Informativo Fé & Fatos - Abril de 2019

jornalfeefatos

Informativo Fé & Fatos - Abril de 2019 - Ano XXII - nº 217

INFORMATIVO MENSAL DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA • ANO XXII • Nº 216 • ABRIL 2019


02

Informativo & Fatos | abril 2019 | Paróquia Nossa Senhora Aparecida

EDITORIAL

QUERIDO POVO DE DEUS!

PAZ E BEM.

Agradeço a Deus por essa

oportunidade de chegar até você

Família Paroquiana e amigos que

recebem o nosso Informativo Paroquial & Fatos.

Primeiro agradeço a sua presença em nossa Comunidade.

Quero dizer que a nossa Paróquia é o lugar do encontro da

pessoa que crê com Cristo. Diante de tantos textos que revelam

o encontro de Cristo com pessoas,

quero refletir o encontro de Jesus

com a Samaritana à beira do poço

de Jacó, podemos dizer que a nossa

comunidade tem exatamente

aquilo que Jesus oferece para

matar a sede daquela mulher: “Se

conhecesses o dom de Deus e

quem é aquele que te diz: Dá-me

de beber, tu lhe pedirias, e Ele daria

água viva”. (Jo 4,10)

Definitivamente, como a

Samaritana, buscamos a água

viva capaz de matar a nossa sede

de solidão, de tristeza e muitas

de decepção. Essa água viva é o

Espírito Santo, o dom de Deus que Jesus derramou do alto da

cruz, quando o soldado alcançou seu coração cravando-lhe a

lança. (Jo 19,34)

O mesmo Espírito foi derramado em nosso coração no dia

do nosso Batismo. Ele fez morada permanente dentro de nós,

de sorte que fomos constituídos templos do Espírito Santo.

O que temos de mais precioso em nossa comunidade, seja

a mais simples delas, é a ação eficaz do Espírito que age no

coração de todo aquele que aceita Jesus em sua vida, através

das celebrações, dos sacramentos, do dia da Palavra, dos

encontros dos Grupos Bíblicos de Reflexão, na reza do terço,

na acolhida da Capelinha de Nossa Senhora, nos encontros

de formação, enfim, atitudes de cristãos que agradecem

e oferecem suas vidas para que a Ação do Espírito seja o

compromisso de cada um com Deus e com o próximo.

Assim vamos entender a ação do Espírito, nesse findar do

tempo da quaresma, que nos preparou para a Semana Santa,

celebrando a Grande Vitória da Ação do Amor de Deus: A VIDA

que vence a morte. O Espírito é vivificante.

Esse tempo abençoado que vamos viver, a Semana Santa e

a Páscoa, é sentir o abraço de Deus, que nos ama sem limites,

nos abraça com a sua misericórdia. Comovidos por tanto amor,

queremos dar passos no caminho da Santidade que o Papa

Francisco nos apresenta na Exortação Apostólica Gaudete et

Exultate. É a semana do grande retiro espiritual do povo de

Deus que, acompanhando a Liturgia, pode chegar mais perto

do coração de Jesus e beber da

fonte que jorra do seu coração

ferido pela lança. Programe

o seu tempo, junto com a sua

família e participe da Semana

Santa.

Diante do momento, não

poderia deixar de agradecer

a nossa querida Comunidade

Paroquial, por tudo que fizeram

para que eu pudesse celebrar

o meu Jubileu, a todos que

trabalharam, participaram e

rezaram por mim: Deus vos

abençoe. Tenho a dizer, muito

obrigado. Contem com as

minhas orações e o meu trabalho em prol da vida de vocês.

Aproveito para dizer dos agradecimentos dos meus familiares,

bispo, freis, padres, diáconos, seminaristas, e amigos que

vieram de fora. Amaram a comunidade. Agradeceram muito

por tudo o que aconteceu no Jubileu.

Finalizando, renovo o convite a bebermos da Água

Viva, participando e celebrando a Semana Santa em nossa

Comunidade Paroquial, na Igreja Matriz e na Capela São Judas

Tadeu. Verifique a Programação.

Pedindo a intercessão de Nossa Senhora Aparecida e de

São Judas Tadeu, que o Bom Deus vos abençoe, vos guarde e

vos livre de todo o mal.

FREI MARCUS AUGUSTO GARCIA MIRANDA

Pároco e Amigo


03

PALAVRA DE FÉ

INSTITUIÇÃO DA EUCARISTIA

A Celebração da Missa da Ceia do Senhor ou do Lava Pés, dá

início ao Tríduo Pascal. O Tríduo se inicia com esta Missa, que acontece

na noite de Quinta-Feira, e vai até a Vigília Pascal do Sábado à

noite. Esta Celebração é marcada pela comemoração e celebração

da Instituição da Eucaristia, que se deu na Santa Ceia (Lc, 22,14-

20). Durante a Missa acontece também a cerimôniado Lava-Pés

que lembra o gesto de Jesus na Última Ceia, quando lavou os pés

dos seus apóstolos (Jo 13,4-17). Também nesta Santa Missa se

celebra a Instituição do Sacerdócio ministerial, que se evidencia

com a seguinte frase de Jesus aos seus apóstolos: “Fazei isto em

memória de mim” (Lc 22,19). No final desta Missa, faz-se a chamada

Procissão do Translado do Santíssimo Sacramento para um

lugar devidamente preparado, geralmente fora da Igreja, para a

Vigília Eucarística. Após o translado do Santíssimo Sacramento o

altar é desnudado e as imagens cobertas, simbolizando o Cristo

aniquilado, despojado, flagelado e morto por nossos pecados.

Em nossa Paróquia este ano, esta Santa Missa vai ocorrer no

dia 18 de abril, com início às 20h e a Vigília Eucarística após a Missa

vai acontecer até às 23 horas, nas duas comunidades, Matriz e São

Judas Tadeu. Venha, participe conosco!

Fonte: Blog Canção Nova

SANDRA HEIM LONIEN | Comunidade São Judas Tadeu

FALA DAS PASTORAIS

CELEBRAÇÃO DA CRUZ

A celebração da Cruz, na sexta-feira Santa, faz parte do Tríduo

Pascal, período que se inicia na tarde da quinta-feira Santa até a

manhã do Domingo de Páscoa, onde revivemos de forma intensa

a morte de nosso Senhor Jesus Cristo. Neste dia não celebramos

a Eucaristia ou outros Sacramentos (exceto os da Penitência e da

Unção dos Enfermos). O que muitos ainda devem se perguntar

é: por que veneramos a cruz e a beijamos neste dia? Ora, “Com

efeito, a linguagem da cruz é loucura para aqueles que se perdem,

mas para aqueles que se salvam, para nós, é poder de Deus” (Cf

1 Cor 1,18). Ao beijarmos a Cruz, estamos indo além do madeiro

do crucifixo. É um beijo de gratidão a Cristo que nos amou até as

últimas consequências, um beijo na face Daquele que nos redimiu

pela sua morte em cruz e daí o seu significado em nossas vidas.

Jesus ressuscitou e sua Cruz representa a nossa vida com Ele, a

nossa salvação. Também realizamos neste dia a Oração Universal,

Jesus veio para que TODOS tenham vida e nós, seus seguidores,

pedimos pela salvação de todos, crentes e não crentes. Conforme

São João Paulo II, “a fé garante-nos que esta passagem de Cristo

ao Pai, ou seja, a sua Páscoa, não é um acontecimento que diga

respeito só a Ele; também nós somos chamados a tomar parte

nela: a sua Páscoa é a nossa Páscoa.”(Carta de São João Paulo II

aos sacerdotes, por ocasião da quinta-feira Santa de 1999). Que

possamos, então, de maneira especial neste período, viver nossa

Páscoa com Jesus, sem fugir de nossa necessária cruz.

ANDRÉIA VECCHIA | Comunidade São Judas Tadeu


04

Informativo & Fatos | abril 2019 | Paróquia Nossa Senhora Aparecida

VIGÍLIA PASCAL

A Igreja sempre considerou a Páscoa como o “grande momento”,

cuja celebração remonta aos tempos apostólicos. Isto significa

que a partir do histórico acontecimento da Páscoa, os primeiros

Cristãos começaram a celebrá-la todos os domingos; e, a partir

do segundo século, uma solene celebração anual vem marcando o

grande acontecimento do Cristianismo.

O Tríduo Pascal que se inicia com a celebração da Quinta-Feira

Santa é o centro de toda a atividade litúrgica da Igreja, e a Vigília

Pascal o seu ápice e ponto de chegada; é a conclusão da Páscoa, a

Ressurreição de Jesus.

A Vigília Pascal compõe-se de quatro momentos: Celebração

da Luz, Liturgia da Palavra, Liturgia Batismal e Celebração Eucarística.

Na primeira parte, a Bênção do Fogo, Preparação do Círio e a

Proclamação da Páscoa. O Círio aceso, entrando no templo com as

luzes apagadas, representa o Cristo Ressuscitado, Luz do Mundo

que dissipa as trevas do pecado e da morte. Na segunda parte, as

diferentes leituras nos permitem contemplar, através da história,

toda a trajetória do povo de Deus, da criação ao túmulo vazio. Na

terceira parte contemplamos toda a beleza dos ritos que compõem

a Liturgia Batismal. É uma oportunidade para fazermos memória

do nosso Batismo, renovando e reafirmando nossos com-

Dízimo

FALA DAS PASTORAIS

Espórtulas de Sacramento

Coleta de Missas

Doações

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA

Renda / Aplicação

Total de Entradas

Dimensão Religiosa

Dimensão Social

Dimensão Missionária

Repasse de Valores

Total de Saídas

ENTRADAS

SAÍDAS

DEMONSTRATIVO FINANCEIRO • FEVEREIRO 2019

R$ 38.165,00

R$ 1.160,00

R$ 4.731,00

R$ 1.366,00

R$ 68,72

R$ 45.490,72

R$ 29.468,24

R$ 4.828,09

R$ 12.757,06

R$ 7.852,61

R$ 54.906,00

promissos batismais. A quarta parte é o ponto alto e conclusão

de toda a Vigília, a Eucaristia, quando partilhamos o Pão e o Vinho,

participando de Sua mesa e realizamos o Seu mandato: “Fazei isto

em memória de mim”.

Nos primeiros séculos do Cristianismo celebravam-se muitas

Vigílias, mas a Vigília Pascal era chamada, pelos Santos Padres, de

“Mãe de todas as Vigílias”. De fato, é mesmo a mais importante,

a Mãe de todas as Vigílias, pois sem a Ressurreição não teriam

sentido e não se justificariam as Vigílias de Natal, Pentecostes e

outras. Não só isso, porque sem a Ressurreição de Cristo, nada se

justificaria em nossa vida de cristãos. No dizer de São Paulo: “... se

Cristo não ressuscitou vã é a nossa fé”. 1Cor.15,14.

E a nossa atitude é: Renascer pela Graça e ressuscitar com

Cristo, buscando “as coisas do alto”. Páscoa é a “Libertação do pecado”

e a passagem para uma nova vida, na caridade e na sinceridade.

O clima é de alegria com base na Vitória de Cristo sobre a

morte.

Dízimo

Coleta de Missas

Receita de Locação

Total de Entradas

Dimensão Religiosa

Dimensão Social

Dimensão Missionária

Repasse de Valores

Total de Entradas

COMUNIDADE SÃO JUDAS TADEU

ENTRADAS

SAÍDAS

FREI DAVI N. BARBOZA

R$ 7.630,00

R$ 2.322,00

R$ 2.435,84

R$ 12.387,84

R$ 20.249,08

R$ 2.899,00

R$ 4.198,70

R$ 361,35

R$ 27.708,18


05

EVANGELHO DOMINICAL

5º DOMINGO DA QUARESMA:

“RECEBER PERDÃO E NÃO PECAR MAIS!”

Como um vendaval, a alegria da ressurreição de Cristo invade

jubilosamente nossa existência. Ela é o fundamento da nossa fé, e

sem ela nossa vida não tem sentindo algum. Cristo nos ensinou a

verdade do Reino e nos fez conhecer o amor do Pai. Foi condenado

e morto na cruz, mas o Pai ressuscitou-o dos mortos. Ele é aquele

que vive para sempre. É o Redentor, o Libertador da humanidade.

Jesus nos fez a promessa de “Estar conosco!”. Cristo é a razão de

nosso otimismo, confiança e certeza de que não é a morte que tem

a última palavra, mas a vida. Como no Batismo, o Senhor nos chama

e nos dá vida Nova, vivendo no amor do Ressuscitado, é viver

a eternidade aqui na terra.

DOMINGO DE RAMOS DA PAIXÃO DO SENHOR:

“BENDITO O QUE VEM EM NOME DO SENHOR!”

Aqui começa a realização das escrituras: a chegada de Jesus

em Jerusalém, onde sofreria seu martírio. Antes, porém, quando

estava na descida do Monte das Oliveiras, todo o povo que o ouviu,

que sabia de seus milagres e prodígios, o saudava alegremente e

estendiam seus mantos por onde Ele passava, montado em um

jumentinho.

Jesus sabia de tudo o que estava para acontecer à Ele, e o fez

conforme a vontade do Pai. Serenamente, ele ficou. Aceitou e

aguentou todo o sofrimento físico e psicológico quieto, como um

cordeiro que vai ao abate. Entregou seu corpo à tortura, à crucifixão,

ciente do bem maior que estava por vir: a aliança definitiva de

Deus com a humanidade. A salvação!

A partir do Domingo de Ramos, começamos a fazer memória e

reviver a paixão, morte e ressurreição de Jesus, para que nos lembremos

sempre que o amor de Deus por nós é infinito, pois deu

seu único filho em sacrifício para nos salvar! Como diz São Paulo

em sua carta aos Filipenses: todo joelho se dobre no céu, na terra e

abaixo da terra! Louvado seja Jesus e Deus Pai para sempre!

DOMINGO DA PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO DO

SENHOR:

“VENCENDO A MORTE, JESUS FICA CONOSCO

PARA SEMPRE!”

Jesus foi colocado no jardim, onde a semente é enterrada e

morre para dar nova vida. O Túmulo está vazio: Jesus Ressuscitou,

Aleluia! Assim, foi Maria Madalena que o encontra, e dali vai diretamente

ao cenáculo para anunciar o desaparecimento do Senhor.

Pedro e o discípulo amado vão e constatam o que Maria Madalena

disse, mas também encontram as faixas de linho e o sudário que

estava à parte. Mediante a esses sinais, o discípulo amado viu e

acreditou, pois viu com o coração. O amor é o princípio da fé, que dá

vida. Portanto, somos convidados a ver com fé a ressurreição que

nos faz viver a vida nova em Jesus, que é a Luz verdadeira!

2º DOMINGO DA PÁSCOA:

“A PAZ ESTEJA CONVOSCO, RECEBA O ESPÍRITO

SANTO!”

Jesus aparece aos Dez discípulos. A comunidade ainda não fez

a experiencia do encontro com o Ressuscitado, por isso, estavam

com as portas fechadas e com medo. A saudação através da paz,

o sopro do Espírito Santo, o perdão dos pecados, a reorganização

dos Onze são todos elementos que evocam o desejo de Jesus em

reconstruir a unidade da comunidade. As portas fechadas, significa

que o corpo do Ressuscitado pode entrar por tudo, não tem mais

amarras e nem barreiras. Ele é o centro: “Onde dois ou mais estiverem

reunidos, Eu estarei no meio de vós! (cf. Mt 18,20). A paz

é o Dom Supremo, é a plenitude da vida, Jesus não se limita em

desejar a paz, Ele a dá. (cf. Jo 14,27;16,33). Tomé fez a mais bonita

profissão de fé: “Meu Senhor e meu Deus!”, portanto, feliz de nós,

se cremos, mesmo que não estávamos lá para ver. Jesus restaura

a unidade da comunidade que se havia dispersado no momento

de sua morte na cruz. É na comunidade que Jesus se faz presente,

que dá a sua paz, que transmite o Espírito Santo e nos ensina a

perdoar.


06

Informativo & Fatos | abril 2019 | Paróquia Nossa Senhora Aparecida

FATOS DE FÉ

Paulo Tardivo nos enriquece com a Formação sobre a

Campanha da Fraternidade

Rito de Eleição dos Catecúmenos

Formação na Comunidade São Judas - Gaudete et Exultate

Caminhada Penitencial Missa após Caminhada Penitencial Coral Infanto Juvenil

Coral Infanto Juvenil regido pelo Maestro José Mário

A Formação na Catedral sobre Iniciação à Vida Cristã

Visitas Missionárias nas Comunidades São Francisco e

Santa Clara


07

FATOS DE FÉ

Visitas Missionárias nas Comunidades São Francisco e

Santa Clara

1º dia do Tríduo em Ação de Graças pelos 25 Anos de

Sacerdócio do Frei Marcus

Frei Maurício Solfa com Frei Marcus no 2º Dia do Tríduo em

Ação de Graças pelos 25 Anos de Sacerdócio do Frei Marcus

Após a Missa do 2º dia do Tríduo, Frei Maurício nos fala

sobre O SAV (Serviço de Animação Vocacional)

Frei Cláudio de Abreu no 3º Dia do Tríduo em Ação de Graças

pelos 25 Anos de Sacerdócio do Frei Marcus

Tia Floripes e Frei Marcus - Jubileu de Prata Sacerdotal

Entrada da Casula do Frei Marcus, presente da Paróquia

Nossa Senhora Aparecida

Dom Mauro - Bispo de Cascavel

Dom Mauro - Bispo de Cascavel no Jubileu de Prata do Frei

Marcus

Roney fez surpresa para Frei Marcus na Missa do seu Jubileu

Amigos e Familiares do Frei Marcus marcaram presença no

seu Jubileu de Prata

Amigos do Frei Marcus da P. N. S. da Luz - Curitiba

ANUNCIE

AQUI


EXPEDIENTE

Foto: JLazarini

EXPEDIENTE DO ESCRITÓRIO PAROQUIAL:

• De segunda a sexta-feira das 13h às 18h

• Sábados: das 08h às 12h

PÁROCO:

Frei Marcus Augusto Garcia Miranda - OFMcap

VIGÁRIO PAROQUIAL:

Frei Davi Nogueira Barboza - OFMcap

SECRETÁRIAS:

• Judith Libaneo - Secretária Administrativa

• Márcia Luciene Goretti Tresse - Secretária Pastoral

HORÁRIO DAS MISSAS:

• Quarta-feira: 19h30 - Missa com Novena de Nossa

Senhora Aparecida e Benção dos Objetos

• Sábado: 19h30

• Domingo: 9h30 e 19h30

Primeira sexta-feira do mês

• 15h às 17h - Adoração seguida de Missa do Sagrado

Coração de Jesus

BATIZADOS:

• Todo terceiro domingo do mês

• Outras informações procure a secretaria paroquial

ATENDIMENTO DOS FREIS NO ESCRITÓRIO PAROQUIAL:

• Segunda-quarta-feira, quinta-feira e sexta-feira (à tarde)

• Sábado (manhã)

PARÓQUIA NOSSA SENHORA

APARECIDA

Rua Polônia, 390 - Jd. Igapó

Telefone: (43) 3025-6807 | 99996-6807

igrejaaparecida@yahoo.com.br

www.paroquiaaparecida.com.br

paroquiaaparecidaigapo

HORÁRIO DAS MISSAS:

• Sábado: 18h30

• Domingo: 8h

BATIZADOS:

• Todo quarto domingo do mês

• Outras informações procure a secretaria paroquial

HORÁRIO DAS MISSAS:

• Quarta, quinta e sexta-feira - 18h30

FRATERNIDADE SANTA CLARA -

OFM, CAP.

Rua Orlando Maimone, 85 - Vale dos

Tucanos - Tel.: (43) 3342-2695

www.capuchinhos.org.br

ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL, BENÇÃO OU CONFISSÃO:

• Quarta, quinta e sexta-feira das 9h30 às 11h

INFORMATIVO FÉ E FATOS

DIRETOR: Renan Vecchia de Camargo

DIRETOR DE PAUTA: Márcia Luciene Goretti Tresse

PERIODICIDADE: Mensal • TIRAGEM: 1000 exemplares

IMPRESSÃO: Gráfica MYCK

CAPELA SÃO JUDAS TADEU

Rua Francisco Merighe, 195

Conj. das Flores

capsaojudas

PROJETO GRÁFICO: AD3COM COMUNICAÇÃO

RESPONSÁVEL: Pastoral da Comunicação

CONTATO: JORNALFEEFATOS@GMAIL.COM

VISITA AOS DOENTES:

• Agendar na secretaria paroquial

O CONTEÚDO DOS ARTIGOS É DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

More magazines by this user
Similar magazines