192.478,60

36.426.017,46

2.785.977,30

926.812,75

84.676,78

61.123,50

428.729.835,51


50

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

Fertilizantes

Agroquímicos

Corretivos

Peças e Acessórios

Óleos e Lubrificantes

Produtos Veterinários

Máquinas e Implementos

Rações

Supermercados

Combustível

Semente de Soja

Semente de Milho

Semente de Trigo

Outros Bens de Fornecimento

Total Bens de Fornecimento

Aves/Cortes/Graxarias e Derivados

Industrializados Aves

Peixes/Cortes e Derivados

Rações

Fécula/Amido de Mandioca

Produtos em Elaboração

Total Produtos Industrializados

Matérias Primas e Almoxarifado

Total Matérias Primas e Almoxarifados

Adiantamento a Fornecedores

Total Adiantamento a Fornecedores

Total Geral

2018

57.991.707,76

313.109.878,35

4.535.620,06

53.509.314,85

3.765.786,05

11.408.723,40

28.028.797,49

1.098.884,15

26.286.568,93

540.998,54

414.308,29

91.448.961,12

680.416,53

1.517.706,80

594.337.672,32

22.612.178,02

5.125.138,25

7.835.357,25

4.894.364,34

25.275.782,49

668.238,41

66.411.058,76

43.350.345,24

43.350.345,24

200.620.780,47

200.620.780,47

1.266.672.791,63

2017

48.079.057,20

356.426.443,03

2.307.046,32

42.888.119,30

2.338.044,65

9.800.089,61

35.822.421,90

2.690.872,28

25.603.420,20

618.230,03

391.105,56

67.045.758,92

801.672,33

2.447.163,55

597.259.444,88

60.069.564,22

6.235.953,73

2.440.906,54

4.856.331,60

22.644.445,23

2.018.371,75

98.265.573,07

20.139.665,96

20.139.665,96

131.784.350,55

131.784.350,55

1.276.178.869,97

a) Detalhamento Produtos Agrícolas e Pecuários

Milho

Comercial

Soja

Comercial

Trigo

Comercial

Suínos

Semente a

Class. - Trigo

Semente a

Class. - Soja

Semente a

Class. - Aveia

Total Geral

Estoque a Fixar

Estoque Próprio

Total

Estoque a Fixar

Estoque Próprio

Total

Estoque a Fixar

Estoque Próprio

Total

Estoque a Fixar

Estoque Próprio

Total

Estoque a Fixar

Estoque Próprio

Total

Estoque a Fixar

Estoque Próprio

Total

Estoque a Fixar

Estoque Próprio

Total

Associados

180.968.872,70

-

180.968.872,70

102.334.352,84

-

102.334.352,84

11.263.442,41

23.300.040,16

34.563.482,57

-

3.060.138,78

3.060.138,78

565.816,20

1.415.468,70

1.981.284,90

11.586,14

-

11.586,14

-

-

-

322.919.717,93

Não Associados

12.322.313,09

-

12.322.313,09

19.672.362,84

-

19.672.362,84

2.182.714,68

4.515.257,23

6.697.971,91

-

28.695,27

28.695,27

88.442,72

221.251,89

309.694,61

2.179,19

-

2.179,19

-

-

-

39.033.216,91

2018

Total

193.291.185,79

-

193.291.185,79

122.006.715,68

-

122.006.715,68

13.446.157,09

27.815.297,39

41.261.454,48

-

3.088.834,05

3.088.834,05

654.258,92

1.636.720,59

2.290.979,51

13.765,33

-

13.765,33

-

-

-

361.952.934,84

2017

Total

236.252.749,12

-

236.252.749,12

152.192.478,60

-

152.192.478,60

17.702.355,73

18.723.661,73

36.426.017,46

-

2.785.977,30

2.785.977,30

406.719,47

520.093,28

926.812,75

84.676,78

-

84.676,78

61.123,50

-

61.123,50

428.729.835,51


C.VALE

51

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

9 Ativo Biológico

Circulante

Aves em Formação - Fomento

Aves Matrizes Recria/Produção

Ovos Incubáveis, em Incubação e Pintainhos

Suínos em Formação - Fomento

Peixes em Formação - Fomento

Total Circulante

2018

54.754.328,16

16.975.693,04

3.780.601,77

31.125.689,44

18.069.469,77

124.705.782,18

2017

44.636.440,69

17.171.781,37

3.809.495,18

26.296.392,51

3.862.708,70

95.776.818,45

Não Circulante

Suínos Matrizes e Reprodutores

Reflorestamentos

Total Não Circulante

1.801.807,15

3.114.459,49

4.916.266,64

1.611.156,55

2.470.110,31

4.081.266,86

Total Geral

129.622.048,82

99.858.085,31

A depreciação referente aos plantéis (animais reprodutores – aves e suínos) e exaustão do reflorestamento representa

em 2018 R$ 22.527.356,51 e em 2017 R$ 18.785.409,87.

10 Ativo não Circulante Mantido para Venda

Bens Móveis e Imóveis - Dação Pgto

Total

2018

26.613.490,12

26.613.490,12

2017

20.345.845,56

20.345.845,56

11 Depósitos Judiciais ou Valores Vinculados

Icms - Regime Especial

Cauções

Total

2018

110.000,00

22.965.522,68

23.075.522,68

2017

110.000,00

4.278.096,33

4.388.096,33

12 Dispêndio/Despesas do Exercício Seguinte

Circulante

Fretes Transferência Produtos

Prêmios de Seguros

Aluguéis

Total Circulante

2018

12.564.313,50

3.050.630,16

276.168,09

15.891.111,75

2017

10.593.837,42

1.972.381,52

266.968,09

12.833.187,03

Não Circulante

Aluguéis

Total Não Circulante

-

-

350.000,00

350.000,00

Total Geral

15.891.111,75

13.183.187,03


52

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

13 Investimentos

2016

Integralização

de capital

Alienação

(Valor Residual)

Equivalência

Patrimonial

2017

Participação em Controladas

48.801.000,80

1.449.558,00

-

6.888.202,55

57.138.761,35

C.Vale Comercio e Transportes Ltda

Participação Marasca

Participação em Centrais

Frimesa Cooperativa Central

Cootriguaçú - Cooperativa Central

Cooperativa Agropecuária Mista

Nova Mutum Ltda

Unisoja S/A

Cooperativa Central de Pesquisa

Agrícola - COOCENTRAL

38.461.849,36

10.339.151,44

70.043.546,94

28.328.333,14

30.589.083,75

33.012,00

67.650,00

11.025.468,05

1.449.560,00

(2,00)

47.237,43

(1.322.005,32)

1.366.847,75

-

2.395,00

-

-

-

-

-

-

-

-

-

3.667.065,22

3.221.137,33

-

-

-

-

-

-

43.578.474,58

13.560.286,77

70.090.784,37

27.006.327,82

31.955.931,50

33.012,00

70.045,00

11.025.468,05

Participação em Sociedades

Cooperativas

Cooperativas de Créditos / Serviços

4.177.220,92

4.177.220,92

603.104,48

603.104,48

(60,00)

(60,00)

-

-

4.780.265,40

4.780.265,40

Participação em Outra Empresas

Outras Participações

Total

1.338,57

1.338,57

123.023.107,23

-

-

2.099.899,91

-

-

(60,00)

-

-

6.888.202,55

1.338,57

1.338,57

132.011.149,69

2017

Integralização

de capital

Alienação

(Valor Residual)

Equivalência

Patrimonial

2018

Participação em Controladas

57.138.761,35

-

-

3.307.724,56

60.446.485,91

C.Vale Comercio e Transportes Ltda

Participação Marasca

Participação em Centrais

Frimesa Cooperativa Central

Cootriguaçú - Cooperativa Central

Cooperativa Agropecuária Mista

Nova Mutum Ltda

Unisoja S/A

Cooperativa Central de Pesquisa

Agrícola - COOCENTRAL

43.578.474,58

13.560.286,77

70.090.784,37

27.006.327,82

31.955.931,50

33.012,00

70.045,00

11.025.468,05

-

-

8.560.477,46

966.311,06

7.593.826,40

-

340,00

-

-

-

-

-

-

-

-

-

6.152.821,19

(2.845.096,63)

-

-

-

-

-

-

49.731.295,77

10.715.190,14

78.651.261,83

27.972.638,88

39.549.757,90

33.012,00

70.385,00

11.025.468,05

Participação em Sociedades

Cooperativas

Cooperativas de Créditos / Serviços

4.780.265,40

4.780.265,40

557.508,73

557.508,73

(60,00)

(60,00)

-

-

5.337.714,13

5.337.714,13

Participação em Outra Empresas

Outras Participações

Total

1.338,57

1.338,57

132.011.149,69

-

-

9.117.986,19

-

-

(60,00)

-

-

3.307.724,56

1.338,57

1.338,57

144.436.800,44


C.VALE

53

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

14 Imobilizado

Grupo de Bens

Aquisição

Alienação

(Valor Residual)

Depreciação

Custo Total

Depreciação

Acumulada

Valor Residual

Terrenos

Edificações e Dependências

Benfeitorias

Móveis e Utensílios

Veículos

Máquinas e Equipamentos

Equip. de Comunicação

Equip. de Informática

Aeronáuticos

Adiant. p/ Aquisição Imobilizado

Obras Andamento / Equip. Montagem

8.403.115,72

1.365.962,13

2.700.664,40

1.263.673,32

2.151.430,42

16.164.348,68

177.913,47

75.733,04

-

-4.921.805,64

109.724.999,29

400.000,00

-

-

69.846,17

241.251,94

154.585,52

14.380,05

63.958,63

-

-

-

-

24.585.547,00

2.585.426,27

2.162.801,88

12.980.070,50

44.243.149,15

99.151,02

4.056.767,16

100.413,35

-

-

176.080.833,36

770.445.021,45

67.414.260,93

26.088.643,17

79.545.212,00

556.469.737,61

1.705.714,29

29.518.553,35

1.857.562,03

4.737.051,52

186.041.744,44

-

195.155.458,81

15.417.973,75

14.552.121,58

47.546.056,37

327.989.376,19

1.075.115,86

21.575.585,29

1.404.332,36

-

-

176.080.833,36

575.289.562,64

51.996.287,18

11.536.521,59

31.999.155,63

228.480.361,42

630.598,43

7.942.968,06

453.229,67

4.737.051,52

186.041.744,44

Saldo em 31 de dezembro de 2017 137.106.034,83

944.022,31

90.813.326,33 1.899.904.334,15 624.716.020,21 1.275.188.313,94

Grupo de Bens

Aquisição

Alienação

(Valor Residual)

Depreciação

Custo Total

Depreciação

Acumulada

Valor Residual

Terrenos

Edificações e Dependências

Benfeitorias

Móveis e Utensílios

Veículos

Máquinas e Equipamentos

Equip. de Comunicação

Equip. de Informática

Aeronáuticos

Adiant. p/ Aquisição Imobilizado

Obras Andamento / Equip. Montagem

6.905.400,06

4.463.360,86

926.245,62

1.537.278,72

801.804,15

23.005.209,67

79.977,00

1.344.116,91

62.750,00

-4.453.728,52

47.664.972,28

1.235.698,90

2.670,52

27.842,40

40.574,73

3.759.074,36

180.126,04

8.367,59

8.777,07

-

-

-

-

25.580.976,18

3.099.193,10

2.246.703,44

9.625.270,40

47.804.751,32

112.064,25

4.053.163,83

99.855,65

-

-

181.750.534,52

812.570.496,65

86.152.456,07

27.924.009,25

71.088.160,98

641.009.646,99

1.800.411,90

32.272.554,71

1.818.743,27

283.323,00

114.016.788,37

-

220.724.832,45

18.501.072,90

16.727.744,44

51.671.545,96

375.262.839,74

1.178.862,10

25.577.017,96

1.402.619,25

-

-

181.750.534,52

591.845.664,20

67.651.383,17

11.196.264,81

19.416.615,02

265.746.807,25

621.549,80

6.695.536,75

416.124,02

283.323,00

114.016.788,37

Saldo em 31 de dezembro de 2018

82.337.386,75

5.263.131,61

92.621.978,17

1.970.687.125,71 711.046.534,80 1.259.640.590,91

15 Intangível

Grupo de Bens

Aquisição

Alienação

(Valor Residual)

Amortização

Custo Total

Amortização

Acumulada

Valor Residual

Licença de uso de software

Marcas, licenças e patentes

7.448.790,20

-

-

-

11.230.233,11

234,07

76.209.828,89

16.792,84

56.323.029,49

15.735,96

19.886.799,40

1.056,88

Saldo em 31 de dezembro de 2017

7.448.790,20

-

11.230.467,18

76.226.621,73

56.338.765,45

19.887.856,28

Grupo de Bens

Aquisição

Alienação

(Valor Residual)

Amortização

Custo Total

Amortização

Acumulada

Valor Residual

Licença de uso de software

Marcas, licenças e patentes

41.017,83

-

-

-

8.876.363,26

234,07

76.250.846,72

16.792,84

65.199.392,75

15.970,03

11.051.453,97

822,81

Saldo em 31 de dezembro de 2018

41.017,83

-

8.876.597,33

76.267.639,56

65.215.362,78

11.052.276,78


54

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

16 Empréstimos e Financiamentos

Circulante

Ativo Fixo

Recursos Oficiais/Crédito Rural

Investimentos Outras Empresas

Exportação

Recursos Livres Capital de Giro

Variação Cambial/Hedge

Não circulante

Ativo Fixo

Recursos Oficiais/Crédito Rural

Investimentos Outras Empresas

Exportação

Recursos Livres Capital de Giro

TOTAL

2018

1.781.444.709,05

93.542.850,38

805.814.539,21

7.833.827,55

482.636.991,46

379.541.951,93

12.074.548,52

899.664.723,78

474.267.689,12

42.573.849,15

18.661.622,46

258.923.628,77

105.237.934,28

2.681.109.432,83

2017

1.443.159.067,31

81.899.044,66

614.539.425,68

7.270.253,01

420.555.623,91

250.599.834,70

68.294.885,35

940.171.946,56

522.316.605,88

23.938.124,76

25.788.263,46

285.381.058,97

82.747.893,49

2.383.331.013,87

Os financiamentos foram contratados às taxas praticadas para o respectivo setor, tendo como garantias: penhor mercantil, aval,

hipotecas, alienação fiduciária e penhor/caução de títulos de crédito. Os financiamentos a longo prazo possuem o seu maior

vencimento em 16/07/2029. Todos os encargos financeiros foram apropriados até 31/12/2018.

17 Obrigações com Associados e Terceiros

Circulante

Obrigações com Associados

Fornecedores Associados

Adiantamentos de Associados

Produtos Agrícolas a Fixar/Adquirir

Juros Sobre o Capital Social

Crédito de ICMS Produtores

Bonificação s/ Produção de Sementes

Obrigações com Terceiros

Fornecedores Terceiros

Produtos Agrícolas a Fixar/Adquirir

Adiantamentos de Compradores

Capital a Restituir

Consignação de Funcionários

Outras Obrigações com Terceiros

Total Circulante

2018

784.327.970,55

19.063.660,93

232.726.025,29

507.185.082,18

7.476.721,05

15.754.700,54

2.121.780,56

427.377.714,35

269.764.947,66

69.824.604,59

62.238.338,40

1.630.629,52

6.480,34

23.912.713,84

1.211.705.684,90

2017

1.010.538.931,30

17.686.073,58

185.001.604,77

789.251.067,21

5.070.922,77

11.722.303,17

1.806.959,80

299.034.990,65

236.003.036,43

-

41.030.895,79

1.108.218,24

40.121,90

20.852.718,29

1.309.573.921,95

Não Circulante

Obrigações com Associados

Fornecedores Associados

Adiantamentos de Associados

Obrigações com Terceiros

Fornecedores Terceiros

Adiantamento p/ Amortização Quotas Partes

Capital a Restituir - Terceiros

Total Não Circulante

Total Geral

1.124.418,27

1.031.944,92

92.473,31

15.885.946,67

636.920,25

11.482.663,16

3.766.363,26

17.010.364,94

1.228.716.049,84

1.052.388,27

1.052.388,27

-

13.383.055,52

1.358.407,32

8.179.135,20

3.845.513,00

14.435.443,79

1.324.009.365,74


C.VALE

55

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

a) Detalhamento Produtos Agrícolas a Fixar/Adquirir

ASSOCIADOS

NÃO ASSOCIADOS

TOTAL 2018

TOTAL 2017

Produtos

Soja Comercial

Milho Comercial

Trigo Comercial

Mandioca

Ste. a Classificar – Soja

Ste. a Classificar – Trigo

TOTAL

Quilos

269.233.266

354.726.877

16.570.975

-

4.958.414

1.147.572

646.637.105

R$

324.385.899,82

165.344.684,30

11.137.864,79

-

5.662.374,35

654.258,92

507.185.082,18

Quilos

45.395.779

27.141.684

3.434.290

-

148.811

-

76.120.565

R$

54.695.138,24

12.651.235,41

2.308.292,29

-

169.938,64

-

69.824.604,59

Quilos

314.629.045

381.868.561

20.005.265

-

5.107.225

1.147.572

722.757.669

R$

379.081.038,06

177.995.919,71

13.446.157,09

-

5.832.312,99

654.258,92

577.009.686,77

Quilos

505.443.253

658.409.641

34.134.111

214.668

9.691.858

866.366

1.208.759.897

R$

515.396.901,08

245.534.450,71

17.702.355,73

134.430,29

10.076.209,93

406.719,47

789.251.067,21

18 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Tributárias

Circulante

Trabalhistas e Previdenciárias

Salários e Ordenados

Férias

Participação a Empregados no Resultado

Comissões

INSS

Contribuição Sindical

PIS

FGTS

Outras Obrig. Trabalhistas e Previdenciarias

Tributárias

Imposto de Renda Retido na Fonte

ICMS

Pis/Cofins/CSLL Retido na Fonte

Funrural - Parcelamento Dívida

ISS

Provisão IRPJ e CSLL

Outras Obrigações Sociais e Tributárias

Não Circulante

Trabalhistas e Previdenciárias

INSS

INCRA

ANTT

Trabalhistas

Outras Obrig. Trabalhistas e Previdenciarias

(-) Depósitos Judiciais Obrig. Sociais

Tributárias

Funrural - Parcelamento Dívida

INSS Prod. Agropecuários (Funrural)

(-) Depósitos Judiciais Obrig. Tributárias

TOTAL

2018

91.453.138,20

69.701.157,23

15.613.492,29

34.561.136,29

4.500.000,00

2.304.628,78

9.364.174,24

209.616,47

413.945,13

2.680.122,97

54.041,06

21.751.980,97

3.473.286,84

1.051.009,98

275.673,72

6.305.205,36

516.232,66

9.935.108,74

195.463,67

-

-

13.403.792,32

-

104.521,30

2.778.136,71

3.611.848,05

19.898.298,38

-

-

54.351.597,12

54.351.597,12

91.453.138,20

2017

72.209.960,23

66.517.300,33

14.869.403,96

32.845.374,30

3.756.168,26

2.420.539,47

9.283.197,84

219.418,50

392.411,53

2.553.610,72

177.175,75

5.692.659,90

3.341.649,21

830.985,37

264.804,87

624.108,53

420.941,85

-

210.170,07

8.529.483,30

-

13.390.771,15

837.997,66

104.521,30

2.231.584,41

3.622.526,05

20.187.400,57

8.529.483,30

8.529.483,30

54.351.597,12

54.351.597,12

80.739.443,53

A cooperativa aderiu em 2018 ao PRR - Programa de Regularização Tributária Rural cumprindo os requisitos da Lei nº 13.606 de

09 de janeiro de 2018 e Instrução Normativa da Receita Federal nº 1.784, de 19 de janeiro de 2018 referente ao Funrural.

19 Provisões e Passivos Contingentes

Não Circulante

Obrigações

Aluguéis e Outras Obrigações

(-) Depósitos Judiciais

Não Circulante

Obrigações

Processos Tributários

Provisão Social

Processos Trabalhistas

Total Geral

2018

-

26.044.469,51

26.044.469,51

22.854.496,14

9.477.710,72

9.102.986,23

4.273.799,19

22.854.496,14

2017

-

26.044.469,51

26.044.469,51

23.810.661,86

10.433.876,44

9.102.986,23

4.273.799,19

23.810.661,86


56

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

20 Capital Social

O capital é representado por quotas no valor nominal de R$ 1,00 cada, sendo que cada associado possui direito a um voto

independentemente da quantidade de quotas. A composição do capital social é a seguinte:

Valor Integralizado

Valor da Quota Parte

Número de Quotas Partes

Número de Associados

2018

214.600.479,19

1,00

214.600.479

20.892

2017

181.158.045,63

1,00

181.158.046

19.795

a) Juros sobre o Capital Social

Neste exercício foram atribuídos juros sobre o capital social equivalente a 3,75% ao ano, calculados proporcionalmente ao valor

do capital social integralizado até 31 de dezembro de 2018 no montante de R$ 7.476.721,05 e R$ 5.070.922,77 em 2017.

21 Reservas e Fundos

Reservas e Fundos

Legal

Desenvolvimento

Rates-Assistência Técnica Educacional e Social

Doações/Subvenções para Investimentos

Correção Monetária Capital Social

Ajuste de Avaliação Patrimonial

Total Geral

2018

412.423.041,91

248.841.632,90

149.335.031,37

487.798.443,33

6.777.426,86

191.247.928,16

1.496.423.504,53

2017

373.690.650,96

221.110.491,54

124.663.463,74

427.605.204,68

6.777.426,86

195.529.479,90

1.349.376.717,68

22 Partes Relacionada

O Conselho de Administração é formado por 9 membros, sendo 03 diretores executivos, os quais são representantes legais,

responsáveis pela Administração da Cooperativa e 06 conselheiros. As atribuições, poderes e funcionamento são definidos no

Estatuto Social da Cooperativa. Os membros de conselho de administração são eleitos pela assembleia geral, com mandato de 4 anos.

As operações com partes relacionadas são realizadas no contexto normal das atividades operacionais e apresentaram as

seguintes movimentações no decorrer do exercício de 2018:

Natureza da Operação

Remuneração

Operações de Compra

Operações de Venda

Saldo Conta Capital

Saldo Contas a Receber

Saldo Contas a Pagar

Saldo Contas a Pagar = Produtos em depósito

2018

3.504.893,11

11.749.963,86

3.773.317,02

673.594,13

348.670,20

2.128.849,77

2.658.687,78

23 Instrumentos Financeiros

a) Identificação e Valorização dos Instrumentos Financeiros

A C.Vale opera com diversos instrumentos financeiros, com destaque para disponibilidades, incluindo aplicações financeiras,

duplicatas a receber de clientes, contas a pagar a fornecedores, empréstimos e financiamentos, transações de produtos agrícolas

com preços a fixar e contratos futuros.

Considerando a natureza dos instrumentos, excluindo-se os instrumentos financeiros derivativos, o valor justo é basicamente

determinado pela aplicação do método do fluxo de caixa descontado.

Os valores registrados no ativo e no passivo circulante têm liquidez imediata ou vencimento, em sua maioria, em prazos inferiores

a três meses. Considerando o prazo e as características desses instrumentos, que são sistematicamente renegociados, os valores

contábeis aproximam-se dos valores justos. Adicionalmente, a C.Vale também opera com instrumentos financeiros derivativos,

especialmente operações de Contratos Futuros.

Os instrumentos financeiros, que estão reconhecidos nas Demonstrações, são substancialmente similares aos que seriam

obtidos se fossem negociados no mercado. No entanto, por não possuírem um mercado ativo, poderiam ocorrer variações caso a

C.Vale resolvesse liquidá-los antecipadamente.


C.VALE

57

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

CNPJ/MF 77.863.223/0001-07

NOTAS EXPLICATIVAS

às demonstrações contábeis de 31 de Dezembro

(valores em R$ 1,00, exceto quando indicado de outra forma).

b) Política de Gestão de Riscos Financeiros

A C.Vale possui e segue política de gerenciamento de risco que orienta em relação às transações. Nos termos dessa política, a natureza

e a posição geral dos riscos financeiros é regularmente monitorada e gerenciada a fim de avaliar os resultados e o impacto financeiro

no fluxo de caixa. Também são revistos, periodicamente, os limites de crédito e a qualidade dos hedges das contrapartes.

A política de gerenciamento de risco da C.Vale foi estabelecida pelo Comitê de Risco Interno composto pelos diretores executivos,

gerentes de divisões e departamentos. Nos termos dessa política, os riscos de mercado são protegidos quando é considerado

necessário suportar a estratégia corporativa ou quando é necessário manter o nível de flexibilidade financeira.

Nas condições da política de gerenciamento de riscos, a C.Vale administra alguns dos riscos por meio da utilização de instrumentos

derivativos e proíbe negociações especulativas e venda a descoberto.

c) Fatores de Risco que Podem Afetar os Negócios da C.Vale

(i) Risco de Crédito - A política de vendas da C.Vale considera o nível de risco de crédito a que está disposta a se sujeitar no

curso de seus negócios. A diversificação de sua carteira de recebíveis, a realização de análise técnica na concessão de crédito e

estabelecimento de limites de crédito aos clientes, a seletividade de seus clientes, assim como o acompanhamento dos prazos

de vendas por segmento de negócios e limites individuais de posição são procedimentos adotados a fim de minimizar eventuais

problemas de inadimplência em suas contas a receber.

No que diz respeito às aplicações financeiras e aos demais investimentos, a C.Vale tem como política trabalhar com instituições

tradicionais evitando a concentração desses investimentos em um único grupo econômico.

(ii) Risco de Liquidez - É o risco de a C.Vale não dispor de recursos líquidos suficientes para honrar seus compromissos financeiros,

em decorrência de descasamento de prazo ou de volume entre os recebimentos e pagamentos previstos.

Para administrar a liquidez do caixa em moeda nacional e estrangeira, são estabelecidas premissas de desembolsos e recebimentos

futuros, sendo monitoradas diariamente pela área de Tesouraria.

(iii) Risco de Mercado

Risco com Taxa de Juros - O risco associado é oriundo da possibilidade de a C.Vale incorrer em perdas por causa de flutuações nas

taxas de juros, que aumentem as despesas financeiras relativas a empréstimos e financiamentos captados no mercado. A C.Vale,

quando exposta a um nível de risco significativo,

tem pactuado contratos de derivativos para fazer hedge contra esse risco em algumas operações e, além disso, monitora

continuamente as taxas de juros de mercado com o objetivo de avaliar a eventual necessidade de contratação de novas operações

para se proteger contra o risco de volatilidade dessas taxas.

Risco com Taxa de Câmbio - O risco associado decorre da possibilidade de a C.Vale vir a incorrer em perdas por causa de flutuações

nas taxas de câmbio, que reduzam valores nominais faturados ou aumentem valores captados no mercado, afetando a receita/

despesa financeira e o saldo ativo/passivo de negócios que tenham como indexador uma moeda estrangeira.

A C.Vale avalia sua exposição cambial subtraindo seus passivos de seus ativos em Dólar, resultado na exposição cambial líquida.

Compõem estas contas créditos de exportações e importações pontuais de insumos e máquinas.

24 Seguros

A C.Vale dispõe das seguintes modalidades de seguros:

a) Seguro Empresarial: Cobertura contra os riscos de incêndio, queda de raio, equipamentos estacionários, impacto de veículos,

queda de aeronaves e danos elétricos, (benfeitorias, máquinas, instalações e estoques), sendo que o valor em risco segurado

representa R$ 3.223.446.644,41.

b) Seguro Auto: Cobertura contra os riscos de incêndio, colisão e roubo, assegurado pelo valor de mercado.

c) Seguro Transporte: Cobertura contra os riscos do transporte rodoviário, assegurado pelo valor de mercado da mercadoria/

produto transportado.

25 Eventos Subsequentes

Em 31 de dezembro de 2018 até a data de realização da auditoria (11 de janeiro de 2019), não ocorreram quaisquer eventos que

pudessem alterar de forma significativa a situação patrimonial, econômica e financeira nas demonstrações contábeis apresentadas.

Alfredo Lang

198.835.280-00

Diretor Presidente

Walter Andrei Dal’Boit

930.332.909-06

Diretor Secretário

Adolfo Carvilhe Vilalba

040.003.938-98

Controller

Nelson Beltrame

718.192.319-68

Contador CRC/PR 37.823/O-7


58

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES

CONTÁBEIS

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS


C.VALE

59

DEMONSTRAÇÕES

CONTÁBEIS

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS


60

Relatório Anual 2018

DEMONSTRAÇÕES

CONTÁBEIS

PARECER DO

CONSELHO FISCAL

PARECER DO CONSELHO FISCAL

Como membros efetivos do Conselho Fiscal da C.Vale - Cooperativa Agroindustrial, no uso

das atribuições estatutárias, examinamos as operações sociais, como: Balanço Patrimonial

e as Demonstrações de Sobras e Perdas, acompanhadas de Notas Explicativas da Diretoria

e Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis, relativos ao

exercício findo em 31 de dezembro de 2018.

Baseados no exame e nas informações suplementares obtidas da Auditoria Externa, somos

de parecer que as contas apresentadas representam a situação patrimonial, econômica e

financeira da entidade, merecendo aprovação dos senhores associados.

Palotina, 15 de janeiro de 2019.

Ari Patel

Conselheiro Fiscal

Inácio Sapelli

Conselheiro Fiscal

Nelson Lauersdorf

Conselheiro Fiscal


C.VALE

61

PLANO DE ATIVIDADES 2019

Continuidade da implantação das propostas do Plano de Modernização da C.Vale.

Dentre as atividades propostas, destacamos:

01

02

03

04

05

06

07

Aquisição de máquinas e equipamentos para aumentar a produção, produtividade, automação e a

qualidade da industrialização de frangos e peixes.

Continuidade da implantação de melhorias nas unidades com o objetivo de agilizar a recepção,

beneficiamento, secagem, armazenagem e a expedição dos produtos.

Continuidade do arrendamento, aquisição ou construção de unidades de recebimento de produção,

sementes, armazéns destinados a depósito e/ou comercialização de insumos, máquinas e implementos

agrícolas, peças e acessórios e produtos veterinários, visando à melhoria do atendimento ao quadro social.

Aumento da rede de supermercados através do arrendamento, aquisição ou construção de lojas

e ampliação dos estabelecimentos já existentes. No ano de 2019 será iniciada a construção do

Hipermercado de Assis Chateaubriand, no Paraná (foto).

Continuidade da revitalização do Plano de Modernização C.Vale através do Programa C.Mais.

Ampliação do processo de agroindustrialização da C.Vale com o arrendamento, aquisição ou construção

de unidades de industrialização de suínos, soja, frango, milho, peixe, mandioca e outros produtos, visando

atender a diversificação das atividades dos cooperados e melhorar os resultados aos associados.

Continuidade dos programas de qualidade e treinamento dos quadros social e funcional, objetivando a

melhoria dos resultados e da qualidade de vida.


62 Relatório Anual 2018

PREVISÃO

ORÇAMENTÁRIA 2019

DESCRIÇÃO

Faturamento Bruto - Produtos Agrícolas

Faturamento Bruto - Bens de Fornecimento

Faturamento Bruto - Produtos Industrializados

Faturamento Bruto - Produtos Pecuários

Faturamento Bruto - Serviços Prestados

TOTAL DO FATURAMENTO BRUTO

IMPOSTOS SOBRE VENDAS

TOTAL DO FATURAMENTO LÍQUIDO

Custo - Produtos Agrícolas

Custo - Bens de Fornecimento

Custo - Produtos Industrializados

Custo - Produtos Pecuários

Custo - Serviços Prestados

TOTAL DOS CUSTOS SOBRE VENDAS

DESPESAS OPERACIONAIS

IRPJ E CSLL

RESULTADO LÍQUIDO

VALORES R$

3.965.417.354

3.090.362.233

2.502.996.214

219.920.779

22.190.043

9.800.886.623

(84.720.966)

9.716.165.657

(3.442.412.064)

(2.400.150.997)

(1.958.597.540)

(199.228.517)

(15.533.030)

(8.015.922.148)

(1.491.412.081)

(14.508.115)

194.323.313


C.VALE

63

AGRADECIMENTOS

Acreditar que é possível se fazer melhor mesmo diante das adversidades. Essa é a postura

que levou a C.Vale a crescer expressivamente em 2018, apesar de problemas nos mercados

interno e externo. Para tamanho avanço contribuíram associados, funcionários, lideranças,

conselheiros de administração, conselheiros fiscais e diretores executivos.

Para essas conquistas também contamos com o apoio da Organização das Cooperativas do

Paraná (Ocepar), parlamentares ligados ao agronegócio, clientes, fornecedores, entidades

de classe, imprensa, instituições financeiras e os nossos familiares.

Queremos agradecer, sobretudo, ao Criador, por nos dar força e inspiração para construirmos um

mundo melhor e pedir-Lhe que nos dê ainda mais disposição para novas conquistas em 2019.

DIRETORIA EXECUTIVA

Presidente:

Alfredo Lang

Vice-presidente:

Ademar Luiz Pedron

Diretor-secretário:

Walter Andrei Dal’Boit

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Adelar Viletti, Antonio de Freitas,

Celso Utech, Eurico de Freitas

Miranda, João Teles Morilha e Orival

Roque Betinelli

CONSELHO FISCAL

Efetivos:

Ari Patel, Inácio Sapelli e Nelson

Lauersdorf

Suplentes:

Antonio José Moura, Claudinei

Hafemann e Edmir Antonio Soares

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Coordenação Geral:

Jonis Centenaro

Jornalistas:

Sara Ferneda Messias, Renan Tadeu

Pereira e Almir Trevisan

Marketing:

Luciano Campestrini, Michelle Sandri

Lima e Rafael Vieira

Fotos:

C.Vale

Criação e Projeto Gráfico:

Kadabra Design Estratégico

Impressão:

Gráfica Tuicial

ÁREA DE ATUAÇÃO

Paraná: Alto Piquiri, Assis Chateaubriand,

Brasilândia do Sul, Campina da Lagoa,

Campo Mourão, Clevelândia, Dr. Camargo,

Floresta, Francisco Alves, Goioerê, Guaíra,

Guarapuava, Jardim Alegre, Mamborê,

Manoel Ribas, Maripá, Nova Cantu, Nova

Santa Rosa, Palotina (matriz), Pitanga,

Quinta do Sol, Roncador, São João do

Ivaí, São Jorge do Ivaí, Sarandi, Terra Boa,

Terra Roxa, Turvo e Umuarama.

Santa Catarina: Abelardo Luz e Faxinal

dos Guedes.

Mato Grosso: Cláudia, Diamantino, Feliz

Natal, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Santa

Carmem, Sinop, Sorriso e Vera.

Mato Grosso do Sul: Amambaí, Antônio

João, Aral Moreira, Caarapó, Dourados,

Fátima do Sul, Itaporã, Itaquiraí, Laguna

Carapã, Naviraí, Ponta Porã, Rio Brilhante

e Tacuru.

Rio Grande do Sul: Bagé, Boa Vista do

Cadeado, Bozano, Catuípe, Cruz Alta,

Dilermando de Aguiar, Dom Pedrito,

Fortaleza dos Valos, Jari, Jóia, Júlio de

Castilhos, Palmeira das Missões, Santa

Bárbara do Sul, Santo Ângelo, São Borja,

São Luiz Gonzaga, Selbach, Tapera e

Tupanciretã.

Paraguai: Katuetê, Corpus Christi e La

Paloma.

C.Vale - Cooperativa Agroindustrial

Avenida Independência, 2347

Fone (+55 44) 3649-8181

CEP 85950-000 Palotina – Paraná

www.cvale.com.br

More magazines by this user