Jornal Cocamar Fevereiro 2019

LuRecco

MÁQUINAS

Colheitadeiras John Deere

revolucionam no campo

Cooperados da Cocamar destacam qualidades. Principais características são

simplicidade operacional, menor índice de perdas, melhor limpeza e qualidade do grão

Os números no campo,

com produtividades

crescentes,

mostram a importância

de se buscar novas soluções

para uma colheita

ainda mais tecnificada. O objetivo

é garantir o aproveitamento

máximo e alta produtividade,

evitando perdas e

mantendo a qualidade do

grão. As novas colheitadeiras

da Série S400 da John Deere,

que conta com dois modelos,

S430 e S440, foram desenvolvidas

com base no conhecimento

da agricultura brasileira.

A Cocamar Máquinas é

a concessionária John Deere

na região.

“O projeto da Série S400 foi

pensado e desenvolvido no

Brasil e as máquinas foram

concebidas a partir do que

sabemos sobre agricultura

tropical, nas necessidades

dos produtores brasileiros. A

inovação deu certo e gerou

máquinas que representam

25% mais performance, 50%

mais qualidade dos grãos e

75% menos perdas - algo

profundamente positivo para

o negócio do produtor e que

resulta em mais rentabilidade”,

explicou Rodrigo Bonato,

diretor de Vendas da

John Deere Brasil.

SEM PROBLEMAS - Segundo

o cooperado Ronaldo Baggio,

na Fazenda São Francisco,

de São Carlos do Ivaí - PR,

que adquiriu uma colheitadeira

John Deere S430, só

tem pontos favoráveis a destacar.

“Até agora, fizemos

duas safras colhendo 150 alqueires

de soja, com um rendimento

muito bom, e 100

alqueires de milho, sem dar

nenhum problema. Quando

fiz a aquisição dela, foi na

certeza de que atenderia

todos os requisitos e supriria

minhas necessidades, sem

falhar no momento da colheita,

porque com a soja

não se pode brincar, não

pode deixar no campo, tem

que colher rapidamente”,

disse recentemente em depoimento

colhido pela Cocamar

Máquinas.

Baggio comentou que só teve

que trocar coisas básicas, como

a faquinha, que quebra.

“Nada que prejudique a eficiência

ou o trabalho no dia a

dia. Minhas áreas são de reforma

de cana, com tiro

longo. A rotação da máquina

foi crucial para a escolha. Já

conhecia os tratores da John

Deere, que têm esse giro

muito grande e a máquina

não é diferente. Estou muito

satisfeito”, afirmou ressaltando

que já fechou a compra

de outra máquina maior, uma

S440, com plataforma de 25

pés.

Roberto Felippe:

eficiência e trabalho

sem problemas

mecânicos

Ronaldo Baggio:

já fechou a compra de

outra máquina maior

J orn a l de Ser v iç o C oc am ar | 37

More magazines by this user
Similar magazines