*Maio/2019 - Referência Industrial 207

jota.2016

INOVAÇÃO - Especialista fala sobre novas soluções tecnológicas aplicadas ao setor moveleiro

9 7 7 23 5 9 46 6 0 5 9 0 0 2 0 7

QUALITY, TRADITION

AND TRUST

A COMPANY REINVENTS ITSELF

TO CONQUER THE MARKET

QUALIDADE, TRADIÇÃO

E CONFIANÇA

EMPRESA SE REINVENTA PARA CONQUISTAR O MERCADO


GERANDO SOLUÇÕES HÁ 20 ANOS

COM A PRODUTIVIDADE E ECONOMIA

QUE VOCÊ PRECISA!

PLAINA MOLDUREIRA

MODELO SUPREME

AL-PM2306 ALCA

230 MM COM 06 EIXOS

(47) 3357-9258

(47) 3357-2666

comercial@alcamaquinas.com.br


INDUSTRIAL

54

2019

32

44

SUMÁRIO

38

MADEIRA

ANUNCIANTES DA EDIÇÃO

Alca Máquinas 02

Contraco 31

Dallabona Máquinas 57

DRV Ferramentas 19

Engecass 21

Gaidzinski 09

Impacto Máquinas 53

Lignum 29

Linck 07

Máquinas Águia 67

Mendes Máquinas 04

Metalcava 41

Mill Indústrias 23

Mill Indústrias 61

Mill Indústrias 68

MSM Química 13

Omil 51

Rotteng 47

Tecnovapor 63

Vantec 11

Unesa 43

SUMÁRIO

06 Editorial

08 Cartas

10 Bastidores

12 Coluna Flavio C. Geraldo

14 Notas

20 Aplicação

22 Frases

24 Entrevista

30 Coluna Abimci Paulo Pupo

32 Principal Qualidade reconhecida

38 Construção Civil

44 Marcenaria

48 Economia Recuperando o rumo

54 Madeira Tratada

58 Artigo

64 Agenda

66 Espaço Aberto

MAIO 2019 03


LIDERANÇA

DESEMPENHO & CONFIABILIDADE

CVT - CLASSIFICADOR VERTICAL DE TÁBUAS

UNB – Unitizador de tábuas

EGM – Empacotador gradeador

de madeiras

Aplicação: Recebe tábuas

e individualiza-as para formação

da camada

Aplicação: Empacotar e/ou gradear

camadas de tábuas


CVT – Classificador vertical de

tábuas “Bin Sorter”

Aplicação: Classificar tábuas de acordo

a sua dimensão

SCD – Serra circular destopadeira

“Trimmer”

Aplicação: Realiza o destopo das

tábuas, através de serras acionadas

pneumaticamente. Sistema permite

operação 100% automática como

semi-automática com a intervenção

do operador.

SCD e CVT

Integrados ao sistema

Microtec / Variosorter

A Mendes Máquinas tem as melhores soluções para indústria da

madeira e garantimos: aumento na produtividade, rentabilidade e

o mais importante de tudo, retorno do investimento.

55 49 3241 .0066 /Mendesmaquinas

www.mendesmaquinas.com.br


0 0 2 0

EDITORIAL

OLHAR

PARA FRENTE

NA CAPA

A Revista da Indústria da Madeira / The Magazine for the Forest Product

www.referenciaindustrial.com.br

INOVAÇÃO - Especialista fala sobre novas soluções tecnológicas aplicadas ao setor moveleiro

9 772359 466059 7

QUALITY, TRADITION

AND TRUST

A COMPANY REINVENTS ITSELF

TO CONQUER THE MARKET

R

enovar e buscar no passado receitas para

o sucesso. Esses são os dois pilares para

que a indústria retome seus bons resultados.

Com a promessa de dias melhores, a

REVISTA REFERÊNCIA INDUSTRIAL traz

para você, leitor, uma reportagem sobre a história da

Contraco, empresa que há mais de 30 anos oferece

soluções em aquecimento, ventilação e secagem

industrial. A edição deste mês também conta ainda

com uma entrevista com Augusto Crespi, analista de

Serviços Técnicos do Senai, que explica um pouco

sobre o seu workshop de inovação para o setor moveleiro.

Além disso, trazemos reportagens exclusivas nas

editorias de Construção Civil, Economia, Marcenaria e

Madeira Tratada. Imperdível!

A ARTE QUE ILUSTRA O

FUNCIONAMENTO DO

SISTEMA DE SECAGEM DE

MADEIRA DA CONTRACO É O

DESTAQUE DA EDIÇÃO

EXPEDIENTE

ANO XXI - EDIÇÃO 207 - MAIO 2019

Ano XXI • N°207 • Maio 2019

QUALIDADE, TRADIÇÃO

E CONFIANÇA

EMPRESA SE REINVENTA PARA CONQUISTAR O MERCADO

06

LOOKING

AHEAD

R

enewing and searching for recipes from

the past for success. These are the two

pillars that lead to industry returning to

having good results. With the promise

of better days, REFERÊNCIA Industrial

provides you, the reader, a story on the history of

Contraco, a company, which for more than 30 years

has offered solutions in industrial heating, ventilation,

and drying. This month’s issue also features an interview

with Augusto Crespi, Technical Services Analyst

with Senai, explaining its Innovation Workshop for the

Furniture Sector. Also, we have exclusive stories in our

Construction, Economy, Wood Working, and Treated

Wood Sections. Pleasant reading!

referenciaindustrial.com.br MAIO 2019

Diretor Comercial / Commercial Director - Fábio Alexandre Machado

fabiomachado@revistareferencia.com.br

Diretor Executivo / Executive Director - Pedro Bartoski Jr.

bartoski@revistareferencia.com.br

Redação / Writing - Rafael Macedo / Editor

editor@revistareferencia.com.br

Colunista / Columnist

Flavio C. Geraldo

Paulo Pupo

Depto. de Criação / Graphic Design

Fabiana Tokarski e Fabiano Mendes / Supervisão

criacao@revistareferencia.com.br

Depto. Comercial / Sales Departament - Gerson Penkal, Jéssika Ferreira,

Tainá Carolina Brandão

comercial@revistareferencia.com.br

fone: +55 (41) 3333-1023

Representante Comercial - Dash7 Comunicação - Joseane Cristina Knop

Tradução / Translation - John Wood Moore

Depto. de Assinaturas / Subscription

Cassiele Ferreira - Supervisão

assinatura@revistareferencia.com.br

ASSINATURAS

0800 600 2038

Periodicidade Advertising

GARANTIDA GARANTEED

Veículo filiado a:

A Revista REFERÊNCIA - é uma publicação mensal e independente, dirigida aos produtores e

consumidores de bens e serviços em madeira, instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos

governamentais, ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou indiretamente ligados ao

segmento madeireiro. A Revista REFERÊNCIA do Setor Industrial Madeireiro não se responsabiliza por

conceitos emitidos em matérias, artigos ou colunas assinadas, por entender serem estes materiais de

responsabilidade de seus autores. A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco

de dados, sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da Revista RE-

FERÊNCIA são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos autorais,

exceto para fins didáticos.

Revista REFERÊNCIA is a monthly and independent publication directed at the producers and

consumers of the good and services of the lumberz industry, research institutions, university students,

governmental agencies, NGO’s, class and other entities directly and/or indirectly linked to the forest based

segment. Revista REFERÊNCIA does not hold itself responsible for the concepts contained in the material,

articles or columns signed by others. These are the exclusive responsibility of the authors, themselves. The

use, reproduction, appropriation and databank storage under any form or means of the texts, photographs

and other intellectual property in each publication of Revista REFERÊNCIA is expressly prohibited without

the written authorization of the holders of the authorial rights.


TECNOLOGIA DE PONTA PARA SERRARIAS

Curitiba – PR - Brasil

: +55 41 3332 5442

@ : bkrick@bkrick.com.br

: www.bkrick.com.br

www.linck.com

Sucesso garantido com a nossa

competência e experiência

mais de 150 linhas de perfilagem em uso ao redor do mundo

serrarias com otimização de tábuas laterais e aumento de rendimento desde 1983

serrarias com corte em curva desde 1989

serrarias para corte de toras classificadas por dimensão e não classificadas

Inovação. Qualidade.

Economia.

MADE IN GERMANY


SYNDICATES JOIN TOGETHER IN SUPPORT OF THE SECTOR

0 0 2 0

ECONOMIA - Crise fez com que o país perdesse competitividade e indústria parou no tempo

CARTAS

A Revista da Indústria da Madeira / The Magazine for the Forest Product

CRESCIMENTO

CONJUNTO

ENTIDADES SE UNEM EM PROL DO SETOR

CARTAS

CAPA DA EDIÇÃO 206 DA

REVISTA REFERÊNCIA INDUSTRIAL, MÊS DE ABRIL DE 2019

FUTURO

www.referenciaindustrial.com.br

Ano XXI • N°206 • Abril 2019

GROWING TOGETHER

9 772359 466042 6

Por Ana Matta - Goiânia (GO)

ECONOMIA

Por Emanuel Perdizes -

São Paulo (SP)

Ótima reportagem sobre a cidade de Brusque

(SC), que tem investido em reformas estruturais

com uma das principais matérias-primas da

cidade: a madeira.

Impressionante como

tivemos uma década

perdida com os

governos de Dilma e

Lula. A indústria parou

no tempo! Espero que

nossa realidade mude

nos próximos anos.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Foto: divulgação

INDÚSTRIA

Por Ligia Fontoura -

Curitiba (PR)

SOCIEDADE

Excelente entrevista

com Angelo Arioli, novo

presidente da Affemaq.

Entidades fortalecidas

e reconhecidas podem

ajudar a impulsionar ainda

mais nosso setor.

Por Jussara Rodrigues -

Campinas (SP)

Adorei a matéria sobre como a construção

civil (e a madeira!) podem ser elementos de

reocupação de cidades e importantes para a

ressignificação social. Parabéns pelo trabalho!

Leitor, participe de nossas pesquisas online respondendo os

e-mails enviados por nossa equipe de jornalismo.

As melhores respostas serão publicadas em CARTAS. Sua opinião é

fundamental para a Revista REFERÊNCIA INDUSTRIAL.

E-mails, críticas e sugestões podem ser enviados para redação ou siga:

revistareferencia@revistareferencia.com.br

CURTA NOSSA PÁGINA referenciamadeira

08

referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


LINHA COMPLETA E AUTOMATIZADA PARA

LAMINAÇÃO DE PORTAS E PAINÉIS

LISTA DE EQUIPAMENTOS:

1. Robô de alimentação automática

2. Mesa de entrada

3. Laminadora

4. Cortador automático para PVC, PET, Papel, etc.

5. Descarregador / empilhador para portas e painéis

6. Mesas elevatórias hidraulicas

7. Painel elétrico possuindo total controle sobre a linha

+ 55 (48) 3658-2635

www.gaidzinski.com.br

vendas@gaidzinski.com.br

Braço do Norte - SC


BASTIDORES

BASTIDORES

ABRIL E MAIO FORAM MESES DE CELEBRAR E ENCONTRAR PARCEIROS COMERCIAIS QUE SE TORNARAM AMIGOS. O DIRETOR

COMERCIAL DA REFERÊNCIA INDUSTRIAL, FÁBIO MACHADO, ESTEVE PRESENTE NO ANIVERSÁRIO DE 70 ANOS DO EMPRESÁRIO

NEWTON FABRIS, PRESIDENTE DA MENDES MÁQUINAS. DURANTE A FIMMA BRASIL, FÁBIO POSOU PARA FOTO AO LADO DE KLEYTON

JOSÉ, DIRETOR DA WAGNER LENNARTZ, QUE SEGURAVA O EXEMPLAR DA REVISTA NO QUAL FOI MATÉRIA DE CAPA.

Fran Machado, Newton Fabris, presidente da Mendes

Máquinas, ao lado da esposa Roseni Mendes Fabris e Fábio

Machado, diretor comercial da REFERÊNCIA FLORESTAL

Foto: divulgação

Fábio Machado, diretor comercial da REFERÊNCIA

INDUSTRIAL, e Kleyton José, diretor da Wagner Lennartz

Foto: REFERÊNCIA

ALTA

INCENTIVO À ECONOMIA

Paulo Guedes e sua equipe econômica

anunciaram no começo do mês de abril

que a pasta do Ministério da Economia irá

lançar um pacote de medidas para incentivar

a produtividade, emprego e destravar a

atividade econômica nacional. O plano do

governo é implementar estratégias em três

etapas: em 90, 180 e 360 dias. A ideia é separá-las

em quatro grandes planos, que serão

anunciados ao longo do ano: Simplifica,

Emprega Mais, Brasil 4.0 e Pró-mercados. O

Simplifica será a primeira grande iniciativa,

composto por 50 medidas para desburocratizar

a vida do setor produtivo. Também

está entre as medidas a completa reformulação

do e-Social, formulário digital pelo

qual as empresas comunicam ao governo

informações relativas aos trabalhadores,

como vínculos, contribuições previdenciárias,

folha de pagamento, aviso prévio e

dados sobre o Fgts.

BAIXA

REDUÇÃO DO PIB

De acordo com o boletim de

mercado divulgado pelo Banco

Central, no final do mês de

abril, a previsão do crescimento

do PIB (Produto Interno Bruto)

por parte dos especialistas caiu

de 2,48% para 2,30%. O boletim

foi desenvolvido a partir de

uma pesquisa realizada com

cerca de cem instituições financeiras.

A revisão dos números

foi feita após a divulgação do

resultado do ano passado,

após a economia brasileira

registrar um avanço de 1,1%.

Porém, para 2020, a expectativa

do mercado financeiro melhorou,

saltando de 2,65% para

2,70%. Essa é a terceira alta

seguida no indicador desde o

começo do ano.

10 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


COLUNA

POBRE NOTRE-DAME

MUITO SE PODE DIZER A RESPEITO DAS PROVÁVEIS CAUSAS DESSE INCÊNDIO SEM, NO ENTANTO,

FUGIR DO CONTEXTO DA ÉPOCA EM QUE ESSE PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE FOI CONSTRUÍDO

Flavio C. Geraldo

FG4 MAD - Consultoria em Madeira

Contato: flavio@fg4mad.com.br

POR MAIS DOLORIDO QUE SEJA

AINDA É MUITO COMUM OUVIR

DE ALGUNS ENGENHEIROS A AFIRMAÇÃO

DE QUE O CONCRETO É ETERNO

Pronto, foi encontrada a grande vilã causadora do

incêndio devastador da Notre-Dame de Paris, a

madeira. Mais uma vez ela sofre com o preconceito.

Segundo o Sr. Greg Louis Favre, antigo comandante

de bombeiros de St. Louis (EUA) e colaborador

da rede de comunicação CNN, a primeira

questão identificada como causadora do trágico incêndio foi

a utilização da madeira na construção de igrejas antigas. Por

quase um milênio a Catedral de Notre-Dame, na ilha de la

Cité, em Paris, se manteve como um símbolo da história, cultura

e romantismo da cidade. A Notre-Dame, cuja construção

levou pouco mais de 180 anos (1163 a 1345), sobreviveu a inúmeras

revoltas, revoluções e guerras e presenciou importantes

momentos da história da humanidade. No dia 15 de abril

de 2019, milhares de pessoas às margens do Sena e milhões

em todo o mundo observavam com uma mistura de descrença,

desgosto e desamparo, o grande monumento gótico ardendo

em chamas. O teto veio abaixo, consumido pelo fogo,

mas a estrutura principal da catedral foi salva e preservada e,

o mais importante, o fogo não tirou vidas.

Nessas horas, especialistas minam dos quatro cantos do

mundo para solenemente emitirem suas opiniões. Um deles,

Sr. Daniel Christian, mencionou que foi um detalhe arquitetônico

que levou a notória catedral à destruição. Esse detalhe

arquitetônico, a que o Sr. Christian se referiu, é conhecido

como: A Floresta; que são os arcos e demais componentes

da estrutura de cobertura, feitos com mais de 1300 árvores

de castanheiros que forneceram a madeira para a montagem

dessas estruturas. Muito se pode dizer a respeito das

Foto: divulgação

prováveis causas desse incêndio sem, no entanto, fugir do

contexto da época em que esse patrimônio da humanidade

foi construído.

Detalhes do projeto construtivo, disponibilidade de

materiais existentes à época, que permitissem dar vazão

à criatividade dos arquitetos e projetistas, assim como as

propriedades intrínsecas de cada material alternativo disponível,

como propriedades físicas e mecânicas, durabilidade,

trabalhabilidade, certamente foram considerados pelos

exímios construtores daqueles tempos. Tudo isso, para não

mencionar as características estéticas, que invariavelmente

transmitem uma sensação de conforto e paz, tão necessária

a edificações como essas. E, ao que tudo indica, as decisões

tomadas há quase sete séculos foram acertadas, afinal, não

é qualquer edificação dessa magnitude que apresenta uma

longevidade dessas. Parece que as falhas relacionadas ao

abandono, a falta de manutenções preventivas, instalações

de sistemas adequados de combate a incêndios, inspeções

preventivas em regime ininterrupto, entre outras medidas

que um monumento como esse é merecedor, não são levadas

em consideração pelos ditos especialistas. Estes sempre

idealizam o material eterno, a exemplo do que até os dias

de hoje impera equivocadamente nas mentes da engenharia

voltada a sistemas construtivos base alvenaria.

Por mais dolorido que seja ainda é muito comum ouvir de

alguns engenheiros a afirmação de que o concreto é eterno.

De qualquer maneira, fica para os injustos especialistas a decisão

anunciada pelo reitor da catedral, Sr. Patrick Chauvet,

de que a Notre-Dame será uma “catedral efêmera”, parece

tratar-se de um templo provisório, construído em... madeira.

Esse templo ficará na praça em frente à igreja e será utilizado

pelos parisienses durante as obras de recuperação,

que deverão durar décadas. Pois é, pelo que se conhece da

cultura universal, em especial da europeia, que tem no turismo

uma das suas principais fontes de renda, essa “catedral

efêmera” não será uma edificação qualquer.

O Sr. Chauvet explicou que a catedral provisória de

madeira deve abrigar sacerdotes dispostos a dialogar com

devotos e também servir para receber alguns dos cerca de 13

milhões de turistas que visitam a catedral gótica a cada ano.

Ainda de acordo com o reitor, a construção da catedral de

madeira será feita rapidamente, assim que a esplanada estiver

liberada pelas autoridades e a construção provisória ficará

no local até a reconstrução completa da Catedral de Notre-

-Dame. É claro que os construtores europeus, em especial os

franceses, saberão orientar os responsáveis por essas obras a

respeito da utilização de componentes estruturais de madeiras

base mass timber, incluindo aí as técnicas de produtos e

processos voltados à proteção contra fogo e à deterioração.

Que Nossa Senhora ilumine as mentes dos engenheiros e

arquitetos.

12 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


NOTAS

LIBERDADE

ECONÔMICA

A Medida Provisória da Liberdade Econômica assinada no começo do mês

de maio pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, busca incentivar

pequenos empreendimentos de baixo risco. “O linguajar meu de: tirar o

estado do cangote; foi traduzido agora com o trabalho maravilhoso dessa

equipe econômica e também da Casa Civil que vai, no meu entender, ajudar

muita gente no Brasil, em especial aquele empreendedor, aquele que

quer empregar, mas que tem medo”, salientou o presidente. O objetivo

da medida é facilitar a vida do cidadão e pequenos negócios com geração

de emprego e renda, segundo o secretário Especial de Desburocratização,

Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel. “Estamos

tirando toda e qualquer intervenção do Estado em termos de licença,

alvará, autorização para atividades de baixo risco, que não oferecem nenhum

risco à sociedade para poder focar naquelas atividades de médio e

alto risco”, disse. A ideia é reduzir a burocracia e a intervenção do Estado

nas atividades econômicas, facilitando a abertura de novos negócios.

Foto: divulgação

INDÚSTRIA DIGITAL

Considerando a demanda de qualificação por parte da indústria

moveleira na realidade do e-commerce nacional, o

Sindmóveis Bento Gonçalves uniu-se ao Sebrae do Rio Grande

do Sul para oferecer um Programa de Desenvolvimento

para Presença Digital às empresas do polo moveleiro de

Bento Gonçalves. Trata-se de um programa de desenvolvimento

para micro e pequenas empresas com duração de

seis meses, incluindo palestras e oficinas sobre marketing digital;

palestra sobre aspectos práticos e legais do comércio

eletrônico; assessoria individual e consultoria em marketing

digital. Ao todo, são previstas 30h (horas) de capacitações e

18h de consultorias por empresa participante. Para o presidente

do Sindmóveis, Vinicius Benini, mais que uma oportunidade,

o comércio eletrônico é uma realidade que mudou

a experiência de compra do brasileiro e para qual a indústria

de móveis precisa se preparar melhor.

Foto: divulgação

PESQUISA DE CAMPO

Divulgado recentemente, o novo vídeo do Programa

Setorial da Qualidade de Portas de Madeira para Edificações

(PSQ-PME) traz as especificidades do trabalho

de pesquisa e desenvolvimento de produtos fabricados

pelas empresas de portas que participam da iniciativa.

O objetivo da vídeo-aula é trazer informações sobre as

estratégias adotadas pelos fabricantes para desenvolver

produtos inovadores e que atendam às exigências da

norma técnica de portas. Os vídeos são uma iniciativa do

PSQ-PME, coordenado pela Abimci (Associação Brasileira

da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente),

e fazem parte da série: PSQ-PME, a marca de qualidade

da sua porta. As próximas produções irão trazer temas

como especificação por desempenho, recebimento e

armazenamento das portas, instalação, como identificar

produtos certificados e sustentabilidade.

Foto: divulgação

14 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


NOTAS

“A confiança nos aproxima”. Com esse

pensamento que se tornou o principal slogan

da empresa, e com o objetivo de sempre

entregar o melhor serviço e os produtos

mais modernos, a Mendes Máquinas chega

aos 63 anos de existência com um nome a

zelar no mercado industrial madeireiro.

Contando com a presença de clientes,

funcionários, fornecedores, familiares e

autoridades locais, no início do mês de

maio, a empresa realizou um evento em

comemoração ao aniversário de 70 anos

do empresário Newton Fabris, presidente

da companhia. Realizado na sede social do

Clube Pinheiros, na cidade de Curitibanos,

centro-oeste de Santa Catarina, o evento

também celebrou as quase cinco décadas

de atuação do profissional na Mendes Máquinas,

trajetória iniciada em 1971, ainda

como estagiário de Engenharia.

“É com muita emoção que

recebo vocês aqui, nessa festa

preparada pelos meus queridos

filhos. Passa um filme em minha

memória, relembrando toda

nossa história desde o início”,

afirmou Newton, sem esconder

a emoção.

“Honestidade, humildade e

um trabalho com amor são os

segredos e o caminho do sucesso:

é esse caminho que sei que

meus filhos continuarão trilhando

a partir de hoje”, completou

o empresário.

A Mendes iniciou suas atividades

como uma pequena empresa

de reparo de equipamentos

para serrarias e tornou-se,

ao longo dessas seis décadas,

um dos principais players de

máquinas industriais no continente.

“O Sr. Newton foi uma pessoa muito resiliente

e que buscou sempre criar uma relação

estreita com seus funcionários, fornecedores

e clientes para desenvolver produtos

e soluções de qualidade”, afirmou André

Mendes Fabris que, durante a cerimônia,

foi empossado como novo presidente da

empresa.

André, juntamente com seus outros dois

irmãos, Rodrigo Mendes Fabris e Débora

Mendes Fabris, Diretor Técnico e Gerente

de RH respectivamente, terão agora o desafio

de dar continuidade a todo o trabalho

realizado por Newton.

“É um grande desafio que traz junto

uma enorme responsabilidade”, afirmou

André, que exalta a importância do capital

humano, gestão por competências e o legado

de valores deixados pelo pai.

André Mendes Fabris, Débora Mendes Fabris, Newton

Fabris, Roseni Mendes Fabris, Rodrigo Mendes Fabris

Foto: divulgação

MAIO 2019 15


NOTAS

CONFIANÇA INDUSTRIAL

O ritmo mais lento do que se esperava para aprovar a Reforma

da Previdência e a revisão para baixo do crescimento do PIB

deste ano podem ter influenciado a percepção do industrial

paranaense com relação a uma melhora na economia. É o que

revela a pesquisa divulgada pela Fiep (Federação das Indústrias

do Paraná) em abril. O Icei (Índice de Confiança do Empresário

Industrial ) foi de 60,2 pontos, redução de 4,7 pontos com relação

a março. Apesar disso, permanece na área de otimismo,

acima dos 50 pontos. O Icei é formado pelo indicador de condições,

que avalia a visão do empresário em relação a seu próprio

negócio e à economia do país nos últimos seis meses, e pelo

indicador de expectativas, que faz a mesma avaliação, mas projetando

para os próximos seis meses. A percepção futura registrou

a maior queda, 6,6 pontos, quando comparada com março

passado. Foi de 69,8 pontos para 63,2 agora. Já o de condições

ficou praticamente estável, com ligeira queda de 0,6 pontos.

Foto: divulgação

LENTIDÃO

ECONÔMICA

O Presidente da Fiesp (Federação das Indústrias

de São Paulo), Paulo Skaf, deu uma entrevista esta

semana ao portal da federação em que repercutiu

o recuo de 1,3% da produção industrial brasileira

no mês de março, em levantamento divulgado

recentemente pelo Ibge (Instituto Brasileiro de

Geografia e Estatística). Segundo ele, o recuo do

setor era esperado. Skaf acredita que há grande

expectativa em torno dos impactos que serão proporcionados

pelas medidas de médio e longo prazo

e reformas do governo Bolsonaro. Apesar disso,

afirma que é preciso adotar medidas no curto prazo,

tais como a redução da taxa Selic e do spread

bancário e facilitar o acesso ao crédito às pessoas

jurídicas. Outra opção para aquecer o mercado seria

a liberação de contas inativas do Fgts.

Foto: divulgação

CONSUMIDOR

NA BRONCA

O Inec (Índice Nacional de Expectativa do

Consumidor) caiu 1,4 ponto em abril na

comparação com dezembro de 2018, último

mês em que a CNI (Confederação Nacional

da Indústria) havia divulgado o indicador. O

índice recuou de 49,8 para 48,4 pontos, distanciando-se

da linha divisória de 50 pontos

– qualquer pontuação acima desse patamar aponta confiança no consumidor e abaixo desse nível indica falta de confiança.

Apesar da queda registrada em abril, o indicador está 2,3 pontos acima da média histórica de 46,1 pontos. De acordo com

o economista Marcelo Azevedo, em entrevista à CNI, a queda da confiança registrada neste mês deve-se, principalmente, à

piora das expectativas de inflação e desemprego. “Os índices de expectativa de inflação e de desemprego aumentaram entre

dezembro de 2018 e abril de 2019. Além disso, o consumidor está prevendo a estabilidade de sua renda, ao contrário de

dezembro, quando esperava aumento”, compara Azevedo.

Foto: divulgação

16 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


ACÚMULO

DE ESTOQUES

A baixa demanda na economia doméstica voltou a ganhar

destaque e figurou como o segundo principal problema

para os empresários industriais brasileiros no primeiro

trimestre de 2019, atrás apenas da elevada carga tributária.

Segundo a pesquisa: Sondagem Industrial; 37,5% dos

empresários assinalaram a demanda interna insuficiente

como um dos principais problemas enfrentados no trimestre.

Este é o maior índice registrado para esse item

desde o segundo semestre de 2017, quando o percentual

havia ficado em 39%. Com a fraca demanda da economia

brasileira, os empresários industriais também apontaram

queda na produção e no emprego e, consequentemente,

excesso de estoques nas fábricas.

Foto: divulgação

APROVAÇÃO

DO PRESIDENTE

Para 35% dos brasileiros, o primeiro trimestre do governo Jair

Bolsonaro é visto como ótimo ou bom. Na contramão, 27%

da população reprova a atual administração, considerando-a

ruim ou péssima – para 31%, a avaliação é regular. A avaliação

é da primeira pesquisa do Ibope sobre a gestão Bolsonaro,

divulgada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria),

nesta quarta-feira (24), em Brasília. O levantamento ouviu

2 mil pessoas em 126 municípios, entre 12 e 15 de abril. A

taxa de popularidade do governo Bolsonaro é a quinta mais

elevada, quando comparada ao início de novos mandatos

presidenciais, desde 1990. Assim, a atual gestão é mais bem

avaliada que a de Itamar Franco (34%), que o segundo mandato

de Fernando Henrique Cardoso (22%), que Michel Temer

GÁS NATURAL

(14%) e que o segundo mandato de Dilma Rousseff (12%). Considerado um dos maiores entraves para o pleno

desenvolvimento da indústria brasileira, o preço do

gás natural tem sido amplamente discutido em Brasília

pelo governo federal e pelas casas legislativas. Especialistas

acreditam que o problema pode ser resolvido

caso haja incentivos para a construção de novas áreas

de exploração de petróleo e gás, como o pré-sal,

quanto com a exploração de gás não convencional,

que poderá ampliar a reserva privada hoje no Brasil.

Com isso, a oferta poderá crescer e, em um segundo

momento, os preços do insumo poderão cair. “Para se

aumentar a oferta e assim reduzir os preços é preciso

ter mais produção. No mercado dos Estados Unidos

isso foi bem claro”, destacou a especialista do setor

Ieda Gomes, da Energix Strategy, em entrevista ao jornal

Estado de São Paulo.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

MAIO 2019 17


NOTAS

Foto: divulgação

REFORMA

DA PREVIDÊNCIA

Em evento da Fiesc (Federação das Indústrias

de Santa Catarina), a cadeia produtiva do estado

reforçou a defesa pela aprovação da reforma da

Previdência apresentada pelo governo federal.

Em reunião na capital do estado, Florianópolis, os

empresários e políticos catarinenses abordaram diversos

pontos do projeto em tramitação na Câmara

Federal. “Estamos elegendo como prioridade. É

importante apoiar e esclarecer a necessidade e a

coerência dessa reforma. Cabe a nós nos engajarmos efetivamente nessa campanha para esclarecer a opinião pública. Isso

é um bem para o país”, defendeu o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar. Já o deputado barriga-verde, Darci de Matos,

membro efetivo da comissão especial da Previdência, não mediu palavras para ressaltar a importância da medida. “É

preciso fazer e vamos fazer a reforma. Vai ser duro, mas vamos aprovar”, concluiu.

CLEM

2019

O ano de 2019 marca o décimo aniversário

da primeira edição do Clem (Congresso

Latino Americano de Estruturas

de Madeiras), que ocorreu na cidade

de Concepción, Chile. A partir daquele

encontro, pioneiro na América Latina,

que reuniu acadêmicos, profissionais,

técnicos e empresas do setor florestal

madeireiro, foi possível gerar uma sólida

base de massa crítica que, ao longo

dos anos se transformou em trocas produtivas,

desenvolvimentos de estratégias

e abordagens para a resolução de

problemas comuns entre os países da

região. Já as edições subsequentes de 2017 e 2018, realizadas nas cidades de Junín, na Argentina e em São Carlos, no Brasil,

permitiram a consolidação deste evento como um fórum sinérgico. Em nível global, as estruturas e construções em madeira

têm apresentado um avanço sustentado nos últimos anos, em especial devido ao desenvolvimento de novos produtos, disponibilidade

de ferramentas, como softwares para desenhos e cálculos, mas, fundamentalmente, devido à crescente preocupação

com os cuidados com o ambiente e a conservação de energia durante o processo produtivo de componentes.

Na América Latina há excelentes exemplos de desenvolvimentos florestais sustentáveis, os quais permitem a possibilidade de

poder contar com este recurso natural em longo prazo. A madeira é o único material estrutural que se planta e cresce, sendo,

portanto, considerado, nos países que desenvolvem tecnologias de construção com madeira, como o material do século XXI.

Nossa comunidade Latino Americana não pode ignorar essa visão e é por isso que o Uruguai, como anfitrião do Clem 2019,

se une ao Chile, Argentina e Brasil nos esforços para disseminar o estado da arte, compartilhar experiências e conhecimento.

Como nas edições anteriores, o Clem 2019 combina contribuições científicas com sessões plenárias apresentadas por profissionais

e acadêmicos de prestígio internacional.

Foto: divulgação

18 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


LEVAMOS PARA TODO

O BRASIL AS MELHORES

SOLUÇÕES EM CORTE

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS

Preparada para o

cresciemento do mercado, a

DRV ínveste em QUALIDADE,

ESTOQUE e DIVERSIDADE

DE PRODUTOS para todo o

setor FLORESTAL,

INDUSTRIAL e BIOMASSA

DRV EXPERT

www.drvferramentas.com.br

Rua Pedro Dorigo 154, Curitiba - PR | 41 3278-8141


APLICAÇÃO

REFÚGIO

URBANO UNLIMITED

Foto: divulgação

Conforto e modernidade. Esses são os pilares do novo ambiente

desenhado pelo escritório BC Arquitetos. Nomeado

Refúgio Urbano Unlimited, o projeto foi um dos destaques

da mostra Casacor Rio de Janeiro 2018. Com o tema: Casa

Viva; o evento aconteceu em um edifício da zona sul carioca,

no bairro da Glória. Desenvolvido por Bruno Carvalho e

Camila Avelar, o espaço prioriza a integração interna e externa

e valoriza o uso de matérias naturais, principalmente a

madeira. Por lá, móveis e um ambiente aconchegante criam

todo um clima descontraído. No centro da casa, a cozinha

com planejados da Ornare, surge mais moderna e funcional

dentro do hall. “Desenhamos um refúgio urbano voltado

para a natureza do local, com um layout modular e que

valoriza a circulação”, conta Bruno Carvalho, co-criador do

ambiente. Já o piso em madeira da Parket, percorre todos

os ambientes internos e externos garantindo unidade ao

projeto. O destaque fica para a esquadria de alumínio, com

pintura especial preta ebanizada da marca italiana Ezycolor.

CADEIRA

LIZ

Recentemente, uma das empresas mais tradicionais do

país apresentou sua sofisticada linha de móveis indoor e

outdoor, durante a Casacor Paraíba. Uma das principais

peças da nova linha é a cadeira Liz, uma peça versátil

capaz de compor ambientes modernos com notas elegantes.

O móvel esteve presente no ambiente Loft 750,

projetado pelo arquiteto Leonardo Maia. Com base em

madeira e assento e encosto estofados, a peça se destaca

pelas formas bem definidas, capaz de compor ambientes

modernos com notas elegantes. Na área interna,

os destaques são as poltronas Bloom, o sofá Ronda, a

mesa de jantar Cielo e as cadeiras de jantar Liz, todos selecionados

com cores claras, capazes de se adequar em

qualquer decoração.

Foto: divulgação

20 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


ENERGIA

A VAPOR

ESTUFAS

CALDEIRAS

engecasscaldeiras.com.br

Acesse e conheça

nossos produtos

Quer conhecer nossa empresa? Entre em contato:

+55 47 3520-2500 /EngecassCaldeiras

engecass@engecass.com.br

SAC: 0800 47 8383

Rio do Sul - SC


FRASES

“ESSA É UMA PROMESSA DE CAMPANHA DO PRESIDENTE JAIR

BOLSONARO QUE SERVIRÁ PARA IMPULSIONAR O EMPREENDEDORISMO

E A INDÚSTRIA NACIONAL. ESTAMOS CUMPRINDO COM O QUE FOI

PROMETIDO, TIRANDO O ESTADO DO CANGOTE DAS PESSOAS”

PAULO UEBEL, SECRETÁRIO DE DESBUROCRATIZAÇÃO E GESTÃO

DO MINISTÉRIO DA ECONOMIA, SOBRE A MEDIDA PROVISÓRIA DA

LIBERDADE ECONÔMICA, ASSINADA POR BOLSONARO

“O

COMPROMISSO

É QUE VAMOS

LEVANTAR CAIXA

O SUFICIENTE PARA

NINGUÉM FICAR EM

DÚVIDA. META DO

BNDES: DEVOLVER R$

126 BILHÕES ESSE ANO,

PORQUE PEDALARAM

O BNDES, ENTÃO NÓS

VAMOS DESPEDALAR O

BNDES”

“HAVÍAMOS REGISTRADO UMA ANTECIPAÇÃO DA

PRODUÇÃO EM DIFERENTES SETORES DA INDÚSTRIA, SE

PREPARANDO PARA A CHEGADA DO CARNAVAL. ESSES

MESMOS SETORES APRESENTARAM RECUO EM MARÇO,

POR CAUSA DO EFEITO CALENDÁRIO, COM MENOS DOIS

DIAS ÚTEIS EM COMPARAÇÃO A MARÇO DE 2018”

ANDRÉ MACEDO, GERENTE DE PESQUISA DO IBGE (INSTITUTO

BRASILEIRO DE GEOGRAFIA DE ESTATÍSTICA)

PAULO GUEDES,

MINISTRO DA

ECONOMIA,

SOBRE AS

PREVISÕES DO

GOVERNO

ZERAR O

DÉFICIT

PRIMÁRIO

Foto: divulgação

“ESTE MOVIMENTO DE QUEDA

NÃO É PRODUZIDO NA INDÚSTRIA,

ELE É REFLETIDO NA INDÚSTRIA. O

SETOR PRECISA DE UM AMBIENTE

ECONÔMICO E DE NEGÓCIOS

ESTÁVEL. ENQUANTO O CLIMA DE

INCERTEZA CONTINUAR RONDANDO

O PAÍS, O INVESTIMENTO

CONTINUARÁ REPRIMIDO E A

RETOMADA DA INDÚSTRIA SEGUIRÁ

CADA VEZ MAIS DIFÍCIL”

LUCAS SOUZA, ECONOMISTA,

SOBRE O RECUO DA

ECONOMIA BRASILEIRA NO

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2019

22 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


ENTREVISTA

INOVAR

É PRECISO

IT TAKES

INNOVATING

V

encer as adversidades e buscar renovar seus

métodos é fundamental para qualquer indústria.

Para isso, é preciso ter coragem para sair

da zona de conforto. No mercado de móveis,

essa realidade não é diferente. Com o intuito

de plantar a semente da inovação, o especialista do Senai, Augusto

Crespi, criou um workshop intitulado: Inovação pra quê?

– Novas soluções aplicadas ao setor moveleiro e o apresentou

durante a Fimma Brasil 2019 (Feira Internacional de Máquinas,

Matérias-Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira), uma

das maiores feiras da indústria moveleira nacional. Em entrevista

à REFERÊNCIA INDUSTRIAL, ele contou sobre a iniciativa e

deu seu olhar sob o atual panorama do setor. Confira:

ENTREVISTA

B

eating the odds and seeking to renew one’s methods

is the key in any industry. For that, one must have the

courage to get out of one’s comfort zone. In the furniture

market, this reality is no different. To plant the seed

of innovation, Augusto Crespi, Specialist from Senai,

created a workshop entitled Innovation Why? – new solutions

applied to the Furniture Sector and introduced during the Fimma

Brasil 2019 (International Trade Fair for Machinery, Raw Materials,

and Accessories for the Furniture Industry), one of the largest fairs

for the Brazilian furniture industry. In an interview with REFERÊNCIA

Industrial, he told us about the initiative and gave us his views on

the current panorama for the Sector. Check it out:

Foto: Deise Laura Fotografia

AUGUSTO CRESPI

FORMAÇÃO PROFISSIONAL: ESPECIALISTA EM GESTÃO DE

PROJETOS PELA UNIVERSIDADE DO VALE DOS SINOS COM

ÊNFASE EM PROJETOS DE DESIGN, É GRADUADO EM DESIGN

PELA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL

CARGO: ANALISTA DE SERVIÇOS TÉCNICOS E

TECNOLÓGICOS NO INSTITUTO SENAI DE TECNOLOGIA EM

MADEIRA E MOBILIÁRIO DE BENTO GONÇALVES (RS)

PROFESSIONAL EDUCATION: SPECIALTY IN PROJECT MANAGEMENT, UNIVERSITY

DO VALE DOS SINOS WITH EMPHASIS ON DESIGN PROJECTS, BA IN DESIGN,

UNIVERSITY DE CAXIAS DO SUL

FUNCTION: TECHNICAL AND TECHNOLOGICAL SERVICES ANALYST AT SENAI

INSTITUTE OF TECHNOLOGY IN WOOD AND FURNITURE, BENTO GONÇALVES (RS)

24 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


MAIO 2019 25


26 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


MAIO 2019 27


28 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


1 1 - 1 3 D E S E T E M B R O D E 2 0 1 9

E X P O B A R I G U I - C U R I T I B A ( P R )

LIGNUM LATIN AMERICA THE MOST IN-DEPTH EVENT IN

THE TIMBER PRODUCTION CHAIN

September 11 th to 13 th , 2019, Expo Barigui (Curitiba - PR - Brazil)

ORGANIZAÇÃO | ORGANIZER:


COLUNA ABIMCI

REPRESENTAÇÃO

INTERNACIONAL

SABEMOS QUE APENAS BOA VONTADE E EXPECTATIVAS POSITIVAS NÃO SÃO SUFICIENTES

PARA QUE UMA EMPRESA ATUE NO MERCADO EXTERNO

Paulo Pupo

Superintendente da Associação

Brasileira da Indústria de Madeira

Processada Mecanicamente

Contato: abimci@abimci.com.br

AINDA NO MÊS DE MARÇO,

A ABIMCI REALIZOU MISSÃO

COM REPRESENTANTES DAS EMPRESAS

FABRICANTES DE PORTAS QUE FAZEM

PARTE DO PROGRAMA SETORIAL DA

QUALIDADE DE PORTAS DE MADEIRA

PARA EDIFICAÇÕES (PSQ-PME) PARA A

MADE EXPO, NA ITÁLIA

U

ma das frentes mais fortes do trabalho da

Abimci é a representação internacional do

setor de madeira processada mecanicamente.

A credibilidade conquistada ao longo

das mais de quatro décadas de atuação da

entidade tem garantido voz às indústrias brasileiras, de

forma a promover técnica, política e comercialmente as

empresas associadas, com o objetivo de contribuir para a

sustentabilidade dos negócios.

Em recente participação no evento promovido pela

federação que reúne importadores alemães de compensado,

por exemplo, a Abimci foi a única entidade estrangeira

convidada a participar do encontro. Um espaço conquistado

pela entidade, que permitiu à Associação apresentar

a mais de 100 importadores daquele importante mercado,

o cenário madeireiro brasileiro, as perspectivas de futuro

em relação a suprimento, as certificações de qualidade e

de origem da madeira, bem como abordagens sobre o

cenário político e econômico do país. Foi ainda uma oportunidade

para termos acesso às informações do mercado

alemão e europeu e do comportamento dos volumes produzidos

e consumidos pelo bloco europeu.

Ainda no mês de março, a Abimci realizou missão com

Foto: divulgação

representantes das empresas fabricantes de portas que

fazem parte do PSQ-PME (Programa Setorial da Qualidade

de Portas de Madeira para Edificações) para a Made Expo,

na Itália. A feira voltada aos setores da arquitetura e da

indústria da construção apresentou soluções e inovações

de fabricantes e fornecedores, além das tendências dos

mercados da Europa.

Outra ação relevante que contou, mais uma vez, com a

participação da Abimci foi a participação em evento promovido

pelo departamento comercial do consulado dos

Estados Unidos, o Workshop Select USA, com conteúdos

e oportunidades de internacionalização dos negócios e

identificação de sinergias entre a oferta e demanda com o

mercado norte-americano.

Reforçando ainda a agenda internacional do primeiro

semestre, a Abimci está a frente, em parceria com o Centro

Internacional de Negócios da Fiep, da missão técnica

para a feira Ligna, em Hannover, na Alemanha, em maio.

A exposição é considerada a mais importante em nível

mundial para o segmento florestal e madeireiro, com apresentação

de toda a tecnologia para a indústria da madeira

e de móveis e o mais completo programa de máquinas e

ferramentas e suas inovações, lançamentos e padrões de

produção. Também é possível conhecer durante a feira

todas as etapas da criação de valor do processamento e

do beneficiamento da madeira, desde técnicas florestais,

passando pelo beneficiamento em serrarias e na indústria

de derivados de madeira e de aproveitamento energético.

A programação da missão também incluirá visitas técnicas

a indústrias e empresas da região para troca de experiências,

conhecimento e acesso a tecnologias e sistemas

produtivos. Na delegação, empresários e profissionais de

empresas de praticamente todos os segmentos madeireiros.

Mais uma importante ação promovida pela Associação,

que consolida a atuação da entidade como um

agente transformador e gerador de oportunidades para as

empresas associadas.

Sabemos que apenas boa vontade e expectativas positivas

não são suficientes para que uma empresa atue no

mercado externo. Internacionalizar parte ou a totalidade

de seu faturamento certamente precisa ser uma ação planejada

e estruturada. É preciso estar preparado e ter planejamento

em várias linhas e ações, tanto produtiva, mercadológicas,

fiscais e logísticas para ir além das fronteiras

brasileiras e ser competitivo nos mercados de destinos.

Assim, valorizar o trabalho e a dedicação das indústrias

que encaram esse desafio, e dar o melhor suporte possível

para ações no mercado internacional faz parte da missão

da Abimci para com as empresas associadas.

30 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


QUALIDADE

E EFICIÊNCIA

FORNOS E ESTUFAS

EQUIPAMENTO PARA

TRATAMENTO FITOSSANITÁRIO

ESTUFAS PARA SECAGEM

E TRATAMENTO DE MADEIRA

(41) 3562-0016

Taió - Santa Catarina

Rua Rui Barbosa, 260, Centro

vendas@contraco.com.br

www.contraco.com.br


PRINCIPAL

QUALIDADE

RECONHECIDA

Fotos: divulgação

HÁ MAIS DE 30 ANOS

NO MERCADO, EMPRESA

CATARINENSE BUSCOU

SE REINVENTAR PARA

CONQUISTAR O

MERCADO INDUSTRIAL

BRASILEIRO

32 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


RECOGNIZED

FOR QUALITY

FOR MORE THAN 30 YEARS IN THE

MARKET, A COMPANY IN THE STATE

OF SANTA CATARINA HAS SOUGHT

TO REINVENT ITSELF TO CONQUER

THE BRAZILIAN INDUSTRIAL MARKET

MAIO 2019 33


PRINCIPAL

E

m uma economia instável como a brasileira,

empresários precisam estar constantemente

em alerta, atendendo necessidades do

mercado e as características de diversos

grupos de clientes. Buscar inovar e se

reinventar em um cenário assim nem sempre é fácil –

muitas empresas falham e ficam pelo caminho. Esse

não é o exemplo da Contraco, companhia catarinense

localizada na cidade de Taió, Alto Vale do Itajai, área

central do Estado.

Fundada em 1986, ela surgiu primeiramente como

uma oficina para gerenciar conserto de tratores e colheitadeiras.

Dois anos depois, porém, se tornou uma

produtora de máquinas e equipamentos industriais,

após ser comprada por Natalino Bonin e familiares.

“Nessa época fazíamos ventiladores para criação

de frango, da Perdigão, e também outra linha de estufas

de secagem de fumo para a Souza Cruz. Esse

momento foi decisivo para o sucesso da Contraco e,

a partir disso, começamos a trabalhar com madeira e

surgiu o secador de madeira”, explica o proprietário,

lembrando que a partir de um simples ventilador a

companhia começou a produzir secadores de madeira.

ESTRUTURA

A Contraco conta com 35 colaboradores e um

terreno industrial no Centro de Taió. “Já estamos com

projetos para a expansão da empresa, que deverá

acontecer em breve, inclusive já possuímos um terreno

para o novo parque industrial”, conta Natalino.

Com a atual estrutura, a empresa atende duas

linhas distintas de consumidores; madeira com secadores

e sistemas de exaustão, enquanto na outra atende

I

n a shaky economy, such as that in Brazil, entrepreneurs

need to be constantly on alert,

taking into account market requirements and

the characteristics of various customer groups.

Searching to innovate and reinvent oneself

in a scenario like this is not always easy – many companies

have closed their doors or are on their way

to doing so. This is not the example of Contraco, a

company from the State of Santa Catarina, located in

the municipality of Taió, in the Alto Vale do Itajai, the

central area of the State.

Founded in 1986, it appeared first as a workshop

to handle tractor and harvester repairs. However, two

years later, it became a producer of industrial machinery

and equipment, after being bought by Natalino

Bonin and family.

“At that time, we made ventilating fans for the

Perdigão chicken feeding operation and also another

line of tobacco drying kilns for Souza Cruz. This

moment was decisive in the success of Contraco and,

from that, we started working with wood and wood

dryers,” says the owner, remembering that from a

simple fan, the company began to produce kilns for

drying wood.

STRUCTURE

Contraco has 35 employees and industrial land in

the city center of the Municipality of Taió. “We have

plans for the Company’s expansion, which should

take place soon, and already have the land for a new

industrial park,” says Natalino.

With the current structure, the Company serves

two distinct lines of consumers; wood, with dryers and

34 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


MAIO 2019 35


36 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


MAIO 2019 37


CONSTRUÇÃO CIVIL

38 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


PASSADO,

PRESENTE

E FUTURO

Fotos: divulgação

A AMPLIAÇÃO DO USO DA

MADEIRA NA PAISAGEM URBANA

ESTÁ LIGADA AO MERCADO DE

CONSTRUÇÃO CIVIL

MAIO 2019 39


CONSTRUÇÃO CIVIL

Amadeira é usada na construção civil

há milhares de anos e ainda é um dos

materiais mais utilizados no setor. Certas

propriedades, porém, podem ser

complexas em termos de uso para a

construção, mas, apesar disso, os profissionais têm

aproveitado com sucesso esse recurso para construir

uma variedade de estruturas: de casas a barcos e

outros abrigos, bem como móveis e decoração, a indústria

da construção explora o potencial da madeira

ao máximo.

Construir com madeira é sinônimo de segurança,

rapidez, economia e sustentabilidade. Com o mercado

da construção civil respondendo cada vez mais

positivamente para o uso da madeira, o material está

ganhando espaço e trazendo resultados em um mercado

que deverá aumentar cada vez mais: estimativas

apontam que o número de construções deverá crescer

globalmente em 85% até 2030.

AO REDOR DO MUNDO

Com o objetivo de apoiar e acelerar o uso da madeira

na construção nos países nórdicos, o relatório

“Madeira em construção - 25 casos de boas práticas”

foi publicado pelo Secretariado Nórdico Madeira na

Construção, uma iniciativa encomendada pelo Governo

Sueco e pelo Conselho Nórdico de Ministros,

organizada pelo EIT Climate-KIC.

“Embora os benefícios do uso de madeira na

construção sejam abundantes, ainda precisamos perceber

o potencial total do uso da madeira em toda

a cadeia de valor. Embora seja uma boa notícia que

haja mais benefícios sociais, econômicos e ambientais

a serem percebidos, isso também significa que ainda

temos trabalho pela frente para compreender plenamente

o potencial do uso de materiais renováveis

na construção”, destaca Anders Vestergaard Jensen,

Gerente de Projetos na EIT Climate-KIC.

Um dos benefícios é a segurança nas construções:

40 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


PICADORES E MÁQUINAS

PARA SERRARIAS

CONHEÇA OUTROS PRODUTOS

DA NOSSA LINHA

Descascador de toras

Carro porta toras

Serra fita

Serra circular

Destopador

Ventilador de alumínio

para estufa de secagem

www.metalcava.com.br

vendas@metalcava.com.br

Rua Paulo Alves do Nascimento, S/N

Pioneiros- Lontras/SC

(47) 3523-9999

MAIO 2019 41


42 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


Recobridora de perfis et-MCD dIAMOND

• Equipamento utilizado para recobrimento/laminação de perfis com as

mais diversas geometrias e substratos (Madeira, MDF, MDP dentre outros).

• Esse equipamento está configurado para revestir perfis com PVC, PET,

papel melamínico, couro, tecido, madeira bobinada, dentre outros

materiais bobinados, além de lâminas de madeira.

Equipamentos aptos

para trabalhar com

adesivos PUR, PO E EVA.

LAMINADORA DE portas

e chapaS cOMPACTAs

et-lrc diamond

Rua Frederico Kuerten, 800 | Braço do Norte | SC | Brasil

+ 55 48 3658-8008

+ 55 48 3658-2818

+ 55 48 3658-2834

MAIO 2019 43


MARCENARIA

44 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


MARCENARIA

4.0

COM A QUARTA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL BATENDO À PORTA, UMA

DAS PROFISSÕES MAIS ANTIGAS DO MUNDO PRECISA SE RENOVAR

PARA CONTINUAR CRESCENDO

Fotos: divulgação

MAIO 2019 45


MARCENARIA

ESSES LOCAIS DE TRABALHO EFICIENTES E

INTELIGENTES IRÃO PRIORIZAR O FUNCIONÁRIO

E A AUTOMAÇÃO DE FUNÇÕES, DE FORMA QUE

SERES HUMANOS, MÁQUINAS E PRODUTOS SE

COMUNIQUEM ENTRE SI DE FORMA NATURAL

E

m 2018, o Ministério da Indústria, Comércio

Exterior e Serviços brasileiro estimou que

a indústria 4.0 poderá impactar em 28% no

PIB (Produto Interno Bruto) até o ano de

2030. Esse termo é utilizado para designar a

integração de diversos tipos de tecnologias no processo

produtivo.

Assim como todos os setores da indústria, a marcenaria

também tem acompanhado de perto essa nova revolução.

Mas esse é um trabalho árduo, que exige uma

personalização da cadeia produtiva. As empresas que

não conseguirem oferecer níveis crescentes de personalização

exigidos pelos consumidores, acabam arriscando

perder receita e a fidelização de clientes. Mas o que é a

indústria 4.0 e como ela pode impactar o mercado brasileiro?

INDÚSTRIA 4.0

Surgido na Alemanha, o conceito diz respeito a uma

série de tecnologias digitais que já estão transformando

o setor. Após as três primeiras revoluções industriais,

vivemos uma realidade de conectividade constante:

smartphones, tablets, computadores no chão de fábrica,

carros e casas inteligentes. Não demorou muito para

que a moda entrasse na indústria madeireira.

Um relatório sobre o mercado global de máquinas

para marcenaria elaborado pela Technavio, empresa de

análise de tendências na indústria, fornece uma análise

das tendências mais importantes que deverão impactar

as perspectivas do mercado a partir de 2017-2021.

Segundo o levantamento, as três principais tendências

emergentes que impulsionam o mercado global de

marcenaria são automação em máquinas para trabalhar

madeira, aumento na demanda por casas de madeira

pré-fabricadas e máquinas de carpintaria robóticas.

O relatório aponta ainda que o mercado global de

máquinas para marcenaria deve alcançar US $ 4.414 bilhões

até 2021. O crescimento deverá ser impulsionado

por um aumento na demanda por produtos de madeira

de engenharia e móveis de madeira.

“As necessidades dos consumidores estão evoluindo

com a mudança de estilos de vida e aumentando a con-

A INDÚSTRIA 4.0 PODERÁ

IMPACTAR EM 28% NO PIB

(PRODUTO INTERNO BRUTO) ATÉ O

ANO DE 2030

46 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


Empresa nacional com tecnologia de ponta e Know-how de 41 anos na

fabricação de equipamentos para a indústria madeireira.

Para comprovar que confiamos na qualidade de nossos equipamentos,

estamos estendendo nossa garantia por até 5 anos

DESTOPADOR PNEUMÁTICO COM POSICIONADOR ELETRÔNICO

EQUIPAMENTO PARA CORTE TRANSVERSAL EM TÁBUAS E TOCOS DE MADEIRA

As medidas determinadas para o corte podem ser programadas diretamente em sua tela ou via rede.

Tem programação fácil e linguagem amigável. Devido a sua grande flexibilidade, é possível a

programação de até 54 CORTES COM MEDIDAS DIFERENTES na mesma tábua. Também há a

possibilidade de OTIMIZAR os cortes para MELHOR APROVEITAMENTO da madeira e MENOR

*ESTENDIDA

SOBRA possível. Sua produção é equivalente à de 4 DESTOPADORES convencionais, até 60 m³ por

turno, com a utilização de METADE da mão de obra e com apenas 1 MOTOR e 1 SERRA.

Mais de 120 MÁQUINAS TRABALHANDO, algumas há mais de 10 ANOS com três turnos diários nas maiores indústrias de pallets e estofados do Brasil.

NÃO ARRISQUE OS DEDOS DOS SEUS FUNCIONÁRIOS, O ROTTSTOP SE ARRISCA POR ELES

Rua Manoel David, 76 | Jd. N. Sra. de Fátima | Limeira / SP | CEP: 13.482-374 | (19) 3441-2887 | rotteng@rotteng.com.br | www.rotteng.com.br

MAIO 2019

47


ECONOMIA

48 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


RECUPERANDO

O RUMO

Fotos: divulgação

EXPECTATIVA

PARA 2019 É DE

CRESCIMENTO NA

ORDEM DE 2,5% NO

SETOR INDUSTRIAL

MAIO 2019 49


ECONOMIA

O

setor industrial brasileiro passa por

um período de recuperação da crise

econômica que assolou o país. Em

2017, o segmento avançou 1%; em

2018, o crescimento foi de 1,1%,

marcando dois anos consecutivos de expansão

após três anos de queda, segundo dados do Ibge

(Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Para

2019, as expectativas são positivas: o novo governo

pretende trazer novas perspectivas de mercado e

causa otimismo no setor industrial e madeireiro.

“Devemos ter uma perspectiva diferente para

a economia, tanto que a confiança do empresário

está mais positiva do que a apresentada em 2018.

Inclusive, medimos o índice de expectativa do empresário

e, na última aferição feita, ela subiu quase

10%.”, indica Marcio Guerra Amorim, gerente de

estudos e prospectiva da CNI (Confederação Nacional

da Indústria), ao portal A Voz da Indústria.

A expectativa para 2019 é de crescimento na

ordem de 2,5% no setor industrial - mais um passo

em direção à recuperação. Os mercados ligados ao

consumo devem se recuperar primeiro, segundo

estimativas - entre eles, as indústrias de alimentos,

têxtil, máquinas, automotivo. Ao mesmo tempo,

há expectativa de retomada da construção civil

em 2019, que deverá acarretar em crescimento do

setor.

“Acredito que os setores que têm mais intensidade

tecnológica vão continuar crescendo, mas

eles só irão ganhar mais relevância ao longo do

tempo. Além disso, a não ser que sejamos surpreendidos

por uma política industrial bastante

inovadora, que injete ânimo nos setores com mais

intensidade tecnológica, a geração de emprego,

renda e a de consumo devem ser os pontos mais

impactados e de maior crescimento”, comenta

Amorim.

50 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


Há 73 anos parceira

do setor madeireiro

TECNOLOGIA • PRODUTIVIDADE • ECONOMIA

Plaina Moldureira

PMO 240 e PMO-320

Versões: 4, 5, 6,7 e 8 eixos

www.omil.com.br vendas@omil.com.br 47 3357 8300 47 9 9168 4011

MAIO 2019 51


52 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


www.impactomaquinas.com.br

GRADEADOR DE TÁBUAS

DESGRADEADOR DE TÁBUAS

ENFARDADORA DE TÁBUAS

CILINDRADOR DE TORAS

EMPACOTADORA DE TÁBUAS

SOLUÇÕES

TECNOLÓGICAS

Rua das Cerejeiras, 261 - Lages-SC

Fone: (49) 3021 2885 (49) 9 9816 6956 contato@impactomaquinas.com.br

MAIO 2019 53


MADEIRA TRATADA

REFORMA

SUSTENTÁVEL

Fotos: divulgação

COM O OBJETIVO DE TRAZER A INICIATIVA

PRIVADA PARA A GESTÃO PÚBLICA, PREFEITURA

DO INTERIOR DE SÃO PAULO UTILIZOU MADEIRA

TRATADA NA REFORMA DE TRADICIONAL PONTE

DO MUNICÍPIO

54 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


D

esde o começo de março deste ano, a

prefeitura de Rio Claro (SP), a 173 km

(quilômetros) da capital São Paulo, está

em tratativas para a reforma de uma importante

ponte da região sul da cidade.

Localizada no bairro Jardim Novo, a estrutura contou

com melhorias nos últimos meses e está prestes a ser

inaugurada.

O prefeito João Teixeira Junior anunciou mais

projetos para a região, durante visita ao local, junto

com o vereador Júlio Lopes e o secretário municipal

de Obras, Paulo Roberto de Lima.

MAIO 2019 55


56 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


MAIO 2019 57


ARTIGO

GERAÇÃO DE

RESÍDUOS DE MADEIRA

E DERIVADOS DA

INDÚSTRIA MOVELEIRA

EM FUNÇÃO DAS

VARIÁVEIS DE

PRODUÇÃO

Fotos: divulgação

ÉVERTON HILLIG

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL

VANIA ELISABETE

SCHNEIDER

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL

ELOIDE TERESA

PAVONI

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL

RESUMO

O

s processos produtivos da cadeia

madeira-móveis geram quantidades

significativas de resíduos de madeira,

os quais nem sempre têm uma destinação

correta. O potencial de aproveitamento

destes resíduos é significativo, quer seja

como matéria-prima secundária, quer seja pelo seu

potencial energético. O gerenciamento dos resíduos

é um dos desafios à gestão e ao desempenho

ambiental das empresas. Neste trabalho, utilizou-se

a análise multivariada, com extração de componentes

principais, para analisar os carregamentos

de cada variável original e identificar as principais

variáveis que apresentam similaridades em relação

à geração de resíduos. As variáveis de produção

58 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


consideradas foram: quantidade de matéria-prima

consumida, número de colaboradores, número de

máquinas, consumo de energia e consumo de água.

Por meio de regressão linear, utilizando o método

stepwise, foram obtidas as equações de estimativa

dos resíduos em função das variáveis de produção

originais, resultando na quantidade de resíduo gerado

por classe de matéria-prima, para determinada

empresa ou determinado município pesquisado. A

estimativa de geração foi aplicada ao Pólo Moveleiro

da serra gaúcha, no Rio Grande do Sul.

INTRODUÇÃO

A cadeia produtiva madeira-móveis gera uma

significativa quantidade de resíduos de madeira

que, embora muitas vezes seja aproveitada para

alguns fins específicos, pode se constituir num problema

de gestão ambiental das empresas. Embora

a maior perda de madeira na forma de resíduo ocorra

em seu processamento primário, nas indústrias

de móveis podem ocorrer perdas nas operações de

corte e de acabamento.

Segundo Moraes (2002), a indústria de móveis

pode ser segmentada em função da matéria-prima

que utiliza ou do uso final dos móveis que produz.

Como existem diferentes tipos de matérias-primas

à base de madeira utilizadas na fabricação de diferentes

tipos de móveis, as empresas moveleiras

apresentam diferentes características e produzem

diferentes resíduos de madeira e de seus derivados.

MAIO 2019 59


60 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


MAIO 2019 61


62 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


MAIO 2019 63


AGENDA

AGENDA

2019

MAIO

27 A 31

LIGNA HANNOVER

HANNOVER (ALEMANHA)

WWW.LIGNA.DE/HOME

JULHO

2 A 6

FITECMA ARGENTINA

BUENOS AIRES (ARGENTINA)

HTTP://FERIA.FITECMA.COM.AR

JULHO

17 A 20

AWFS FAIR

LAS VEGAS (ESTADOS UNIDOS)

WWW.AWFSFAIR.ORG

AGOSTO

14 A 17

TECNO MUEBLE

INTERNACIONAL

GUADALAJARA (MÉXICO)

WWW.TECNOMUEBLE.COM.MX/

FEISTOCK - FEIRA DE MÓVEIS E DECORAÇÃO

6 A 9 DE JUNHO

SÃO BENTO DO SUL (SC)

WWW.FEISTOCK.COM.BR

A FEISTOCK ACONTECE DUAS VEZES POR ANO, NOS MESES DE JUNHO E NOVEMBRO. A

FEIRA É CONSIDERADA UM EVENTO ESSENCIAL PARA A REGIÃO, AFINAL A RECONHECE

COMO UM IMPORTANTE POLO DE FABRICAÇÃO DE MÓVEIS DIFERENCIADOS E DE

ALTA QUALIDADE, ALÉM DE TER UMA FORTE ATUAÇÃO NO SETOR DE TURISMO DE SÃO

BENTO DO SUL E DE TODO O NORTE CATARINENSE: TRAZER AO PAVILHÃO UM PÚBLICO

CONSUMIDOR E FORMADOR DE OPINIÃO, PARA LEVAR O NOME DA CIDADE A TODOS OS

CANTOS DO BRASIL, DESTACANDO O ATENDIMENTO E AMBIENTE ACOLHEDOR, SÃO OS

PRINCIPAIS OBJETIVOS DA FEISTOCK.

AGOSTO

19 A 22

MERCOMÓVEIS

CHAPECÓ (SANTA CATARINA)

WWW.MERCOMOVEIS.COM.BR

SETEMBRO

11 A 13

LIGNUM BRASIL

CURITIBA (PARANÁ)

HTTP://LIGNUMBRASIL.COM.BR

OUTUBRO

8 A 10

THE BUILD SHOW | UK

CONSTRUCTION WEEK

BIRMINGHAM (INGLATERRA)

WWW.UKCONSTRUCTIONWEEK.

COM/BUILD-SHOW

OUTUBRO

29 A 1/11

WOOD TEC

BRNO (REPÚBLICA TCHECA)

WWW.BVV.CZ/EN/WOOD-TEC

64 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


Os conteúdos de nossas revistas

vão além da primeira impressão

Compartilhe você também

do Mundo REFERÊNCIA

Anuncie já!

(41) 3333 1023 • comercial@revistareferencia.com.br


ESPAÇO ABERTO

FORMAÇÃO

PARA SEGURANÇA

O

abril verde, instituído no Brasil como

mês de conscientização para redução

dos acidentes e doenças do trabalho,

é um período em que são realizadas

várias campanhas e movimentos para

conscientizar sobre a importância da saúde e segurança

do trabalho.

Como parte das iniciativas que compreendem

esta época, estudantes dos cursos técnicos de Segurança

do Trabalho, Mecatrônica e Mecânica do

Tecpuc tiveram a oportunidade de participar de

uma palestra sobre a NR12, norma regulamentadora

do Ministério do Trabalho (atual Secretaria do Trabalho

do Ministério da Economia).

De acordo com informações do anuário estatístico

de acidentes da então Secretaria da Previdência

(2017), no Brasil, a cada quatro horas morre um

trabalhador vítima de acidente de trabalho e a cada

48 segundos um trabalhador sofre um acidente.

Estima-se também que o país perde anualmente

4% do seu PIB (Produto Interno Bruto) com gastos

relacionados com acidentes do trabalho. Verificou-

-se que o principal agente causador são máquinas

e equipamentos, por isso a preocupação em fazer

com que as empresas cumpram com os requisitos

da NR 12.

O item 12.1 da NR12, por exemplo, estabelece

SEGURANÇA PASSA NÃO

SOMENTE PELA

APLICAÇÃO DOS REQUISITOS DA

NR 12, MAS TAMBÉM NA

APLICAÇÃO DE CONHECIMENTOS

TÉCNICOS ESPECÍFICOS RETIRADOS

DE NORMAS NACIONAIS E

INTERNACIONAIS

POR

RAFAEL DE

MELLO E SILVA

ENGENHEIRO

AGRÔNOMO E

PROFESSOR DOS

CURSOS DO TECPUC

DA PONTIFÍCIA

UNIVERSIDADE

CATÓLICA DO

PARANÁ

requisitos mínimos para a prevenção de acidentes

e doenças do trabalho nas fases de projeto e utilização

de máquinas e equipamentos, e ainda à sua

fabricação, importação, comercialização, exposição

e cessão a qualquer título, em todas as atividades

econômicas. Ou seja, a NR12 infelizmente não consegue

atender com requisitos específicos para que

100% das máquinas sejam fabricadas ou adequadas

para que funcionem plenamente de forma segura, já

que a norma pode ser aplicada desde uma simples

betoneira na construção civil até às grandes prensas

de estamparia da indústria metal mecânica.

Segurança passa não somente pela aplicação

dos requisitos da NR 12, mas também na aplicação

de conhecimentos técnicos específicos retirados de

normas nacionais e internacionais. Proteção de máquinas

e equipamentos começa com uma análise de

riscos bem elaborada e será esta análise que determinará

quais as proteções necessárias e categorias

de risco aplicadas às máquinas e equipamentos.

Vale ressaltar que somente empresas e profissionais

qualificados devem fazer as intervenções

necessárias em máquinas e equipamentos, afinal é

necessário conhecimento técnico para instalação

correta dos dispositivos de proteção. Não basta somente

conhecer e aplicar a NR12: muitas vezes uma

intervenção realizada de maneira inadequada poderá

criar uma falsa sensação de segurança.

Foto: divulgação

66 referenciaindustrial.com.br MAIO 2019


PORTA TORAS

PNEUMÁTICO

CPA-800

São José dos Pinhais

+ ++

rápido

preciso

inteligente

OPCIONAIS:

VIRADOR INCORPORADO

TOMBADOR DE BLOCOS

BRAÇOS APARADORES

50 anos

Máquinas

Águia

Av. Rui Barbosa, 3880 – Afonso Pena - São José dos Pinhais – PR

+55 (41) 3382-3100 | aguia@maquinasaguia.com.br

www.maquinasaguia.com.br

More magazines by this user
Similar magazines