Revista VOI 162

jota.2016

Celular

não é vilão

Família pode usar

tecnologia para se

aproximar

Cristiane

Machado

casei-me com um homem que quis me matar. Espero

virar essa página e transformar essa dor em

algo que possa ajudar outras mulheres

Saído

das telas

Galaxie 500 chama

atenção como

viatura americana

#Turismo

Barcelona

Um passeio pela cidade

que oferece muito de

tudo: gastronomia de

primeira, diversão e

arte

9 7 72179 291107 291046 0

0 0 1 8 6 0 2


sumário

Moda

Lute como

uma garota

26

Entrevista

Cristiane

Machado

06 Editorial

Fome de arte

08 Cartas

10 Bastidores

12 Notas

16 Moda

Lute como uma garota

32 Principal

Família virtual

36 Transformação

De volta aos anos 90

38 Diversão

A noite é de rock, bebê

40 Música

Uma paixão antiga

42 Coluna

Provopar

44 Coluna

Joias eu uso

por Tufy Karam Geara

43

Vitrine

46 Coluna

Eventos by Mônica Gulin

48 Fitness

Fitness to you

56 Click

60 Test Drive

Do cinema ... às ruas de Curitiba

64 Esporte

De volta ao projeto verão

68 Viagem

A Barcelona de Gaudí

70 Cultura

72 Blogueando

Uma amante da moda

74 Histórias

A magia do cinema de rua

04

abril 2018

revistavoi.com.br


0

0 0 1 8 6

editorial

Fome

de arte

www.revistavoi.com.br abril 2019

Celular

não é vilão

Família pode usar

tecnologia para se

aproximar

Cristiane

Machado

casei-me com um homem que quis me matar. Espero

virar essa página e transformar essa dor em

algo que possa ajudar outras mulheres

Saído

das telas

Galaxie 500 chama

atenção como

viatura americana

#Turismo

Barcelona

Um passeio pela cidade

que oferece muito de

tudo: gastronomia de

primeira, diversão e

arte

9 772179 291107 291046 0 2

A atriz Cristiane Machado brilha na capa

desta edição. A foto é de Carlo Locatelli

A

té o dia sete de abril a cidade respirava cultura. O fim do Festival de Curitiba, que

trouxe 1700 apresentações, deixa na capital uma vontade insaciável de arte. Os

movimentos teatrais que nos fizeram vibrar se despediram aos poucos, transformando-se

em experiências inesquecíveis.

Ao todo foram 400 espetáculos, com 40 atrações internacionais. O dia de

abertura do festival foi inaugurado com uma das mais emblemáticas dessas peças: Celui qui

Tombe. Em português, “Aquele que Cai”. A

trupe francesa de performance trouxe ao Brasil

uma grande plataforma giratória. Em cima dela,

cinco atores tentavam se equilibrar e um outro,

do lado de fora, controlava os movimentos do

tablado. O espetáculo era uma verdadeira fábula

sobre a vida e as suas quedas.

O diretor da montagem, Yoann Bourgeois,

quando aceitou o convite de vir a

Curitiba talvez não soubesse que aqui no

Brasil nos autodenominamos de “aqueles

que nunca desistem”. Muito provavelmente

também desconheça a maioria dos episódios de nossa crise política. E muito menos já ouviu

falar sobre a cultura do ‘’jeitinho’’. Mas nós sabemos de tudo isso.

E por nos autoconhecermos, a performance caiu como uma luva. Por mais de quatro

minutos a plateia não hesitava em bater calorosas palmas aos atores. O motivo? A poética

refletia sobre os desafios de se viver em coletivo. A temática funcionou como um ímã

de brasileiros. Afinal, se a união faz a força, num país bipolarizado ainda estamos muito

fracos. Sem exclamar uma fala se quer, os artistas deram uma lição de sobrevivência em

grupo. A ausência de um significado definitivo abriu espaço para a imaginação. Curitiba

parou para pensar. Ainda sem digerirmos tudo o que foi visto, a cidade já sente fome de

arte.

Talita Laurino

Redação Revista VOi

O fim do Festival de

Curitiba deixa na

cidade uma vontade

insaciável de arte

06

abril 2018

revistavoi.com.br


A vida fica

melhor quando

você dá seu

melhor sorriso.

Rua Fernando Simas , 221 - Bigorrilho - Curitiba

Estacionamento conveniado no local

(041) 3014. 0947

(041) 99216.7646

www.batelsoho.com


PARK SHOPPING BARIGUI | SHOPPING MUELLER | OUTLET CARMEN STEFFENS

ARUBA BUENOS AIRES CANCÚN CANNES MIAMI MONTERREY PUNTA DEL ESTE RIO DE JANEIRO SANTIAGO SÃO PAULO

560 LOJAS - 19 PAÍSES

0

0 0 1 8 6

cartas

Edição de

Março 2019

CHÂTEAU DE CHANTILLY

PARIS

Mônica Carvalho

Carmen Steffens

www.revistavoi.com.br março 2019

#Test

Drive

Uma reconstrução

total no primeiro

carro de passeio

fabricado no

Brasil

Mônica

Carvalho

Acho importante ter obstáculos na vida para

sempre estarmos em busca de aprendizado

Dress

Code

Como se vestir

em cada situação

viagem

Vietnã

Do caos ao luxo:

Descubra esse

exótico país

9 772 179 2 91107 91039 0 1

Tô babando com

a matéria da repórter

Larissa no Vietnã.

Comprei passagem para

lá na semana passada e

agora estou ainda com

mais vontade de ir. Não

acreditei quando li sobre

isso na Revista. O universo

tem ouvidos!

Ana Loures -

Curitiba (PR)

Mônica Carvalho é a rainha das capas!

Ela é sempre muito linda, diva, musa!

Menina boa por dentro e por fora. Amei a

matéria da Revista VOi.

Marcia Dornelles - Rio de Janeiro (RJ)

Que prazer estar na capa de março

da Revista VOi, justamente o mês do meu

aniversário. Foi um ótimo presente!

Mônica Carvalho - Rio de Janeiro (RJ)

Amei o opala da editoria Test Drive

da última edição. Lembro-me os tempos

que saía pra passear com meu pai. Ótimas

memórias! Obrigada Revista VOi.

Helena Colarte - Curitiba (PR)

Adorei os vestidos do Edson Eddel! Se

me casasse de novo iria comprar com ele.

Pra que vestidos brancos?

Maria Costa Ribeiro - Curitiba (PR)

Uau, Mônica Carvalho está linda demais nesta última

capa da VOi. Maravilhoso esse trabalho da artista.

Nilo Lima - Curitiba (PR)

Adorei o sorteio da bolsa da marca

Curitiba Monica Sanches no Instagram da

VOi. Quero muito ganhar! Espero que a

Revista dê mais mimos pra gente.

Gabrielly Zem - São José dos Pinhais (PR)

follow us:

No Instagram e no Facebook da VOi você confere a cobertura dos

principais eventos e fica por dentro do que estará na próxima edição

www.facebook.com/revistavoicuritiba

Instagran - @revistavoi

08

abril 2018

revistavoi.com.br


Certificado de Excelência

2018 - Tripadvisor

COMPARTILHAR

OS MELHORES MOMENTOS!

NÃO HÁ IDADE PARA

www.itaytyba.com.br

(41) 3012-9711

(42) 98801-0140

BR 153, Rodovia Transbrasiliana Km 185


expediente

bastidores

Ano XVI • Edição n.º 162 • Abril 2019

Year XVI • Edition n.º 162 • Abril 2019

Foto: Marcos Mancinni

A Revista VOi é uma publicação da JOTA Editora

Rua Maranhão, 502 - Água Verde

CEP 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

TECNOLOGIA EM FAMÍLIA

A interação virtual entre as famílias tomou conta do mundo

moderno. A VOi foi conferir bem de pertinho se a tecnologia é

a vilã ou a heroína dessa história. Durante a conversa com pais

e filhos sobre o assunto nossas lentes registram momentos de

descontração.

JOTA EDITORA

Diretores/Directors:

Comercial - Fábio Alexandre Machado

Executivo - Pedro Bartoski Jr.

revistavoi@revistavoi.com.br

Redação/Writing:

Editor: Rafael Macedo

editor@revistavoi.com.br

jornalismo@revistavoi.com.br

Projeto Gráfico/Graphic Design:

Supervisão: Fabiana Tokarski

Fabiano Mendes

criacao@revistavoi.com.br

Foto: divulgacão

DIVERSÃO

A 7ª edição da Festa 80s Friends está chegando com tudo este

ano. O tema de 2019 é o: Rock Conecta. Dá uma olhada no que

aconteceu no evento ano passado e leia nossa matéria para conhecer

as atrações que vêm aí!

Colaboradores/Colaborators:

Fotógrafos: Marcos Mancinni

Redação: Talita Laurino

Depto. Comercial/Sales Department:

comercial@revistavoi.com.br

Fone: +55 (41) 3333-1023

Colunistas/Colunists:

Mônica Gulin

Tufy Geara

Depto. de Assinaturas/Subscription:

Supervisão: Cassiele Ferreira

assinatura@revistavoi.com.br

Ligação gratuita:

0800 600 2038

Foto: Valentina Bornacina

TURISMO

A repórter Talita Laurino foi até a Catalunha e conheceu os encantos

da região que mais atrai turistas na Espanha. Nesta imagem ela está

ao lado da comunicadora Julia Nobrega (lado direito) em Sitges,

uma das praias mais charmosas nos arredores de Barcelona.

A Revista VOi é uma publicação mensal e independente, dirigida ao público curitibano, a

turistas, rede hoteleira e gastronômica de Curitiba. A VOi não se responsabiliza por conceitos

emitidos em artigos e colunas assinadas, por serem de responsabilidade de seus autores. A

utilização e reprodução pode ser feita desde que informada e citada a fonte. A Revista VOi

também não se responsabiliza por fotos de divulgação, bem como, por anúncios e imagens

enviadas por terceiros, por entender serem de responsabilidade de seus produtores.

VOi is a monthly and independent publication directed at the public, tourists, hotel chains

and gastronomy in Curitiba. VOi does not hold itself responsible for the concepts contained

in the articles and columns signed by others. These are the exclusive responsibility of their

authors. The use and reproduction of any part of the publication can be carried out as long as

the source is duly noted and cited. VOi is also not responsible for photographs that are part of

any divulgation, as well for advertisements and images supplied by others, and understands

that they are the exclusive responsibility of those who produced them.

10

abril 2019

revistavoi.com.br


NOTAS

Páscoa

solidária

Curitiba ganhou um novo projeto social: o Solidariedade.

A primeira ação será a Páscoa Solidária 2019 realizada

na Escola Fundamental Professora Nansyr Cecato, no

Parolin, que conta com mais de 500 alunos em período

integral. O projeto solicita arrecadações dos seguintes

itens: caixas de bombons, bis, ovos pequenos de chocolate,

pacotes de Sonho de Valsa, pipoca doce, torrones,

balas e pirulitos. Para doar, os interessados podem entrar

em contato pelo whatsapp (41) 99940-8806 ou pelas redes

sociais: www.facebook.com/projetosolidariedadecwb

ou www.instagram.com/projetosolidariedadecwb.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Na hora

certa

Os relógios retrô são a aposta certa para quem quer comprar

um modelo atemporal. Peças em couro, azul marinho

e rosa são os colírios do momento. E é claro que as marcas

queridinhas Audemars Piguet, Parmigiani Fleurier e Ulysse

Nardi superam todas as expectativas no que diz respeito ao

trending. Mas se já tem um modelo das grifes e não o usa

porque precisa de conserto, é uma boa hora para aproveitar

a tendência e levar na assistência técnica oficial das marcas:

a Watch Time. A loja encontra-se em Curitiba, São Paulo e

Rio de Janeiro.

Foto: divulgação

Arte

na pele

Tudo que é eterno tem que ser perfeito, ainda mais

quando se trata de uma arte que ficará para sempre

em nosso corpo. O casal Luanna e Fernando Grillo

desenvolvem desenhos com a técnica pontilhismo que

ponto a ponto forma a imagem desejada. Uma marca

registrada dos tatuadores é trabalharem juntos na mesma

tatuagem, um complementando o traço do outro.

12

abril 2019

revistavoi.com.br


Santa Land Home

reinaugura sua loja

Após dois meses de preparação,

a tradicional loja de

produtos natalinos Santa Land

reinaugurou em março. A

partir de agora, a boutique de

decoração estará aberta em

todas as épocas do ano, no

piso L2 do Shopping Crystal,

no bairro Batel. Com diversos

produtos exclusivos e importados

de mobiliário – além

de vasos, arranjos e lustres

– a loja trabalha com itens de

decoração interna e externa,

com enfoque em elegância e

beleza em ambos os ambientes.

A unidade conta ainda

com a ajuda de especialistas

no assunto: arquitetos e decoradores

podem auxiliar

os clientes na construção de

desenhos e projetos únicos para cada casa. Os artigos de decoração natalina voltarão à loja a partir do mês de agosto. O

horário de funcionamento da Santa Land Home é de segunda a sábado, das 10h às 22h e, aos domingos, das 14h às 20h.

Fotos: divulgação

Imagem: reprodução

Mergulhe

na diversão

Consegue imaginar um parque aquático abastecido por

águas termais? Em Foz do Iguaçu isso é possível. Em cima do

Aquífero Guarani, a segunda maior reserva de água doce do

mundo, fica o Blue Park. O espaço é conhecido por toboáguas

que impressionam até mesmo os fãs de adrenalina, sem

esquecer dos pequenos, trazendo opções e diversão a toda

família. Os ingressos podem ser comprados online e no local,

com valores a partir de R$ 59,90. Imperdível!

Foto: divulgação

Trend alert

O uso do mármore e do granito em mobílias vem sendo

cada vez mais apreciado por arquitetos. As pedras

caem bem desde um design mais minimalista até um

industrial. O acabamento das peças da Gramarsul foi

reconhecido como de nível internacional por especialistas

do ramo. O diferencial da empresa está na

constante atualização nas tendências do mercado arquitetônico.

Mais do que um adereço, ter uma pedra da

Gramarsul virou sinônimo de etiqueta.

abril 2019 13


NOTAS

Graciosa

em festa!

A casa de festas do Graciosa Country Club em Curitiba se

encheu de alegria com o aniversário de 1 ano de Giovana

Dalmaz! Na foto, os avós maternos Marcos e Maria Helena

Meyer, Wellington Dalmaz, segurando a aniversariante

Giovana, Maria Fernanda Dalmaz com Otávio nos braços,

além de Paulinho e Vânia Dalmaz, os avós paternos.

Foto: divulgacão

Foto: divulgação

Caiu

na rede

A marca de bolsas Monica Sanches chega a Curitiba

em grande estilo. A festa de inauguração do e-commerce

aconteceu no dia 11 de abril e recebeu influenciadoras

digitais apaixonadas por moda, além de outras

convidadas especiais. A marca ainda está promovendo

pelo Instagram da @revistavoi o sorteio de uma

bolsa. O resultado vai acontecer na semana do dia das

mães. Então corre seguir a gente para participar!

Alta

Curitiba inteligente

Curitiba é eleita uma das 21 cidades

mais inteligentes do mundo de 2019.

Quem integrou a capital paranaense na

lista foi o ICF (Intelligent Community

Forum), uma organização internacional

voltada ao desenvolvimento econômico.

Junto a Curitiba, fazem parte

da lista cidades como Chicago (EUA),

Moscou (Rússia) e Winnipeg (Canadá).

Infraestrutura urbana, ecossistema de

inovação e vontade política foram os

quesitos avaliados pela organização.

Baixa

A revolta dos canudos

A lei que previa multas de R$2 mil e R$10

mil aos estabelecimentos que mantivessem

a utilização do acessório teve de ser reescrita.

O motivo? Um estudo aprofundado

sobre o tema provou que o efeito inverso

poderia ocorrer. Em vez de o plástico

ser abolido, o uso de copos descartáveis

aumentaria, assim como aconteceu no

Rio de Janeiro e em outras cidades que tomaram

a mesma medida no país. O novo

texto prevê a criação de um selo chamado:

Consciência Coletiva; que será cedido aos

estabelecimentos que adotarem práticas

sustentáveis.

14

abril 2019

revistavoi.com.br


A TECNOLOGIA

A FAVOR DO SEU

BEM-ESTAR.

LIVRE-SE DOS PELOS!

AGENDE SEU HORÁRIO:

41 9 8470-2122 Carollotzestetica

Rua Emanuel Kant, 60 – sala 1303

H.A. Offices - Linha Verde – Capão Raso


moda

16

abril 2019

revistavoi.com.br


Lute como

uma

garota

Poucos meses após revelar em

rede nacional as agressões

físicas que sofria do ex-marido,

Cristiane Machado recomeça a

vida mais forte do que nunca

foto: Filipe Lisboa

abril 2019 17


moda

foto: Filipe Lisboa

18

abril 2019

revistavoi.com.br


foto: Filipe Lisboa

abril 2019 19


moda

foto: Filipe Lisboa

20

abril 2019

revistavoi.com.br


foto: Filipe Lisboa

abril 2019 21


moda

foto: Filipe Lisboa

22

abril 2019

revistavoi.com.br


foto: Carlo Locatelli

abril 2019 23


moda

foto: Carlo Locatelli

24

abril 2019

revistavoi.com.br


foto: Carlo Locatelli

abril 2019 25


entrevista

26

abril 2019

revistavoi.com.br


Cristiane

Machado

Um sonho de princesa que em pouco tempo se

transformou em um pesadelo. Agredida pelo

então marido, que na época era diplomata, e

com medo de não ser ouvida, a atriz instalou

câmeras escondidas pela casa. A denúncia

foi ao ar no final de 2018 no Fantástico, na

Globo. Mesmo com o ex-marido preso, Cristiane

conta que segue uma vida de medo, mas tenta

aos poucos reconstruir sua carreira. Confira

entrevista exclusiva que ela concedeu à VOi.

Por Larissa Angeli

Fotografia: Carlo Locatelli

abril 2019 27


entrevista

Em novembro de 2018 tomou uma decisão heroica

de expor no Fantástico, em rede nacional, as agressões

que vinha sofrendo com seu ex-marido. Como

chegou a essa decisão?

Ele ameaçou me matar e matar meus pais se o entregasse.

Meu pai é deficiente visual e minha mãe

deficiente física. Instalei as câmeras. Vivia coagida,

com medo das ameaças dele. Não podia discordar de

nada. Fiquei em cárcere privado. Nunca saia sozinha.

Ele sempre me acompanhava. Tinha medo de pedir

ajuda. Ele dizia para não falar nada a ninguém, para

tudo ficar normal, como ele queria. Vivia ameaçada e

ele é muito poderoso e influente, conhecia todo mundo.

Nossos padrinhos eram da inteligência da polícia.

Ele sabe meus passos hoje, preso, imagina solto?

Denunciar alguém que tenha influência política e em

todas as áreas é um ato de coragem.

Instalou câmeras pela casa para filmar as agressões.

Teve medo que as pessoas não acreditassem em suas

denúncias?

Com certeza. Diplomata, família de diplomatas e

embaixadores. Ele é influente e principalmente, extremamente

encantador, tanto que me apaixonei antes

por ele ser assim. E extremamente lobista. Então,

após o casamento, ele virou outra pessoa. Agressiva,

manipuladora e mentia muito. Nunca sabia o que era

verdade ou mentira. E na frente dos outros era um

homem apaixonado e educadíssimo, mas sozinho era

outra coisa. Algumas mulheres e pessoas que trabalharam

com ele no passado, me procuraram após a

entrevista, e aí me contaram suas histórias com ele e

fui vendo um novo Sérgio. Antes ele tinha duas empresas,

hoje sei que são várias. Antes eu era a terceira

mulher, hoje sei que serei o sétimo divórcio. Olhando

os processos e a condução mentirosa dele, só me dá

certeza que Deus me salvou de um mal maior.

Normamente nos casos de feminicídio há uma relação

de confiança entre o agressor e a vítima. Quando

começou a perceber que algo estava estranho?

Que a relação havia se tornado abusiva?

As agressões começaram sutis após me casar no civil.

Começou com uma roupa, ditar o que usar. Ele não

queria que atuasse mais e pediu para que não fizesse

determinados trabalhos, alegava que estávamos recém-casados.

Inclusive, neguei uma novela. Até que

veio a primeira grande agressão em março de 2017.

Foi uma enorme tristeza. Imagine, quatro meses de

casada. Fiquei presa em casa porque ele não me deixava

sair, com medo que eu o denunciasse. Foram

seis celulares quebrados, muitos objetos pessoais

meus destruídos, joias, computador, dinheiro, eletrônicos,

qualquer presente que ele me dava, se eu o

contrariasse, ele tomava de volta. Uma mesquinharia

que nunca tinha vivido na vida. Ele acabou com meu

HD externo, com toda a minha vida de atriz. Isso é

irrecuperável. Ele não admitia eu falar não. Queria ter

controle sobre a minha vida. Eu nunca da dele. Tinha

senha do meu celular. Eu sequer conhecia o trabalho

dele, mas ele sabia tudo meu: lugares que trabalhava,

pessoas, amigos. A primeira agressão foi uma noite de

terror. Ele me empurrou e eu tentando fugir, ele abriu

minha cabeça, me machucou muito pelo corpo todo.

Me jogou, me enforcando na cama e caí no jarro de

vidro que perfurou meu braço. Levei pontos. Estava

toda ensanguentada, machucada de tanto soco,

pontapé e ele segurava até eu não conseguir respirar.

Pegou uma machadinha quebrou a casa inteira e veio

As agressões

começaram sutis

após eu me casar no

civil. Começou com

uma roupa, ditar

o que usar. Ele não

queria que atuasse

mais e pediu para

que não fizesse

determinados

trabalhos, alegava

que estávamos

recém-casados

28

abril 2019

revistavoi.com.br


para cima de mim, que estava sentada ao lado do

meu pai no chão, que é cego, e ele dizendo que ia

acabar comigo, me matar. A polícia chegou depois

de uma hora. Ele foi preso, mas solto, em menos de

uma hora, pagando fiança de R$1.500.

Recebeu apoio de outras mulheres? Como foi logo

após a revelação?

As pessoas têm me acolhido muito. Denunciar o próprio

marido é muito difícil. Mas sei que tentei de tudo

para que ele fizesse o certo. Até hoje, mesmo preso,

ele insiste em me maltratar e agredir psicologicamente.

Infelizmente, caráter não se ensina.

Como está agora? Como é recomeçar após tanto

sofrimento?

Após a denúncia é muito doloroso. Principalmente

quando falamos de um homem que tem condições

financeiras, que utiliza diversas tramas manipulatórias

para fazer você parar de falar. Participo ativamente

do meu processo porque sei, infelizmente, só agora

como ele é. Temo muito pela minha vida e não tenho

proteção. Apenas no condomínio que moramos

tem guarita armada e isso me deixa um pouco mais

segura, mas ainda assim, ele busca informações minhas

através de terceiros, mesmo preso, e utiliza o

filho para me seguir e saber todos os meus passos.

Detalhe, os dois filhos dele são advogados. Eles, a

filha e o filho, estavam na delegacia na primeira vez

que denunciei e me viram ensanguentada. A primeira

denúncia foi documentada, mas desisti porque ele

chorava muito. Dessa forma, ela não seguiu adiante

pela minha desistência. Quando voltamos, teve a segunda

agressão muito pior! Hoje, ninguém da família

dele me procurou para fazer o bem e sim, brigar por

dinheiro. Só o que penso. Alega sempre falência, mas

ela não existe. Existe só nos meios comuns: bancos,

cartões e etc. Ele não joga para perder.

Revelou recentemente que ainda recebe ameaças. O

que espera da justiça brasileira?

Espero que seja justa, acompanhe profundamente o

processo. Perceba que precisamos punir um agressor.

Cada agressor tem um perfil cultural e econômico

e, logicamente, o que tem mais dinheiro, tem mais

chance de pagar bons advogados e utilizar manobras

jurídicas. Agora, ele alega que está doente e preocupado

em não ocupar uma vaga no SUS (Sistema

Único de Saúde), porque não quer tirar a chance de

Denunciar o

próprio marido é

muito difícil. Mas

sei que tentei de

tudo para que ele

fizesse o certo.

Até hoje, mesmo

preso, ele insiste

em me maltratar

e agredir

psicologicamente.

Infelizmente,

caráter não se

ensina

outro preso. Desde quando ele teve consciência com

o ser humano.

O que já deixou de fazer simplesmente pelo fato de

ser mulher?

Deixei de pedir ajuda. Deixei de me defender a altura

e com a força de um homem.

Vamos falar de coisas boas, quais são seus planos

profissionais para este ano?

Vou lançar um filme em Hollywood que já tinha

filmado antes de me casar. Bem antes. Nós, atores,

trabalhamos e recebemos por projetos. Precisamos

estar bem para exercer nossa profissão. Sérgio odiava

minha carreira e foi me sabotando e sempre dizia que

estávamos recém-casados, que queria formar uma

família, para esperar um pouco e com isso fui criando

uma dependência. Sempre fui independente. Fiz três

faculdades com a força do meu trabalho. Espero virar

essa página e transformar essa dor em algo que possa

ajudar outras mulheres. Quero retomar minha carrei-

abril 2019 29


entrevista

ra, minha vida em paz. Quero minha vida de volta.

Fui sequestrada e ele não me deixa seguir. Tenho que

olhar os processos diariamente e isso me entristece,

saber que me casei com um homem que quis me

matar.

Quando estreia o filme?

Estreia no final do ano. Foi incrível. Filmei com uma

equipe hollywoodiana e o diretor Josh Taft foi supergeneroso.

Fiz a Maria, que é a chave de um segredo

para um assassinato. Trabalhava com um psicoterapeuta.

Atuar em inglês foi bem diferente. Não me

preocupei com o sotaque porque fazia uma latina.

Mas estar em um set, com equipe americana, roteiro

americano, direção hollywoodiana foi um presente

de Deus.

Como surgiu o convite para a produção americana?

Trabalhei com o diretor Josh Taft em uma campanha

mundial da Coca Cola, que filmamos em Grumari, no

Rio de Janeiro. Na época, quando finalizamos o trabalho,

ele me deu o cartão com seus contatos e disse

que começaria em breve a trabalhar em um roteiro

que teria uma personagem que era o meu perfil: uma

brasileira sensual, com um lado brejeiro, que precisava

passar um lado misterioso. Perguntou se falava

inglês e logo depois veio o convite oficial. Fui com

meu agente a Los Angeles, nos EUA (Estados Unidos

da América) conversar pessoalmente e foi incrível.

Filmar com profissionais de Hollywood foi um sonho

realizado.

Pensa em morar fora?

Adoraria. Até para fugir um pouco disso tudo, mas

tenho meus pais deficientes aqui e não os largaria por

nada nesse mundo. São meus amores reais.

Com quantos anos descobriu que queria ser atriz, o

que fez?

Descobri desde pequena. Fazia todas as peças da

escola e sempre queria ser a princesa. Minha mãe me

colocou em uma escola de teatro. Depois, sonhava

em estudar em uma determinada instituição, mas era

muito cara para mim. Lembro que fazia recortes de

jornal de tudo que saia de lá. Comecei a trabalhar

e estudar jornalismo, me formei. Precisava de algo

estável. Comecei a trabalhar como jornalista, produtora

e repórter, porque precisava de dinheiro para

bancar meus cursos. Trabalhava manhã, tarde e noite,

estudava para entrar na Faculdade de Artes Cênicas.

Até que consegui minha primeira novela na Globo e

depois vieram muitas outras. Lembro que senti ali que

meu sonho estava se realizando.

Já levou muitos nãos? Como lida com eles?

Minha profissão é a arte de aceitar nãos. Digo que

são 10 nãos para um sim. Faz parte. Mas a vida me

ensinou a ser mais forte. Era difícil, chorava, mas, no

dia seguinte, estava de cabeça em pé batalhando por

uma nova oportunidade.

Soube que está escrevendo um livro, será uma biografia?

Vou falar da Cristiane antes de tudo acontecer, porque

já tinha uma carreira, e da Cristiane depois,

passando pelo fato em si. Mas também vou comentar

sobre as brechas que o sistema dá, as brechas que a

Lei Maria da Penha permite, fazendo com que muitas

mulheres não denunciem. Quero mostrar a verdade,

as dificuldades que encontrei no sistema judiciário,

na polícia. Isso virou uma missão para mim até para

tentar mudar. Será um alerta. Quero tentar contribuir

para mudar um pouco essa realidade assustadora.

Eu nunca sabia o

que era verdade

ou mentira. E na

frente dos outros

era um homem

apaixonado e

educadíssimo,

mas sozinho era

outra coisa

30

abril 2019

revistavoi.com.br


G a s t r o n o m i e . P a t i s s e r i e

41 9 9673-2634

robertaschwankegastronomie.patisserie

Rua Otelo Queirolo, nº223, Sala 07

Bigorrilho - Curitiba


principal

Família

Virtual

Por Talita Laurino

Fotos: Marcos Mancinni

As inovações tecnológicas vieram com tudo e hoje é

impossível se imaginar sem um celular, mas o que fazer

quando o aparelho toma conta da vida em família?

Q

uem não está acostumado a sentir o

celular vibrando o dia todo no bolso? A

vida virtual invadiu a rotina dos brasileiros

e as relações familiares mudaram

drasticamente com isso. A comunicação

entre pais e filhos passou a ser mais

rápida e eficaz. Por outro lado, a desinformação, os

conteúdos impróprios e a individualidade também

apareceram. Para entender este contexto, a VOi

conversou com pais e especialistas sobre o assunto.

Afinal, o celular é o herói ou o vilão da vida moderna?

Paula Dias é a matriarca de uma família que ilustra

um caso típico de parentes que não conseguem

viver longe do celular. O filho mais velho, Kadu Dias,

partiu para uma aventura no Colorado, EUA (Estados

Unidos da América) há quase um ano. Desde então, o

que aproxima os pais e a irmã ao garoto são as redes

sociais e aplicativos.

Mas é claro que a viagem de Kadu não justifica

todas as checadas de mensagem que a família dá. O

pai do garoto, Carlos Eduardo Dias, por exemplo, tem

outro motivo que não o deixa tirar o olho da telinha:

o trabalho. “Como sou administrador de empresa,

tenho clientes falando comigo o tempo todo. Preciso

me regrar para não ficar horas no celular, até mesmo

no final de semana”. O cuidado para não se viciar tem

explicação; “Pais são exemplos. Se ficar olhando o

aparelho sem parar, a Isabela certamente fará o mesmo”,

concorda o patriarca. Isabela Dias é a caçula da

família. Uma estudante de 13 anos que cresce como

qualquer outra pré-adolescente: apaixonada pelo

universo virtual. No café da manhã, por exemplo, ela

tem seus esquemas.

Posiciona o celular na frente da comida e coloca os

fones, é hora de assistir aos seus programas favoritos

no youtube. Os pais já não contestam mais a prática,

32

abril 2019

revistavoi.com.br


O celular melhorou muito na

rapidez da informação, na

possibilidade de mudança de

planos e, principalmente, na

questão da segurança. Fico

sabendo na hora se o Kadu está

bem nos EUA. Às vezes peço pra ele

me mandar áudio, só pela voz dá

para sentir. Também gosto de saber

se a minha filha chegou bem na

escola”

Paula Dias

“essa geração é assim”, admite Paula.

No almoço, porém, não importa quem esteja

querendo entrar em contato com eles, o aparelho

móvel é desligado e todos se divertem contando os

acontecimentos do dia. A regra da família, instituída

naturalmente e sem conhecimentos específicos, tem

um valor pedagógico significativo.

“O ato de sentar à mesa para falar e ouvir é essencial.

Muitas crianças hoje em dia só comem mexendo

no celular. Além disso não ser saudável, é ruim para

o aprendizado cognitivo delas. A interação social é

importante para o mercado de trabalho no futuro,

para a escola e para cultivar bons amigos”, ressalva a

pedagoga Suzana Brito.

E quando o assunto são crianças ainda menores,

as restrições se intensificam. A recomendação da

SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) é que com

menos de dois anos não se utilize o celular. No caso

de crianças de 2 a 5 anos o tempo total de exposição

deve ser entre 1h e 2h (horas). A Academia Americana

de Pediatria ainda é mais extrema: sugere que crianças

de 3 a 5 anos utilizem no máximo 1h por dia e de

6 a 12 anos o máximo de 2h.

Condenar a tecnologia como vilã, entretanto, não

parece uma ideia justa na visão de Paula. “O celular

melhorou muito na rapidez da informação, na possibilidade

de mudança de planos e, principalmente,

na questão da segurança. Fico sabendo na hora se o

Kadu está bem nos EUA. Às vezes peço para ele me

mandar áudio, só pela voz dá para sentir. Também

gosto de saber se a minha filha chegou bem na escola”,

cuida a mãe.

E por falar em escola, até as aulas estão ficando

mais divertidas com as novas tecnologias. Profissionais

da área da educação também decidiram se

atualizar e fazer do celular um aliado. A professora de

história da Isabela, por exemplo, conseguiu encantar

seus alunos realizando uma live no instagram. “A

minha filha até comeu mais rápido pra poder ligar

o celular e assistir ao vídeo da professora. O mais

engraçado é que era a aula de uma matéria que ela

nunca gostou e que sempre tive que ficar em cima”,

comenta Paula.

A pedagoga Angélica Matais explica que o uso do

aparelho deve servir para casos como este. “Temos

a oportunidade de ampliar o conhecimento e reter

triplamente mais a atenção de nossos alunos. Precisamos

falar na língua deles. Afinal, se o celular é mais

atrativo do que estudar, por que não unir os dois?”,

sugere.

abril 2019 33


principal

FALANDO NA MESMA LÍNGUA

A dica valiosa da educadora vale para a vida em

família também. “Se comunicar no mesmo idioma é

essencial para os pais que buscam uma maior aproximação

de seus filhos”, garante Angélica.

E para explicar como isso pode ser feito da forma

mais natural possível, a VOi conversou com a professora

do núcleo de psicologia da PUC-PR, Thaise

Tacla. Ela recomenda aos pais que a introdução do

celular no cotidiano seja usada como ferramenta de

um controle saudável da vida dos jovens.

“Os pais devem buscar conhecer as redes sociais

que o filho costuma utilizar, conversar sobre o assunto

e tomar conhecimento das pessoas que os filhos se

relacionam e partilham informações. Eles também

devem estar atentos para criar formas de envolvê-los

fora do mundo virtual”, explica.

Paula já perdeu as contas de quantas séries assistiu

para se inteirar no universo de Kadu e Isabela. E

bate no peito com orgulho para dizer que entende o

que são as stories do insta. Participar da vida virtual é,

para a administradora, fundamental.

E enquanto ela se conecta com o mundo moderno

também percebe com mais facilidade os seus perigos.

O vício em celular não lhe parece algo absurdo. Paula

entende o porquê de muitas crianças enfrentarem

problemas psicológicos relacionados à dependência

tecnológica. Os próprios pais podem ser inclusive, os

causadores da doença.

É isso o que a psicóloga Aline Melo estuda em sua

tese. “Atualmente é comum que ambos os pais trabalhem

fora, que a criança passe grande parte do tempo

na escola, ou na casa de cuidadores ou familiares. Por

isso, alguns pais tendem a pensar que precisam compensar

a falta de tempo com os filhos, suprindo suas

necessidades e evitando que eles tenham frustrações.

Nestes momentos, o uso do aparelho acaba se tornando

uma forma de entretenimento dado à criança”,

exemplifica a psicóloga.

E é aí que mora o perigo. Segundo a profissional,

a partir de então o celular passa a interferir negativamente

na vida do usuário e das pessoas à sua volta,

afetando diretamente nas relações sociais, causando

isolamento, dependência, problemas de autoestima

e a busca constante por afirmação e aceitação do

outro. “São situações novas que estamos estudando e

tentando achar soluções o mais rápido possível.”

DE LÁ PRA CÁ

Não são somente os profissionais da área da

psicologia que estão procurando entender as mudanças

nas relações familiares com a popularização

do celular. Tudo está se adaptando aos caprichos do

aparelho. A própria televisão, que desde a década de

1970 reunia avós, vizinhos, primos e pais na sala de

estar, hoje se reinventa.

As exibições nas telonas buscam a interação com

o espectador por meio das redes sociais. A individualidade,

porém, é o principal desafio a ser enfrentado.

Com tantas opções streaming oferecidas pela internet

fica difícil envolver todas as gerações em um só programa.

Resultado? Crianças e adultos trancados em

seus quartos mexendo nos celulares.

34

abril 2019

revistavoi.com.br


AS SOLUÇÕES NA PALMA DA MÃO

Para a sua família passar longe de situações como essa, a psicóloga Aline separou algumas das dicas mais

preciosas para lidar com o assunto. Confira a lista:

1

Algumas crianças ainda muito pequenas têm a autonomia para escolher o que querem fazer e o que querem

assistir na televisão e mídias digitais. É importante que esse conteúdo seja fiscalizado! Mantenha uma boa

comunicação com a criança.

2

Que tal parar de se preocupar com a quantidade de tempo que tem junto dos filhos, mas sim com a qualidade

deste tempo? Para isso, invista em algo que seja produtivo para a criança, como brincar, rir, pular, se sujar ...

estes momentos que ficarão na memória afetiva delas.

3

Não use a tecnologia como forma de acalmar e entreter seus filhos. Procure substitutos e tome consciência do

poder que o celular tem.

4

Lembre-se que é por meio da família que a criança aprende o que é certo e o que é errado. Seja exemplo, não

passe o dia todo checando mensagens no celular.

5

E por fim, mas não menos importante: relaxe e divirta-se com os benefícios que as inovações tecnológicas

podem trazer!

abril 2019 35


transformação

antes

FICHA TÉCNICA

Fotografia: Marcos Mancinni

Modelo: Dani Falavinha (Mega Model Sul)

Cabelo: Jonatha Ribas (Jojo Studio)

Make: Jojô Ribas

Produção: Juliano Fonseca

Roupas: Modifixe

De volta

aos anos 90

36

abril 2019

revistavoi.com.br


Hair

POR JONATHA RIBAS

O tamanho natural do cabelo é o

que importa nesta produção. “Os fios

foram somente valorizados com um

spray de raiz”, explica Jojô. Nos início

dos anos 90, as mulheres começaram

a se rebelar contra o frizz e o permanente

(típico dos anos 80) e passaram

a definir mais as mechas. O cabelo

cheio, porém, se mantinha em alta.

Make

POR JOJÔ RIBAS

Cores em diferentes intensidades pedem uma harmonização

impecável do rosto. Essa foi a proposta do

maquiador e cabeleireiro Jojô Ribas na transformação

deste mês. A inspiração do trabalho veio de referências

encontradas na década que voltou com tudo no mundo

da moda: os anos 90. “Os produtos que usei foram

2 lápis coloridos, em tons azul turquesa e royal, e um

toque final de batom bordô com fuchsia. O resultado é

uma make descolada e muito moderna”, detalha Jojô.

Produção

POR JULIANO FONSECA

DA MODIFIXE

“O look foi inspirado em uma

transição do final dos anos 80 para

os anos 90, uma verdadeira mistura.

Na alfaiataria, ombreiras em destaque

e cores muito quentes. De fundo, o

preto minimal remete ao minimalismo.

O mix de décadas representa o atual

momento da moda”, conta Juliano.

abril 2019 37


DIVERSÃO

A noite é de rock, bebê

Os anos 80 estão de volta. os apaixonados por essa década

podem prestigiar uma festa cheia de ritmo e diversão

Fotos: divulgação

Q

uem é fã de um bom Rock N’

Roll vai gostar de saber que

a 80’s Friends/Celebrando a

Amizade está chegando à sétima

edição. Desta vez, a festa

acontece no Paraná Clube/Espaço Torres Kennedy,

dia 8 de junho, às 22h. O evento que

atrai cada vez mais pessoas ano após ano traz

um tema que é difícil deixar alguém parado: O

Rock Conecta. A noite vai relembrar os hits do

rock nacional e internacional que bombaram

nas rádios e televisões por todo o país, além

de muitas outras novidades.

São esperadas cerca de 1.700 mil pessoas

no local, que será transformado em um túnel

do tempo com entrada direta nos anos 80. “O

espaço será preparado com mesas grandes

para receber cada grupo de amigos. Acreditamos

que passará de uma centena de mesas,

pensando sempre na comodidade do público,

afinal a galera já não tem mais os 20 anos de

tempos atrás”, brinca o organizador Pierre

Alexandre Boulos.

A abertura do evento ficará por conta

do DJ Márcio Ferreira, que trará os grandes

sucessos do Synthpop, New Wave e Pós Punk.

Na sequência, a 80’s Friends convida o grupo

Veraneios para subir no palco, com o melhor

do rock nacional. Depois, é a vez da atração

principal da noite: Supla, um dos cantores

mais emblemáticos do rock paulistano desse

período tão efervescente. Para finalizar, DeLorean,

trazendo o clássico do rock 80’s gringo.

O INGREDIENTE ESPECIAL

Pierre conta que o segredo para o sucesso

da festa é a paixão dos participantes. “O

pessoal de Curitiba ainda curte muito algumas

vertentes do rock que surgiram nos anos 80.

Aqui, isso ainda é muito forte, viajei pelo Brasil

e posso dizer que proporcionalmente Curitiba

é a cidade que mais consome o Rock no país”,

comenta.

ESTE ANO A FESTA PROMETE TRAZER CERCA DE 1700 PESSOAS

SUPLA É A GRANDE ATRAÇÃO QUE O EVENTO RESERVA

38

abril 2019

revistavoi.com.br


Para este ano, a ideia ainda é trazer uma

subtemática; o cinema dos anos 80. “Existem

músicas que ficaram na memória afetiva de

toda essa geração por causa de filmes inesquecíveis.

É justamente mexer com esse lado

emocional das pessoas o nosso desafio, além

de reunir grandes amigos para ouvir as músicas

que fizeram parte da formação de cada

um”, conta Pierre.

SENTA QUE LÁ VEM HISTÓRIA

A década de 1980 ficou conhecida como

o início da Era da Informação, sendo marcada

pela atitude rebelde dos jovens que influenciaram

o mundo todo. Na música, John Lennon,

o eterno Beatle, retornava às gravadoras,

interpretando hinos atemporais como Starting

Over. Enquanto isso, o Brasil também se

jogava no rock n’roll, lançando bandas como

Os Titãs, Barão Vermelho, Os Paralamas do

Sucesso, Legião Urbana...

O comportamento da juventude brasileira

impressionava as outras gerações, que observavam

curiosas as manifestações políticas,

sociais e artísticas que estavam surgindo. A

cultura dos discos de vinil e das bandas de

garagem também se propagava, o que dava

eco a uma voz que não podia mais ser calada,

nem mesmo pelo regime militar, que devido à

pressão popular teve fim em 1985.

“A ascensão das bandas nacionais no início

da década coincidiu com um grande período

de mudança no país.

Hoje o rock se tornou cult e já não tem

o mesmo impacto social. Essa juventude se

tornou uma consumidora voraz e superficial

dos streamings, guardam em seus smartphones

milhares de músicas em seus mais diversos

estilos e não sabem muitas vezes nem quem é

exatamente o autor delas... O mundo mudou

demais”, lamenta nostálgico o empresário.

Apesar disso, ele e os outros três organizadores,

Cadu, Adriano e Terra, acreditam no

poder do rock de unir e transformar as pessoas.

É por isso que a frase da 80’s Friends desse

ano é: o rock conecta. Afinal, o que é melhor

do que a música para colocar todas as gerações

dançando em uma mesma sintonia?

SERVIÇO

SÁBADO, 8 DE JUNHO - 22H

PARANÁ CLUBE/ ESPAÇO TORRES KENNEDY

INGRESSOS AVULSOS NO LOCAL

R$50 - MESA R$100

Grandes bandas

tinham letras fortes

e politizadas que

protestavam contra

a nossa realidade

social e política

abril 2019 39


MÚSICA

Uma paixão antiga

Quem é o Syndic DJ,

novo nome da discotecagem curitibana

Fotos: Marcos Mancinni

U

ma paixão que começou nos anos 70 e

nunca foi esquecida. Assim é a relação de

Luiz Rogerio Oliveira com a discotecagem.

O DJ iniciou a carreira como auxiliar nessa

profissão em uma das casas noturnas mais

icônicas do Rio de Janeiro (RJ), e que lançou a era da

disco no Brasil: a saudosa New York City Discotheque.

Lá ele trabalhava como relações públicas, mas também

era responsável pelo warm up do DJ Ricardo Lamounier,

um dos primeiros e mais celebres do país.

No início dos anos 80 Luiz Rogerio deu uma pausa

na carreira de DJ para se dedicar aos estudos. Quando se

mudou para Curitiba fundou algumas empresas no ramo

administrativo, mas ele reconhece que “nunca largou o

gosto pela música e que sempre praticava que possível as

pick-ups”.

Com as empresas estabelecidas, em 2015 ele

reiniciou a atividade de DJ como hobby, até que três

anos depois o negócio foi ficando mais sério, o que

demandou a criação da

Infinity Eventos, onde

Luiz Rogerio passou

atuar de forma mais

profissional

e também

aproveitou

para dar

uma repaginada

completa na carreira, foi

quando surgiu o Syndic DJ. “Este nome é uma singela

homenagem à profissão que durante décadas me

projetou como síndico e administrador de condomínios

e que ao mesmo tempo me permitiu consolidar as

empresas que dirijo”, explica.

Quando questionado qual o estilo musical que

mais gosta de tocar, com certeza o ecletismo é marca

registrada do DJ que participa de festas como formaturas,

casamentos, 15 anos e eventos corporativas, nicho que

tem crescido e no qual a Infinity tem grande know-how.

“Minha marca registrada é um chapéu preto retrô

e colete. Normalmente uso esse conjunto em todos os

eventos. Mas em festas temáticas Disco 70s, uso figurino

relacionado à época e também costumo fazer algumas

performances”, enaltece o artista que começou tocando

músicas disco dos anos 70 e 80 e até hoje mantém uma

forte ligação com esse estilo.

40

abril 2019

revistavoi.com.br


O seu sonho junto

ao encanto de uma

transformação

perfeita!

Rua Lamenha Lins 1623, Rebouças

(41) 3332.7078 macugasalon macugasalon


coluna

Fotos: Emanoel Caldeira

Nossa missão é promover a melhoria da qualidade de vida de

pessoas em vulnerabilidade social. As ações garantem a valorização

da família e a inclusão social. Em atendimentos com a Defesa

Civil, atua em situações de emergência, catástrofe e calamidade.

Torne-se um parceiro e venha fazer parte desta corrente solidária

em favor do desenvolvimento social em nosso Estado.

E-mail: eventos@provoparestadual.org.br

IV CORRIDA SOLIDÁRIA PROVOPAR ESTADUAL E

BPTRAN REUNIU MAIS DE 1,2 MIL ATLETAS

A IV Corrida Solidária Provopar Estadual e BPTran em comemoração aos 67 anos

do BPTran (Batalhão de Polícia de Trânsito), evento que faz parte do calendário

de provas de rua de Curitiba, reuniu mais de 1200 atletas no dia 17 de março.

Na ocasião a Presidente da Provopar Estadual, Carlise Kwiatkowski, afirmou

que a parceria com o BPTran tem feito a diferença nos eventos sociais. “É muito

gratificante participar de corrida de rua promovendo a saúde e a solidariedade

e ainda mais ao lado do BPTran, que comemora 67 anos. Estamos no quarto

ano comemorando com essa linda festa e com um show de solidariedade aos

que mais precisam”, disse. “Esse tipo de evento aproxima a comunidade da

Polícia Militar e mostra que atua não somente com segurança pública, mas

que também é envolvida em ações solidárias”, disse o comandante do BPTran,

tenente-coronel Naasson Polak. A corrida deste ano teve patrocínio da Sanepar

– Governo do Paraná, Sitema Fiep - Sesi Paraná e Mizuno com apoio da Águas

Ouro Fino, Sorvestes Bapka, Bananas Portão, Reciclagem Éco, Revista Voi, Loja

Procorrer, Rádio Transamérica, NO2 Suplementos e voluntários da Primeira

Igreja do Evangelho Quadrangular de Curitiba com realização da Elite Eventos.

COM A CHEGADA DO OUTONO, PROVOPAR

ESTADUAL COMEÇA A PREPARAR A CAMPANHA

ESPALHE CALOR

É época de exercitar a solidariedade, a maior bandeira do povo

paranaense, que está sempre disposto a ajudar. O Provopar Estadual

está preparando a campanha Espalhe Calor e você é nosso convidado a

separar roupas, agasalhos e cobertores, para ajudar famílias em situação

de vulnerabilidade social em todo Paraná. A presidente do Provopar

Estadual, Carlise Kwiatkowski, reforça o pedido de apoio aos paranaenses

para a chegada do inverno e das baixas temperaturas, que colocam em

risco milhares de famílias em todo o estado. “Chegou a hora de separar

aquela peça que não usa mais para doar para quem precisa. Doe com

amor e ajude a espalhar calor humano”, afirmou. Desde o lançamento da

campanha, em 2011, já foram mais de 2,3 milhões de atendimentos. “A

nossa expectativa é ampliar o número de pessoas atendidas em relação

aos anos anteriores e, para tanto, esperamos contar mais uma vez com a

solidariedade de todos.”

PROVOPAR E DIOE FIRMAM PARCERIA

A presidente do Provopar Estadual, Carlise Kwiatkowski, e o

presidente do Dioe (Departamento de Imprensa Oficial do Estado

do Paraná), Tiago Baccin, firmaram um Termo de Parceria no

dia 22 de março. O Dioe vai doar ao Provopar Estadual sobras

de papel que serão vendidas e revertidas em ações sociais do

Provopar Estadual. Participaram também da assinatura do termo,

o diretor financeiro do Dioe, Arnaldo Francisco e o Coordenador

de Eventos do Provopar Estadual, Emanoel Caldeira.

*Você também pode ajudar o Provopar Estadual fazendo doações

através da rede bancária.*

Provopar Estadual Ação Social - CNPJ: 76.793.397/0001-88

Banco do Brasil

Ag. 1622-5 C.c. 2018-4

42

abril 2019

revistavoi.com.br


VITRINE

Foto: divulgação

Páscoa

na natureza

Quer descansar no feriado de Páscoa? Aproveite os pacotes do

Itáytyba Ecoturismo (19, 20 e 21 de abril). Inclui um passeio

com trilha ecológica, visita à Casa de Memórias e ao mirante do

Cânion Guartelá. Na programação gastronômica tem bacalhoada

do Nonno, almoço especial de Páscoa e caça ao ovo com a

equipe de recreação

Local: Itáytyba Ecoturismo

itaytyba.com.br

Inverno

fashion

Falar em Inverno sem pensar nas boots já não é possível,

as poderosas botas são verdadeiras protagonistas da

temporada! A bota Black Matelassê metal CS é uma das

queridinhas deste ano

Onde encontrar: Carmen Steffens

carmensteffens.com.br

Foto: divulgação

Foto: Marcos Mancinni

Ovo

gourmet

Criado pela confeiteira Roberta Schwanke o

ovo S’mores traz recheio de chocolate secreto,

marshmallow maçaricado e bolacha maria para

mergulhar nas camadas. Há ainda mais 30 opções de

casca e recheio para combinar e eleger seu favorito

Onde encontrar:

Roberta Schwanke Gastronomie & Patisserie

roberta_schwanke_gastronomie

Vários

sabores

Mais de 30 sabores que chegam à mesa em formato de espetinhos.

Os favoritos são xixo de carne, queijinho mussarela, kafta, linguiça

toscana e coração de galinha. Guarde espaço para os doces como o

espetinho de sorvete, irresistível

Onde encontrar: Casa do Zé

casadoze.com.br

Foto: Fabiano Mendes

abril 2019 43


coluna

Joias

eu uso

Fotos: divulgação

Você conhece a arte de fazer joias?

Se acha que sim, faça o

O colunista Tufy Karam Geara é

empresário do setor joalheiro

Contato: contato@revistavoi.com.br

teste abaixo

1

2

3

Sabe-se que o índice de refração da água é

1,33; do vidro 1,52; e do diamante?

a) 1,0

b) 2,0

c) 1,84

d) 2,42

e) 15

Quais destes materiais são

utilizados na ouriversaria (a arte

de trabalhar com metais preciosos)?

a) broca

b) pinça

c) lupa

d) cadinho

e) serra

f) todos

Na escala de Mohs, qual destas gemas tem o

grau 10 de dureza?

a) safira

b) esmeralda

c) rubi

d) pirita

e) diamante

4 Qual gema tinha o nome de Zoizita Azul, e

posteriormente foi mudado para Topazio Azul?

a) Água Marinha

b) Lapis Lazuli

c) Tanzanita

d) Ametista

5

6

Dentro do mercado de alto luxo, quais dos

grupos abaixo detém as marcas Cartier,

Mont Blanc, Baume&Mecier, Piaget e Vacheron

Constantin?

a) Lvmh

b) Richemont

c) Gucci

d) Escada

e) Hermés

Poucos sabem, mas

Savador Dalí criou joias que

marcaram a história da joalheria.

Qual delas é de sua autoria?

a) Hidra

b) Tesouro Guardado

c) Rosa do Deserto

d) Rosto de Mulher

e) O Coração do Favo de Mel

7 Acroita, Indicolita, Rubelita, Siberita e Verdelita

são nomes dados a qual gema por sua cor?

a) Taschmarine

b) Obesidiana

c) Espinélio

d) Turmalina

e) Kunzita

8 Momme é a unidade de peso usada na

comercialização de pérolas soltas. Ela equivale a

quantas gramas?

a) 3,75gr

b) 4,5gr

c) 3,0gr

d) 5,4gr

e) 2,95gr

Respostas: 1) 2,42; 2) todos; 3) diamante; 4) tanzanita; 5) Richmont

6) O coração do Favo de Mel; 7) turmalina; 8) 3,75

44

abril 2019

revistavoi.com.br

RESPOSTAS


aqui sua

experiência

com táxi

é mega!

BAIXE NOSSO APP E

GANHE 30% DE

DESCONTOS EM

CORRIDAS via

aplicativo

• aceitamos cartões de crédito

• Firmamos parcerias com empresas

QUALIDADE, SEGURANÇA e PREÇO JUSTO!

megataxioficial

megataxioficial


coluna

Fotos: divulgação

Eventos

by

Mônica

Gulin

Mônica Gulin é jornalista e

apresentadora de TV

Contato: monicagulin@bol.com.br

O Grão-Ducado

de Luxemburgo

Luxemburgo: o destino que parece ter saído de um conto

de fadas, é considerado o menor país da Europa, com pouco

mais de 600 mil habitantes. Localizado entre a Alemanha,

a Bélgica e a França, o destino se destaca por ser um

dos países mais ricos da Europa e ter um dos maiores

PIB do mundo.

RIQUEZA CULTURAL

Com forte influência germânica e francesa, a sua capital homônima, já foi eleita duas vezes a capital europeia da cultura. O centro histórico de

Luxemburgo também foi tombado como Patrimônio Mundial pela Unesco. As línguas oficiais são o luxemburguês, francês e o alemão. Mas o inglês

também é falado pela maioria dos seus habitantes. E não se espante se ouvir o português pelas ruas durante um passeio ou outro, pois uma parte da

população fala o idioma, já que muitos imigrantes portugueses se mudaram para lá nos anos 70.

QUAL A MELHOR ÉPOCA PARA VISITAR?

Assim como a maioria dos países europeus, Luxemburgo oferece opções turísticas que variam de acordo com a época do ano.

De dezembro a março: as temperaturas caem bastante e pode ocorrer chuva e neblina durante o dia.

Entre abril e maio: o país fica ainda mais charmoso com a chegada do colorido e dos perfumes das flores.

Em junho: as temperaturas são mais amenas, mas o clima é seco.

Entre setembro e outubro: a paisagem ganha os tons bucólicos próprios do outono europeu.

UM PAÍS EMPODERADO

Luxemburgo é considerado um dos países mais seguros para as mulheres na Europa, ou seja, o machismo não faz parte do vocabulário luxemburguês,

o que pode ter uma explicação histórica. Como único país grão-ducado do mundo, o que quer dizer que seu chefe de Estado é um grão-duque

ou grã-duquesa, durante muito tempo o trono foi ocupado apenas por mulheres, o que garante muito respeito e igualdade. Este pequeno país fica a

pouco mais de 2h (horas) de trem rápido de Paris, por isso não deixe ele fora do seu destino na próxima viagem.

46

abril 2019

revistavoi.com.br


01

02

03 04

05

06

festa de recepação para novo

consulado de luxemburgo

No mês de março aconteceu a abertura oficial do Consulado de Luxemburgo no

Lira Tênis Clube de Florianópolis (SC). Uma cerimônia repleta de significados

para os dois países. Os convidados foram recepcionados pelo embaixador de

Luxemburgo no Brasil, Carlo Krieger, e a cônsul Karen F. Schwinden. O Estado

possui mais de cinco mil descendentes de luxemburgueses e a abertura do consulado

em Palhoça (SC) marca a iniciativa de fornecer vistos e cidadanias para esses

brasileiros. Palhoça foi escolhida como sede do consulado em Santa Catarina,

pelo número de descendentes residindo no munícipio.

01 - O cônsul geral de Luxemburgo Jan Euchbaum, Nicole Krieger esposa do

embaixador luxemburguês Carlo Krieger, a colunista da VOi Mônica Gulin com a

cônsul no Rio de Janeiro Christiane Meyrs e seu esposo Pedro Meyers; 02 - Presentes

na recepção os senadores por Santa Catarina, Dário Berger e Dalirio Beber; 03 -

Detalhe da decoração na festa da inauguração; 04 - A curitibana e também cidadã

luxemburguesa, Andrea Menezes Vianna ao lado da nova cônsul de Luxemburgo em

Santa Catarina Karen Francesca Schwinden; 05 - Gabriela Souza com seu noivo e

prefeito do município de Palhoça, Camilo Martins, juntam-se a Mônica Gulin para a

prestigiada festa na capital catarinense; 06 - A cônsul Karen Francesca Schwinden

sendo diplomada por Carlo Krieger embaixador do Grão-ducado de Luxemburgo

no Brasil; 07 - Newton Schwinden Filho e Levy Fidelis; 08 - Banda Militar de Santa

Catarina executa o Hino do Brasil e de Luxemburgo; 09 - A festa do consulado

luxemburguês em Santa Catarina lotou o salão de festa do Lira Tênis Clube.

Fotos: Rodrigo Santos

07

08

09

abril 2019 47


FITNESS

48

abril 2019

revistavoi.com.br


49


FITNESS

50

abril 2019

revistavoi.com.br


abril 2019 51


FITNESS

52

abril 2019

revistavoi.com.br


abril 2019 53


FITNESS

54

abril 2019

revistavoi.com.br


click

A IV Corrida Solidária Provopar Estadual e BPTran

em comemoração aos 67 anos do BPTran (Batalhão de Polícia de Trânsito), evento QUE faz

parte do calendário de provas de rua de Curitiba reuniu mais de 1200 atletas no mês de março

A corrida deste ano teve patrocínio da Sanepar – Governo do Paraná, Sitema Fiep - Sesi Paraná e Mizuno com apoio da Águas Ouro Fino,

Sorvestes Bapka, Bananas Portão, Reciclagem Éco, Revista VOi, Loja Procorrer, Rádio Transamérica, NO2 Suplementos, da Primeira Igreja

do Evangelho Quadrangular de Curitiba com realização da Elite Eventos.

Fotos: Emanuel Caldeira

56

abril 2019

revistavoi.com.br


www.casadoze.com.br

RODÍZIO DE ESPETINHOS

Rodízio de carnes nobres,

espetinhos doces

e buffet de sushi

As melhores

carnes da

melhor maneira

41 3023 2029

Rua Gonçalves Dias, 313 | Batel | Curitiba | PR

casadozebatel


click

Sonho de princesa

Festa de Vitoria no Castelo do Batel

traz equilíbrio entre luxo e bom gosto

Vitoria Esmanhotto é uma daquelas adolescentes que encantam não só pela beleza, mas pela simpatia também. A filha de Sandra e Aurélio

comemorou seus 15 anos no Castelo do Batel, no dia 22 de março. A festa deixou todos os convidados de queixo caído. Um dos momentos mais

especiais da noite foi quando a anfitriã apareceu de vestido em tom pastel, brilhante e modelo princesa. A organização e cerimonial ficou por

conta de Sandra Collin. O espaço também estava de tirar o fôlego, com a arte assinada pela empresa Jad Decorações, as flores e enfeites davam o

toque especial que a festa precisava. E é claro que para tudo estar completo não poderia faltar música! O Dj Kaique Fernandes agitou o Castelo e

fez todo mundo dançar até de madrugada.

Fotos: Midori Kobiyama

58

abril 2019

revistavoi.com.br


M & G Odontologia

tr

t

a

an

sf

ns

or

m

ma

an

fo

ma

and

transformando

s

or

so

ri

rr

r

o

is

sorrisos

Cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial

Implantes dentários - Enxertos ósseos

Prótese dental - Dentística estética

Endodontia - Ortodontia

Clareamento dental

Responsável Técnica:

Dra. Graciela Santos Salin

CRO 14741/PR

Especialista em cirurgia e

traumatologia buco-maxilo-facial

Dr. Marcelo Augusto

Araújo dos Santos

CRO 10570/PR

Especialista em prótese dental

NOVO ENDEREÇO:

Av. João Gualberto, 1881 - Sala 405 - 4º andar (Edifício Ópera Matteo) | Juvevê | Curitiba (PR)

Fone: (41) 3233-2494 | Celular: (041) 9857-0449 | E-mail: mgodontologia@terra.com.br


TEST DRIVE

Do cinema ...

60

abril 2019

revistavoi.com.br


...às ruas de Curitiba

Galaxie 500 transformado em viatura

policial norte-americana vintage

causa torcicolo por onde passa

Fotos: Edemilson Mendo

abril 2019 61


TEST DRIVE

A

paixonado por carros antigos e ótimas

histórias, Sidney Sens Jr. desfila pelas ruas

de Curitiba (PR) com a réplica de uma

viatura policial dos EUA (Estados Unidos

da América). O ponto de partida foi o

Galaxie 500, ano 1972, caracterizado para participar

de uma série de televisão. Agora que a estrela se

aposentou das telas, o carro chama atenção por onde

passa e rende elogios, admiração e fotos, muitas fotos.

Ao contrário de alguns colecionadores, Sidney não

deixa sua viatura estilizada na garagem. Ele gosta de

dividir a admiração que tem pelo veículo com outras

pessoas. Por isso, além de colocar o pé na estrada

sempre que pode, passeia com o carro quase todos os

dias pelas ruas curitibanas.

Quando os interessados o questionam sobre as

alterações feitas na máquina, o proprietário conta

que não foram muitas, somente botões no painel que

acionam as sirenes e luzes instaladas acima do teto. A

pintura e os desenhos na lateria são o toque final da

caracterização. Motor, estofado, suspensão, e todo o

resto permanecem originais.

A VIATURA NAS TELINHAS

O carro foi alterado para figurar em duas séries de

televisão nos anos 80, que retratavam a vida agitada

de dois policiais rodoviários na Califórnia. Quando os

programas acabaram, o cineasta paulista Dino Dragone

se interessou.

Dino é aficionado por carros antigos e por negociar

essas joias. Seus preferidos são os modelos da Ford,

Galaxie, LTD e Landau. Foi em um de seus anúncios de

revenda que Sidney o conheceu.

O curitibano foi até São Paulo para conferir de

perto os modelos que Dino oferecia. Imaginava que

sairia de lá com um Galaxie 500 normal, mas assim

que viu a viatura se encantou e trocou todos os

planos na hora. “Quis aquele carro justamente por ser

diferente. Até me esqueci dos outros”, lembra.

A escolha do automóvel, desde então, lhe rendeu

grandes momentos.

62

abril 2019

revistavoi.com.br


Onde o carro chega

não tem quem não olhe

e simpatize. Muitas

pessoas, de todas as

idades, chegam para vêlo

de perto, tirar fotos e

tirar dúvidas

Sidney Sens Jr

E não é para pouco. O modelo original trata-se

de um sedã que fez história no Brasil. O Ford Galaxie

passou a ser fabricado no país de 1967 a 1983. A

cerimônia de lançamento do carro reuniu celebridades

e políticos que o tornaram, a partir de então, um

sonho de consumo da alta sociedade. Neste período,

ele foi eleito o carro do ano de 1967. Os apaixonados

por automóveis antigos o consideram até hoje o mais

luxuoso do país. Imagine então quando está com uma

roupagem de carro da polícia americana dos anos 80?

Sucesso na certa!

abril 2019 63


ESPORTE

64

abril 2019

revistavoi.com.br


De volta ao

Projeto verão

Fotos: Marcos Mancinni

CONFIRA ALGUMAS DICAS PARA CRESCER

E CHEGAR NA MELHOR ESTAÇÃO DO ANO

COM O SHAPE EM DIA

O

outono chegou e é dada a largada para

o projeto verão 2020. Afinal, não pode

esperar o fim do ano chegar para querer

entrar em forma, não é? Para ajudar

os iniciantes desta caminhada, a VOi

separou dicas e exercícios simples mas que trazem

resultado para quem decidiu que chegou a hora de sair

do sofá. O treino foi pensado para hipertrofia (crescimento

dos músculos) e fortalecimento, aquela queima

de gordurinha deixamos para outro dia. Mas atenção,

antes de sair levantando halteres insanamente do nada

pode segurar o ímpeto de campeão. É fundamental

realizar uma avaliação médica, depois do sinal verde

é só amarrar bem o tênis, colocar uma roupa leve e se

preparar para fazer força.

abril 2019 65


ESPORTE

Se você conseguir uma rotina de treino, alimentação e

descanso, já vai sentir uma diferença nas primeiras semanas”

Ney Doi, professor da academia VO2 Sports

Os resultados podem vir mais rápido do que imagina.

“Se conseguir uma rotina de treino, alimentação e

descanso, já vai sentir uma diferença nas primeiras semanas”,

comenta o professor da academia VO2 Sports,

Ney Doi. A fórmula, entretanto, age conforme o tempo

de cada organismo. “É por isso que é montado um

treino especial para cada pessoa, seguindo os objetivos

e as metas que ela deseja alcançar”, explica.

A única regra que se mantém igual para qualquer

aluno é a boa alimentação. “Uma dieta saudável é

fundamental para o processo, pois supre e fornece a

energia necessária tanto no dia-a-dia quanto no treino”,

enfatiza o professor. Isto quer dizer que, o ideal é buscar

também o nutricionista. O profissional vai definir

a dieta baseada em fatores nutricionais que seu corpo

necessita e também na quantidade de calorias para que

os exercícios na academia deem o resultado esperado.

Treinar muito e comer pouco é um erro quando o objetivo

é o ganho de massa magra.

NO PAIN, NO GAIN

Olha a lista de exercícios em máquinas e halteres

que selecionamos. O instrutor vai definir a quantidade

de repetições e a carga (o peso) para cada um deles.

Esqueça aquela máxima de pouca repetição e muita

carga para quem deseja a hipertrofia. Já está provado

que o importante é a intensidade, algo que pode ser

alcançado de diferentes maneiras.

CRUCIFIXO MÁQUINA

Não se assuste pelo nome. A intenção aqui é focar

nos músculos do peitoral. Preste atenção na execução

correta do exercício. Para isso, os alunos da academia

devem sentar-se voltados ao lado de fora da máquina,

realizando o movimento de puxar para dentro as barras

do equipamento. A prática forçará a flexão horizontal

do ombro. O exercício também pedirá uma maior

necessidade de estabilização. Isso se deve ao fato de

que os músculos precisam manter o controle sobre o

peso livre.

REMADA SENTADA FECHADA

Aqui o objetivo são as costas. Com o fortalecimento

da região, outro ganho está na melhoria da postura. O

equipamento trabalha principalmente as musculaturas

66

abril 2019

revistavoi.com.br


dos bíceps, região lombar (pela estabilização) e meio

das costas. Ele funciona com o praticante sentado, segurando,

desta vez, os pegadores e puxando na direção

do peito. O mais importante aqui é a postura, costas

eretas.

ROSCA MARTELO HALTER SENTADO

O nome esquisito vem da ideia de que o aluno

encontra-se em uma posição de martelar algo. A rosca

martelo é geralmente utilizada no final do treinamento

de bíceps. Ela complementa os exercícios mais pesados

feitos no início do treino. Com os braços paralelos ao

corpo você flexiona o antebraço. O halter deve ficar na

posição vertical.

LEG PRESS 45 GRAUS

O queridinho das mulheres é um dos mais disputados

na academia. O equipamento que é inclinado

a exatos 45 o (Graus) é ideal para o fortalecimento das

coxas, quadríceps e glúteos. Nele, o realizador da atividade

deve empurrar com as pernas uma plataforma. Se

isso for feito de maneira incorreta, porém, pode causar

lesões graves nos joelhos. Uma posição correta da lombar

muda toda a eficácia do movimento, também não

é indicado estender totalmente o joelho no movimento

final de empurrar.

EXTENSOR DE JOELHO

Este aparelho isola a musculatura posterior das

coxas. A pessoa que o fizer deve estar preparada para

levantar uma barra que exige esforço das pernas. O

abdome também é exigido, em menor proporção.

Sentado no aparelho, encaixe a perna em uma barra e

empurre para frente. Mesma dica do exercício anterior,

encaixe bem a coluna e o quadril, não estenda a perna

totalmente.

abril 2019 67


VIAGEM

A Barcelona de Gaudí

coNHECIDA POR MONUMENTOS DE TIRAR O FÔLEGO, A CAPITAL CATALã

consagra-se como um dos destinos favoritos dos turistas no mundo

Por Talita Laurino

Fotos: Talita Laurino/Djaelle Rook/Michelle Slz/divulgação

D

ona da famosa cozinha catalã, das

torres humanas e do clima mais

tropical que o resto da Europa,

não há tempo ruim para visitar

a litorânea Barcelona. A capital

da Catalunha consagrou-se nos últimos cinco

anos como o segundo destino favorito dos

turistas europeus, perdendo apenas para Paris.

Visitar a cidade é garantia de diversão, excelente

gastronomia e muita arte.

A fama de boa anfitriã se espalhou por conta

da alegria contagiante dos moradores, que

sabem como apresentar o melhor da Espanha.

Além da cultura, os turistas buscam conhecer

os sete monumentos deixados pelo pai da

arquitetura moderna Antoni Gaudí. Todos os

edifícios feitos pelo artista em Barcelona foram

reconhecidos pela Unesco como patrimônio

mundial da humanidade. É proibido não visitar

cada um deles.

As torres humanas são um dos principais

símbolos da cultura catalã. O esporte

trabalha cooperatividade e força

Conhecer os pontos turísticos em cima

de uma bicicleta é uma ótima dica para

quem deseja economizar, assim como

fez o turista Richard Ruppel

A basílica da Sagrada Família durante o dia está em construção

68

abril 2019

revistavoi.com.br


Um bom começo é a Basílica da Sagrada

Família. Iniciada por Gaudí em 1883, a obra é o

principal cartão postal de Barcelona. Ela intriga

os admiradores não só pela beleza estética, mas

por nunca ter sido finalizada. O arquiteto sabia

que morreria antes de terminar o monumento

devido à alta complexidade. Por isso, deixou

o projeto completo para futuros profissionais

o continuarem. Enquanto visita-se o local é

possível ver a obra ainda em construção. Os

ingressos para entrar no templo devem ser

comprados com antecedência pela internet.

Outro ponto de parada obrigatório é o

Parque Güell. O espaço foi construído para

ser um condomínio de residências de luxo,

mas a localização afastada o levou ao fracasso

comercial. Um dos únicos que chegou a viver

lá foi o próprio Gaudí. A casa do artista se

transformou em museu aberto ao público. O

passeio é ideal para dias ensolarados e que

pedem uma volta no parque. Artistas locais

ainda fazem apresentações de flamenco e

música ao vivo. Tudo pode ser comprado no dia,

exceto em épocas de temporada.

Andando pela cidade, ainda é possível

contemplar outras maravilhas do arquiteto. A

Casa Batlló, por exemplo, paralisa admiradores

no meio da rua. Assim como a La Pedrera,

que fica na mesma região. E se a fome apertar

durante a caminhada, não deixe de investir

em uma paella espanhola. Caso esteja à tarde,

experimente as famosas tapas, aperitivos típicos

do país. A porção preferida dos visitantes são as

Patatas Bravas - batatas assadas mergulhadas em

molho picante.

Aproveite também para conhecer o comércio

pulsante de Barcelona na Praça Catalunha.

O local é um dos mais famosos da cidade e

contempla shoppings e lojas de todos os gêneros

- das grifes mais caras às mais baratas. E quando

a noite chega, bares, shows, restaurantes e

espetáculos fazem a praça vibrar.

No dia seguinte, se estiver muito cansado

da noite anterior, coloque o protetor solar na

bolsa e descanse na praia de Barceloneta.

Chegou a hora de colocar o pé na areia da

Espanha. Com um mar de temperaturas não

tão agradáveis como o litoral brasileiro, o sol

dourado compensa o frio. Pessoas de todo canto

do mundo se reúnem no lugar.

Além da própria cidade, Barcelona ainda é

próxima de muitos municípios catalães. Pegar

um transporte público e explorar o que está

próximo é uma ótima ideia para quem tem

tempo. A praia de Sitges, a medieval cidade

de Vic e Girona (cenário de várias cenas de

Game of Thrones) são alguns dos destinos mais

interessantes a serem visitados.

A casa encomendada à Gaudí tornouse

um patrimônio da humanidade,

reconhecido pela Unesco devido a sua

singularidade

A repórter Talita Laurino não se conteve

ao ver o tamanho da paella espanhola,

regada a muitos frutos do mar e

temperos especiais

O Parque Güell é um dos lugares mais

bonitos de Barcelona, nos âmbitos

artístico e natural

A La Pedrera de Gaudí foi inspirada nas

ondas do mar

abril 2019 69


CULTURA

Foto: divulgação

Música

Destaque

NEY MATOGROSSO

O artista que revolucionou a

música brasileira chega em

Curitiba para show único no

Teatro Guaíra, que relembrará

seus maiores sucessos

Local: Teatro Guaíra

Data: 27 de abril

Horário: 20h

NOSTALGIA EM DOSE DUPLA

É dada a largada para a corrida da compra de

ingressos para o show da dupla Sandy e Junior.

A banda iniciou a venda dos tickets em março

e a procura está tão alta que as filas de espera

online já ultrapassaram 20 mil pessoas, mesmo

o show sendo somente em agosto. A dica para

os fãs é se cadastrar o quanto antes no site.

Data: Sábado, 31 de agosto, às 20h

Local: Pedreira Paulo Leminski

Ingressos: Compra online pelo site do Stubhub

Foto: divulgação

THIAGUINHO ACÚSTICO

O cantor que conquistou o

Brasil com ritmos que não

deixam ninguém parado

chega a Curitiba em versão

acústica e intimista.

Data: 25 de abril

Local: Teatro Positivo

Horário: 21h

Ingressos: Diskingressos, a

partir de R$50

Foto: divulgação

Teatro

FESTIVAL COOLRITIBA

Já pensou em Jorge Ben Jor,

Criolo e Los Hermanos num

só lugar? O Festival Coolritiba

traz essas atrações e muito

mais. A festa acontecerá em

dois dias e promete ser uma

verdadeira homenagem à

música popular brasileira.

Data: 10 e 11 de maio

Horário: A partir das 16h na

sexta. E a partir das 12h no

sábado.

Local: Pedreira Paulo Leminski

Ingressos: A partir de R$120

pelo site da Eventim

TUDO QUE VOCÊ SEMPRE QUIS

DIZER SOBRE O CASAMENTO

Uma comédia hilariante sobre a vida

em casal. Se você não pode dizer tudo

o que pensa sobre o casamento, vá

pelo menos rir do que os corajosos

dizem por aí

Local: Teatro Regina Vogue

Data: 24 de abril

Horário: 20h

Ingressos: A partir de R$35 no Disk

Ingressos

Foto: divulgação Foto: divulgação

FERNANDO E SOROCABA

A dupla lança o DVD: O

Chamado da Floresta; na

capital paranaense. A dupla

vai embalar o público com hits

dançantes e românticos.

Data: 19 de abril

Horário: 21h

Local: Live Curitiba

Ingressos: A partir de R$50 no

Disk Ingressos

ROSE, A DOMÉSTICA DO

BRASIL

Rose, uma mulher

batalhadora, fica famosa por

postar um vídeo cantando

Beyoncé, Grelo a paródia

da famosa música Hello, da

artista norte-americana. No

musical, Rose conta como

atingiu o sucesso e o que veio

antes dele.

Local: Fernanda Montenegro

Data: 20 de abril

Horário: 20h

Ingressos a partir de R$35

pelo Disk Ingressos e Eventim

Foto: divulgação Foto: divulgação

70

abril 2019

revistavoi.com.br


Foto: divulgação

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Geral

RUÍDO

Exposição do artista

paranaense Ale Mazzarolo

apresenta obras com luzes

neon, com curadoria de

Vinicius Fadel.

Data: Até 30 de abril

Local: Soma Galeria

somagaleria@gmail.com

PARCA HEGEMONIA

Exposição fotográfica

de Raul Frare traz fotos

realizadas em três países que

despertam o imaginário do

ocidente: Coréia do Norte,

Turcomenistão e Eritréia.

Data: Até 26 de maio

Local: Museu da Fotografia de

Curitiba

(41) 3321-3260

NATURALISMO

A exposição de Juliane

Fuganti são pinturas e

gravuras de jardins, bosques

e mangues. Esta exposição é

a mais recente que a artista

expôs no Museu Oscar

Niemeyer no ano passado.

Data: Até 31 de abril

Local: Showroom A.Yoshii

(41) 3337-2500

ARTE CRÍTICA

A exposição: História sem fim

- o pensamento revolucionário

de Adalice Araújo; mostra a

trajetória da artista por meio de

sua cronologia e de fotografias.

Os visitantes são convidados a

participarem de uma verdadeira

imersão na vida da crítica de

arte, professora, pesquisadora,

historiadora e poetisa Adalice

Araújo.

Data: Até 01 de junho

Local: Museu de Arte

Contemporânea do Paraná

Entrada gratuita

Destaque

A VOLTA DOS CINEMAS DE RUA

É inaugurado o novo complexo cultural Cine Passeio.

O espaço devolve à Curitiba a concepção dos cinemas

de rua, com sessões todos os dias, além de cursos de

formação audiovisual.

Local: Rua Riachuelo, 410

Foto: divulgação

Pontos de venda

REVISTA

• Banca América - Rua Otávio Pereira dos Anjos, s/nº - esquina com Cel. Francisco

H. dos Santos - 3267-2412 / 99905-5071

• Banca Batel - Av. Batel em frente ao Hospital Santa Cruz - 3244-5620

• Banca Bom Jesus - Rua Jaime Balão, 201 - Cabral - 3264-7662

• Banca do Condor Champagnat - Martim Afonso, 2800 - 3336-9817

• Banca do Palladium - Av. Presidente Kennedy, s/nº em frente ao

Shopping Palladium - 99209-1161

• Banca Espanha - Praça Espanha - 3225-1173

• Banca Leia Bem Pão de Açúcar - Av. República Argentina, 391 - Água Verde - 3024-6156

• Banca Praça do Japão - Praça do Japão - 3243-1475

• Bazar Cotegipe - Mercado Municipal - 3262-5011

• Brioche - Rua Augusto Stresser, 839 - Juvevê - 3342-7354

• Curitiba Aqui Art e Café - Pilarzinho ao lado da Ópera de Arame - 3252-0555

• Salão Marly - Gustavo Bonato - Av. Sete de Setembro, 6055 - Batel - 3343-0505

para assinatuRa, entre em contato

com nossa CENTRAL DE ATENDIMENTO

0800 600 2038

pagamento em até 3 vezes sem juros

abril 2019 71


BLOGUEANDO

Por Juliana Saraiva

moda

Uma amante

da moda

A

os 30 anos me redescobri! Depois de anos numa carreira sólida no funcionalismo

público, resolvi mudar a minha história e me jogar de cabeça nesse

mundo que pra mim é tão apaixonante e intrigante que é a moda.

Sempre fui muito antenada a esse universo, sempre gostei de fazer pesquisas

e saber as tendências, o que as passarelas queriam dizer com aquelas

roupas um pouco estranhas, enfim tudo que rodeia esse mundo.

Minhas amigas, irmã e cunhada sempre me requisitavam para ir a suas casas e montar

vários looks com as peças que tinham em seus guarda-roupas, e amava ajudá-las nas composições.

Com o tempo isso passou a ser rotina e observei que podia não só ajudá-las, mas

sim outras pessoas também, que tem essas dificuldades em se vestir e criar looks.

Sendo assim me formei em Consultoria de Imagem e Design de moda para poder falar

com propriedade sobre este assunto. Criei uma plataforma digital (site, canal no youtube,

facebook e instagram) para compartilhar todas essas dicas de moda, beleza, imagem pessoal,

saúde e bem-estar, no intuito de ajudar um número maior de pessoas com esse meu

olhar.

Hoje, além de Consultora de Imagem sou Influenciadora digital, procuro valorizar marcas

locais e lugares especiais que frequento aqui na minha cidade. Amo São José dos

Pinhais (PR) e sei que a cidade tem muito potencial de crescimento, por isso inclusive criei

uma # que é o #achadinhosdaju, onde sempre mostro um cantinho legal da cidade para

as pessoas conhecerem.

A moda está ligada ao comportamento das pessoas e também ao estilo de vida que

temos, e por isso ampliei meus objetivos a vida saudável e estética, porque é algo que

estou sempre em busca como muitas outras mulheres, e muitas vezes não sabemos por

onde começar.

Acredito que precisamos nos desprender das amarras e pré-conceitos que temos, para

nos conectar com a nossa essência. O autoconhecimento ajuda muito no crescimento

pessoal e profissional, é com esses pilares que trabalho a imagem pessoal nas minhas plataformas

digitais, porque sempre podemos ser melhores.

Sobre Juliana

Advogada de formação e Consultora

de Imagem de atuação (formada pelo

Centro Europeu). Iniciou a carreira

como digital influencer final e tem

como foco trabalhar em São José dos

Pinhais (PR) com moda e estilo de vida

saudável.

@julianasaraiva_oficial

JuSaraivaOficial

Juliana Saraiva

julianasaraiva.com.br

Fotos: Nuno Papp

72

abril 2019

revistavoi.com.br


A REVISTA PARA O

SÍNDICO MODERNO

E BEM INFORMADO

Mais informações:

www.revistacondominium.com.br

(41) 3333.1023


HISTÓRIAS

A magia do cinema de rua

O

lhos brilhando, concentração, paixão, encantamento,

risadas, lágrimas, sustos, medo. Consegue

imaginar de que lugar estou falando? Um

lugar que reúne tudo isso e mais o que a sua

imaginação pode permitir. Assim é o cinema.

O lugar preferido dos apaixonados, das famílias, das crianças

e claro, dos amantes de filmes.

Infelizmente não tenho uma lembrança exata da primeira

vez em que entrei em uma sala de cinema, mas a paixão já

vem de anos. A expectativa de entrar em uma sala grande,

sentar em uma poltrona (muitas vezes com um suporte, por

conta da minha idade na época) e assistir ao filme inédito

na tela enorme do cinema são sentimentos e momentos

que enchem minha cabeça com boas memórias, risadas e

momentos em família.

Quando se fala em Cinema de Rua, em mim desperta

curiosidade. Fico imaginando como deve ser a magia de

entrar em um local feito especialmente para a exibição de filmes.

E, apesar de ir desde pequena ao cinema, normalmente

os filmes que assisti foram as animações da Disney e o que

podemos chamar de filmes comerciais. Meu contato com

a história do cinema em si foi mais forte durante meu curso

de jornalismo, quando descobri que esse universo era bem

maior do que eu imaginava.

Enquanto estudava lamentei muito não ter aproveitado

o cinema de rua. Infelizmente, na Cidade Sorriso, ele teve

seu fim em 2009, quando o Cine Luz fechou as portas, tinha

14 anos. Antes dele, em 2005, outro cinema grande também

encerrou suas atividades, o Cine Ritz. E desde então a

única maneira de ver um filme era se rendendo aos grandes

shoppings. Para mim já era costume, mas muitos amantes da

sétima arte não se adaptaram muito bem.

Curitiba já teve vários cinemas de rua. Um dos mais

importantes da cidade foi criado em 1910, na Rua XV de Novembro,

conhecido como Cine Mignon. Ele era o preferido,

pois além da sala de cinema em si, no local ainda tinha um

botequim e um café, perfeitos para as conversas após os filmes.

Além dele, o Cine Éden, Cine Smart, Cine Radium, Cine

Bijou, Cine Progresso e Cine América também funcionavam

na época e tinha público para todos eles!

Quem viveu nos anos 20 me causa muita inveja

(mas uma inveja boa), porque nesta época surgiu a

Cinelândia Curitibana. Foram abertos vários cinemas

na Rua das Flores, era um verdadeiro paraíso. O

Cine Ópera, o Cine Palácio, o Cine Odeon e o Cine Avenida

faziam parte desse complexo de salas para exibição dos mais

diversos filmes aqui na capital paranaense. Imagino o quanto

teria aproveitado.

O Theatro Hauer (onde ocorreu a primeira exibição de

imagens em movimento no Paraná em 1897) se tornou Cine

Marabá (1947), posteriormente virou Cine Bristol (1976) e funcionou

até o ano do meu nascimento, 1995, na rua Mateus

Leme, no centro da cidade. Nos anos 70 havia cerca de 15

cinemas de rua funcionando aqui, imagine que sonho!

Nós, curitibanos em geral, sempre fomos apaixonados

pelo cinema, mas parece que com o tempo e aumento de

custo, essa essência se perdeu. Meus avós e professores que

viveram nesta época sempre relatam que antigamente era

mais do que simplesmente sentar em uma poltrona e assistir

à um filme. Era praticamente um encontro dos apaixonados

pela sétima arte, que iam aos cinemas sem nem mesmo saber

quais filmes estavam em cartaz e que sentavam em cadeiras

de palha, porque o conforto não era tão importante quanto a

discussão posterior acerca do que tinham assistido.

Entretanto, por mais que não tenha aproveitado o cinema

de rua enquanto pude, Curitiba parece me dar mais uma

chance. A cidade ganhou um super presente no aniversário

de 326 anos: o Cine Passeio. Localizado na esquina entre

as ruas Riachuelo e Carlos Cavalcanti, onde antes era um

quartel general, o complexo cultural conta com duas salas de

cinema que carregam o nome de dois cines outrora importantes:

o Ritz e o Luz. Além disso, oferece espaços novos que

incentivam a formação audiovisual.

O Cine Passeio promete nos trazer de volta a tradição, o

amor pelo cinema, o brilho nos olhos dos espectadores. A

pequena Angélica, apaixonada pelos filmes da Disney, jamais

imaginou que se apaixonaria pela sétima arte dessa forma e

a mesma estudante de jornalismo, jamais imaginou que teria

uma oportunidade como essa. Nostálgicos ou não, os amantes

da sétima arte podem comemorar!

Foto: Cido Marques

Por Angélica Klisievicz Lubas

74

abril 2019

revistavoi.com.br


A vida é cheia de momentos inesquecíveis

que não podem ser passados em branco.

Não importa qual seja o evento. No Torres Eventos será inesquecível.

• 1 Salão com capacidade para 2.800 convidados • 1 Salão com capacidade para 1.500 convidados

• Teatro com capacidade para 731 convidados • Buffet exclusivo • Chef de Cuisine da casa • Cardápio requintado

• Projetos personalizados • Consultoria completa • Organização • Foto e vídeo

41 3045.6999 espacotorres.com.br

More magazines by this user
Similar magazines