edição de 27 de maio de 2019

boccatto

de maneiras relevantes e o Kond

é essa pessoa. Até agora ele tem

nos ajudado nesse reposicionamento

da marca, desde uma

nova garrafa até a forma do que

estamos fazendo nas redes sociais.

A ideia é que nos próximos

meses, quem sabe anos, a gente

continue com essa cocriação de

conteúdo para a marca, seja para

deo, TV ou outras parcerias em

que queremos que ele nos ajude

a ter esse olhar para o conteúdo.

Ainda sobre reposicionamento, em

abril Chivas patrocinou a Festa Surreal,

trouxe o Chivas Blend Experience

ao Brasil e tem trabalhando

com influenciadores digitais. Há

alguma possibilidade da próxima

embaixadora da marca ser uma

pessoa também mais jovem, uma

artista mulher, um nome como o da

Anitta, por exemplo?

Sem dúvida. Chivas começa

nesse caminho, não digo de rejuvenescimento,

mas de maior

conexão com o público. É uma

marca icônica, com nível alto de

awareness, considerada de muita

qualidade e o desafio é que as

pessoas acham que essa qualidade

é tão alta, que não é para elas,

que é muito distante, quase que

inalcançável. A nossa missão é

tornar a marca Chivas mais próxima

e tangível e aumentar essa

conexão com as pessoas. Começamos

com essa plataforma

do Blend, desconstruindo um

pouco o discurso de sucesso que

a categoria de uísque como um

todo trabalha. Mas, no meu ponto

de vista, trabalha de maneira

estereotipada, então a gente precisa

quebrar um pouco esse discurso

antigo do que é o sucesso,

que pode ser uma pessoa jovem,

uma mulher diferente, em uma

posição de poder, ou posição de

artista. É realmente uma nova

forma de olhar a categoria de

uísque, essa nova forma de olhar

o sucesso, e com isso conseguir

trazer Chivas mais para próximo

das pessoas. Óbvio que mantendo

os atributos de qualidade da

marca, que fazem de Chivas ser

a grande marca que é.

E vocês devem lançar até o início

do segundo semestre o Chivas 15 no

Brasil. Para este lançamento você

acha que teria esse nome forte de

uma mulher, jovem e artista?

“consumidor

busca

qualidade e

experiência

com as

marcas”

Divulgação

Sem dúvida até junho a gente

vai fazer grandes anúncios para

a marca, seja um novo embaixador

ou embaixadora. Chivas

15 vem coroar isso e, em breve

também devemos lançar uma

campanha em cima desse sucesso

com o blend, é uma nova

forma de a gente se comunicar

aqui no Brasil. Um grande

desafio que a gente tinha era

como conseguir tropicalizar

essa mensagem de Chivas, que é

uma marca global. Então, para o

segundo semestre, a gente deve

continuar isso com uma nova

campanha e ainda tendo este

longo efeito do Chivas 15 para

coroar tudo isso.

A Pernod já disse anteriormente

que não mantém investimentos de

marketing e comunicação nas cachaças

São Francisco e Janeiro. Por

quê?

Hoje a gente vê as cachaças

como um segmento muito pulverizado,

muito focado em distribuição

e o que a gente avalia

é que existem outros projetos

e prioridades para a empresa.

Focamos em outras categorias

que não a cachaça, que pode ser

interessante para outras empresas

por diferentes razões, mas

para a gente não é um investimento

atrativo frente às outras

categorias.

“Foi um

superacerto

trazermos

o Kond para

perto da

gente”

Em janeiro houve uma edição especial

de Jameson Caskmates em Portugal

em parceria com uma cervejaria

local. Há planos de aproximação

da Pernod com cervejarias artesanais?

Sim, acabamos de lançar o

Caskmates no Brasil e a gente

quer aproveitar esse boom das

cervejarias artesanais para fazer

essa aproximação com essas cervejas.

Uma das estratégias que a

gente tem é fazer parcerias, participar

de eventos de cervejas artesanais,

fazer promoções.

Além de Chivas 15, algum outro lançamento

previsto em white spirits

para 2019?

Hoje o que podemos anunciar

é Chivas 15, mas devem vir algumas

novidades, que ainda não

podemos comunicar.

jornal propmark - 27 de maio de 2019 47

More magazines by this user
Similar magazines